Tag Archives: sono

Celular antes de dormir retarda o sono

O aparelho celular já faz parte da rotina de milhões de pessoas em todo o Brasil, bem como os efeitos do seu uso excessivo já vem preocupando pesquisadores em todo o mundo. Assim um artigo publicado pela Revista de Medicina da USP apresenta mais um estudo sobre como o uso do celular pode atrapalhar o sono.

Segundo a pesquisadora Vera Lucia Ribeiro Fuess, e as estudantes Juliana Naomi Konno, Agda Lopes Donnabella Marconi Gozzoli e Carine Cristina Moraes de Freitas o uso do celular a noite faz com que a pessoa leve mais tempo para cair o sono e, consequentemente, atrapalha o desempenho no decorrer do dia.

Conforme dados do IBOPE o celular é mais usado para conversar com amigos (76%), seguido por ler e enviar e-mails (75%), para ler noticia (64%), descobrir como anda o cenário musical (47%) e assistir vídeos (44%). Essa alta disponibilidade para conversar com amigos faz com que a pessoa se mantenha disponível por mais tempo, essa disponibilidade é um fator muito estressante, pois isso significa também que a pessoa pode ser incomodada a qualquer momento, até quando já estiver dormindo.

O uso prolongado de aparelhos eletrônicos, dentre eles o smartphone, pode prejudicar a produção de melatonina, o hormônio responsável pela regulação do sono. Esse hormônio é liberado no organismo durante o anoitecer desencadeando o sono, entretanto a exposição à luz dificulta esse processo.

Para que o estudo fosse realizado voluntários com idade entre 17 e 40 anos, e que já sofrem com dificuldades para dormir por causa do excesso de trabalho e estudos, foram avaliados.

Também foi possível observar mudanças, significativas, nos voluntários após a proibição do uso de aparelho celular uma hora antes de dormir durante 15 dias seguidos.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, sabe da importância do sono para a saúde e bem-estar, matéria no link: https://goo.gl/ji59WN

 

TAGS: Sono, Saúde, Celular, Smartphone, Pesquisa

O cérebro começa a consumir-se quando não dormimos o suficiente

O motivo pelo qual dormimos é muito mais complexo que simplesmente recarregar nossos níveis de energia a cada 12 horas. Nosso cérebro realmente muda de estado quando estamos dormindo eliminando todo o material tóxico causado pela atividade neural acumulado durante o dia.

Entretanto, o mesmo processo ocorre em cérebros que sofrem de privação de sono. Pesquisadores descobriram que a continua falta de sono faz com que o cérebro limpe uma quantidade grande de neurônios e conexões sinápticas, e mesmo que a pessoa tente recuperar o sono este dano pode não ser recuperado.

Pois, segundo pesquisadores da Universidade Politécnica de Marche, na Itália, a falta de sono pode fazer com que partes das sinapses cerebrais sejam “comidas” por outras células cerebrais, foi o que eles comprovaram através de estudos.

“Conseguimos provar, pela primeira vez, que partes das sinapses cerebrais são consumidas, literalmente, por astrócitos em consequência da perda de sono”, falou o pesquisador Michael Bellesi.

No decorre do estudo a equipe de Bellesi testou quatro grupos de ratos: o primeiro grupo tinha autorização para dormir o quanto quisesse, o segundo grupo foi despertando periodicamente, o terceiro ficou acordado por mais de 8 horas e o quarto ficou privado de sono durante cinco dias seguidos.

No grupo de camundongos bem descansados o astrócitos estiveram ativos em 6% das sinapses, já no grupo que ficou acordado durante 8 horas mostrou uma atividade astrocitária de 8%, e o grupo que ficou acordado 5 dias seguidos apresentou uma taxa de 13,5%. O que ficou comprovado que esse processo entra em excesso nos cérebros privados de sono.

Porém a descoberta que mais preocupou a equipe e exigiu um acompanhamento foi a atividade da microglia. Elas também se mostram mais ativas, mas somente depois da perda crônica do sono, uma atividade que estava ligada, anteriormente, a doença de Alzheimer e outras formas de neurodegeneração.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, pretende através deste artigo enfatizar a importância de uma boa noite de sono para a saúde, matéria completa: https://goo.gl/215Rnj

 

TAGS: Sono, Cérebro, Dormir, Sinapses

A importância do descanso

Trabalhar é importante, pois é trabalho que dá foco para o crescimento pessoal de cada um. Mas descansar é fundamental. Sem o descanso no corpo não há como recuperar as energias. O blog Homeopatia e Saúde, conversou com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho sobre a importância do descanso para a saúde.

A boa saúde vem de uma série de fatores que dependem de nós. Alimentação balanceada, pratica de atividade física, trabalho para a mente e, sem dúvida, o descanso e o sono são indispensáveis. Segundo o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, médico homeopata da Clínica Similia, e presidente da AMHB – Associação Médica Homeopatia Brasileira, o descanso é fundamental para a saúde. “O descanso ajuda a fugir do estresse, o pior hormônio que o corpo produz”, explica Dr. Ariovaldo.

Para o médico, a verdadeira forma de descansar a mente é mudar a atividade, o famoso sair da rotina. “Normalmente, mudando de atividades, quebra-se o ritmo, o que é importante para o alivio do estresse”, recomenda.

 

O sono

Ficar sem dormir é uma das causas de maior estresse no organismo. As pessoas que sofrem de insônia, não proporcionam a si mesmas um período de relaxamento, colocando em risco, de maneira assustadora, todo o seu equilíbrio químico e emocional. Porque ela simplesmente rouba do indivíduo a possibilidade de refazer seu equilíbrio.

 

Exercício

O Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho recomenda a prática de atividade física para a quebra da mudança de rotina. “Nesse ponto, mesmo que o exercício faça parte da sua rotina, como deve mesmo fazer, mudar o foco da mente, do trabalho, para o exercício é o que mais importa”,

 

Os males do estresse

O stress afeta a saúde pela tenção que a pessoa passa. “Na sociedade competitiva que vivemos, em geral como é a nossa, num pais cheio de variações políticas e econômicas, muitas vezes geram o estresse é o responsável por doenças comuns” expõe Dr. Ariovaldo.

O médico explica que doenças como hipertensão, diabetes, depressão estão muitas vezes associado ao estresse continuado.

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação vinculada à Clínica Similia e aos doutores  Ariovaldo Ribeiro Filho e Ana Lucia Dias Paulo.

Dormir mais tarde pode auxiliar quem tem insônia

Pode parecer estranho, mas se você é o tipo de pessoa que sofre na hora de dormir com a insônia, o blog Homeopatia e Saúde descobriu que ir para a cama mais tarde que o habitual pode te auxiliar a conseguir pegar no sono em vez de passar a noite em claro. É isso que uma pesquisa feita pela Universidade da Pensilvânia apresentou: a tática é dormir mais tarde para conseguir dormir.

Esse levantamento apontou que 20% dos entrevistados tinham problemas de sono em um prazo curto a cada ano. Outros 7% dos entrevistados apresentaram condições favoráveis para desenvolverem um problema de insônia crônico. Este por sua vez amplia as chances de depressão e abuso de substâncias químicas. Quem sofre com este mal também está propenso a ter diabetes e problemas cardíacos.

No material que o blog Homeopatia e Saúde selecionou, o erro mais grave de quem tem insônia é buscar recuperar o sono perdido ficando mais tempo na cama, por exemplo. Essa não é uma boa tática e a alternativa de dormir mais tarde se mostrou mais eficaz nesse quesito. O blog é vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Quer continuar lendo essa matéria? Clique aqui e saiba mais.

6 coisas que dão sono

A hipersonolência, ou excesso de sono durante o dia, acontece quando a pessoa sente vontade quase incontrolável de cochilar ou dormir durante as atividades diárias. Pessoas com hipersonolência podem experimentar irritabilidade, desmotivação, dificuldade de aprendizagem e queda no desempenho do trabalho.

Mas o que está na base desse excesso de sono? Veja agora no artigo que o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou para você!

  1. Depressão

O “mal do século” pode atingir qualquer um, embora as mulheres sejam 2x mais afetadas. Além dos problemas já conhecidos causados pela depressão, como angústia, cansaço e ansiedade, ela também interfere diretamente no sono. Seja causando insônia, (falta de sono) ou causando hipersonolência (excesso de sono).

  1. Medicações

A hipersonolência também é um efeito colateral comum de diversos medicamentos. Alguns exemplos são os benzodiazepínicos (clonazepam, diazepam e alprozalam), os opioides (morfina, metadona, codeína), antiepiléticos (fenitoína, fenobarbital, gabapentina), antipsicóticos (haloperidol, quetiapina, clorpromazina) e anti-alérgicos.

  1. Doenças clínicas

O excesso de sono também pode se manifestar como consequência de quadros clínicos como o hipotireoidismo e doenças que afetam o sistema nervoso central, como Parkinson, trauma cerebral, turmores ou infecções cerebrais e acidente vascular cerebral (AVC).

Veja outros problemas que podem causar hipersonolência, leia na íntegra: https://goo.gl/SduY2E

Tags: sono, hipersonolência, homeopatia e saúde

Morto de Sono!

Insônia não causa apenas mal estar e mau humor no dia seguinte. Estudos comprovam que esse problema sério pode agravar para uma depressão. Porém, o pior ainda está por ser revelado e é para os homens: aqueles que sofrem de insônia crônica e não chegam a dormir seis horas por noite têm mais chances de morte precoce. Veja só!

 

O que é Insônia Crônica?

A dificuldade de dormir ou permanecer dormindo é chamada de insônia ou distúrbio do sono. Tornou-se bastante comum atualmente entre a população ocidental. Quando o distúrbio se repete de forma consistente no período de um ano, é considerado um problema crônico.

A insônia é tratada erroneamente como algo de “menor importância”, mas Alexandre Vgontzas, CEO do Centro de Pesquisa e Tratamento do Sono na Universidade da Pensilvânia (EUA), alerta que é uma “doença grave com consequências físicas significativas, incluindo a mortalidade”.

O Diretor Vgontzas publicou resultados de estudos anteriores comprovando que adultos jovens que reduzem o sono a apenas 2h por noite em uma só semana está relacionada à inflamações que causam problemas cardiovasculares.

 

O estudo ao longo dos anos

Alexandre Vgontzas têm pesquisado o distúrbio de sono desde 1994, tendo feito a primeira pesquisa de 1990 a 1995 com 741 homens entre 20 e 100 anos. De 1994 a 1997, pesquisou mil mulheres na mesma faixa etária. Da amostra, 6% dos homens foram diagnosticados com insônia crônica, sendo o número de 9,5% entre mulheres.

Em 2007, os cientistas fizeram nova inspeção (14 anos depois) e 51,1% dos insones masculinos que dormiam menos de 6h por noite tinham morrido.

 

Leia na íntegra: https://goo.gl/3H4ZQt

Tags: Homeopatia e saúde, sono, insônia, saúde do homem

A importância do sono para as crianças

A população moderna ocidental vive em constante correria, tudo pede pressa e isso reflete até mesmo na relação dos pais com os filhos. Especialmente no sono. A pressa para que a criança durma sozinha, a ansiedade para que durma bastante. Mas qual é o tempo de sono ideal? Como garantir um bom período de sono para a criança? Qual a sua importância?

A Dra. Ana Lúcia Dias Paulo, Pediatra e Homeopata da Clínica Similia, concedeu uma entrevista ao blog Homeopatia e Saúde para tirar as dúvidas dos pais em relação ao sono dos filhos. Confira!

 

Dormir muito e acordar pouco? Ou o contrário?

A reclamação é geral entre pais e mães, especialmente de primeira viagem: ou o bebê dorme pouco e acorda muito e ninguém consegue dormir; ou dorme muito e acorda pouco e a mãe não sabe se deve acordá-lo para mamar ou não.

Segundo a Dra. Ana Lúcia, as horas de sono podem variar de acordo com a idade da criança, havendo uma maior necessidade quanto mais nova for. “Bebês de até 6 meses dormem, em média, 18h por dia e noite – que podem não ser seguidas. Conforme vão crescendo, a necessidade de horas de sono pode ir diminuindo”, afirma.

O período noturno pode ser o pesadelo de muitos pais, que se sentem soterrados com o sono aparentemente “inquieto” do bebê. Contudo, a pediatra reitera que bebês que dormem muitas horas seguidas não são regra e sim exceção. “Bebês têm dificuldade em continuar o sono e podem ter leves acordadas a cada 2 horas, mas não havendo nada para agitar o cérebro infantil (luz, brincadeira e som), eles voltam ao sono em seguida” afirma Dra. Ana Lúcia Dias.

Quanto aos bebês que são mais dorminhocos, a doutora conta que não é preciso acordá-lo para mamar. Mas que pode ser colocado para mamar caso esteja num sono muito inquieto ou agitado, pois bebês mamam mesmo quando estão dormindo.crianca-doirmindo-620x470

A pediatra também reforça a importância do sono durante o dia. Diz que a soneca é importante para todas as idades na infância, algumas até duas vezes ao dia. Recomenda um sono mais curto de até 40 minutos durante o dia e outro mais longo, de até 90 minutos, durante a tarde. E para antecipar qualquer preocupação, ela avisa: “Esse sono não atrapalha em nada o sono da noite, mas deve ser no máximo até às 17h. Caso contrário a criança não vai ceder antes das 23h”.

 

Como estabelecer uma rotina de sono?

A rotina é muito importante para a criança, principalmente porque antecipa o que irá acontecer a seguir e, assim, ela se prepara para tal. No sono, isso é especialmnte verdade e pode facilitar a vida dos pais.

Dra. Ana Lúcia recomenda que a rotina deve ser estabelecida desde os primeiros meses e indica: “a casa toda deve ir se tranquilizando a partir das 19h (evitar som alto, televisão ligada, brincadeiras excitantes), para que às 20h a criança ou bebê já esteja dormindo”.

A pediatra e homeopata ainda frisa que o sono é fundamental na vida da criança. Não só porque é no sono que agem os hormônios do crescimento, mas principalmente porque pode determinar o seu sono no futuro.

“O bom sono na infância pode determinar o bom sono do adolescente e do adulto, portanto vamos construí-lo de vagar, com paciência e muito amor.”, diz ela.

 


Dra. Ana Lúcia Dias Paulo se graduou em Medicina em 1983 na Universidade São Francisco – CRM 47937. Atua profissionalmente na área de clínica médica e pediátrica desde 1984. É Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira em convênio com AMB e CFM, realizou o curso de Especialização em Acupuntura pelo Center AO, em convênio com a UNIFESP. Além disso, é membro do Corpo Docente da Alpha-APH em convênio com a Associação Paulista de Homeopatia (APH), professora convidada de diversas associações e instituições de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, cursos etc.) e autora dos livros Os Miúdos. Pequenos Medicamentos em Pediatria Homeopática e O que você precisa saber sobre o Medicamento Homeopático, ambos da Editora Organon.


Tags: sono da criança, homeopatia e saúde, sono infantil

Por que mulheres sentem mais sono e cansaço que homens?

Existe diferença na sensação de sono e cansaço entre homens e mulheres? A ciência diz que sim. E o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai te contar o motivo por trás disso.

 

Quem disse?

Vários estudos científicos sugerem que as mulheres não só se sentem mais cansadas e exaustas que os homens, como também precisam de mais horas de sono que eles para estarem bem e saudáveis.

Um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa do Sono, na Loughborough University (Reino Unido), comprovou que as conexões cerebrais fazem com que o sexo feminino necessite de mais horas de sono que pessoas do sexo masculino.

A pesquisa concluiu que elas precisam dormir mais porque acumulam mais atividades simultâneas durante o dia, o que também justifica o cansaço. O cérebro das mulheres funciona de modo diferente e o acúmulo de atividades exige mais das atividades cerebrais, aumentando a sensação de cansaço e exaustão. Os cientistas avaliaram um grupo de 420 pessoas, metade de cada sexo, e descobriram que mulheres apresentam mais problemas de saúde.

Outro estudo, dessa vez realizado pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças, nos Estados Unidos, mostrou que mulheres entre 18 e 44 anos são duas vezes mais propensas a se sentirem muito cansadas ou exaustas em comparação aos homens da mesma idade.

A especialista Lisa Shives também afirma que as mulheres têm o dobro de probabilidade de terem insônia. E justifica: uma vez que as mulheres agora trabalham fora, mas ainda são responsabilizadas com grande parte dos afazeres domésticos e familiares, faz sentido que se sintam mais esgotadas.

 

E o que fazer para resolver?

A resposta pode parecer óbvia: dormir. Ainda que isso não seja tão fácil na correria do dia a dia, ignorar os sinais de cansaço e exaustão do corpo é uma atitude muito perigosa. A falta de sono apropriado aumenta os riscos de:

  • Hipertensão
  • Câncer
  • Diabetes
  • Depressão
  • Aumento de peso
  • Estresse psicológico
  • Instabilidade emocional
  • Irritabilidade

 

Essas são só alguns dos riscos, mas o efeito em cadeia pode trazer muitos outros problemas de saúde que o corpo notifica através de sinais, como fadiga, lapsos de memória, baixa imunidade, entre outros.

Lisa Shives diz que as pessoas tratam o sono como se fosse uma atividade recreativa e tendem a cortá-lo de sua agenda, mas frisa: “sono não é negociável”. Organizar a agenda diária de modo a se permitir dormir melhor é essencial.

Além disso, outras práticas recomendadas são a mudança dos hábitos alimentares, com especial atenção ao que se come antes de dormir, e a prática regular de exercícios para aliviar o estresse e ajudar o corpo a descansar melhor.

Dor de cabeça

Não existe no mundo nenhuma pessoa que nunca tenha tido sequer uma dor de cabeça. A dor mais comum, tem também inúmeros motivos para aparecer. E quase tudo que fazemos pode proporcionar dor de cabeça. Estresse, fome ou excesso de alimentação, sede, ressaca, falta de sono, excesso de sol, e mais uma infinidade de motivos podem causar uma dor esporádica de cabeça. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, pesquisou sobre o tema e conversou com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho para contar para vocês o que fazer quando essa dor aparecer.

A dor de cabeça pode ser crônica, e aparecer sistematicamente, constantemente. Nesse caso, conforme explica Dr. Ariovaldo, é importante a intervenção médica, para investigar o motivo. “Enxaqueca, uma dor constante deve ser investigada. O paciente vai contar ao médico sempre o que estava fazendo, ou os acontecimentos cotidianos em torno da dor. O médico vai buscar descobrir ai a causa, para, somente ai, buscar um medicamento que possa auxiliar”, explica o médico homeopata e presidente da AMHB – Associação Médica Homeopática Brasileira.

Porém, como explicar, a dor de cabeça esporádica. Este tipo de dor pode aparecer por uma série de razões, e normalmente nós mesmos conseguimos essas razões, bastando para isso, observar em nossas atitudes e no que passamos no dia a dia o que desencadeia os sintomas. Nesses casos, segundo Dr. Ariovaldo, a homeopatia não recomenda o uso de medicamentos de imediato. “Se o paciente sofre com dores de cabeça esporádicas, ao conversar com o médico, uma recomendação de dieta especial, algum chá ou até mesmo repouso pode resolver o problema”, explica o médico.

Vale lembrar que ao sentir uma leve dor de cabeça, procure avaliar alguns pontos, antes de recorrer ao uso de medicamento:

  • Você está hidratado? Qual foi a quantidade de água que ingeriu no dia?
  • Você está com fome? Veja se a alimentação que você consumiu foi suficiente, ou correta.
  • Você está com sono? Dormiu o suficiente ou se cansou demais ao longo do dia?
  • Você está estressado? O dia foi puxado ou algo aconteceu que te tirou do seu prumo?
  • E por último, apenas para mulheres, você está próxima de menstruar? Um dos sintomas da TPM é dor de cabeça

O Blog Homeopatia e Saúde recomenda sempre que se procure um médico homeopata de confiança e o visite regularmente para que seu tratamento possa ter bons resultados.


dr-ariovaldo

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Dormir nu faz bem para saúde

Como você se veste para dormir? Camisola? Pijama? Aquela camiseta velha? Apenas de lingerie? Então fique atento à esse texto que o Blog Homeopatia e Saúde selecionou para nossos leitores.

Segundo a publicação do portal “Apontador”, o hábito de dormir pelado apresenta várias vantagens para seus praticantes. Conheça abaixo:

Regula a temperatura corporal: a temperatura é um dos fatores que induz o corpo ao sono. O organismo é programado para diminuir a temperatura corporal assim que a pessoa dorme. Por isso dormir pelado ajuda a pegar no sono mais fácil. Além disso, é durante o sono que o organismo produz e libera cortisol no organismo, o hormônio do estresse. Se o calor te acorda os níveis de cortisol se elevam. Isso influencia diretamente no apetite no dia seguinte.

Outro ponto importante da temperatura, é que se o corpo começar a ficar frio, a “gordura marrom”, que é uma gordura saudável encontrada no pescoço, é ativada. Ela será responsável por ajustar a temperatura e ajudará a queimar calorias enquanto gera calor para o corpo.

Previne irritações vaginais: Ginecologistas recomendam dormir pelado para que a pele, incluindo a da vagina, possa respirar. Alguns fungos vaginais so se desenvolvem em áreas úmidas, e dormir de calcinha aumenta a umidade.

Leia o texto na íntegra: http://goo.gl/KoPNWo

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Noites mal dormidas refletem negativamente na alimentação

Além de irritabilidade e diminuição do desempenho, você sabia que noites mal dormidas refletem também na sua alimentação? Ou ao menos no que você tem vontade de comer. O blog Homeopatia e Saúde elencou um conteúdo que retrata exatamente essa consequência: um experimento feito pela Universidade de Chicago revelou que o termo “toda ação gera uma reação” tem fundamento aqui, e a sequela é a vontade de ingerir mais sal, açúcar ou gordura nas refeições.
Os pesquisadores mostraram que a falta de sono desencadeia a fome avassaladora que é ligada ao consumo de maconha, a conhecida “larica”, por exemplo. Isso ocorre porque não descansar faz com que haja aumento na produção de endocanabinoides, que são moléculas naturalmente presentes em nosso sistema nervoso e que tem similaridade com o THC, conhecido por ser o princípio ativo da maconha.

A investigação desse assunto contou com a participação de 14 pessoas que voluntariamente se submeteram à experimentação de falta de sono. Os pesquisadores fizeram o monitoramento do sangue dos integrantes, que foram divididos em dois grupos, um que dormia até oito horas e meia, enquanto o outro podia descansar somente quatro horas e meia por noite. Para saber mais informações sobre esse estudo e o que foi oferecido aos participantes, acesse o conteúdo separado pelo blog Homeopatia e Saúde sobre o assunto: http://goo.gl/StoS8R