Parto cesariana: porque cresce tanto a incidência?

O aumento no número de cesarianas realizadas em todo o mundo alcançou níveis alarmantes. Em alguns países como é o caso da República Dominicana, Brasil, Turquia e Egito a porcentagem de cesarianas ultrapassa os 50% de nascimentos.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) a taxa não deve ser maior que 10 a 15% dos nascimentos. Por isso é tão importante que os países incentivem a população só optar por esse tipo de procedimento que não for extremamente necessário.

Virtude disso, em 2015 o Brasil implantou políticas públicas com o objetivo de reduzir o número de cesarianas realizadas no país.

Ainda existem países, como a África subsaariana, onde a cesariana não é oferecida nem nos casos em que é necessária, colocando em risco a vida de gestantes e bebês. O que acentua a diferença entre países ricos e pobres.

Por isso é importante treinar as equipes de saúde para reduzir a quantidade de cesáreas. Assim como permitir que a população tenha acesso a informações, além de acabar com alguns mitos acerca da importância da cesariana.

A cesariana é um procedimento que exige uma recuperação mais longa, além de causar cicatrizes no útero. Que podem levar a sangramentos, gravidez ectópica (quando o bebê se desenvolve fora do útero) natimortos, desenvolvimento anormal da placenta e partos antecipados das próximas gestações.

Doenças Autoimunes – Saiba tudo!

Ainda que seja urgente reduzir o número de cesarianas, mulheres que precisam desse tipo de procedimento devem ter acesso a ele.

São diversos os motivos que levaram ao aumento desse tipo de procedimento como questões médicas, ausência de parteiras, falta de conhecimento médico para realizar procedimentos delicados, entre outros.

Além do incentivo financeiro para que médicos e hospitais planejem o horário dos partos. Em alguns casos o sistema público de saúde incentiva esse tipo de parto para acelerar o atendimento das gestantes na rede.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. O acompanhamento médico é a melhor forma de prevenir e reduzir a quantidade de cesarianas realizadas todos os anos. Saiba mais sobre esse assunto em: https://goo.gl/jqAjQe

2018-11-26T22:28:50+00:00 11/12/2018|BEM-ESTAR, MULHER, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário