Tag Archives: Prevenção

Visite sempre um cardiologista

A maior parte das pessoas sabe o quanto é importante ter uma vida mais saudável, por isso é preciso consultar um médico regularmente.

No entanto, apesar de todos os esforços já realizados com o objetivo de propagar a prevenção para manutenção da saúde, as doenças cardiovasculares continuam sendo a maior causa de morte em todo o mundo.

A fim de minimizar os problemas cardiovasculares é preciso melhorar a qualidade de vida por meio de hábitos saudáveis, além de fazer visitas regulares ao médico independe da idade.

Para te ajudar a não vacilar na hora de cuidar da saúde de seu coração vamos passar os principais motivos para ir visitar o cardiologista:

  • Quando for recomendado por um médico: se o seu médico pediu para você visitar o cardiologista faça isso o mais rápido possível;
  • Em casos de dor no peito ou ao redor do coração: existe uma grande lista de doenças que podem causar dor no tórax. Não tente descobrir a origem da dor sozinho, para isso procure um cardiologista;
  • Histórico familiar: se algum membro da família passou por problemas cardíacos é preciso ser cauteloso, pois você pode ter uma predisposição a certas doenças cardíacas;
  • Colesterol elevado: os níveis mais elevados de colesterol aumentam o risco de doenças cardiovasculares;
  • Pressão alta: pessoas que sofrem de pressão arterial elevada precisam consultar um cardiologista para determinar o risco do problema para o coração;
  • Diabetes: a diabetes pode causar doenças cardíacas e vasculares;

Estes são alguns dos motivos para procurar um cardiologista. Sendo que o especialista pode passar os seguintes exames com o objetivo de investigar a saúde de seu coração: ecocardiograma, eletrocardiograma, teste ergométrico e ressonância magnética. Os casos que apresentarem qualquer tipo de alteração outros exames serão solicitados.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe essa matéria para que você possa manter a saúde de seu coração em dia, para mais informações acesse: https://goo.gl/Yc84Gz

 

 

Cuidado com o HIV

O HIV vírus que causa a AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) tornou-se um dos maiores desafios de saúde e desenvolvimento humano em todo o planeta. Os primeiros casos da doença foram identificados em 1981, hoje:

  • Existem aproximadamente 36,7 milhões de indivíduos vivendo com o HIV em todo o mundo, sendo que dezenas de milhares de pessoas morrem em consequência da AIDS anualmente;
  • Embora novos casos da doença sejam registrados em todos os lugares do globo, cerca de dois terços dos contaminados pela doença estão na África;
  • Uma grande parte das pessoas que vivem com HIV não tem acesso à prevenção, cuidados e tratamentos médicos;
  • Ainda não existe cura para a doença;
  • O HIV é uma doença que afeta os mais jovens entre (15-24 anos);
  • O HIV é um problema que não abala somente os infectados, também afeta a família, comunidade e o desenvolvimento econômico e social das nações;

Cerca de 2 milhões de pessoas vivem com o HIV na América Latina. Sendo que em 2016 49%, quase metade das novas infecções pelo vírus ocorreram no Brasil, que é o país com o maior número de pessoas portadoras da doença.

As formas de transmissão do HIV são a sexual, parenteral e a perinatal. Assim como os homossexuais são a fatia da população mais prejudicada pela doença.

Algumas das estratégias de prevenção da doença incluem programas de mudança de comportamento, o uso de preservativos, testes de HIV, maior rigor no controle do suprimento de sangue, esforços para reduzir os danos entre a população de consumidores de drogas e a circuncisão masculina.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, destaca que a prevenção ainda é a melhor alternativa na luta contra a AIDS, para mais informações acesse: https://goo.gl/dg2hHd

 

TAGS: AIDS, HIV, DST, Prevenção, Epidemia

Fumar maconha na adolescência faz muito mal

Segundo o médico inglês Robin Murray fumar maconha na adolescência aumenta os riscos de esquizofrenia na idade adulta. Sendo que os jovens que usam a erva regularmente têm mais possibilidades de desenvolverem algum tipo de psicose futuramente.

Outro estudo realizado em 2002 comprovou que pessoas que fumam maconha a partir dos 15 anos possuem 4,5 vezes mais riscos de se tornarem psicóticas após 10 anos.

Essa descoberta foi feita através de um estudo que Murray coordenou no Instituto de Psiquiatria Kings College, Em Londres, na Inglaterra, que conseguiu mapear a maior parte dos problemas relacionados ao uso de maconha na adolescência.

A pesquisa foi realizada ao longo de vários anos, de 2005 a 2011, e comparou 410 pacientes entre 18 e 65 anos que relataram o primeiro episódio de psicose num hospital psiquiátrico que fica no sul de Londres, com mais 370 participantes saudáveis e mesma faixa etária que residem na mesma região de Londres.

Os dados levantados pela pesquisa verificou que os usuários mais jovens de maconha têm mais riscos porque o uso da erva se torna mais prolongado.

A paranoia e a desconfiança ocasionadas pelo consumo da maconha é a chave desses problemas. Entretanto, curiosamente, o risco de paranoia e psicose foi verificado somente no uso de maconha e Skank.

Ainda segundo Murray, em Londres, 25% dos casos de psicose na idade adulta está relacionada com o abuso de maconha durante a juventude.

Embora grande parte dos jovens que fumam maconha na adolescência não sofram danos, uma minoria vulnerável é prejudicada pelo seu uso. Ainda, segundo o estudo, um décimo das pessoas pesquisadas desenvolveu algum tipo de distúrbio de esquizofrenia aos 26 anos.

Por isso, fumar maconha deve ser fortemente desencorajado por pais, professores e profissionais de saúde no caso de adolescentes psicologicamente vulneráveis. Bem como as autoridades devem investir em políticas de prevenção ao uso.

Peter Jones professor da Universidade de Cambridge e um dos mais renomados psiquiatras da Grã-Bretanha, especialista em esquizofrenia, também informa sobre os riscos que o uso prolongado da maconha pode ocasionar “a maconha, neste momento, é um problema para os serviços de saúde psiquiátrica pública”. Jones também advertiu que crianças entre 10 e 11 anos que começam a usar a erva aumentam, consideravelmente, o risco de esquizofrenia.

Nos últimos anos se intensificaram as preocupações acerca dos distúrbios mentais causados pelo uso da maconha, já que o número de usuários de maconha está aumentando. Nos EUA, por exemplo, em algumas faixas etárias as pessoas estão fumando maconha como se estivessem fumando cigarro. As crianças também estão começando a usar a droga cada vez mais cedo, se tornando o grupo com mais risco de sofrer algum tipo de distúrbio mental quando alcançarem a idade adulta.

Uma das maiores barreiras encontradas na prevenção e tratamento é justamente conseguir convencer os usuários que a maconha é a origem de seus problemas, especialmente nos casos em que a pessoa já apresente algum tipo de psicose.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trás mais esse alerta a população. Para matéria completa acesse: https://goo.gl/vkjTKX

TAGS: Maconha, Prevenção, Jovens, Adolescentes

Dia Mundial do Aperto de Mão – Lave sempre as mãos

Um cumprimento, um gesto de carinho e respeito, o aperto de mão traz consigo muitos significados, ele é tão importante que existe um dia para comemorar esse ato tão comum em nossa sociedade. O aperto de mão carrega consigo muitos significados. Ele também é usado para celebrar acordos.

No dia 21 de junho é comemorado o Dia Internacional do Aperto de Mão. Essa celebração tem o objetivo de enfatizar a importância desse gesto para as relações sociais e culturais.

Prática rotineira, uma expressão de amizade, afinidade e confiança, que se repete o tempo todo, o aperto de mão é o mais antigo cumprimento da história da humanidade. Os primeiros a registrarem esse gesto foram os egípcios por meio dos hieróglifos.

Entretanto, esse simples gesto pode transmitir diversas doenças, por isso é importante lavar as mãos corretamente para impedir a propagação de doenças. A correta higienização das mãos é capaz de evitar a transmissão de infecções bacterianas, virais e parasitarias, e, consequentemente, que fiquemos doentes.

A maior parte das infecções comuns gripes, hepatite, intoxicação alimentar, resfriados, parasitose intestinal, dentre outras, são disseminadas por mãos contaminadas. Até mesmo as doenças respiratórias, que são transmitidas pela tosse ou espirro, também podem ser transmitidas pelas mãos, e na maior parte dos casos é isso o que acontece.

Para evitar a transmissão de doenças através das mãos devemos lavar as mãos nas seguintes situações:

  • Antes de preparar a comida, de comer, de tratar qualquer ferida ou machucado;
  • Depois de usar o banheiro, trocar fraldas e limpar alguma criança que tenha usado o banheiro;
  • Antes e depois de entrar em contato com qualquer doente;
  • Depois de apertar as mãos de qualquer pessoa, de ter contato com animais e manusear o lixo;
  • Depois de assoar o nariz, espirrar, tossir e tocar qualquer tipo de secreção corporal;
  • Em todos os casos onde a mão pareça estar suja.

Com estes simples cuidados você vai conseguir evitar a transmissão de muitas doenças.

O Blog Homeopatia e Saúde, que é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, compartilha mais essa matéria, pois acredita na importância da prevenção. Para matéria completa acesse: https://goo.gl/OJQKIY

 

TAGS: Saúde, Transmissão, Prevenção, Aperto de mão

31 de Maio dia Mundial sem Tabaco

A OMS (Organização Mundial da Saúde) considera o tabagismo o principal motivo de morte evitável em todo o planeta. Segundo levantamento da OMS um terço da população mundial é fumante.

No dia 31 de Maio, data que é comemorado o Dia Mundial sem Tabaco a OMS vai discutir sobre os problemas que a produção do tabaco vem causando no desenvolvimento sustentável do nosso planeta. Para o ano de 2017 o tema da campanha é Tabaco: uma ameaça ao desenvolvimento.

No Brasil, como forma de combater o tabagismo, em 2011 Dilma Rousseff sancionou a nova Lei do Fumo, que aumentou a carga tributária, estipulou um preço mínimo de 3 reais para o cigarro, proibiu a propaganda nos postos de vendas e em locais fechados.

Dentre as medidas o aumento do valor do cigarro é considerada uma das mais importantes na luta contra o tabagismo. Enquanto que a proibição de fumar em lugares fechados acabou por estimular os fumantes a diminuírem ou pararem de fumar, mesmo que o seu principal objetivo tivesse sido proteger as pessoas da exposição ao fumo.

Já o Programa de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco de Câncer, que é coordenado e mantido pelo Instituto Nacional do Câncer, vem trabalhando a prevenção de doenças por meio da adesão a um estilo e comportamento de vida mais saudáveis. Esse programa tem ajudado na redução da incidência e mortalidade causadas pelo câncer e outras doenças relacionadas ao tabaco.

Segundo dados da Anvisa 200 mil pessoas morrem por ano vítimas do tabaco no Brasil. Sendo que em nosso país temos 25 milhões de fumantes, e este número vem caindo anualmente. Essa queda é um reflexo das medidas que foram tomadas nos últimos anos em território nacional.

O tabagismo é um problema mundial, quanto mais cedo a pessoa parar de fumar menores serão os riscos de adoecer.

Esta é uma matéria que o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe para vocês, para mais informações: https://goo.gl/kvv3c7

 

TAGS: Cigarro, Prevenção, Combate, Tabagismo

Como prevenir o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

O dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, essa data foi escolhida por causa de um crime que aconteceu na cidade de Vitória (ES) no ano de 1973. Neste dia trágico a menina Araceli de 8 anos de idade foi sequestrada, drogada, espancada, estuprada e morta por uma família tradicional da cidade.

A violência sexual é caracterizada quando a criança ou adolescente é usada para o prazer sexual de uma pessoa mais velha, em outras palavras, qualquer ação onde existe o interesse sexual. O que denota a violação dos direitos da criança e do adolescente, por se tratar de abuso e exploração do corpo e sexualidade da criança, através de força ou coerção.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, traz algumas dicas da Dr. Ana Lucia Dias Paulo que tem como objetivo alertar os pais sobre este assunto tão delicado.

Uma das atitudes que devem ser adotada pelos pais é estar sempre atentos, às atitudes dos filhos. Qualquer mudança de comportamento pode ser um sinal de alerta, pois crianças que passam por algum tipo de abuso podem se tornar cada vez mais caladas e retraídas, apresentar atitudes agressivas, ou de medo em relação a um familiar, mesmo que seja bem próximo. Não devemos nunca subestimar esse tipo de atitude.

Geralmente, as crianças pequenas não mentem, mas se tornam tristonhas, melancólicas e até mesmo deprimidas e angustiadas, a não ser que sejam estimuladas por outros adultos  a terem essa atitude. Qualquer um destes sinais serve de alerta para se investigar ou consultar um profissional.

Estarem constantemente presentes na vida das crianças é um dos cuidados a fim de evitar que as crianças sofram abusos. Pois as crianças e jovens devem ter liberdade vigiada, os pais precisam conhecer os amigos dos seus filhos, e principalmente os pais desses amigos.

Os pais precisam também conquistar a confiança dos filhos, para isso eles precisam mostrar que são amigos de seus filhos, estarem dispostos a ouvir mais do que falar, não julgar as crianças e evitar desenvolverem sentimentos de medo e inseguranças nos pequenos. Os pais precisam ensinar os filhos a serem fortes, e que precisam confiar neles e em outros familiares de confiança dos pais. Estar sempre disponível e aberto sempre que os filhos tiverem a necessidade de conversar.

Essas são algumas das atitudes que podem ser tomadas pelos pais a fim de evitar que seus filhos sejam expostos a situações de abusos, pois a prevenção ainda é a melhor forma de evitar que situações como esta aconteçam com sua família. As crianças precisam sentir-se amadas e protegidas por aqueles que a cercam.

A população, profissionais da área da educação e jurídica podem ajudar no combate ao abuso e exploração infantil, identificando e ajudando crianças e adolescentes em situações de risco. Faça a sua parte, denuncie e disque 100. Juntos podemos mudar a realidade de muitas crianças e adolescentes.

TAGS: Prevenção, Abuso infantil, Crianças, Adolescentes

Exames de rotina que toda mulher deve fazer

Prevenir ainda é o melhor método conhecido para manter a saúde em dia. Por isso visitar o ginecologista, no mínimo, uma vez por ano deve fazer parte da vida de toda mulher após a primeira menstruação.

Como sabemos da importância de manter a saúde em dia o blog Blog Homeopatia e Saúde, um cantinho dedicado à informação da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai compartilhar os principais exames de rotina que as mulheres devem fazer no decorrer da vida.

Hemograma, exame de urina, Glicemia, colesterol total e suas frações, triglicerídeos, TGO e TGP (avaliação da função hepática) e creatinina (avaliação da função renal), são exames de rotina que precisam marcar presença durante toda a vida da mulher.

Consultar o ginecologista periodicamente independente da idade é fundamental na vida de qualquer mulher.

 

Aos 20 anos (ou com o inicio das relações sexuais)

Apesar de alguns cuidados preventivos serem importantes antes mesmo do início das relações sexuais, o exame de Papanicolau é um exame obrigatório para aquelas que já têm relações sexuais.

 

Antes de engravidar

Neste caso os exames de rotina (como colesterol, glicemia dentre outros) precisam ser os primeiros da lista.

Além desse, o médico pode solicitar também uma histerossalpingografia (exame de raio-X realizado com contraste), e uma histeroscopia (exame endoscópico), que têm como objetivo fazer uma avaliação mais profunda do sistema reprodutivo.

Outros exames sugeridos são sorológicos, que analisam a imunidade em relação a certas doenças como citomegalovirose, toxoplasmose e rubéola.

 

Pré-natal

São os exames, extremamente importantes, realizados no decorrer da gravidez, que reduzem os riscos de doenças e inclusive a morte do bebê e da mãe. Aqui podemos destacar a tipagem sanguínea, hemograma, ultrassom transvaginal e pélvico e avaliação da função tireoidiana, além das sorologias (HIV, toxoplasmose, Sífilis, hepatites B e C e rubéola).

 

Aos 30 anos

Doenças ligadas ao aparelho genital feminino ainda são fundamentais neste período da vida. Assim a colpocitologia oncótica, colposcopia e a ultrassonografia precisam fazer parte da rotina.

A prevenção do câncer de mama, por meio de exame clínico e mamografia, pode ser necessário para mulheres que possuem histórico familiar nesta fase.

O exame de densitometria óssea, aquele que avalia a presença de osteoporose, também é recomendado pelo médico patologista Dr. Paulo Roberto.

 

Aos 40 anos

A mamografia passa a fazer parte dos exames de rotina da mulher, além da avaliação cardiológica.

 

Aos 50 anos

Com o início da menopausa aumentam os riscos da mulher desenvolver a osteoporose, por este motivo a densitometria óssea se torna muito importante. A manutenção de exames como Papanicolau, mamografia e exames de sangue são tão importantes quanto.

 

Aos 60 anos

Os exames continuam os mesmos, o que muda é a frequência. Prevenir a osteoporose, e a visita ao cardiologista para prevenir a hipertensão arterial e doenças do coração devem ser intensificados nesta fase.

 

Você encontra o artigo completo no link: https://goo.gl/n6hEqb

 

TAGS: Prevenção, Hipertensão, Mulher, Saúde, Cuidados

Como a temperatura do seu escritório pode causar problemas de saúde e disposição

A disputa do controle do ar-condicionado pelo conforto térmico é velha conhecida dos friorentos e calorentos que trabalham em escritório. O que muitos não sabem é que efetivamente existem normas de funcionamento que devem ser seguidas para evitar problemas de saúde.

Tanto a alta quanto a baixa temperatura, quando não equilibradas às necessidades do corpo, podem causar uma série de problemas, não só na disposição dos funcionários, como também na tomada de decisões e na saúde em geral.

Transpiração, irritabilidade e fadiga, por exemplos, são sintomas comuns entre os “calorentos” quando a temperatura está acima do aceitável. Por outro lado, ambientes muito frios exigem maior gasto energético do metabolismo para se adaptar à temperatura e podem afetar diretamente a produtividade dos funcionários.

Um estudo da Universidade Cornell (EUA), realizado em 2004, concluiu que os funcionários são propensos a cometer mais erros em ambientes com temperaturas muito baixas. E constatou que, quando a temperatura passava de 20ºC para 25ºC, caíam em 44% os erros de digitação e a produtividade ultrapassava a marca de 100%.

Além disso, temperaturas muito geladas podem propiciar o surgimento de infecções respiratórias e piorar quadros de alergia através do ressecamento das vias respiratórias. Contudo, alterar drasticamente a temperatura, alternando entre frio e calor também não é a solução e pode ser igualmente prejudicial. O ideal seria manter uma temperatura ambiente, em consenso com todos os colegas de partilham o ambiente de trabalho.

Leia a matéria na íntegra em: https://goo.gl/xCn6aG

Confira os alimentos que são benéficos ao coração

homeopatiaUm dado alarmante: no Brasil, 30% das mortes são causadas em decorrência de problemas cardíacos. Alimentos industrializados, má alimentação, sedentarismo somam para que as artérias se entupam cada vez mais facilmente. A parte boa é que, a partir da conscientização de que devemos cuidar de nosso corpo para aproveitar o bom funcionamento de todo o organismo, podemos adotar uma alimentação que contribui para a diminuição desses riscos e que nos desintoxiquem. Pensando na sua saúde e bem-estar, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, pesquisou mais informações sobre este assunto para te auxiliar.

O blog é vinculado à Clínica Similia, coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, que atuam na área de homeopatia e buscam sempre orientar seus pacientes para sanar os desconfortos que apresentam e também melhorar a qualidade de vida. Para driblar esses problemas, existem muitos sucos desintoxicantes e também alimentos que podem ser usados em busca desses objetivos. Aqui listamos alguns desses alimentos que contribuem com a limpeza das artérias e a proteção do coração.

O abacate é um desses alimentos: já pensou em substituir a maionese do lanche por um pouco de abacate? Isso porque alguns estudos apontam que o abacate contribui com o nível de colesterol no sangue, diminuindo o nível de LDL e aumentando o HDL, conhecido por ser o “colesterol bom”, desobstruindo as artérias. Outras opções são: romã, brócolis, açafrão-da-terra, aspargo, entre outros. O blog Homeopatia e Saúde separou uma matéria que apresenta 10 tipos de alimentos que podem te ajudar a melhorar sua alimentação e, consequentemente, o funcionamento do coração. Acesse: http://goo.gl/zoRg71

Você sabe o que é HPV?

A HPHPVV é uma das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) mais comuns em território nacional, com mais de 2 milhões de casos por ano no Brasil. Esta é uma doença transmissível pelo contato de pele com pele e, por conta disso, é considerada uma DST. Estatísticas apontam que 1 a cada 10 meninas que logo que iniciam pela primeira vez a vida sexual chegam a ter contato com esse vírus. É sobre este assunto preocupante que o Dr. Eliezer Berenstein, ginecologista e homeopata, tira as dúvidas nessa postagem do blog Homeopatia e Saúde.

Atualmente a rede pública de saúde oferece gratuitamente a vacina contra a HPV para meninas de até 12 anos de idade. “Após entrar na adolescência e ter suas primeiras menstruações, a garota está criando sua flora vaginal de mulher. Vaciná-la neste período é aproveitar essa janela imunológica”, explica Dr. Berenstein. HPV significa, em uma tradução da sigla, que é em inglês, “Papiloma vírus humano” e conta com diversos tipos de vírus. Geralmente não tem sintomas aparentes, mas quando aparecem, podem ser como verrugas nas regiões íntimas ou outras partes do corpo como veremos adiante.

Outro dado que merece atenção é que de 80 a 90% da população chega a estabelecer contato com o vírus ao menos uma vez durante a vida, independente de desenvolver algum tipo de lesão ou não. Muitas mulheres ainda contraem o vírus HPV por uma série de fatores, conforme explica o médico ginecologista e homeopata. “Em uma sociedade hedônica e liberal como a dos tempos atuais, epidemias das mais variadas já estão ocorrendo e a tendência é aumentar. Os vírus respondem a variações climáticas com mutações em sua genética e o cenário atual é no mínimo sombrio”, pontua Dr. Eliezer.

Para ele, nosso planeta apresenta uma superlotação favorável para que haja essa propagação da doença. “Temos um ambiente ideal para o alastramento epidêmico. Apesar de grandes avanços tecnológicos, estamos engatinhando na virologia”, diz o ginecologista.

O blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e da Dra. Ana Lucia Dias Paulo, levantou que existem mais de 150 tipos de vírus HPV, alguns que podem desenvolver câncer de colo de útero, ânus e garganta. A detecção dessa doença é feita através de dois exames, como o teste de captura híbrida e também o teste genético PCR.

Cura

Aproximadamente 90% das pessoas que contraem algum tipo de vírus HPV, acabam por eliminar do próprio organismo por conta, sem tratamento. “Apesar da exposição aos agentes nocivos, algumas pessoas são resistentes a estes agentes. Milhares de pessoas adoecem em uma epidemia, mas nem todas. O que faz com que umas sejam mais suscetíveis que as outras ainda não é conhecido pela medicina, por isso se vacina a todos mesmo sem saber quem seria resistente ou não. O grande mistério a ser descoberto ainda está na suscetibilidade”, observa Dr. Heliezer.

No entanto, nos 10% da população em que o vírus se manifesta, essa doença é caracterizada pela aparição de verrugas ou mesmo lesões na pele que causam coceira – nem sempre são visíveis ao olho humano, tornando-se necessária a realização de exames para identificação dessas verrugas, como vulvoscopia, peniscopia ou colposcopia.

No corpo da mhomeopatia e saúdeulher, essas lesões podem aparecer na vulva, vagina e colo do útero. No homem, o local mais comum em que a doença se manifesta é o pênis. Independente do gênero, as lesões também podem aparecer na garganta, boca, ânus, pés e mãos.

Uma observação pensando na sua saúde: nem sempre ter verrugas nessas regiões significam que foram causadas por uma infecção proveniente do vírus HPV. Mesmo assim, buscar orientação médica é fundamental para identificação do problema e iniciar tratamentos para cada caso. Os especialistas que podem te auxiliar são ginecologistas, urologistas, infectologistas ou dermatologistas, por exemplo.

Como evitar

Além da vacina, uma das formas de evitar contrair o vírus do HPV é usar preservativo, tanto masculino quanto a camisinha feminina. Pessoas com uma vida sexual ativa estão suscetíveis a entrar em contato com o vírus e é importante destacar alguns fatores de risco para que contrair essa doença ocorra, como iniciar a vida sexual muito cedo, não realizar exames de rotina, ter vários parceiros ao mesmo tempo, estar com o sistema imunológico enfraquecido ou mesmo já ter no organismo a presença de outros tipos de DSTs.

Outubro Rosa – Vamos falar sobre isso?

Outubro foi o mês conscientização para combater e prevenir o câncer de mama. No Blog Homeopatia e Saúde vamos dar um outro enfoque para esse tema. Como aqui queremos prevenir vamos falar de como evitar isso?

foto-home

Segundo o médico Dráuzio Varella a obesidade e vida sedentária aumentam a incidência de desenvolver câncer. E os dois fatores somados aparecem em 20% das pessoas que desenvolvem câncer de mama. Apenas essa informação já vale como incentivo à prática regular de atividade física.

Mas se evitar o câncer não é suficiente para você se convencer levantamos outros bons motivos.

– A pratica de atividade física ajuda no aumento da resistência e consequentemente na saúde das pessoas.

– Exercícios físicos melhoram o condicionamento cardiovascular, evitando o surgimento de doenças crônicas degenerativas como o infarto, a hipertensão e o diabetes, normalmente associadas ao sedentarismo.

– Atividade física combate o stress e melhora na qualidade do sono o que aumenta também os níveis de disposição para realizar as atividades diárias.

– Ao realizar atividades físicas a pessoa melhora o estado de humor, devido ao aumento de endorfina no organismo, ajudando a evitar quadros de ansiedade e depressão.

home-atividade-fisica-oncologia

– Com a pratica regular de atividade física há um aumento da habilidade de equilíbrio e controle corporal, evitando assim acidentes domésticos e quedas, principalmente em mulheres idosas, já que nesses casos de fraturas há relacionado o aparecimento de doenças associadas à inanição como pneumonia e afins.

– Além disso a liberação da endorfina durante a atividade física, ocasiona sensação de felicidade durante e após o exercício, então a atividade física promove a felicidade.

– O exercício físico promove a elevação da quantidade de massa muscular e óssea gerando uma “reserva” importante para enfrentar o processo de envelhecimento diminuindo o risco de osteoporose.

– A atividade física aumenta a disposição e consequentemente eleva o prazer sexual, pois o melhor condicionamento físico pode ajudar no desempenho.

– Além disso a exercícios elevam a autoestima, pois ao promovem um momento de amor próprio e felicidade.

– A atividade física diminui a taxa de ressurgimento de câncer após tratamento.

Atividade-fisica-Cancer-de-mama

Durante e pós tratamento de câncer

Segundo estudos realizados no hospital Albert Einstein, a pratica de atividades física por quem está fazendo tratamento para combater o câncer, como quimioterapia ou radioterapia, por exemplo, tem diversas vantagens fisiológicas.

A atividade física diminui a inflamação, que por si só já é muito importante, pois modula a atividade do corpo. Além disso o exercício físico melhora a respiração do paciente, levando mais oxigênio para as células.

O estudo também ressalta a importância psicológica do paciente em tratamento que mantem as atividades físicas. Pois o tratamento é estressante, desgastante e o exercício funciona como um desestressante.

Por isso, o Blog Homeopatia e Saúde indica que a atividade física deve fazer parte da vida de todos.

Sua Pele e a Homeopatia

A pele é o maior órgão que temos no corpo. E existe inúmeros males que podem atingir esse órgão. Existes problemas que sem um olhar atento não são percebidos, outros tantos que são considerados crônicos. Hoje vamos descobrir que mesmo as doenças mais sérias podem utilizar a homeopatia no tratamento. Entenda no texto do Blog Homeopatia e Saúde.

ipe2000-dermatologia-ambulatorio-roma-torre-spaccataMuitas doenças dermatológicas são crônicas, por exemplo dermatite atópica, dermatite seborreica, psoríase, etc., e necessitam de cuidados diários, por um longo período, levando à certa ansiedade, às vezes angústia, pela recuperação lenta e demorada. Além de situações de constrangimento que possam passar pelas lesões expostas e dificuldades no convívio social.

Para a doutora Lydia Sonohara, dermatologista e homeopata, a homeopatia ajuda a manter um equilíbrio emocional, mental e físico na pessoa com problemas de pele. “A medicina homeopata vai tratar a pessoa como todo e, por isso, dar suporte para enfrentar a situação que pode ser bem ruim. Quebrando um ciclo vicioso de ‘quanto maior a ansiedade, pior ficam as lesões’. Além de melhorarem as lesões, melhora a qualidade do sono, ou seja, há uma melhora na qualidade de vida do paciente”, explica a especialista.

lavar-rosto-pele-jovem-40179

A Dra. Lydia explica que as pessoas deixam para procurar um dermatologista somente quando já estão acometidas com uma enfermidade crônica, e o estado emocional afeta a situação da pele, por isso a homeopatia é parte importante do tratamento.

Atenção:

A especialista orienta que os sintomas mais comuns que algo não está bem com nossa pele são:

– Coceira

– Eritema (vermelhidão da pele)

– Inchaço

– Aparecimento de bolhas

– Aparecimento de vesículas e descamação.

bdpe_261012_quimica1

Ela alerta que ao menor sinal de um desses sintomas a pessoa deve procurar um especialista.

Para manter uma pele saudável Dra. Lydia dá algumas dicas: “Ao fazer diariamente uma boa hidratação e utilizar proteção solar adequada para cada tipo de pele a pessoa aumenta muito sua chance de ter uma pele bonita e saudável”, completa a dermatologista.

 

O mosquito do mal

 O verão e o período de maior proliferação da dengue; o combate ao mosquito Aedes Aegypti é fundamental para evitar a doença e a homeopatia oferece o melhor tratamento para os infectados

IMAGEM_Dengue-e-Homeopatia_Similia

Durante o Verão, uma das principais preocupações da população brasileira em relação à saúde tem nome e sobrenome: Aedes Aegypti. Esse pequeno mosquito, parecido com um pernilongo, é o transmissor da dengue. Sua larva, extremamente resistente, fica aguardando a chegada das águas – da chuva ou qualquer outra – para se reproduzir.

Em 2013, foram detectados 1.452.489 casos da doença em todo o país, de acordo com o Portal da Saúde do SUS. Esse número é quase 3 vezes superior ao anotado em 2012. Agora, a situação mostra-se ainda mais preocupante pois, com a crise hídrica, muitas famílias armazenam águam limpa, fundamental para a reprodução dos mosquitos, em recipientes como baldes e caixas dágua, por vezes sem tampa. Existe o risco de um surto ainda mais expressivo do que os que acompanhamos nos últimos anos.

A doença

O vírus causador da dengue possui quatro sorotipos diferentes; assim, uma pessoa que já tenha sido infectada pela dengue corre o risco de ser contaminada por outro subtipo da doença. Todos os tipos causam os mesmos sintomas: febre alta; dores de cabeça, musculares e nas articulações; cansaço e indisposição; enjôos, vômitos, etc. Muitas vezes esses sintomas são confundidos com uma gripe normal. Essa coincidência de sintomas pode levar à automedicação e causar um problema grave, já que portadores do vírus da dengue não devem ingerir paracetamol.

A dengue hemorrágica acontece quando a pessoa infectada com dengue sofre alterações na coagulação sanguínea. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. No geral, a dengue hemorrágica é mais comum quando a pessoa está sendo infectada pela segunda ou terceira vez. Os sintomas iniciais são parecidos com os da dengue clássica, e somente após o terceiro ou quarto dia surgem hemorragias causadas pelo sangramento de pequenos vasos da pele e outros órgãos. Na dengue hemorrágica, ocorre uma queda na pressão arterial do paciente, podendo gerar tonturas e quedas.

Tratamento

Não existe tratamento específico contra o vírus da dengue: tratam-se os sintomas decorrentes da doença. Nesse sentido, a homeopatia tem se mostrado bastante eficiente. Em 2007, o doutor Renan Marino desenvolveu um remédio homeopático composto de Eupatorium Perfolatium – planta de ação analgésica sobre as dores do corpo; Phosphorus, um mineral que protege as funções hepáticas comprometidas pela ação do vírus; e Crotalus Horridus, que é preparado com veneno de cascavel e auxilia na coagulação do sangue. Assim, o medicamento atua positivamente no organismo dos infectados, podendo ser utilizado inclusive em casos de dengue hemorrágica.

A eficiência do medicamento foi tanta que diversas prefeituras o incluíram entre os tratamentos disponíveis na rede pública de saúde. Um dos principais exemplos vem do estado Rio de Janeiro. Macaé sofreu uma grande epidemia em 2007, com mais de 250 mil casos confirmados da doença. No ano seguinte, com a adoção da homeopatia, o número caiu 60%. Além de recomendar aos pacientes já infectados, as gotinhas homeopáticas foram distribuídas para a população – cerca de 156 mil doses para os 188 mil habitantes. Num segundo momento, outras 60 mil doses foram entregues ao público. Na terceira campanha, chegou-se à 200 mil doses. A campanha teve, ao todo, 5 etapas. A iniciativa reduziu, drasticamente, o número de casos da doença e teve como principal vantagem para o município, além da eficácia, o baixo custo.

Depois do sucesso alcançado em Macaé, outras cidades aderiram ao tratamento homeopático. E, mesmo nas localidades onde o uso da homeopatia não é incentivado pelas prefeituras, ela pode e deve ser usada no tratamento da doença. Por isso, caso apresente os sintomas, procure seu médico homeopata. Além da necessidade da detecção da doença já no início, o tratamento adequado é fundamental para vencer a dengue!

Vale lembrar que o combate à dengue começa em casa! Então, nada de deixar água limpa em recipientes destampados. Combater a proliferação dos mosquitos é o primeiro passo para evitar o contágio.

Dia de Combate

wmX-500x375x4-4ed673dbdafee6e2d8077cf1b4877dec64593de16c5bd

Falta de informação e o preconceito ainda são as principais barreiras para vencermos a AIDS

Combater o preconceito, informar e barrar a epidemia mundial. Esses foram alguns dos motivos que levaram à instituição de 1º de dezembro como o “Dia Mundial de Luta Contra a AIDS”. A doença é provocada pelo HIV, vírus que contamina o organismo deixando-o suscetível a infecções e outras doenças – assim, em casos avançados da doença, uma simples gripe pode matar.

A AIDS ainda não em cura, mas os portadores do vírus podem utilizar os tratamentos anti-retrovirais para prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade do dia a dia. Esses medicamentos – que formam um verdadeiro coquetel – reduzem a carga viral no organismo e reconstituem o sistema imunológico. O Brasil dispõe de atendimento público para os portadores do vírus (e da doença), além de oferecer gratuitamente o coquetel.

Com a debilidade do corpo, a homeopatia não consegue agir de maneira mais adequada. Entretanto, é uma boa alternativa para melhorar a qualidade de vida em estágios avançados da doença.

1_dezembro_dia_mundial_luta_contra_aids_5

Fique sabendo

Os jovens estão entre as populações mais vulneráveis – juntamente com os Gays, travestis e presidiários, de acordo com o Ministério da Saúde. Por isso, as campanhas governamentais, que têm como mote “Fique Sabendo”, são direcionadas especialmente para eles.

Para afastar qualquer dúvida ou usufruir dos benefícios de qualquer tratamento (e evitar a contaminação de outras pessoas!) é preciso saber. Sim, o exame é indicado para todas as pessoas que tenham se envolvido em alguma situação de risco – sexo sem preservativo, transfusão de sangue, uso de objetos cortantes de proveniência incerta. Qualquer pessoa pode fazer o teste de AIDS em um dos “Centro de Testagem e Aconselhamento” (CTA) ou nas unidades de saúde pública espalhadas em todo o país – você pode localizar o ponto de atendimento mais próximo utilizando o Dique Saúde: 136. O exame é gratuito e anônimo e o resultado sai, em média, em 6 dias úteis.

Preconceito

Além de criar uma barreira contra o contágio, a campanha do Dia Mundial de Combate à AIDS visa combater o preconceito sofrido pelos portadores do vírus. Mais uma vez, a desinformação é o inimigo a ser batido. Muitas pessoas acreditam que a AIDS pode ser transmitida pelo ar, o que é um engano. O HIV é transmitido pelo contato sexual; pelo compartilhamento de seringas; transfusão de sangue; de mãe para filho – na gravidez, no parto ou durante a amamentação; ou pelo uso de instrumentos de corte não esterilizados.

Vale lembrar que beijo, suor, lágrimas, aperto de mão e até masturbação a dois não transmitem o vírus. Da mesma forma, compartilhar o assento do ônibus, a piscina, o banheiro, sabonetes e até talheres e copos também é seguro.

aids_primeirodedezembro

Pior entre os jovens

Apesar de conhecida há mais de 30 anos, a AIDS ainda conta com a desinformação para se propagar: o número de infectados pelo HIV cresceu 11% no Brasil entre os anos de 2005 e 2013. Um em cada três novos casos é em jovens de 15 a 24 anos. Esses números são alarmantes e demonstram o desinteresse e desinformação da população mais jovem em relação à AIDS. A doença, detectada nos anos 1980, causou rebuliço até o final da década de 90. Desde então, a disponibilidade dos retro-virais diminuiu drasticamente o número de mortes causadas pelo vírus, o que fez algumas pessoas perderem o medo de se contaminarem.

Sim, é possível ter uma vida “normal” mesmo sendo portador do Vírus HIV. Mas essa normalidade é baseada na ingestão diária de diversos medicamentos. A doença também deixa o organismo muito vulnerável. A melhor medida é evitar o contágio. E o melhor meio de fazê-lo ainda é com o uso de preservativos.

Além de ser o método mais eficaz na prevenção da AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis, o uso da camisinha também previne que as pessoas já infectadas da “reinfecção”. Ou seja: evita que a pessoa se exponha novamente ao vírus causador da AIDS, o que poderia agravar ainda mais a saúde da pessoa.

O uso do preservativo é muito simples, e as unidades básicas de saúde distribuem gratuitamente: ao fazer o cadastro, o usuário pode retirar 20 camisinhas por mês.

Por tudo isso, previna-se! A prevenção é, sempre, o melhor remédio.

Gostou desse post? Então assine a nossa newsletter e fique sempre atualizado

Tudo azul

Prevenir é melhor do que remediar! A informação é a principal arma contra o câncer de próstata

movember

Depois do outubro rosa, mês em que diversos órgãos e entidades se reuniram para alertar sobre os perigos do câncer de mama, chega o momento do Novembro Azul. O movimento surgiu em 2003, na Austrália, no embalo do Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata, celebrado em 17 de novembro. Desde então, espalhou-se pelo mundo e vem ganhando adeptos nos órgãos de saúde e na Sociedade Civil. A campanha tem o intuito de alertar sobre o risco de câncer de próstata e incentivar os homens a fazerem os exames preventivos.

Chamado de Movember, tem como símbolo os bigodes ao estilo do personagem dos games “Mario Bros” e  é mais do que uma simples campanha de conscientização. Durante todo o mês, são realizados debates, palestras e encontros com o intuito de esclarecer dúvidas sobre a saúde masculina como um todo e levar esses homens para os consultórios médicos.

Mandando o recado

O câncer de próstata não pode ser “prevenido”, mas detectado já no início, aumentando as chances de cura – que chega a 90% dos casos descobertos precocemente. Ele também não tem qualquer sintoma, daí a importância da realização periódica dos exames.

Em estágios já avançados, a doença aumenta a vontade de urinar com urgência, cria dificuldades para urinar, além de provocar dor óssea e insuficiência renal.

Homens, cuidado!

Idade, histórico familiar, alimentação inadequada (baseada em gordura animal), sedentarismo e obesidade são apontados como os principais fatores de risco para o câncer de próstata. A doença também tem maior incidência entre os negros.

Um caso a cada 7,6 minutos. Essa é a estimativa de diagnósticos de câncer de próstata em 2014, totalizando 69 mil novos casos. A doença vitimou 13.129 homens em 2011, cerca de um óbito a cada 40 minutos. O câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo, representando aproximadamente 10% do total de diagnósticos. É o mais frequente no sexo masculino e o segundo de maior incidência no Brasil, atrás do câncer de pele não-melanoma, de acordo com Instituto Nacional do Câncer (INCA).

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens a partir dos 50 anos procurem o urologista. Para aqueles com casos de câncer na família, o ideal é visitar o especialista anualmente a partir dos 45 anos.

próstata

Desmistificando

Pequena glândula localizada no aparelho reprodutor masculino, a Próstata tem formato similar a uma castanha. Em conjunto com as vesículas seminais, ela é responsável pela produção de esperma.

O diagnóstico é feito por dois procedimentos distintos e complementares: a dosagem de PSA, contabilizada a partir de um exame de sangue, e o exame digital retal, conhecido como “exame do toque”.

Este parece ser o principal fator contrário à identificação precoce do câncer de próstata, já que os homens temem a sua realização. Apesar de rápido e indolor, a realização do exame digital retal cobre de 60% da superfície da próstata, onde se localizam 70% dos tumores. Existem diferentes posições para a sua realização, sempre buscando   o maior conforto do paciente.

Mas todos esses argumentos são dirimidos frente ao sentimento de alguns indivíduos, que não se sentem a vontade para a realização do mesmo por acreditarem que o exame possa interferir em sua masculinidade.

novembro azul Por isso mesmo o movimento Novembro Azul é tão importante. Os homens precisam deixar de lado os medos e preconceitos e se conscientizarem da importância da prevenção. Quanto antes for diagnosticado o câncer, maiores as chances de cura.

Remédios Homeopáticos e Fitoterápicos

O poder da água e das plantas medicinais na cura  

fitoterapicos

Você está se sentindo abatido, depressivo ou cansado? Aquela alergia insiste em dar as caras – e justo na sua pele? A ansiedade está gritando com você, querendo dar as ordens no seu dia a dia? Talvez seja a hora de recorrer aos medicamentos para encontrar equilíbrio e harmonia. Mas nada de substâncias sintéticas: o fator de cura dos medicamentos homeopáticos e fitoterápicos está, respectivamente, na água e nas plantas medicinais.

TFGP.

Diferenças…

Mesmo com o acompanhamento de um médico responsável – sempre necessária – a ingestão da alopatia (os remédios comuns, produzidos basicamente com substâncias sintéticas), pode trazer efeitos colaterais tão perigosos e desagradáveis quanto os que pretende combater. Isso porque a alopatia – sistema de medicação utilizado pela medicina tradicional para combater as doenças – provoca no organismo o oposto dos “sintomas”. Assim, a depressão é tratada com antidepressivo e inflamações com anti-inflamatórios.

O fato de usar elementos sintéticos, criados artificialmente, leva a alopatia a tratar determinado problema mas, simultaneamente, provocar um novo problema de saúde. É por esse motivo, por exemplo, que doentes crônicos precisam ingerir, diariamente, medicamentos para proteger ou tratar o estômago.

Para evitar esse tipo de situação, há duas opções bem viáveis: substituir os “sintéticos” por água ou por plantas medicinais.

fitoterápicoshomeopatia-medicamento-01 (1)

… e Semelhanças

Os remédios homeopáticos fazem uso de substâncias naturais, extraídas dos reinos vegetal, mineral e animal, diluídos em água. Essa diluição é, inclusive, uma das principais características do medicamento homeopático, e foi cunhada pelo  alemão Samuel Hahnemann, no século 18.

A proporção utilizada é uma parte do princípio ativo diluída em 99 partes de água. Esse processo de diluição pode ser repetido até 30 vezes, extraindo-se uma parte da solução inicial, diluída em outras 99 partes de água. Note que, ao diluir o princípio ativo em água, a homeopatia consegue neutralizar possíveis efeitos tóxicos que a substância poderia carregar, naturalmente.

Outra diferença do medicamento homeopático em relação à alopatia é o princípio de semelhança. Ou seja: o organismo é tratado com substâncias que provocam os mesmos efeitos que a doença. Esse conceito dá ao organismo uma doença “artificial”, que é usada para tratar a doença real. Um tipo de estágio, no qual o corpo aprende a como trabalhar efetivamente.

saudável

O poder da natureza

Tradição milenar, a terapia vegetal é amplamente difundida entre a população brasileira. São comuns os chás e infusões que prometem – e, muitas vezes, cumprem – curar determinados males, de dor de estômago a problemas de ereção. E as plantas medicinais são a origem da fitoterapia, a única entre as terapias alternativas a contar com uma indústria de medicamentos. Mas essa ‘indústria’ não modifica as substâncias, apenas relaciona as partes da planta mais adequadas ao uso (raízes, folhas, caules, depende da espécie) e as fraciona em porções adequadas.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) publicou uma lista com 66 plantas de comprovado efeito medicinal. Uma consulta à essa publicação pode ajudar na hora de decidir pelo uso do medicamento fitoterápico – mas esse conhecimento não é suficiente para assegurar que o consumo de determinada planta ou erva é seguro. Não custa lembrar: sempre que for necessária a ingestão de um remédio, a indicação deve vir de um médico.

Agora que você já conhece as principais diferenças entre medicamentos alopáticos, homeopáticos e fitoterápicos, já pode exercer o seu poder de escolha.

Glúten: vilão da alimentação?

5 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O GLÚTEN

intolerancia ao gluten

Você já viu essa história antes: ovo, carne vermelha, açúcar, café… diversos alimentos já assumiram o posto execrável na alimentação. O “elemento” da vez é o Glúten, uma proteína presente no trigo, no centeio e na cevada ser apontada como “vilão da saúde”.

1 – O que é Glúten?

A proteína é composta pela mistura de duas outras: a gliadina e a glutenina, ambas encontradas nas sementes de cereais amplamente utilizados no preparo de refeições.  Ele está presente, principalmente, nas farinhas, que se valem da propriedade de absorção da água e viscosidade, que deixam as massas aptas à panificação.

2 – O que pode causar?

Quando há excesso na ingestão do Glúten, pode ocorrer a diminuição na produção de serotonina – a falta dessa substância no organismo pode causar depressão.  O consumo frequente da proteína também propicia o aparecimento de psoríase e de artrite psoriática. Esses problemas podem acometer todas as pessoas que consomem o Glúten.

Mas há dois grupos específicos que sofrem ainda mais com a proteína: os intolerantes e os portadores de doença celíaca

Bread group

3 – Intolerância

O glúten é uma proteína de difícil digestão, o que torna comum os casos de intolerância. Eles podem ser detectados por sintomas específicos – diarréia e gases são os mais comuns – por isso, é necessário estar sempre atento às reações do seu organismo após o consumo de produtos e alimentos que contenham a proteína. Vale lembrar que esses sintomas não danificam o intestino de forma grave e que os intolerantes não sofrem de uma doença crônica.

O quadro de intolerância ao glúten pode aparecer em qualquer pessoa e em qualquer fase da vida, mas ainda não está claro o motivo pelo qual isso acontece.

4 – Doença celíaca

A doença celíaca afeta uma em cada 200 pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial de Gastroenterologia. Quando um celíaco consome glúten, seu sistema imunológico reconhece a proteína como um inimigo e reage contra ela. Esse ataque atinge o intestino delgado e prejudica a absorção de nutrientes.

A doença causa atrofia das vilosidades da mucosa do intestino delgado, causando prejuízo na absorção dos nutrientes, vitaminas, sais minerais e água. Diarreia e fadiga são os principais sintomas da doença celíaca em adultos e a única maneira de controlar esse mal é com uma dieta totalmente restritiva à proteína, por toda a vida.

Os especialistas lembram que a Doença Celíaca pode ser detectada a partir dos dois anos de idade, quando as crianças passam a consumir cereais. Fique atento.

gluten_1

5 – Obesidade

            Muitas dietas de emagrecimento alardeiam a restrição aos alimentos com glúten como forma de se obter o peso ideal. A associação faz algum sentido. O glúten, em si, não é calórico, mas, como ele faz parte da composição de uma série de alimentos calóricos – como macarrão, pão, pizza, bolacha e molhos –, é possível que, ao cortar a proteína da dieta, uma pessoa consiga emagrecer. Não fará diferença na balança, é claro, se a substituição for feita por alimentos calóricos.

Do ponto de vista nutricional não há restrição quanto à retirada desses alimentos do cardápio, desde que sejam substituídos por opções mais saudáveis, como frutas e legumes. Também é necessário que a pessoa mantenha uma alimentação balanceada, considerando todos os grupos alimentares necessários à boa manutenção da saúde. Entretanto, se você não é intolerante ao glúten nem portador de doença celíaca não é necessário excluí-lo da sua alimentação.

Além do peso

ATUANDO COM PRINCÍPIOS SEMELHANTES AOS DA HOMEOPATIA, A NUTRIÇÃO FUNCIONAL AGE MUITO ALÉM DA PERDA  E MANUTENÇÃO DE PESO

nutricao funcional 2

Uma refeição baseada na combinação de arroz com feijão, bife e salada é apontada como “a preferida” dos brasileiros e bastante saudável. De maneira geral essa afirmação está correta, mas… Algumas pessoas podem produzir gases em excesso ao consumir feijão; outras sofrem com a indigestão ao consumir carne vermelha. Assim, o que serve para determinada pessoa pode afetar negativamente a pessoa ao lado. Mas como saber a combinação mais indicada para a manutenção da sua saúde? Com o auxílio de um nutricionista funcional.

Dieta básica

“Não existe uma dieta básica que possa ser recomendada a todas as pessoas”, assegura a especialista Dafne Oliveira, do Instituto de Prevenção Personalizada. Ela explica que a nutrição funcional é uma área que analisa os sintomas, sinais e características de cada paciente e os relaciona com a carência ou excesso dos nutrientes, corrigindo os desequilíbrios nutricionais que geram sobrecarga ao corpo com a restrição de alimentos ou com a entrada de novos ingredientes e combinações no cardápio.

“Em alguns casos, a perda de peso é consequência desse processo, mas não é o objetivo da nossa atuação”, esclarece. Dafne conta que a meta é “atingir o equilíbrio” e, para isso, a nutrição funcional age de maneira semelhante à homeopatia, considerando os sintomas e agindo com eles, e não contra eles. Assim, a ingestão correta de alimentos (e a melhor combinação entre eles), nutrientes específicos e, em alguns casos, medicamentos fitoterápicos, é possível restaurar as deficiências orgânicas que originam dores de cabeça, retenção de líquidos, problemas de digestão, dores de estômago, dermatites e outras doenças.

nutricao-funcional 4

Para usuários de medicamentos homeopáticos, a nutricionista lembra que não há prejuízos para o tratamento, mesmo quando existe a necessidade do consumo dos fitoterápicos: “um não corta o efeito do outro, eles trabalham em conjunto”, lembra ela, ressaltando que o estresse e ansiedade são o maiores fatores de desequilíbrio para o organismo. “Muitas vezes, as pessoas com estresse e ansiedade demoram mais para responder à homeopatia e à dieta funcional. Nesses casos, é necessário usar os fitoterápicos, pois eles são semelhantes aos medicamentos homeopáticos mas com um dose mais alta dos princípios ativos”, pontua.

Alimentos recomendados

“A nutrição funcional se baseia nas necessidades de cada indivíduo”, ressalta Dafne, dizendo que não há alimentos totalmente recomendados ou desaconselhados. O suco verde é um exemplo. “Apesar de recomendar a ingestão para 95% das pessoas que atendo o suco verde não é bom para quem tem problemas de tireóide”, garante.

Glúten e lactose são dois elementos apresentados como vilões que nem sempre são retirados da dieta. “Apesar de causarem sobrecarga no corpo da maioria das pessoas, há aqueles que os digerem bem, então não precisam excluir da alimentação”, alerta.

nutricao funcional

Mas alguns alimentos são, realmente, mais favoráveis ao equilíbrio do organismo humano: sardinha, castanhas, lentilha e batata doce, entre eles. Dafne lembra que é necessário prestar atenção à forma de preparo: o ideal é consumi-los cozidos ou assados – pois a forma “grelhada” pode conter substâncias cancerígenas. “Os grelhados e, até mesmo, o churrasco não são recomendados, pois são assados ‘a seco’, o que faz os alimentos perderem muitos nutrientes”, informa a nutricionista. “No caso do churrasco é ainda pior, pois além do alimento estar em contato com a grelha há o carvão, que pode liberar outras substâncias cancerígenas”, pontua.

Assim, é sempre bom estar atento aos sinais que o corpo emite. E, em caso de necessidade, buscar o auxílio de um profissional que possa auxiliá-lo a retomar o equilíbrio. Uma alimentação saudável garante, além do peso ideal, muito mais vitalidade e saúde! Afinal, o alimento é o melhor remédio.

Aproveite as frutas da Estação!

No outono as folhas caem, o clima muda, com dias mais curtose noites mais frias. A umidade do ar diminui. Há mais neblina no início da manhã. Além de afetar o nosso guarda-roupas, o clima também afeta nossa dieta. Comidas especiais, sopas e frutas de época são mais consumidas. Selecionamos algumas frutas que são facilmente encontradas nessa época do ano, para ajuda-los na hora de escolher a melhor opção no mercado.

Abacaxi

pineapplejpg

Quase o ano inteiro é possível achar abacaxi nas feiras e mercados, e no outono não é diferente. Indicada para ajudar a regular o colesterol e acelerar a cicatrização, o abacaxi ainda concentra altas taxas de vitamina C, betacaroteno e minerais, o que o torna capaz de melhorar quadros de resfriados, gripes e doenças respiratórias que se alastram mais facilmente nestes meses.

Aproveitamento total: Com as cascas do abacaxi, é possível preparar conservas, doces, sucos e chá, Ao preparar as bebida, troque o açúcar por mel – além de ser natural, a substância tem mais eficácia no tratamento caseiro das indisposições do sistema respiratório.

Mamão

Papaya Solo .jpeg

Rico em fibras, o mamão é um milagroso remédio para o sistema digestivo. regula o funcionamento e previne constipações e prisão de ventre. Também ajuda a manter os ossos fortes e previne a osteoporose, devido às altas concentrações de ácido fólico. Também é sabido que o mamão ajuda no tratamento da sinusite, pois contém bromelina, uma substância que diminui o muco e a inflamação.

Aproveitamento total: Assim como o abacaxi, as cascas do mamão também podem ser utilizadas no preparo de doces.

  Goiaba

download

Branca ou Vermelha, a Goiaba é uma ótima aliada à prevenção de gripes e resfriados, porque tem uma grande concentração de vitamina C, superando em 4 ou 5 vezes os níveis encontrados na laranja. Além de conter fósforo, ferro, vitaminas e sais minerais. Para quem quer largar de fumar, a dica é consumir duas ou três goiabas por dia, pois os altos níveis de vitamina C neutralizam os efeitos da nicotina. Além disso possuí um baixíssimo índice de gordura, não preocupando as pessoas que fazem dieta. Aproveitamento total: Assim como o abacaxi e o mamão, a goiaba pode ser usada na totalidade. Suas cascas, para quem não consome com a fruta, pode dar origem a sucos e até pudins e biscoitos caseiros.

Para saber mais, acesse a tabela completa ou deixe um comentário que responderemos.

 

Chocolate – Vilão ou mocinho?

A Páscoa está chegando e nesse momento o que todos esperam, além do feriado, é o chocolate. Odiado por nutricionistas e adorado por mulheres na TPM, conheça alguns bons motivos para apreciar “com moderação” essa deliciosa iguaria.

Derivado do cacau, o chocolate que comemos hoje leva açúcar e outros ingredientes não tão “favoráveis” à saúde. Portanto prefira os com maior concentração de cacau e menos açúcar (amargo ou meio amargo, normalmente mais escuros).

A Favor

homeopatia e saude

1 – Causa bem estar – O que as mulheres que “precisam” de um chocolate quando estão na TPM sentem quando comem é a produção da endorfina e da dopamina. Alguns cientistas afirmam que além de gostoso, o chocolate aumenta a produção dessas substancias no organismo.

2 – Coração em dia – Cientista da univerisdade de Linkoping, na Suécia, descobriram que o chocolate amargo, com mais cacau, inibi uma enzima no organismo conhecida por elevar a pressão arterial. O efeito é atribuído  aos antioxidantes catequinas e procianidinas, que são encontrados no chocolate.

Além disso, devido à alta concentração de antioxidante, que protege as células do envelhecimento causado pelos radicais livres, o chocolate reduz o risco de pessoas que já sofreram de ataques cardíacos morrer de problemas do coração. Segundo a mesma pesquisa, consumindo uma vez por semana, o risco cai quase pela metade, se consumido duas vezes por semana, o risco cai para 66%.

3 – Para futuras mamães – A universidade de Yale, nos Estados Unidos, descobriu em um estudo que as mulheres que saboreiam chocolate pelo menos 5 vezes por semana estão 40% menos propensas a desenvolver pré-eclâmpsia (hipertensão). O composto teobromina, rico na versão amarga do chocolate, pode ser o responsável pelo benefício.

4 – Beleza – Aliado da beleza, o chocolate tem alto poder de hidratação. Além disso, combate os radicais livres, evitando a oxidação das células. Por isso está presente em banhos de ofurô, massagens, máscaras e outros cosméticos.

5 – Cérebro – Um estudo em andamento da Universidade de Johns Hopkins, nos Estados Unidos está prestes a provar que o chocolate amargo pode reduzir os danos cerebrais após um acidente vascular cerebral (AVC). O responsável é um composto chamado epicatequina que protege as células nervosas.

6 – Câncer de intestino – Uma molécula presente no cacau, chamada procianidinas, possui propriedade antioxidante e serve para proteger as células das degenerações do tumor e combater o câncer de intestino também está presente no chocolate. A descoberta é dos pesquisadores da Universidade de Geogertown, nos Estados Unidos.

7 – Recuperação de desgaste físico – Leite com chocolate é a melhor opção para se recuperar de atividade física. Isso porque a quantidade de carboidratos e proteínas presentes na mistura causam o benefício necessário para a melhora do organismo. Essa descoberta foi de cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

8 – Alívio das dores – Um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos descobriu que chocolate pode aliviar dores. O analgésico natural provocado por comer ou beber por prazer é o responsável pelo benefício.

9 – Melhora do Fluxo Arterial – O chocolate meio amargo pode melhorar o fluxo arterial além de fazer bem à saúde cardiovascular. Isso porque diminui a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos sanguíneos, além de ajudar a diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim).

Contra

homeopatia

Mas se o consumo for exagerado, mais de 50 g por dia, pode ser prejudicial à saúde:

Aumenta o colesterol ruim e o nível de gordura no sangue

Irrita o estômago e a mucosa do intestino

Causa a sensação de estômago cheio, mas não tem os nutrientes necessários para boa alimentação

Causa irritação na pele

Causa enxaqueca

 Chocolate-Branco

E para concluir, não se engane, apesar do nome, chocolate branco não tem cacau, então nenhum dos benefícios apontados se apresenta nessa versão.