A importância do afeto

Muitas vezes, não damos a devida importância para o contato físico com as pessoas que amamos. Acabamos por desvalorizar a necessidade do contato físico, reduzindo a nossa interação com os outros ao contato visual e verbal. Deixando um pouco de lado e não se beneficiando do conforto que o este contato proporciona.

Vivemos numa sociedade que tem a necessidade de demarcar e proteger os limites pessoais, isso motiva a redução do contato físico, ficando só o que é socialmente aceito.

Existem diversos estudos sobre a importância do afeto para o desenvolvimento físico e emocional dos bebês e crianças. Muitas dessas pesquisas comprovaram a importância do afeto para que as crianças cresçam e se desenvolvam de maneira saudável.

Entretanto esse contato físico também é importante no decorrer da vida de qualquer pessoa, pois este contato permite que a pessoa desenvolva o comportamento social favorável.

O comportamento social favorável é uma conduta que leva as pessoas a participarem de práticas de confiança e cooperação que ajudam na sobrevivência do grupo social.

Um hábito bem comum em nossa sociedade é o de demonstrar afeto por meio da comida. Quantas vezes não oferecemos um doce para quem amamos, ou preparamos aquela refeição especial para os nossos entes queridos. Este costume está presente em nossa existência desde o começo de nossas vidas, um vínculo que tem início no momento em que a mãe amamenta o bebê e vai crescendo no decorrer de nossa jornada.

Este vínculo afetivo que desenvolvemos com a comida pode trazer conforto, mas também pode ser muito prejudicial a nossa saúde a partir do momento em que, por falta de afeto, substituímos o afeto por comida, o que pode levar a obesidade.

Para o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho da Clínica Similia, o afeto é fundamental para a saúde de todos. Porém, como a mulher manifesta mais seus sentimentos, bem como as crianças, o afeto acaba sendo mais ligados a estes dois grupos. Contudo, os homens também precisam de afeto, talvez por eles possuírem dificuldades de expressar seus sentimentos precisem bem mais de carinho e conforto. Enfim todos precisamos do afeto para termos uma vida mais saudável.

O Dr. Ariovaldo afirma ainda que para os homens o afeto está mais ligado ao reconhecimento, no trabalho e da família, pois as pessoas precisam sentir-se amadas para ter uma vida melhor.

Os idosos também precisam de afeto e carinho, o amor e o respeito daqueles que os cercam pode melhorar a qualidade de vida, mesmo daqueles que estão acamados. Outra pessoa que precisa de atenção é o familiar responsável pelos cuidados desses idosos enfermos, pois muitos acabam sentindo-se esgotados, nestes casos os apoios de um psicólogo se faz necessário.

A intimidade física com o companheiro e o afeto com outros membros da família e amigos também deve ser cultivado. É preciso expressar os nossos sentimentos para quem amamos, demonstrando o quanto eles são importantes em nossas vidas, os homens, principalmente, tem a necessidade desse tipo de demonstração.

São muitos os benefícios do contato físico em nossas vidas, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe essa matéria que destaca a importância do afeto.

Para saber mais sobre este assunto acesse: https://goo.gl/Q0v9yD

 

TAGS: Afeto, Contato físico, Saúde, Família

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *