Insolação Infantil

Com a chegada das férias as crianças têm mais tempo para brincar, correr, andar de bicicleta, dentre outras atividades realizadas ao ar livre. Entretanto, não podemos esquecer que estamos no verão a estação mais quente do ano, por isso é preciso tomar cuidado com a insolação infantil.

Há alguns dias a mãe de uma garotinha postou nas redes sociais um desabafo sobre o episodio de insolação infantil sofrido pela filha. No texto a mãe lembra que a insolação infantil não ocorre somente quando a criança é exposta diretamente aos raios solares. Uma vez que no caso de sua filha a menina passou mal por causa da temperatura elevada dentro de seu quarto.

<<LEIA TAMBÉM: Doenças de Verão!>>

A insolação é causada pela exposição prolongada a ambientes secos e quentes. Sendo que os casos mais comuns de insolação infantil são causados pela exposição direta ao sol.

A insolação provoca um desequilíbrio no sistema de controle da temperatura corporal, o que causa enjoos, tontura, pele seca e avermelhada, vômitos, febre alta, falta de ar e até desmaios.

A desidratação e queimaduras na pele são as consequências mais frequentes da insolação. Dependendo do tempo de exposição ao sol as queimaduras podem ser de segundo e terceiro grau, como por exemplo, queimaduras causadas por óleos corporais.

Alguns cuidados para evitar a insolação infantil

  • Beber muito líquido;
  • Evitar o sol entre 10 e 16 horas;
  • Passar protetor solar diariamente e reaplicar de duas em duas horas;
  • Usar sabonetes glicerinados.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, acredita que com alguns cuidados as crianças vão poder aproveitar as férias sem serem prejudicadas pelo sol. O protetor solar é muito importante para proteger a pele e evitar queimaduras.

Para saber mais sobre insolação infantil acesse: https://goo.gl/T6fHCp

2018-01-02T08:00:03+00:00 02/01/2018|CRIANÇAS, DICAS, SAÚDE|0 Comentários

Deixar Um Comentário