Tag Archives: Obesidade

Obesidade infantil, precisamos falar sobre isso

A obesidade infantil já é um dos maiores desafios de saúde do século XXI. É um problema global que afeta crianças de todas as classes sociais, principalmente aquelas que vivem nos grandes centros urbanos. O número de crianças com excesso de peso cresceu de forma alarmante nos últimos anos. O Blog Homeopatia e Saúde conversou com a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, Pediatra e Homeopata da Clínica Similia e traz dicas valiosas para as famílias.

Crianças com sobrepeso tendem a manter o excesso de peso também na idade adulta e são mais propensas a desenvolver doenças não transmissíveis como a diabetes e problemas cardiovasculares ainda muito jovens. A obesidade e o sobrepeso são problemas, que na maior parte dos casos, podem ser evitados. Os casos de obesidade infantil precisam de atenção urgente de toda a sociedade.

Hoje em dia as famílias estão pressionadas a terem uma vida com mais saúde, mas esquecem que a saúde é construída no dia a dia. Sendo assim, uma memória alimentar saudável começa a ser construída desde o primeiro dia de vida desta criança. É o LEITE MATERNO. O alimento ideal para os bebes humanos até seus 6-8 meses de vida. A criança crescendo a família deve buscar os alimentos na natureza, evitando os industrializados, que podem originar as alergias alimentares. Aqui, vale colocar, que a sensibilização do bebe a determinados alimentos pode começar ainda na vida intrauterina, cabendo a gestante já procurar fazer escolhas alimentares mais naturais”, recomenda Dra. Ana Lucia Dias Paulo. 

Dietas erratas – obesidade infantil

As principais causas do crescimento da obesidade infantil são as mudanças nas dietas das crianças que passaram a consumir mais alimentos ricos em açúcares e gordura, que são pobres em nutrientes como vitaminas e minerais, ou seja, os industrializados. Assim como a diminuição das atividades físicas.

Crianças obesas podem sofrer de problemas emocionais como a baixa autoestima. Uma vez que podem ser provocadas, intimidadas ou rejeitadas pelos colegas. Crianças que estão infelizes com o seu peso corporal são mais propensas a distúrbios alimentares, depressão e abuso de medicamentos.

Os pais podem ajudar os filhos na luta contra a balança criando hábitos alimentares mais saudáveis, oferecendo as crianças pratos mais nutritivos e lanches com a quantidade adequada de calorias. Os pais também podem substituir ingredientes e transformas os pratos favoritos das crianças em refeições mais saudáveis. Como também podem reduzir a guloseimas que são ricas em calorias. “As crianças seguem os exemplos e imitam os adultos. Os responsáveis mantendo uma alimentação saudável, estarão contribuindo para a alimentação saudável das crianças. Sendo verdadeiros com seus filhos”, completa Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Para incentivar os filhos a praticarem atividades físicas regularmente os pais podem servir de exemplo também. Para isso basta incluir os exercícios físicos a sua própria rotina e encorajar os filhos a participarem das atividades junto.

Cuidados antes e durante a caminhada

Principalmente para quem sobre com sobrepeso ou obesidade, a caminhada é um exercício recomendado, porém, alguns cuidados devem ser tomados. Pelo menos é o que diz o texto do blog viva mais, selecionado pelo Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Segundo o texto, pessoas com sobrepeso e obesidade precisam tomar alguns cuidados especiais antes de iniciar qualquer exercício físico, um deles é passar pela avaliação de um médico, de preferência um cardiologista. É realizar um check-up médico e um teste ergométrico, para se pesquisar possíveis alterações cardíacas e metabólicas, antes de iniciar um programa de caminhadas. Começar seus exercícios com os devidos cuidados cardíacos e articulares dará mais segurança aos seus exercícios.

Leia o texto na íntegra: https://goo.gl/hbGyfI

Obesidade diminui expectativa de vida em 10 anos

A revista médica “The Lancet” publicou um estudo, divulgado pelo portal Minha Vida e garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, em que alerta a todos sobre o risco da obesidade.

<<Leia alguns textos sobre dieta e alimentação>>

Segundo o estudo, mulheres obesas tem 3,6% de chance de morrerem antes da idade de 70 anos (expectativa média de vida). Em homens esse risco de morrer antes da hora vai para 10,5%.

A pesquisa utilizou o maior banco de dados até hoje, com dados de vida e morte de mais de 10,6 milhões de pessoas, em mais de 32 países, em todos os continentes.

Leia na íntegra: https://goo.gl/7aop7a

Chocolate – Vilão ou mocinho?

A Páscoa está chegando e nesse momento o que todos esperam, além do feriado, é o chocolate. Odiado por nutricionistas e adorado por mulheres na TPM, conheça alguns bons motivos para apreciar “com moderação” essa deliciosa iguaria.

Derivado do cacau, o chocolate que comemos hoje leva açúcar e outros ingredientes não tão “favoráveis” à saúde. Portanto prefira os com maior concentração de cacau e menos açúcar (amargo ou meio amargo, normalmente mais escuros).

A Favor

homeopatia e saude

1 – Causa bem estar – O que as mulheres que “precisam” de um chocolate quando estão na TPM sentem quando comem é a produção da endorfina e da dopamina. Alguns cientistas afirmam que além de gostoso, o chocolate aumenta a produção dessas substancias no organismo.

2 – Coração em dia – Cientista da univerisdade de Linkoping, na Suécia, descobriram que o chocolate amargo, com mais cacau, inibi uma enzima no organismo conhecida por elevar a pressão arterial. O efeito é atribuído  aos antioxidantes catequinas e procianidinas, que são encontrados no chocolate.

Além disso, devido à alta concentração de antioxidante, que protege as células do envelhecimento causado pelos radicais livres, o chocolate reduz o risco de pessoas que já sofreram de ataques cardíacos morrer de problemas do coração. Segundo a mesma pesquisa, consumindo uma vez por semana, o risco cai quase pela metade, se consumido duas vezes por semana, o risco cai para 66%.

3 – Para futuras mamães – A universidade de Yale, nos Estados Unidos, descobriu em um estudo que as mulheres que saboreiam chocolate pelo menos 5 vezes por semana estão 40% menos propensas a desenvolver pré-eclâmpsia (hipertensão). O composto teobromina, rico na versão amarga do chocolate, pode ser o responsável pelo benefício.

4 – Beleza – Aliado da beleza, o chocolate tem alto poder de hidratação. Além disso, combate os radicais livres, evitando a oxidação das células. Por isso está presente em banhos de ofurô, massagens, máscaras e outros cosméticos.

5 – Cérebro – Um estudo em andamento da Universidade de Johns Hopkins, nos Estados Unidos está prestes a provar que o chocolate amargo pode reduzir os danos cerebrais após um acidente vascular cerebral (AVC). O responsável é um composto chamado epicatequina que protege as células nervosas.

6 – Câncer de intestino – Uma molécula presente no cacau, chamada procianidinas, possui propriedade antioxidante e serve para proteger as células das degenerações do tumor e combater o câncer de intestino também está presente no chocolate. A descoberta é dos pesquisadores da Universidade de Geogertown, nos Estados Unidos.

7 – Recuperação de desgaste físico – Leite com chocolate é a melhor opção para se recuperar de atividade física. Isso porque a quantidade de carboidratos e proteínas presentes na mistura causam o benefício necessário para a melhora do organismo. Essa descoberta foi de cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos.

8 – Alívio das dores – Um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos descobriu que chocolate pode aliviar dores. O analgésico natural provocado por comer ou beber por prazer é o responsável pelo benefício.

9 – Melhora do Fluxo Arterial – O chocolate meio amargo pode melhorar o fluxo arterial além de fazer bem à saúde cardiovascular. Isso porque diminui a tendência de coagulação das plaquetas e de obstrução dos vasos sanguíneos, além de ajudar a diminuir os níveis de LDL (colesterol ruim).

Contra

homeopatia

Mas se o consumo for exagerado, mais de 50 g por dia, pode ser prejudicial à saúde:

Aumenta o colesterol ruim e o nível de gordura no sangue

Irrita o estômago e a mucosa do intestino

Causa a sensação de estômago cheio, mas não tem os nutrientes necessários para boa alimentação

Causa irritação na pele

Causa enxaqueca

 Chocolate-Branco

E para concluir, não se engane, apesar do nome, chocolate branco não tem cacau, então nenhum dos benefícios apontados se apresenta nessa versão.

Obesidade – o mal do século XXI

obesidade

Responsável por mais mortes que a fome, a obesidade mata 2,8 milhões de pessoas por ano. 

Segundo dados da OMS 12% da população mundial é obesa. A obesidade é o acumulo de gordura corporal quase sempre causada pelo consumo excessivo de alimentos sem gasto energético correspondente. Suas causas estão principalmente na má alimentação, sedentarismo, ingestão abusiva de sódio, açucares e gorduras, além de fatores metabólicos, entre outros.

Ocupando o ranking de segunda maior causa de mortes evitáveis na America Latina, a obesidade é responsável pelo aparecimento de doenças como: hipertensão, diabetes, doenças cardíacas, problemas nas articulações, dificuldades respiratórias, gota, pedras na vesícula e até algumas formas de câncer.

 

O mundo é obeso?

Para ser considerada obesa, a pessoa precisa ter o IMC (Índice de Massa Corporal) igual ou maior que 30.

Ao redor do mundo todo, principalmente em países emergentes, existem casos de obesidade. No continente americano – região com maior incidência do problema –  26% dos adultos são obesos, e, aqui no Brasil, estima-se que 40% das pessoas está acima do peso, sendo que destas 10 milhões são obesas.

 

Como tratar? 

O tratamento da obesidade envolve necessariamente a reeducação alimentar, o aumento da prática de atividades físicas e, eventualmente, o uso de algumas medicações auxiliares. Dependendo da situação de cada paciente, pode estar indicado o tratamento comportamental envolvendo o psiquiatra e também o psicólogo.

Nos casos de obesidade mórbida e doenças relacionadas como diabetes e hipertensão, a cirurgia bariátrica (redução de estômago) é indicada para controle do peso.

 

Como prevenir?

Mais importante e eficaz que o tratamento é a prevenção. Opte por hábitos saudáveis e alimentação leve e fracionada. Não trate distúrbios como a ansiedade com comida. Procure sempre ajuda médica.

A prática de atividades físicas regulares e a opção por uma alimentação mais sadia livre de frituras e alimentos industrializados é a melhor forma de combate à obesidade e manutenção da saúde.