Tristeza infinita

A DEPRESSÃO É UMA TRISTEZA PROFUNDA, CAUSADA POR DIVERSOS FATORES; E PODE SER TRATADA COM HOMEOPATIA

O assunto de hoje é a depressão. O noticiário das últimas semanas trouxe diversas informações sobre o tema, com destaque para o suicídio de dois comediantes motivados pela doença. Aqui no Brasil, o membro do grupo “Hermes e Renato”, Fausto Fanti, cometeu suicídio aos 35 anos. Com repercussão ainda maior, a passagem do ator e comediante Robin Williams, aos 63, causou ainda mais comoção e nos levou a refletir sobre o tema.

Robim William cometeu suicídio aos 63 anos

Robim William cometeu suicídio aos 63 anos

Depressão é, realmente, uma doença? Não é um “fricote”? De que maneira a homeopatia pode auxiliar quem está depressivo? Qualquer pessoa está suscetível à depressão?

Não é frescura

Para encontrar as respostas para essas e outras questões, conversamos com o Dr. Francis Mourão, psiquiatra e homeopata.  E ele já iniciou a conversa afirmando: “a pessoa realmente está sofrendo, e muito. E os casos de suicídio são bastante comuns”, alerta.

A depressão surge de uma combinação de elementos: fatores genéticos (ainda não determinados pela medicina); fatores psíquicos (relacionados à vivência anterior de cada uma das pessoas); fatores ambientais (a maneira como está estruturada a família e a educação passada de pais para filhos) e, finalmente, fatores biológicos (que causam alterações dos neurotransmissores de serotonina, prejudicando as sinapses).

A profunda tristeza causada pela depressão tira as esperanças do doente

A profunda tristeza causada pela depressão tira as esperanças do doente

Os medicamentos conhecidos como antidepressivos, antes vendidos como “pílulas da felicidade”, agem, apenas, nos fatores biológicos. Por isso, muitas vezes, fica a impressão de que a doença, a depressão, não está sendo combatida de maneira eficaz.

Além do medicamento

“Vivemos, hoje, um período que estimula a competição e o consumo”, resume o doutor Mourão, pontuando que, nem sempre, o indivíduo consegue corresponder às expectativas que nutre. Ele informa uma estimativa assustadora: até 2020, 20% da população mundial será acometida pela depressão. “Nosso modelo de sociedade e estilo de vida favorecem muito o surgimento da doença”, diz o médico.

Mourão reforça que a depressão e as dependências químicas – de álcool e outras drogas – estão muito associadas, e que não é possível determinar se é o vício que estimula a depressão ou o contrário. “O efeito das substâncias é passageiro. Logo vem a ‘ressaca’”.

Além disso a depressão é uma doença crônica, como a pressão alta. “Uma pneumonia tem começo, meio e fim, dura uma semana. O quadro depressivo nem sempre tem um começo claro; a pessoa está sempre no meio da doença e não sabe se, um dia, ela terá fim”, exemplifica.

O tratamento homeopático é eficiente no tratamento da depressão

O tratamento homeopático é eficiente no tratamento da depressão

Nesse sentido, o uso da homeopatia se apresenta como um método bastante eficaz no combate à depressão, já que, desde a consulta, a homeopatia analisa (e trata) todos fatores que influenciam a vida do paciente. “Não posso afirmar que, no combate à depressão, o antidepressivo seja o bastante. A ideia de uma doença puramente biológica não é real”, ressalta o doutor Mourão.

Apoio e cuidado

Ele lembra que a abordagem da homeopatia ao paciente e bem específica: consulta detalhada, acompanhamento de diversos aspectos, abrangência de remédios – que agem em várias frentes e, não apenas, no combate ‘biológico’ à depressão. E que o apoio da família é determinante para a cura do paciente.

O sofrimento do depressivo é real; doença é crônica mas tem cura

O sofrimento do depressivo é real; doença é crônica mas tem cura

“O sofrimento de um depressivo é muito grande, envolve a todos que estão ao seu redor. A tristeza contamina todo mundo”, avalia o médico, ressaltando a sensação de desesperança que um doente sente. “A pessoa [que está com depressão] começa a não ver saída, perde a esperança. É nesse momento que o suicídio aparece como uma opção”, ressalta.

Por isso, além do acompanhamento de um médico, o paciente precisa do apoio familiar. Mas não é para ficar com dó: “os parentes e amigos têm que intervir e fazer a pessoa procurar ajuda”, finaliza o doutor Francis Mourão.

Com o tratamento adequado, a depressão pode ser curada. Fique atento, não só às pessoas ao seu redor quanto a si mesmo. Não permita que a tristeza seja uma sensação infinita. Busque ajuda.

2014-08-19T01:16:27+00:00 19/08/2014|HOMEOPATIA, SAÚDE|3 Comentários

3 Comentários

  1. irineu xavier cotrim 08/20/2014 em 14:42 - Responder

    tomo remédio controlado ha 7 anos – ansiolitico e anti-depressivo.

    • Similia Homeopátia 08/20/2014 em 16:46 - Responder

      Já pensou em consultar um homeopata? Talvez ele possa te ajudar a ir retirando essa medicação, mesmo que aos pouco, enquanto introduz o tratamento homeopático, que ira auxiliá-lo em diversos aspectos.

  2. […] Nos últimos anos, tivemos algumas mortes de famosos relacionadas à dependência química e à depressão. No Brasil, em 2013, o cantor da banda Charlie Brown Jr., Chorão, morreu de overdose e seu colega de banda, Champignon se suicidou alguns meses depois. Já nos Estados Unidos, em 2014, os mundialmente conhecidos atores Philip Seymour Hoffman e Robin Williams também tiveram suas mortes associadas à dependência química e depressão. […]

Deixar Um Comentário