Reduzir a ansiedade

Falar sobre o problema ajuda a reduzir a ansiedade. Doenças mentais ainda são um tabu em nossa sociedade. Por isso, aceitar que está doente, ou pedir ajuda é uma tarefa dolorosa. Então, como podemos ajudar nossos entes queridos, ou até mesmo pedir auxílio, nos casos de ansiedade e depressão?

A ansiedade e a depressão são problemas de saúde mental que estão preocupando especialistas de países desenvolvidos e em desenvolvimento. Uma vez que essas doenças estão afetando a vida da população sem fazer distinção de idade, sexo, classe social e raça. Por esse motivo é preciso entender que a saúde mental é tão importante quanto a saúde física para uma vida mais plena.

Considerando que qualquer problema de saúde causa algum tipo de deficiência, sendo que diversas doenças também causam a morte. Dito isso, existe uma forma de calcular o nível de incapacidade provocado por uma doença, que considera qual grave é essa incapacidade e o tempo de permanência. A partir desse cálculo foi descoberto que a depressão, em geral, é a principal causa de incapacidade em todo o planeta. Ela é responsável por 7,5% das deficiências causadas por problemas de saúde. O que é um percentual incrível de incapacidade.

A depressão é o maior problema de saúde da sociedade moderna e, provavelmente, vai permanecer no topo por mais alguns anos. Visto que os casos de depressão e ansiedade estão aumentando, assim como ocorreu nos últimos 15 anos.

Ainda, não podemos esquecer que a sociedade está envelhecendo, e a depressão é mais comum em pessoas mais velhas. Por isso os problemas de ansiedade e depressão tendem a aumentar.

Como frear o crescimento da ansiedade e depressão em todo o mundo?

Existem muitas coisas que precisam ser feitas, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a primeira atitude é falar. Já que falar é o primeiro passo para procurar e receber ajuda e assim reduzir a ansiedade. As pessoas precisam conseguir falar sobre ansiedade, por se tratar do início da ajuda necessária para enfrentar o problema.

Anemia: é falta de ferro, mas de outros nutrientes também. Entenda!

O setor público precisa aumentar a oferta de serviços para a saúde mental, principalmente nos casos de ansiedade e depressão.

Praticar atividade física, ter uma alimentação saudável são importantes para reduzir a ansiedade, assim como a automedicação deve ser evitada nos casos de suspeita, por se tratar de uma prática mais prejudicial que benéfica.

O autocuidado é essencial para não despertar os genes que causam os problemas de ansiedade e depressão.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Saiba mais sobre problemas de saúde mental em: https://goo.gl/1b6B62

2018-12-10T21:52:20+00:00 18/12/2018|BEM-ESTAR, DICAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário