Volta às aulas ainda não é uma boa opção

Antes do início do isolamento social determinado como medida emergencial para conter a evolução do COVID-19, as escolas já haviam suspendido as atividades. Logo as crianças foram o primeiro grupo impactado pelas medidas que visam conter o avanço do COVID-19. Agora o que entra em discussão é o retorno das aulas presenciais.

Desde que foi decretado estado de pandemia por causa do novo coronavírus as aulas passaram a ser online. Sendo que a primeira previsão do retorno das aulas no estado de São Paulo era 8 de setembro. Entretanto, o Governo adiou o retorno para 7 de outubro, depois de críticas de diversos órgãos da sociedade e pais. Além disso, receosos com relação à saúde de seus filhos, muitos responsáveis sinalizaram que não pretendem enviar as crianças para escola tão cedo.

Ainda que as aulas online tenham seus problemas, com diversos alunos não tendo acesso aos conteúdos por falta de estrutura adequada. Diversos especialistas criticam a volta das aulas presenciais, já que isso poderia expor as crianças à doença.

Como as escolas podem se prepara para o regresso das aulas presencias

Entre as medidas anunciadas pelo MEC (Ministério da Educação) para o retorno das aulas presenciais está o uso de máscara, reuniões online, distanciamento social e afastamento de profissionais do grupo de risco. Sendo que escolas e creches devem garantir a infraestrutura adequada para evitar o contágio. Também é de responsabilidade da escola evitar a aglomeração de alunos na entrada, saída e intervalos.

Ambientes arejados (com janelas abertas), higienização frequente das superfícies, locais para higienização das mãos, água, sabão e álcool gel precisam fazer parte das estratégias para impedir a disseminação do vírus entre os alunos.

Leia também: 7 hábitos diários a serviço do bem-estar do corpo

Os pais devem lavar a roupas dos filhos diariamente, colocar uma garrafa de água na mochila para evitar que a criança utilize o bebedouro da escola e enviar merenda para que a refeição não seja manipulada por terceiros. Outra medida é não permitir que crianças e profissionais frequentem a escola.

No caso dos bebês evitar que troquem brinquedos e mais difícil. Assim como manter o distanciamento social. É importante lembrar que crianças menores de 2 anos não podem usar máscara.

O Blog Homeopatia e Saúde é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Saiba mais sobre o retorno das aulas presenciais em: https://bityli.com/PTegY

2020-08-16T19:55:01-03:00 17/08/2020|CRIANÇAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário