Tag Archives: medicamento homeopático

Como age a homeopatia na enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de cefaleia que produz alguns sintomas característicos, tais como: sensibilidade à luz e ao ruído, náuseas e vômitos, alteração do campo visual, aura, etc. É assim que o Dr. Ariovaldo Ribeiro começa falando sobre a homeopatia na enxaqueca, esse problema que prejudica a saúde de muitas pessoas em todo o Brasil, mas que tem tratamento e solução na homeopatia.

Aura é uma sensação que a pessoa vivência antes das dores de cabeça que são uma consequência da enxaqueca começarem.

Segundo o Dr. Ariovaldo Ribeiro é comum a procura pelo tratamento homeopático principalmente quando o paciente se sente dependente dos medicamentos alopáticos ou, então, sofre com os efeitos colaterais dos mesmos, muitas vezes sem sentir redução na frequência das enxaquecas.

Ainda não se sabe a verdadeira causa da enxaqueca.

A enxaqueca é o resultado da combinação de fatores genéticos e ambientais. Na maioria dos casos a enxaqueca tende a ser um problema que afeta grande parte da família.

Existem alguns gatilhos, situações, que desencadeiam as crises de enxaqueca, são eles: estresse, esforço, má alimentação, distúrbios gástricos, ingestão de bebidas alcoólicas, alterações hormonais em mulheres e consumo de café.

Os tratamentos convencionais da enxaqueca apenas aliviam, temporariamente, o problema. Enquanto homeopatia na enxaqueca trata a pessoa como um todo, e ainda tenta acabar de vez com o problema.

Na primeira fase do tratamento os medicamentos homeopáticos reduzem a intensidade e frequência dos ataques de enxaqueca. Na segunda fase os medicamentos, são administrados com o objetivo de erradicar a tendência crônica da enxaqueca.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, quer manter o seu compromisso de informar, por isso todos os meses apresentamos matérias interessantes que tem como objetivo tirar dúvidas acerca das mais diversas doenças.

Sempre que perceber que algo não está certo consulte um especialista.

Como age a homeopatia na depressão?

As doenças emocionais são mais desafiadoras, difíceis e caras de tratarem do que qualquer outro tipo de doença. Sendo que a mais temida e comum entre elas é a depressão. Mas a ação da homeopatia na depressão é eficaz.

A depressão enlutece a alma e mergulha os olhos na tristeza. Embora as lágrimas não sejam a principal barreira que impede as pessoas depressivas de enxergarem as coisas como realmente são.

A depressão também enfraquece o coração, pesa sobre os ombros e dificulta a respiração. O que força as pessoas depressivas a tentar recuperar o fôlego através de sussurros frequentes.

O tratamento homeopático é uma alternativa mais gentil para quem sofre de depressão. Quem já fez uso de antidepressivos sabe o quanto esses medicamentos interferem na rotina diária, causando efeitos indesejados às pessoas que precisam utilizar esses remédios.

Homeopatia na depressão

Nos casos de depressão os medicamentos homeopáticos agem da mesma maneira como em qualquer outro tipo de enfermidade. Atuando sobre o indivíduo na sua globalidade e promovendo um maior equilíbrio na saúde mental e física, é o que explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro.

Os medicamentos homeopáticos podem ser administrados em conjunto com os antidepressivos, porém no decorrer do tratamento, com a melhora do paciente, o uso de antidepressivos deve ser reduzido, lembra o Dr. Ariovaldo.

Durante o tratamento as consultas médicas variam conforme a necessidade e como trabalha cada especialista. Mas, no geral a cada 45 ou 60 dias acredito ser uma frequência satisfatória, observou o Dr. Ariovaldo.

A depressão é uma doença muito séria, o seu diagnóstico e tratamento precoce ajuda a salvar vidas, lembrando sempre que a homeopatia na depressão é eficiente

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

A depressão é um problema que afeta os indivíduos, muitas pessoas têm vergonha de falar sobre o problema e acabam não procurando ajuda.

Não tenha medo, pois somente um especialista será capaz de resolver o seu problema.

Homeopatia funciona contra doenças epidêmicas

Desde os seus primórdios a homeopatia tem sido capaz de tratar doenças endêmicas com uma taxa de sucesso considerável, isso se compararmos a homeopatia com os tratamentos convencionais. Foi graças a esse sucesso que a homeopatia conseguiu conquistar o seu lugar.

A homeopatia se mostrou um tratamento potente e eficaz por causa do estudo individualizado de cada caso que é a essência de sua metodologia. Assim um dos maiores benefícios da homeopatia é o tratamento personalizado para doenças endêmicas.

A base da homeopatia é a lei dos similares, na qual a substância que causa os sintomas em pessoas saudáveis é utilizada para curar uma pessoa que sofre desses mesmos sintomas. Na tentativa de descobrir quais sintomas uma substância pode desenvolver numa pessoa saudável o homeopata utiliza diversas fontes.

Os homeopatas também utilizam estudos da medicina tradicional como fonte de informações acerca das diversas substâncias encontradas na natureza.

Um medicamento desenvolvido segundo a lei dos similares pode melhorar a saúde de um paciente sem causar efeitos colaterais indesejados e perigosos que, algumas vezes acompanha o tratamento da medicina tradicional. O Dr. Hahnemann criou o processo que ele chamou de potencialização, um processo que envolve um conjunto de etapas de diluição e dinamização de uma solução que contém a substância. Ao usar esse processo uma farmácia de manipulação pode produzir uma grande variedade de potências de um remédio.

Em 2011 ocorreu uma grande enchente em Cuba que provocou um surto de leptospirose, uma doença infecciosa causada pela bactéria Leptospira, na população das regiões afetadas. Por isso o Instituto Finlay produziu em algumas semanas uma grande quantidade de medicamento homeopático que utilizou como base a bactéria Leptospira e que foi amplamente diluída. Depois de distribuir o remédio por toda a ilha o total de casos registrados passou de 30 para 3 a cada 100 mil habitantes.

A homeopatia é mais uma arma no tratamento de diversas doenças, dentre elas as endêmicas, e poder contar com esse tipo de ajuda é muito importante para a melhoria da qualidade de vida da população.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, tentou mostrar como a homeopatia pode ajudar no tratamento de doenças, para mais informações acesse:

 

TAGS: Homeopatia, Tratamento, Doenças epidêmicas, Medicamento homeopático

O mosquito do mal

 O verão e o período de maior proliferação da dengue; o combate ao mosquito Aedes Aegypti é fundamental para evitar a doença e a homeopatia oferece o melhor tratamento para os infectados

IMAGEM_Dengue-e-Homeopatia_Similia

Durante o Verão, uma das principais preocupações da população brasileira em relação à saúde tem nome e sobrenome: Aedes Aegypti. Esse pequeno mosquito, parecido com um pernilongo, é o transmissor da dengue. Sua larva, extremamente resistente, fica aguardando a chegada das águas – da chuva ou qualquer outra – para se reproduzir.

Em 2013, foram detectados 1.452.489 casos da doença em todo o país, de acordo com o Portal da Saúde do SUS. Esse número é quase 3 vezes superior ao anotado em 2012. Agora, a situação mostra-se ainda mais preocupante pois, com a crise hídrica, muitas famílias armazenam águam limpa, fundamental para a reprodução dos mosquitos, em recipientes como baldes e caixas dágua, por vezes sem tampa. Existe o risco de um surto ainda mais expressivo do que os que acompanhamos nos últimos anos.

A doença

O vírus causador da dengue possui quatro sorotipos diferentes; assim, uma pessoa que já tenha sido infectada pela dengue corre o risco de ser contaminada por outro subtipo da doença. Todos os tipos causam os mesmos sintomas: febre alta; dores de cabeça, musculares e nas articulações; cansaço e indisposição; enjôos, vômitos, etc. Muitas vezes esses sintomas são confundidos com uma gripe normal. Essa coincidência de sintomas pode levar à automedicação e causar um problema grave, já que portadores do vírus da dengue não devem ingerir paracetamol.

A dengue hemorrágica acontece quando a pessoa infectada com dengue sofre alterações na coagulação sanguínea. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte. No geral, a dengue hemorrágica é mais comum quando a pessoa está sendo infectada pela segunda ou terceira vez. Os sintomas iniciais são parecidos com os da dengue clássica, e somente após o terceiro ou quarto dia surgem hemorragias causadas pelo sangramento de pequenos vasos da pele e outros órgãos. Na dengue hemorrágica, ocorre uma queda na pressão arterial do paciente, podendo gerar tonturas e quedas.

Tratamento

Não existe tratamento específico contra o vírus da dengue: tratam-se os sintomas decorrentes da doença. Nesse sentido, a homeopatia tem se mostrado bastante eficiente. Em 2007, o doutor Renan Marino desenvolveu um remédio homeopático composto de Eupatorium Perfolatium – planta de ação analgésica sobre as dores do corpo; Phosphorus, um mineral que protege as funções hepáticas comprometidas pela ação do vírus; e Crotalus Horridus, que é preparado com veneno de cascavel e auxilia na coagulação do sangue. Assim, o medicamento atua positivamente no organismo dos infectados, podendo ser utilizado inclusive em casos de dengue hemorrágica.

A eficiência do medicamento foi tanta que diversas prefeituras o incluíram entre os tratamentos disponíveis na rede pública de saúde. Um dos principais exemplos vem do estado Rio de Janeiro. Macaé sofreu uma grande epidemia em 2007, com mais de 250 mil casos confirmados da doença. No ano seguinte, com a adoção da homeopatia, o número caiu 60%. Além de recomendar aos pacientes já infectados, as gotinhas homeopáticas foram distribuídas para a população – cerca de 156 mil doses para os 188 mil habitantes. Num segundo momento, outras 60 mil doses foram entregues ao público. Na terceira campanha, chegou-se à 200 mil doses. A campanha teve, ao todo, 5 etapas. A iniciativa reduziu, drasticamente, o número de casos da doença e teve como principal vantagem para o município, além da eficácia, o baixo custo.

Depois do sucesso alcançado em Macaé, outras cidades aderiram ao tratamento homeopático. E, mesmo nas localidades onde o uso da homeopatia não é incentivado pelas prefeituras, ela pode e deve ser usada no tratamento da doença. Por isso, caso apresente os sintomas, procure seu médico homeopata. Além da necessidade da detecção da doença já no início, o tratamento adequado é fundamental para vencer a dengue!

Vale lembrar que o combate à dengue começa em casa! Então, nada de deixar água limpa em recipientes destampados. Combater a proliferação dos mosquitos é o primeiro passo para evitar o contágio.

Seleção Alemã utiliza remédios homeopáticos

A Seleção Campeã da Copa do Mundo de 2014, a Alemanha, foi destaque na mídia do Brasil e do mundo, não apenas pela vitória do campeonato.

Por aqui também se falou muito da simpatia dos jogadores junto à comunidade de Santa Cruz de Cabrália, no litoral Sul da Bahia, onde ficava a sede de treinamentos do time.

Foto: Matin Rose / Getty Images

Foto: Matin Rose / Getty Images

 

A rotina de treinamentos intensos, dedicação e organização do time também foram destaque nos noticiários esportivos. Mas tem uma lado da seleção da Alemanha que pouco se falou, mas que ajudou, e muito, o desempenho dos atletas em campo.

HOMEOPATIA E ESPORTE

Segundo estudo publicado pela revista eletrônica especializada alemã, “The Complementary Medical Association“, a comissão técnica e médica da seleção usa medicamentos homeopáticos para tratamentos de seus jogadores, afim de mante-los saudáveis e aptos ao jogo.

Além dos médicos da Seleção Alemã, os médicos dos principais times da primeira e segunda divisões de futebol do país, também utilizam tratamentos homeopáticos. Segundo o estudo, 92% dos médicos da liga de futebol acreditam no tratamento homeopático e na cura natural com relação à medicina tradicional.

Foto: AP Photo/Francisco Seco

Foto: AP Photo/Francisco Seco

Peter Billigmann, pesquisador que levantou esses dados, ficou impressionado com as histórias de sucesso. “Substâncias homeopáticas não têm quaisquer efeitos secundários e ficamos seguros quanto aos testes de doping”, explica o pesquisador.

Segue link da matéria original, para quem quiser acompanhar.