Prós e contras do bebê dormir com os pais

Grande parte dos especialistas concorda que o bebê dormir no mesmo quarto que os pais é bom para ambos. Mas quando o assunto é dormir na mesma cama as opiniões são bem divergentes. Os entusiastas da cama compartilhada dizem que o hábito ajuda na hora do bebê adormecer, facilita a rotina das mães que amamentam e, ainda, estreita os vínculos entre pais e filhos.

Entretanto o bebê dormir na cama com os pais pode ser perigoso, explica a Dra Ana Lúcia, visto que camas de adultos não foram desenvolvidas para acolher um ser tão frágil. Além disso, os pais podem rolar sobre a criança, que pode sufocar na cama ou ficar preso entre uma parede e o colchão, ou entre o colchão e a cabeceira. Ou, até mesmo, cair da cama durante a noite, continua a Dra Ana Lúcia Dias Paulo. 

Pressão familiar e ansiedade gerada pelo processo de estudo

Depois de tudo que foi dito ter um espaço no quarto para receber o bebê que chegou é uma opção mais segura. Os pais podem ficar próximos colocando o pequeno para dormir no berço ou em berço adjacente, que cria um espaço seguro para o bebê ao lado da cama. 

Como evitar problemas caso os pais optem por deixar o bebê dormir no mesmo quarto

Pais que usam drogas, bebe ou fuma não devem dormir com o bebê; 

Bebês prematuros ou que nasceram com baixo peso não devem dormir na cama junto com os pais; 

Não colocar os bebês para dormir em poltronas reclináveis, sofás, cadeiras, sofá cama e colchão d’água;

Bebês que não mamam têm mais riscos de sofrer da síndrome de morte súbita do lactente, já que a amamentação mantém ambos, mãe e bebê, em um estágio de sono mais leve, o que permite uma maior consciência do que o outro está fazendo;

A criança sempre deve deitar de costas, independente de onde vai dormir;

Crianças não devem dormir ao lado do bebê;

Mantenha longe do pequeno os travesseiros e qualquer outra coisa que possa impedir a respiração do bebê; 

Saiba mais sobre os benefícios do bebê dormir no mesmo quarto dos pais nos primeiros meses de vida em: https://bit.ly/39t6ekO

2019-12-31T12:36:59-03:00 13/01/2020|CRIANÇAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário