Tag Archives: saúde

16 doenças que o mar cura

Os benefícios do mar vão muito além do que um dia de descanso e relaxamento na praia. Pode comemorar: o mar cura doenças através de sua salinidade e iodo.

Dentre doenças comuns e “passageiras”, o mar tem a capacidade de cura em complicações como alergias respiratórias, resfriados, sinusites, problemas de asma e tabagismo e intoxicação por agentes químicos.

<<Leia também: O sol e a vida das crianças.>>

Doenças ósseas e dores que o mar cura:

  • Doenças reumáticas
  • Deslocamentos
  • Articulações
  • Fraturas
  • Osteoporose

Alergias que podem ter melhora:

  • Eczema
  • Psoríase
  • Acne seborreica
  • Dermatite

Complicações ginecológicas e anêmicas e hipotireoidismo, assim como estágios de depressão podem ser amenizados graças ao mar.

Outros benefícios do mar:

Melhora na respiração:

Próximo a costa, o ar possui mais sais do que minerais, significativamente já auxiliando numa melhor respiração. Da mesma forma, o aerossol marinha estimula o metabolismo e o sistema imunológico, além de revigorar a a circulação de sangue.

Cicatrização:

Os sais minerais iodo e magnésio presentes na água do mar, possuem caráter cicatrizante na pele, auxiliando no processo de cicatrização de feridas simples.

Sistema imunológico:

A água do mar fortalece o corpo contra bactérias e vírus e da mesma forma, o cloreto de sódio presente nessa água possibilita o melhor funcionamento das células, reforçando o sistema imunológico.

Eliminar quilos a mais:

O metabolismo é acelerado graças ao sal presente na água que estimula as terminações nervosas da epiderme. Assim, o corpo queima alimentos e elimina gordura com mais rapidez.

Reduz a retenção de água:

Em maiores temperaturas, é comum vermos pessoas sofrendo com a retenção de líquidos. Por osmose, a concentração de sais minerais na água facilita a eliminação de líquidos acumulados nos tecidos através da pele.

<<Veja na íntegra: O mar nos ajuda a curar mais de 16 doenças!>>

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

8 sintomas da depressão que ficam ocultos

A depressão é um problema de saúde alarmante na sociedade atual. O nosso estilo de vida e as cobranças diárias estão criando um exército de pessoas depressivas. Muitas pessoas já sofrem por causa dos sintomas da depressão, mas nem sabem que estão depressivas. Ainda existem aquelas que não têm o apoio necessário da família e amigos para vencer o problema.

Apesar de somente um profissional ser capaz de diagnosticar a doença, existem alguns sintomas da depressão que podem ajudar a identificar o problema.

Filosofar

Falar sobre temas filosóficos por meio de uma linguagem abstrata pode ser um dos sintomas da depressão.

LEIA TAMBÉM: Outono é a estação ideal para alimentação saudável

Desculpas

Recorrer a desculpas para esconder o que, realmente, está acontecendo em sua vida. Assim criam grandes narrativas para justificar faltas em encontros e eventos sociais.

Não reagir

São incapazes de reagir, adequadamente, em determinadas situações. Como por exemplo, quando são ofendidas ou precisam tomar uma decisão importante.

Doenças psicossomáticas

Reclamar de dificuldade para respirar, dor de cabeça, nas mãos e pés, pode ser um sintoma de ansiedade. Quanto mais intensa e persistente a dor, mais estressada e ansiosa a pessoa fica, o que pode causar doenças psicossomáticas.

Remoer

Outros sintomas da depressão é ficar remoendo mentalmente os problemas, com o propósito de resolver a situação. Mas isso só piora o cenário, pois cria pensamentos obsessivos.

Descuidar da aparência

Pessoas depressivas não se importam com a aparência, assim como não tem forças para cuidar da casa e dos afazeres do dia a dia. Mas isso não se aplica às pessoas preguiçosas.

Alteração na rotina de trabalho

Mudanças, drásticas, na rotina diária é mais um dos sintomas da depressão. A pessoa começa a esquecer compromisso, fica mais lenta, não tem disposição, não finaliza tarefas e estão sempre cansadas.

Alegria

Em público algumas pessoas depressivas escondem os seus sentimentos por meio de um comportamento positivo. Para disfarçar os problemas fazem piadas e se mostram alegres e despreocupadas.

Existem mais pessoas depressivas do que podemos imaginar, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria para ajudar quem não consegue pedir auxilio. Texto retira da página: https://goo.gl/1uwRuX

Obesidade Infantil

De acordo com entidades líderes em estudos da obesidade infantil, o Brasil é vice-líder da epidemia entre crianças de nove e onze anos, atrás somente da China e dos EUA, que dividem o primeiro lugar. Tomando ambos os sexos como parâmetro, nosso país lidera o ranking da obesidade infantil mundial na faixa etária.

Na média mundial, as crianças dessa idade costumam ficar sete horas sentadas e três em frente a algum tipo de tela: celular, tablet, televisão, etc. Isso comprova que quanto menor a faixa etária, mais propenso a obesidade a pessoa está. As gerações passadas tem em suas memórias o prazer das brincadeiras ao ar livre, o contato direto com outras crianças e com parques, coisas que as crianças da atualidade não tem com frequências em suas vidas.

<<Leia também: A verdade sobre as bebidas açucaradas e o consumo para crianças.>>

A grande parcela de tempo gasta com eletrônicos juntamente a alimentação desregulada pode acarretar outras doenças. Problemas cardiovasculares, hipertensão e diabetes são doenças que podem acometer crianças que sofrem com a epidemia.

Veja em quais as mudanças você pode apostar para combater a obesidade infantil

Já sabemos que a raiz do problema está na falta de exercício físico e na alimentação inadequada. Sendo assim, o tratamento deve ser multifuncional pois envolve diversos aspectos da saúde da criança: nutrição, condicionamento físico e até mesmo consultas com psicólogos. É necessário ressaltar a importância da família e de politicas públicas (como a necessidade de mais áreas verdes para incentivar exercício entre os pequenos) nesse processo de tratamento da obesidade infantil.

<<Veja na integra: Brasil lidera o ranking de obesidade infantil mundial, entre meninos e meninas de 9 a 11 anos.>>

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

10 mitos alimentares que vão por terra em 2018

Ainda existem muitas dúvidas sobre alimentação saudável. São tantos os mitos alimentares criados sobre o tema que fica difícil distinguir o que é verdadeiro e o que é falso sobre o assunto. Entretanto, a melhor maneira de descobrir qual a dieta mais indicada às suas necessidades é consultar um nutricionista, somente um profissional vai poder indicar os melhores alimentos para a sua saúde.

Para acabar com as suas dúvidas sobre alimentação o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai desvendar alguns mitos alimentares.

Alimentos naturais custam mais que os industrializados

Muitas pessoas acreditam que os alimentos industrializados são mais baratos que os naturais, mas isso não é verdade. A maior vantagem dos alimentos industrializados é a validade e não o seu custo.

LEIA TAMBÉM: Dica Alimentação: Carboidrato à noite engorda?

 A dupla arroz com feijão é calórica?

O prato tradicional dos brasileiros é uma combinação perfeita de carboidratos, fibras, proteínas e minerais. O arroz é uma fonte de carboidratos e nosso organismo precisa deles para funcionar corretamente, o que pode ser feito para melhorar a combinação é substituir o arroz branco por arroz integral.

Por causa do colesterol o ovo precisa ser evitado

Apesar de ter colesterol em sua composição, o colesterol encontrado no ovo é o HDL, conhecido como colesterol bom. O colesterol é importante para o organismo, pois contribuí na produção de hormônios femininos e masculinos, da bílis e vitamina D.

Proteínas animais são essenciais para a saúde

As proteínas animais podem ser eliminadas da dieta, entretanto, para manter a saúde é preciso equilibrar o cardápio com frutas, legumes, cereais e vegetais.

Suco de frutas é bom para crianças

Mesmo que o suco seja feito com frutas naturais a quantidade de açúcar encontrada neles é prejudicial à saúde dos pequenos. O recomendando é que as crianças consumam a fruta in natura.

Gelatina é boa para a saúde

A gelatina é um produto industrializado, por isso não possui nutrientes em sua composição.

Não tem problema consumir refrigerante zero açúcar

O refrigerante é um produto industrializado e como tal contém corantes, cafeína, sódio e aditivos químicos que são ruins para a saúde.

Fruta engorda

Mais um dos mitos alimentares que causa muitas dúvidas na hora de escolher a melhor dieta. Além de não engordar as frutas são essências para o bom funcionamento do organismo.

Pães e bolachas integrais são melhores que os refinados

Os pães integrais industrializados são preparados de maneira diferente dos caseiros, pois glúten é adicionado na receita para que os pães e bolachas integrais fiquem com uma textura similar aos refinados.

O leite é uma boa fonte de cálcio

Segundo estudos da OMS (Organização Mundial de Saúde) outras fontes de cálcio como feijão, ervilha, grão-de-bico e lentilha são melhores e mais saudáveis que o leite de vaca.

Se quiser saber mais sobre mitos alimentares acesse: https://goo.gl/kR2ron

 

 

 

Entenda as vantagens e desvantagens do consumo de adoçante

O adoçante é um produto muito utilizado por pessoas que desejam perder peso, apesar de ser uma substância que foi desenvolvida para pessoas que não podem ingerir açúcar. Alguns estudos mostraram que essa alternativa de edulcorantes com zero calorias pode não ser tão doce como todos acreditavam. Por isso antes de adicionar os adoçantes artificiais à sua dieta regular é preciso considerar os prós e os contras.

Adoçantes artificiais são utilizados como substitutos dos açúcares naturais como melaço e açúcar refinado por causa da ausência de calorias. Segundo um estudo a frutose um açúcar natural utilizado para adoçar bebidas em fast foods contribuiu para um aumento da obesidade. Pessoas que já sofriam de excesso de gordura tiveram um grande ganho de peso ao redor do estômago após ingerir grandes quantidades de frutose.

Os açúcares artificiais são substâncias que possuem zero açúcar, entretanto os açúcar natural tem poucas calorias, o açúcar refinado, por exemplo, tem 15 calorias por cada colher de chá.

<<Leia também: Mito ou verdade? – Adoçantes>>

Adoçante não provocam cáries

Os adoçantes não prejudicam a saúde bucal, isso porque as substâncias utilizadas nos adoçantes não favorecem o crescimento de bactérias.

Nem todos os adoçantes são indicados para diabéticos, é o caso dos adoçantes para alimentos e bebidas que são feitos de uma mistura de açúcares e edulcorantes. Por isso é importante verificar a indicação da embalagem antes de adquirir o adoçante.

Adoçante pode engordar!

Alimentos feitos com adoçantes podem sim engordar. Principalmente porque as pessoas tendem a comer mais quando acreditam que a comida é menos calórica, o que acaba criando um efeito colateral.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Apesar das opiniões divergentes sobre o uso de adoçantes, esses produtos vão continuar sendo uma opção viável e estarão disponíveis para compra. Encontre mais informações sobre o assunto no link: https://goo.gl/uPKztF

A verdade sobre as bebidas açucaradas e o consumo para crianças

O modo como a alimentação das crianças e seu estilo de vida influenciam em sua saúde é cada vez mais preocupante. Com o avanço da tecnologia, os pequenos têm contato com computadores, tablets e celulares cada vez mais cedo.  Com isso, brincadeiras ao ar livre tornam-se mais raras. O tempo gasto em brinquedos tecnológicos somado a uma má alimentação é prejudicial para as crianças. Mas como bebidas açucaradas podem piorar esse quadro? 

Estudos realizados em 2012 nos EUA confirmam que quase um quarto das crianças estadunidenses entre 12 e 19 anos tem diabetes tipo 2 ou pré-diabetes. O excesso de açúcar presente em bebidas açucaradas está associado com diabetes tipo 2, doenças cardíacas e problemas dentários. Quanto mais jovem a pessoa é ao ser diagnosticada, maior o risco de obter doenças que podem levar a cegueira. A diabetes pode causar ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais também.  

<<Leia também: Saúde renal das crianças>>

Mudando essa perspectiva: como contornar as bebidas açucaradas em busca de uma vida melhor

O excesso de bebidas açucaradas torna a manutenção de um peso saudável na infância muito mais difícil. O Brasil é vice-líder no ranking mundial de obesidade infantil, atrás de EUA e China que dividem o primeiro lugar. O consumo de bebidas açucaradas são uma pequena parcela do número total de calorias consumidas. Porém elas contribuem para o ganho de peso, além de não terem valor nutricional. 

É recomendável que os pais ofereçam para as crianças água e leite como bebidas frequentes. Sucos naturais, sem conservantes ou adoçantes em excesso também são uma boa dica. O consumo de bebidas açucaradas não precisa ser necessariamente proibido, uma vez por semana especialistas confirmam que não há grande problema. Porém é importante ensinar as crianças a consumirem bebidas benéficas até mesmo fora de casa, além de manterem hábitos saudáveis.

blog Homeopatia e Saúde  é uma publicação ligada à Clínica Similia e ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Vitamina D: novos valores de referências

A produção de vitamina D é o motivo pela qual é recomendado tomar sol diariamente. Entretanto, é preciso lembrar que a exposição ao sol pode causar doenças, por isso os horários de pico devem ser evitados. Assim como a exposição prolongada.

Novos valores de referência da vitamina D foram divulgados pela (SBPC/ML) Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial. Que passou a ser a partir de 20 ng/ml. Sendo que o valor de referência praticado até o momento era de 30 ng/ml.

A nota informa ainda que pessoas que se encontram entre as dosagens de 20 a 30 ng/ml não precisam de reposição de vitamina.

Já faz um tempo que os valores de referência fazem parte de uma discussão pelas organizações. O valor praticado atualmente havia sido proposto pela SBEM e a Endocrine Society.

<<Leia também: 12 sinais de falta de vitamina D>>

Com a divulgação do novo valor alterações foram propostas:

O valor acima de 20 ng/ml é considerado saudável;

Os valores entre 30 e 60 ng/ml é o indicado em grupos de risco, gestantes, idosos, pessoas com raquitismo, osteomalacia, hiperparatiroidismo secundário, osteoporose, doenças autoimunes, renais e crônicas, e para pré-bariátricos;

Entre 10 e 20 ng/ml é considerado um valor baixo com risco de problemas ósseos como osteoporose e fraturas;

Abaixo de 10 ng/ml é um valor muito baixo e pode causar defeitos de mineralização óssea e raquitismo.

Os níveis muito baixos de vitamina D provocam fraqueza muscular, dores nos ossos e fraturas. Já nos casos em que o valor está acima de 100 ng/ml, que é considerado muito alto, causa aumento da quantidade de cálcio no sangue e intoxicação.

É importante fazer exames periódicos para verificar a os níveis de vitamina D no organismo, principalmente em pessoas da terceira idade. Uma vez que a deficiência de vitamina D no organismo pode causar diversos tipos de problema.

Nos casos que os níveis de vitamina D estão muito elevados a reposição hormonal deve ser realizada com acompanhamento médico.

Essa é mais uma matéria do Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Quer saber mais? Acesse: https://goo.gl/iX5gTz

A homeopatia não tem vacina contra febre amarela

Desde que aumentaram os casos de mortes em consequência da febre amarela, tomar a vacina contra febre amarela se uma tornou prioridade na vida dos brasileiros. Em virtude do grande aumento pela procura de informações sobre o assunto, uma enxurrada de notícias tomou conta dos diversos veículos de comunicação.
Existem profissionais realmente preocupados em ajudar e sanas as dúvidas sobre a vacina contra febre amarela. Mas, também existem os que só querem aproveitar a publicidade em torno do assunto criando notícias falsas. Recentemente foi publicada uma matéria sobre uma vacina homeopática contra a febre amarela.

Não existe uma vacina homeopática contra a febre amarela

A homeopatia é um método de tratamento que considera o indivíduo como um todo para tratar a doença. Por isso não só combata a doença como procura a causa dessa enfermidade, investigando a pessoa para encontrar a origem do problema.

A homeopatia utiliza substâncias naturais em sua composição, por isso é considerado um sistema de tratamento que não causa efeitos colaterais. Muitas pessoas buscam a homeopatia para tratar doenças por causa de sua característica mais humana de tratamento.

Existem alguns profissionais que estão divulgando um tratamento homeopático e vacina contra febre amarela, porém essa informação não procede. É preciso tomar muito cuidado com a automedicação. Procurar um profissional sério e competente também é uma alternativa para escapar dos profissionais mal-intencionados. A homeopatia é um método de tratamento sério e reconhecido pela (AMB) Associação Médica brasileira e pelo (CFM) Conselho Federal de Medicina.

Não existe nenhum estudo que comprove a substituição da vacinação, que é uma recomendação da (OMS) Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde e outros órgãos de Saúde em nosso país, pelo tratamento homeopático da febre amarela.
É preciso enfatizar que a vacina contra febre amarela é a arma mais segura na prevenção da doença. E não deve ser substituída por nenhum outro tipo de tratamento, seja ele homeopático ou não.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. A febre amarela é uma questão de saúde pública. Entenda mais sobre o assunto em: https://goo.gl/uAzsE4

Para não adoecer fale dos seus sentimentos!

Para não adoecer fale sobre seus sentimentos 

É cada vez mais comum ignorarmos a necessidade de falar sobre nossos sentimentos. Com a correria do dia e o acumulo do trabalho, raramente damos importância a desabafar nossas emoções. É importante lembrarmos que falar sobre nossos sentimentos nos ajuda a aceitar melhor quem somos e quais são nossas fraquezas. A aceitação de nossos sentimentos melhora nossos relacionamentos interpessoais e nos proporciona mais segurança em nossas atitudes. 

Fatores como indecisão e lamúria interferem diretamente em nossas emoções. A indecisão faz os sentimentos negativos se acumularem e o pensamento negativo gera doenças físicas, além de acentuar os sentimentos que não nos fazem bem.   

Fale do sentimento seja ele qual for! 

É engano acreditar que é importante apenas externar os sentimentos negativos, para não acumularmos eles. É recomendável compartilharmos também nossas emoções e experiências positivas, pois esta atitude amplia esses sentimentos além de causar confiança em quem estiver conosco. Quanto ao benefício de falar sobre sentimentos negativos, ao conversarmos sobre eles evitamos a fuga desse sentimento e assim temos mais chance de resolvê-lo: fugir de nossos sentimentos só faz com que eles fiquem mais intensos. Em algumas situações ouvir o conselho de um amigo ou especialista nos faz enxergar coisas que não estávamos conseguindo ver. 

<<Leia também: Esgotamento emocional>>

Ao acumularmos sentimentos negativos damos a eles um tamanho maior do que deveriam ter e nosso organismo manifesta fisicamente que algo passou dos limites.  Existem alguns sintomas físicos que indicam quando estamos acumulando sentimentos, entre eles doenças como ulcera, gastrite, dores lombares, dores na coluna que podem até vir a virar câncer. Irritabilidade, nervosismo e ansiedade são sintomas psíquicos desse excesso de sentimento.  

<<Leia também: Quais os sintomas físicos de uma crise de pânico?>>

Por mais atarefado que seja o dia e complexo que seja a situação que gera sentimentos negativos, é prudente procurarmos alguma forma de colocar para fora o que estivermos sentindo. 

Ansiedade em adultos mais velhos pode ser sintoma de Alzheimer

Ansiedade excessiva em idosos pode ser um sintoma de Alzheimer. Foi o que apontou um estudo publicado no começo do ano nos EUA.

Os processos degenerativos responsáveis pelo Alzheimer começam 10, ou até 20 anos antes dos sintomas de demência se tornarem evidentes e a doença diagnostica. Um novo estudo aponta que o aumento da ansiedade em pessoas da terceira idade pode ser um sintoma de Alzheimer. O que seria mais uma oportunidade dos médicos diagnosticarem a doença precocemente e iniciar o tratamento antes que o problema cause mais danos neurológicos irreversíveis.

Um dos maiores desafios enfrentados por pacientes e especialistas é justamente os danos neurológicos causados durante o período em que o Alzheimer ainda não foi diagnosticado. Problema que também ocorre com outras doenças neurodegenerativas.

Com relação à doença de Alzheimer esse intervalo que antecede o diagnóstico pode durar mais de uma década antes que um comprometimento cognitivo leve se torne evidente.

O estudo demonstrou uma associação entre o aumento nos níveis de beta amiloide e a evolução dos sintomas de ansiedade.

<<Leia também: Descoberta: tipo sanguíneo favorece Alzheimer>>

Depressão é um sintoma de Alzheimer

O Alzheimer é um problema neurodegenerativo que causa o declínio das funções cognitivas impedindo a pessoa de realizar atividades da vida diária. Estudos anteriores já demonstraram que a depressão e outros sintomas neuropsiquiátricos são indicativos de Alzheimer durante o período pré-diagnóstico. Que é quando acontece o acumulo do beta amiloide no cérebro do paciente.

É preciso que sejam realizadas mais pesquisas para comprovar que o aumento da ansiedade é um sintoma de Alzheimer. Esses estudos não seriam importantes somente para o diagnóstico do problema logo no início, mas também para tratar e eventualmente abrandar ou prevenir o processo degenerativo da doença.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Se quiser ler um pouco mais sobre ansiedade e sintoma de Alzheimer acesse o link: https://goo.gl/aa3G51

Alcoolismo! Como a homeopatia pode ajudar?

Não é novidade que o álcool é uma das drogas que mais mata no mundo: cerca de 3,3 milhões de pessoas morrem anualmente por doenças causadas pelo alcoolismo. O Brasil ocupa a 49º posição entre 195 países que consomem bebidas alcoólicas e é perceptível a acessibilidade e aceitação social do álcool em nosso país. Ao contrário de outras drogas, o álcool é legalizado e de fácil acesso por todos, independente da classe social.

Muito é falado sobre doenças físicas causadas pelo excessivo consumo de álcool, como hepatite alcoólica, cirrose e tumores, mas é importante darmos atenção também a doenças de caráter emocional, como é o caso do alcoolismo.

<<Leia também: O Álcool – a droga que mais mata no Brasil>>

Segunda a Psicóloga Mariana Donadon, pesquisadora da FMRP, depressão e ansiedade são mais comuns em alcoólatras e esses expressam maior dificuldade em reconhecer e julgar emoções. Essas habilidades emocionais são inatas ao ser humano e estão relacionados com a nossa capacidade de solucionar problemas. A falta delas é decorrente de efeitos neurotóxicos da bebida alcoólica e acaba impossibilitando-nos de tomarmos decisões adequadas. A partir daí inicia-se um ciclo vicioso: por não possuírem essa inteligência emocional procuram na bebida uma fuga de situações problemas, o que acaba causando maior perda dessas capacidades.

Homeopatia como tratamento ao alcoolismo

A homeopatia é uma importante forma de tratamento do alcoolismo já que ela se preocupa em analisar o paciente como um todo, física e emocionalmente.  Remédios homeopáticos são preparados focando na necessidade de cada indivíduo, levando em consideração diversos fatores que podem ter culminado em doenças como o alcoolismo, sendo eles comportamentais, hereditários ou psíquicos.

O monitoramento deve ser constante com especialista para observar as respostas que o corpo dá e o tempo do tratamento depende de cada paciente.

Nesses casos é de extrema importância o acompanhamento com um profissional homeopático pois sem tratar todas as causas, com o passar do tempo, os sintomas podem voltar.

Veja mais:  https://goo.gl/V8pHpq

 

Homeopatia e crianças: entenda como é o tratamento

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, traz mais uma entrevista da Dra. Ana Lucia sobre homeopatia e crianças.

A homeopatia é um sistema de tratamento médico que pode ser usado em qualquer idade da pessoa. Agora quando o assunto é homeopatia e crianças, uma vez que a criança é um ser em formação, pode ser feito o tratamento homeopático a médio e longo prazo para que a saúde dela melhore bastante, explicou a Dra. Ana Lucia.

A homeopatia é um tratamento que considera a pessoa como um todo. A homeopatia utilizada uma abordagem holística para tratar as doenças, holística porque tem como objetivo resgatar o equilíbrio social, corporal e mental do indivíduo. Assim a homeopatia trata não só a doença, mas a sua origem considerando todos os aspectos da vida de uma pessoa.

Por se tratar de um método de tratamento que não possui efeitos colaterais a homeopatia e crianças vem sendo procurado por pais que buscam um tratamento mais natural para seus filhos.

Para que o tratamento homeopático seja eficaz é importante manter a assiduidade nas consultas com o pediatra, um profissional que também seja um médico homeopata. Além de seguir todas as recomendações médicas, lembrou a Dra. Ana Lucia.

Veja as principais recomendações da Dr. Ana Lucia para manter em dia a saúde das crianças:

Amamentação

É muito importante para as crianças principalmente nos primeiros meses de vida. O bebê deve se alimentar, exclusivamente, de leite materno até os 6 meses.

Alimentação correta

Ter uma alimentação equilibrada é essencial para o desenvolvimento infantil, por isso evite alimentos industrializados. A criança precisa de uma dieta balanceada que inclui frutas e vegetais.

Tomar sol

É importantíssimo para a criança tomar sol, enfatiza a Dra. Ana Lucia.

Saúde da família

Os hábitos alimentares da família como um todo são muito importantes, pois as crianças aprendem pelo exemplo. Pais que tem uma alimentação saudável e praticam atividades físicas transferem esses hábitos para os filhos.

Crianças e o carnaval: cuidados na festa, rua e salões

O carnaval é uma festa linda e democrática. Uma comemoração que todos podem participar e se divertir juntos. Nessa época do ano é comum vermos famílias inteiras caindo na folia e compartilhando das atividades carnavalescas. As crianças são as que mais se divertem no carnaval. Porém os pais precisam tomar alguns cuidados com as crianças e o carnaval, para que todos possam aproveitar sem maiores problemas.

Como as crianças e o carnaval já fazem parte da comemoração já existe festas criadas especialmente para entreter os pequeninos, e para que eles possam participar da festa com mais segurança e liberdade.

Para que os dias de folia sejam de alegria e diversão os pais precisam tomar alguns cuidados com as crianças durante o carnaval.

Não perca as crianças de vista

Fique de olho nas crianças durante a folia. Evite grandes multidões e consumo de bebidas alcoólicas enquanto estiver com os pequenos. Não se esqueça de colocar crachá de identificação – com nome, endereço e telefones para contato – para o caso da criança se perder.

Violência

Quando for aproveitar o carnaval com as crianças evite locais públicos com excesso de gente. Prefira clubes fechados e blocos de rua específicos para esse tipo de público.

Alimentação

Não podemos esquecer que o carnaval é uma comemoração que acontece no verão, por isso escolha alimentos leves e saudáveis como frutas e vegetais. Também é preciso que as crianças bebam muito líquido para manter o corpo hidratado. Evite alimentos gordurosos e a comida que é vendida na rua.

A criança precisa descansar

O sono é muito importante para o desenvolvimento das crianças, por isso mesmo nessa época do ano elas precisam dormir bem. Permita que a criança tenha períodos de descanso entre uma comemoração e outra.

Roupas

Escolha roupas e fantasias leves para as crianças e o carnaval. Se for usar maquiagem escolha produtos a base de água e feitas, especialmente, para elas.

Doenças

Durante o carnaval os pais não devem descuidar da saúde das crianças, por isso protetor solar e repelente devem fazer parte durante os dias de folia.

Com essas dicas do Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, toda a família vai poder aproveitar o carnaval sem maiores problemas. Artigo no link: https://goo.gl/tWcdG9

Labirintite Emocional

A labirintite emocional pode surgir em consequências de problemas emocionais como depressão, excesso de trabalho, estudo, ansiedade, estresse, traumas, pressões, cobranças, desemprego ou perda de um ente querido.

A labirintite é uma infecção no ouvido interno. Ela ataca uma estrutura delicada que fica dentro da orelha chamada labirinto, que inflama e afeta a audição e o equilíbrio.

Os sintomas da labirintite emocional incluem tontura, vertigem (aquela sensação de que o mundo está girando em sua volta), falta de equilíbrio e perda de audição.

Os sintomas geralmente são leves e desparecem em algumas semanas. Entretanto alguns casos são mais graves e permanecem por mais tempo. Isso pode causar um grande impacto na qualidade de vida de uma pessoa e na sua capacidade de realizar as tarefas diárias.

Para tratar a labirintite emocional é preciso procurar ajuda de um psicoterapeuta que irá investigar as causas do problema.

O tratamento da labirintite emocional não exige o uso de medicamentos. Mas em casos de depressão remédios são necessários para acabar com o problema.

Também é preciso fazer uma mudança na rotina bebendo mais água, evitando o consumo de bebidas alcoólicas, parar de fumar e eliminar alimentos ricos em açucares e gordura.

Como evitar a labirintite emocional

A seguir algumas dicas para evitar o estresse e a ansiedade que podem causar a labirintite emocional:

Fuja de ambientes com excesso de barulho como casas noturnas e shows;

Escolher um local calmo e tranquilo para fazer as refeições;

Pratique atividades físicas;

Consumir mais alimentos ricos em Ômega 3 como peixes, castanha e linhaça;

Ingerir bebidas calmantes como chás e sucos de maracujá e maçã.

Existem tratamentos alternativos como acupuntura que ajudam a aliviar o estresse e a ansiedade. Faça também massagens relaxantes pelo menos duas vezes na semana para restaurar o equilíbrio corporal e administrar as emoções.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria interessante. Sabia mais no link: https://goo.gl/gwnei9

Esgotamento emocional

O esgotamento emocional é um problema que precisa ser combatido ou pode causar depressão.

Tudo começa com uma sensação de cansaço. Mas devido aos compromissos do dia a dia a pessoa vai deixando de lado, procrastinando aquele descanso necessário, sempre pensando assim que tiver tempo vai tirar um dia de folga para relaxar. Esse adiamento vai intensificando o problema e sintomas físicos surgem no decorrer do processo.

O esgotamento emocional, geralmente, aparece após um problema que exigiu muito da pessoa até ser solucionado ou de um episodio que acarretou um desequilíbrio na rotina.

LEIA TAMBÉM: Como age a homeopatia na depressão?

Existem alguns sinais do esgotamento emocional, são eles:

  • Uma boa noite de sono não é suficiente para aliviar o cansaço do dia;
  • No trabalho o rendimento cai e as tarefas mais simples se tornam mais complexas;
  • Fica mais difícil lembrar os compromissos porque a memória não é mais a mesma;
  • A pessoa não tem mais o mesmo pique para participar de festas e confraternizações com os amigos e familiares. Pois os períodos de descanso se tornam mais necessários;
  • Aparecem os problemas estomacais que causam dores e azia. O intestino é outro órgão prejudica e fica desregulado;
  • Dores de cabeça frequentes que passam com a ajuda de um analgésico;
  • Mudanças de humor, principalmente, relacionadas a sentimentos negativos como tristeza e irritação;
  • Fica mais difícil aprender coisas novas;
  • Negativismo;
  • A pessoa evita conflitos e por isso engole alguns sapos.

O tratamento do esgotamento emocional compreende aconselhamento médico e psicológico.

Uma boa solução para o esgotamento emocional é dar um tempo na rotina e descansar. Praticar atividades prazerosas também é benéfico nesses casos.

Sempre que possível ouça a mensagem que o seu corpo está transmitindo e respeite o seu ritmo natural.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, acredita que algumas alterações na rotina pode evitar o esgotamento emocional.

Saiba mais sobre o assunto em: https://goo.gl/vZ9Lif

 

Lúpus e homeopatia

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), um problema conhecida popularmente apenas como lúpus, é uma doença autoimune que pode afetar principalmente os rins, cérebro, pele e articulações. Assim como os demais órgãos do corpo humano. Pesquisas já apontaram que, provavelmente, o lúpus e homeopatia seja resultado de uma combinação de fatores genéticos e ambientais.

O Lúpus é uma doença que prejudica o sistema imunológico

A principal função do sistema imunológico é combater infecções causadas por invasores. Mas nos casos de lúpus invés de proteger o organismo, por causa de um erro, o sistema imunológico acaba atacando as células saudáveis do corpo.

Apesar de atacar preferencialmente as articulações, pele, rins e cérebro não há como prever qual parte do corpo será afetado pelo lúpus e homeopatia.

Na maior parte dos casos o lúpus é uma doença leve que afeta somente algumas partes do corpo, sendo que alguns pacientes não apresentam problemas nos órgão internos (coração e pulmões). Mas apresentam problemas nas peles e articulações.

A luz solar e a utilização de alguns tipos de medicamentos como antibióticos e anti-hipertensivos podem ter relação direta com o desencadeamento do lúpus e homeopatia.

A homeopatia pode ser utilizada nos casos de lúpus como um tratamento complementar ao tratamento tradicional indicado pelo médico de confiança. Como qualquer outra doença o lúpus precisa de acompanhamento médico.

Por se tratar de um sistema de tratamento que cuida do paciente como um todo a homeopatia é uma opção mais humana e completa para o tratamento nos casos de lúpus e homeopatia. Uma vez que os medicamentos homeopáticos são fabricados com substâncias naturais, por isso não causam efeitos colaterais.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, compartilhou mais essa matéria com o propósito de informar e tirar dúvidas. Para mais informações sobre o assunto acesse: https://goo.gl/1MZxet

Homeopatia é vida e saúde

O Dia da Nacional da Homeopatia é comemorado em 21 de novembro . Essa data marca o início dessa ciência em nosso país. E também tem como objetivo falar mais sobre como a homeopatia é vida e saúde, além de abordar todos os seus benefícios no tratamento das diversas doenças existentes.

A homeopatia é um sistema de medicina que foi desenvolvida em 1796 pelo Dr. Samuel Hahnemann baseada na sua teoria de similares. Segundo sua doutrina a mesma substância que causa os sintomas da doença em pessoas saudáveis curaria sintomas semelhantes me pessoas enfermas.

Como parte das comemorações do Dia da Homeopatia, o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, presidente da AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira), falou um pouco sobre como a homeopatia é vida e saúde e pode melhorar a saúde dos brasileiros.

“A Homeopatia é uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e um tipo de terapêutica que visa o tratamento do organismo na sua totalidade. Sendo uma opção muito boa tanto na prevenção como no tratamento de inúmeras moléstias”, foi com essa frase que o Dr. Ariovaldo Filho começou a nossa conversa sobre o assunto.

“A Homeopatia no Brasil é aplicada por profissionais médicos, odontólogos, médicos veterinários e farmacêuticos, estando difundida em todo território brasileiro, em especial, nas cidades maiores. No SUS (Sistema Público de Saúde)  também é possível encontrar médicos homeopatas”, explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho sobre como podemos encontrar essa especialidade de tratamento em território nacional. Uma vez que a homeopatia é um sistema de tratamento muito conhecido em todo o mundo.

A homeopatia pode ajudar o sistema público de saúde?

Segundo o Dr. Ariovaldo a homeopatia pode ser de grande ajuda no tratamento de doenças também na rede pública. Entretanto os investimentos públicos em homeopatia são poucos. E também ocorrem de maneira ainda insuficiente.

Sendo a homeopatia um método de tratamento com poucos efeitos colaterais, poderia ser de grande ajuda para o sistema público de saúde como um todo. Assim como para os pacientes que se beneficiariam muito com esse tratamento mais natural e que visa tratar o ser humano na sua integralidade.

Para Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, homeopatia é vida e saúde para todos os brasileiros que precisam de tratamento.

Homeopatia e a internação Infantil

A saúde e o bem-estar de seus filhos é a maior preocupação dos pais. Por isso quando as crianças passam por algum problema de saúde que leva a internação infantil esse é um momento muito delicado para toda a família. Uma vez que os corpos em desenvolvimento são mais suscetíveis a doenças.

A homeopatia é uma ciência ideal para os pais que desejam proporcionar alívio nos sintomas das doenças genéticas ou naturais comuns da infância. Assim como ajudar as crianças a crescerem mais fortes e saudáveis.

No Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, a Dra. Ana Lucia vai falar um pouco sobre os principais problemas que podem levar a internação infantil.

Se a criança realizar o tratamento homeopático corretamente, com família levando os pequenos as visitas ao médico no tempo correto. Provavelmente, a internação pode ser evitada e proposto o tratamento na residência da criança, tranquiliza a Dra. Ana Lucia Dias.

Quais as maiores causas de internação das crianças?

Com relação aos bebês até quatro meses os quadros de febre alta, situações de comprometimento respiratório importante como as bronquiolites são a maiores causas de internação.

Já as crianças maiores as convulsões recorrentes, quedas de altura, e os acidentes importantes são as maiores causas de internação infantil. Explica a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Mas o que os pais podem fazer para evitar a internação infantil?

O que os pais podem fazer para evitar a internação infantil é cuidar da alimentação de seus filhos desde o nascimento. Manter o aleitamento materno, exclusivo, até os seis meses de vida. Depois desse período é preciso manter uma alimentação mais balanceada e saudável, preferindo sempre os alimentos naturais e comida caseira, indica a Dra. Ana Lucia.

Ainda segundo a Dra. Ana Lucia os pais precisam entender e respeitar as crianças em todas as diferentes fases de sua vida. Entretanto, isso não significa que devem fazer todas as vontades da criança. Mas sim por meio da verdade apresentar limites, estimular a amizade, fraternidade e amor para criar um adulto saudável e feliz.

Se quiser ler mais sobre bronquilite e crianças acesse: https://goo.gl/8YxLBN

Homeopatia e a saúde na melhor idade

A longevidade é uma das maiores conquistas deste século. A expectativa de vida aumentou em todo o mundo, o que elevou o número de pessoas na melhor idade. De acordo com a ONU a quantidade de pessoas com mais de 60 anos está aumentando, rapidamente, e atingirá o percentual de 29% da população em 2025, segundo projeções da mesma.

A geriatria é uma especialidade que se difere da medicina adulta em vários aspectos. Pois o corpo de uma pessoa na melhor idade é muito diferente fisiologicamente de um adulto padrão. A velhice é o período onde se manifesta o declínio dos diversos sistemas do corpo humano. Assim muitas pessoas não conseguem diferenciar entre doenças e os efeitos do envelhecimento. Por isso os médicos geriatras tratam as doenças com o objetivo de reduzir os efeitos do envelhecimento.

Os medicamentos homeopáticos podem ser muito benéficos no tratamento de longo prazo em idosos com doenças crônicas.

A homeopatia pode ser uma ciência muito eficaz para as pessoas da melhor idade, por se tratar de uma especialidade que trata o paciente como um todo, que considera todo o histórico do paciente antes de tratar os problemas do envelhecimento.

Pessoas que usam a homeopatia para cuidar da saúde se beneficiam com essa prática. Entretanto, cada pessoa é de uma maneira e depende também das enfermidades crônicas que apresenta. Porém, espera-se que uma pessoa na terceira idade que tenha se tratado com medicamentos mais naturais e menos tóxicos, tenha uma saúde mais estável e equilibrada, explica o Dr. Ariovaldo.

Ainda segundo o Dr. Ariovaldo o tratamento homeopático pode ser iniciado por pessoas de qualquer idade, isso inclui as pessoas na terceira idade.

Quais as doenças mais comuns na melhor idade?

As doenças mais comuns da terceira idade são as articulares e reumáticas, diabetes tipo 2, doenças alérgicas, virais e outras. Sendo que a melhora depende muito do tempo de instalação e gravidade do problema. Assim como da capacidade de reação do organismo do idoso, destaca o Dr. Ariovaldo.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria para tirar as suas dúvidas sobre homeopatia e saúde na terceira idade.

Emergências médicas infantis e o tratamento homeopático

Como seres em construção as crianças estão sempre se movimentando com o objetivo de desvendar o mundo que as cerca. Por isso toda vez que as crianças ficam amuadas, tristonhas e sem aquele brilho nos olhos os pais suspeitam logo se tratar de emergências médicas infantis. Dá um aperto no coração perceber que o seu filho está doentinho, mas isso não é motivo para se desesperar. Afinal são coisas que acontecem.

O melhor sempre é manter a calma e procurar ajuda médica.

Assim para facilitar a vida dos pais que não sabem como agir nesse momento tão delicado, que a Dra. Ana Lucia Dias Paulo decidiu compartilhar algumas dicas para os pais ajudarem os filhos quando surgem as emergências médicas infantis.

Os pais devem procurar o pronto-socorro somente nos casos em que não tenham um pediatra de sua confiança para dar atendimento. Ou quando o próprio pediatra oriente a visita ao pronto-socorro.

O pronto-socorro deve ser procurado em situações de mais graves como quedas, fraturas, contusões importantes, quadros clínicos como queimaduras, vômitos ou diarreias intensas, explica a Dra. Ana Lucia.

Os pais podem fazer uma avaliação rápida da situação da criança usando como parâmetro o estado geral do pequeno. Se o humor, apetite e ânimo, estiver comprometido ou alterado isso pode ser indicativo de que de a criança precise de atendimento imediato.

As emergências médicas infantis mais comuns

As doenças pulmonares, principalmente, levam os bebês ao pronto-socorro, pois os menores não possuem grande capacidade de eliminação do catarro e podem necessitar de atenção profissional para isso.

Ainda nos primeiros anos de vida são os acidentes na piscina, tanques ou até mesmo cozinha e ambientes domiciliares que os pais devem ficar mais atentos e orientar os pequenos a evitar ou monitorar as crianças nesses locais.

As queimaduras, torções, fraturas e intoxicações alimentares são mais frequentes nas crianças maiores e adolescentes. Por isso acompanhar os filhos nas atividades do dia a dia pode ser a melhor solução a fim de prevenir esse tipo de problema.

Às vezes os pais acreditam que o problema dos filhos se tratar de emergências médicas infantis e correm com os filhos para o pronto-socorro. Como a homeopatia é uma ciência que trata individualmente o paciente, seja bebê, criança ou adulto, no atendimento pessoal, o médico assistente já pode orientar os pais nas diferentes situações apresentadas.

A Dra. Ana Lucia Dias Paulo destaca o risco que está presente nas visitas ao pronto-socorro, entretanto nos casos de emergências médicas infantis a visita é imprescindível. O que os pais podem fazer para reprimir a contaminação é evitar horários de maior fluxo de pessoas nesses serviços.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, mantêm o compromisso de tirar todas as suas dúvidas sobre saúde.