Tag Archives: bem estar

Dormir nu faz bem para saúde

Como você se veste para dormir? Camisola? Pijama? Aquela camiseta velha? Apenas de lingerie? Então fique atento à esse texto que o Blog Homeopatia e Saúde selecionou para nossos leitores.

Segundo a publicação do portal “Apontador”, o hábito de dormir pelado apresenta várias vantagens para seus praticantes. Conheça abaixo:

Regula a temperatura corporal: a temperatura é um dos fatores que induz o corpo ao sono. O organismo é programado para diminuir a temperatura corporal assim que a pessoa dorme. Por isso dormir pelado ajuda a pegar no sono mais fácil. Além disso, é durante o sono que o organismo produz e libera cortisol no organismo, o hormônio do estresse. Se o calor te acorda os níveis de cortisol se elevam. Isso influencia diretamente no apetite no dia seguinte.

Outro ponto importante da temperatura, é que se o corpo começar a ficar frio, a “gordura marrom”, que é uma gordura saudável encontrada no pescoço, é ativada. Ela será responsável por ajustar a temperatura e ajudará a queimar calorias enquanto gera calor para o corpo.

Previne irritações vaginais: Ginecologistas recomendam dormir pelado para que a pele, incluindo a da vagina, possa respirar. Alguns fungos vaginais so se desenvolvem em áreas úmidas, e dormir de calcinha aumenta a umidade.

Leia o texto na íntegra: http://goo.gl/KoPNWo

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Alimentação fora de casa: a moda das marmitas!

Alimentar-se fora de casa muitas vezes é um desafio. Manter uma alimentação balanceada e com tudo que se deve, evitando excessos é o mais difícil. O Blog Homeopatia e Saúde e os Doutores Ana Lucia Dias Paulo e Ariovaldo Ribeiro Filho da Clínica de Homeopatia Similia, reuniram dicas de como se alimentar fora de casa.

Sabe-se que, hoje, a maioria dos brasileiros tem necessidade se alimentar fora de casa. Isso ocorre, principalmente, por causa de atividades que requerem bastante tempo das pessoas como os estudos ou trabalho.

Porém, nem todos que se alimentam fora de casa fazem da forma correta. Isso pode ser constatado em pesquisas que mostram que mais de 60% da população se alimenta fora de casa, mas a maioria dessas pessoas não se alimenta de forma saudável.

Sabemos que existem inúmeras opções de alimentação na rua. Porém, muitas pessoas estão começando a deixar essas opões de lado por serem caras e por não conseguirem se alimentar de maneira saudável. Com isso, estão preferindo levar suas refeições para serem consumidas fora do ambiente domiciliar.

A forma mais adequada de armazenar e transportar essas refeições é através das marmitas térmicas. Essa estratégia permite uma conservação melhor dos alimentos, a elaboração de refeições mais saudáveis e balanceadas, a montagem de acordo com o gosto e necessidades individuais e uma preparação com mais higiene.

Por isso, o blog Homeopatia e Saúde e a Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e da Dra Ana Lúcia dias Paulo, selecionaram as melhores informações que você precisa saber para preparar uma marmita saborosa, saudável e higiênica.

blog homeopatia e saúdeO prato perfeito

Antes de tudo, o blog Homeopatia e Saúde ajuda você a saber quais alimentos devem compor sua refeição para que seja saudável. Como toda refeição, a metade deve ser composta por verduras e legumes. A outra metade restante deve ser dividida da seguinte forma: metade de carboidratos (arroz), e o restante dividido entre proteínas animal (carnes) e proteína vegetal (feijão).

Alimentos saudáveis

Faça da sua refeição a mais colorida possível. Quando você utiliza essa estratégia, ingere uma variedade de nutrientes, principalmente vitaminas e minerais, dos quais seu organismo precisa para manter uma boa saúde. Cada cor dos alimentos possui nutrientes que, juntos, irão fornecer ao corpo uma nutrição equilibrada. As cores que devem fazer parte da sua refeição são: vermelha, verde, amarela, laranja, roxo e marrom. Essa estratégia é utilizada mais com as frutas e a salada.

Quanto aos carboidratos, prefira sempre os integrais, pois são ricos em fibras que mantem a glicose sanguínea sob controle, além de garantir maior saciedade ao organismo, ajudando, assim, a manter a saúde através do controle do peso, afirma o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, de Homeopatia.

Quando for preparar as carnes, escolha sempre cortes magros e carnes brancas, pois são considerados mais saudáveis. Evite as frituras e opte por preparações assadas, grelhadas ou cozidas.

O feijão você pode variar com outros alimentos da mesma família como a fava, lentilha, soja e grão de bico.

Saladas

O ideal é armazenar as saladas separadamente dos outros alimentos, já que elas são frias e o restante da refeição é quente. Caso contrário, elas podem ficar abafadas e com cheiro e sabor desagradáveis. Essa dica serve para os molhos também. Estes só devem ser acrescentados no momento do consumo.

Lanches

Com os lanches não é diferente, afirma a Clínica Similia do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e da Dra Ana Lúcia dias Paulo. Eles podem ser transportados em marmitas específicas para esse fim, incluindo os líquidos também como suco ou vitamina. Opte sempre pelos lanches mais saudáveis, incluindo alimentos integrais, desnatados, frutas e sucos naturais.

Evite somente levar como lanche sucos de frutas cítricas como de laranja, limão acerola, goiaba, etc., pois a vitamina C presente nessas frutas é perdida em contato com o ar. Prefira sucos de outras frutas e deixe as cítricas para serem consumidas em casa, logo após a preparação.

Evite o desperdício

Prepare e armazene na marmita somente aquilo que você vai realmente consumir. Uma boa dica também é preparar os alimentos utilizando-os e forma integral, ou seja, você pode usar as cascas, talos, folhas e sementes que geralmente são descartados. Dessa forma, sua refeição se torna mais rentável e nutritiva, pois são essas partes dos alimentos que possuem mais nutrientes.

homeopatia e saúde

Higienize bem os alimentos

O blog Homeopatia e Saúde, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e da Dra Ana Lúcia Dias Paulo, afirma que, antes de preparar suas refeições, você deve higienizar bem os alimentos, principalmente as frutas com casca e as saladas consumidas cruas ou refogadas.

A higienização das saladas e frutas deve ser feita em água corrente e depois imersas em solução clorada na proporção de 1 colher de chá de hipoclorito de sódio (água sanitária), na concentração de 2% de cloro, para 1 litro de água. Deixe por 15 minutos, retire e lave em água corrente novamente. Esse método mata os microorganismos patogênicos presentes nesses alimentos e garante a sua saúde.

Os Benefícios da Massagem

O blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia está sempre buscando temas que tratem de homeopatia, saúde e bem-estar. Por isso hoje vamos desmistificar esse tema, que conta com a sabedoria e técnica mais antiga que a cultura ocidental. Brindemos os benefícios da massagem.

A palavra massagem (massoterapia) vem do grego “masso” que significa “amassar” e o termo terapia vem da palavra “therapy”, ou seja, estamos falando de uma forma de tratamento que é realizado através da massagem. O uso da massoterapia estaria relacionado às civilizações antigas que faziam parte do Oriente. Hipócrates (460 a 377 a.C.), considerado o pai da medicina, já utilizava a massagem como uma ferramenta terapêutica em seus pacientes.

historia-e-origem-da-massoterapiaCom uma técnica tão antiga, os benefícios podem ser comprovados ao longo de milênios.

Segundo um estudo realizado pelo Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa, uma divisão do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, uma boa massagem faz mais que apenas relaxar seus músculos:

– Fortalece o sistema imunológico

– Reduz a ansiedade

– Combate a depressão, pois promove a sensação de bem-estar

– Combate o estresse

– Estimula a circulação sanguínea e linfática

– Reduz a tensão e dor muscular

– Elimina toxinas e resíduos metabólicos

 

Mas como?

O poder do toque e manobras realizadas na massagem é capaz de fortalecer o sistema imunológico do corpo, responsável por nossa defesa contra doenças. Durante uma sessão de massagem, o cortisol, hormônio liberado pelo organismo quando ficamos estressados, sofre uma redução considerável, o que ajuda muito a combater o estresse da vida moderna. Também durante a massagem, há o aumento da dopamina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer, o que explica a sensação de relaxamento e bem-estar após uma sessão de massagem.

massagemmasc

 

Ver para crer

Mas há quem precisa de comprovação científica para acreditar nos benefícios citados. Uma pesquisa desenvolvida em Los Angeles, pelo Centro Médico Cedars-Sinai, testou em 53 voluntários os benefícios imediatos de uma sessão de massagem. Foram introduzidos cateteres intravenosos para que o sangue fosse colhido logo após o término da sessão, e depois após uma hora da mesma. Em uma parcela dos voluntários foram feitas uma sessão de massagem intensa, e em outra parcela, uma sessão leve.

Foi comprovado que uma única sessão de massagem foi capaz de causar alterações biológicas em quem a recebia. Os voluntários que foram submetidos a massagem intensa experimentaram reduções significativas nos níveis do hormônio do stress cortisol no sangue e saliva, e no nível de um outro hormônio que pode causar elevações de cortisol. Eles também tiveram aumento no número de linfócitos, os glóbulos brancos do sangue que fazem parte do sistema imunológico – responsável pelas defesas do corpo.

Os voluntários da massagem leve experimentaram elevações da oxitocina, um hormônio associado ao contentamento e à confiança, maiores que no grupo da massagem intensa, e reduções mais acentuadas de um hormônio que estimula as glândulas adrenais a liberar o cortisol.

 

Cada tipo de massagem traz um benefício diferente para o corpo

“A massagem envolve sistematicamente o alisamento, amassamento e pressão dos tecidos macios de todo o corpo, para que um estado de total relaxamento seja induzido. O receptor fica apenas de calcinha ou cueca, e usamos óleo para lubrificar a pele. Ela opera principalmente nos músculos, ligamentos e tendões, e afeta sobretudo o equilíbrio dos líquidos (sangue e linfa)”, explica terapeuta Flávia Braun, para o site Bolsa de Mulher.

Uma massagem cuidadosa gera sensações de bem-estar, confiança e alegria e também efetua uma mudança profunda na postura e na expressão facial. Conheça alguns dos principais tipos de massagem.

 

massagem-ayurvedica-69-103

Ayurvédica

É uma técnica indiana que visa o equilíbrio físico, mental e energético. Consiste em manobras de deslizamentos e fricções profundas, com alongamentos e trações, além da estimulação e energização de pontos e órgãos vitais.

 

Bambuterapia

Com manobras realizadas com bambus de diferentes tamanhos, reduz as tensões, desperta a energia, deixa a pele flexível e estimula as glândulas. A técnica surgiu na França com o fisioterapeuta francês Gill Amsallem e possui indicação corporal e facial. É ótima para o tratamento de celulite, flacidez e gordura localizada.

 

Desportiva

Massagem forte e profunda, com base nas massagens sueca e na massoterapia, reduz a chance de contusões, melhora a força, a amplitude dos movimentos, a flexibilidade dos músculos e a performance desportiva, pois libera mais rápido o ácido lático e os pontos de tensão.

 

download (1)

Massagem a 4 mãos

A massagem Abhyanga estimula os dois polos do cérebro, relaxando ao mesmo tempo o lado direito e esquerdo do corpo, por serem massageados juntos e com mesma intensidade. A massagem é realizada por dois massagistas que trabalham simultaneamente e em sinergia, e usa óleo morno para aumentar o potencial de desintoxicação, promovendo o bem-estar e o relaxamento profundo. Retira as toxinas do corpo através do sistema linfático e ainda estimula a circulação e o sistema imunológico.

 

Massagem Relaxante

É uma combinação de massagem relaxante com pedras quentes, massagem craniana e reflexologia, utilizando óleos essências com os princípios da aromaterapia. Indicada para as pessoas que necessitam acalmar a mente, diminui o nível de estresse e relaxar profundamente.

 

Oriental

Combina várias técnicas orientais, como shiatsu, tuiná e diferentes alongamentos da Thai massagem. É uma técnica mais vigorosa, indicada para melhorar a flexibilidade, manter os músculos livres de dores e estimular o livre fluxo da energia vital.

 

Reflexologia

Realizada nos pés, estimula pontos com ação reflexa em zonas de todo o corpo. Além de relaxar, ativa a circulação de sangue e energia, diminui o nível de estresse, e pode ser também um tratamento preventivo e identificador do desequilíbrio de algum órgão e do seu aparecimento sintomático.

 

imagesShiatsu

Uma das massagens mais antigas da cultura japonesa, e uma das massagens orientais mais difundidas no Brasil. Trata dores na coluna e no corpo, problemas fisiológicos, equilíbrio emocional e energético, além de melhorar cólicas e TPM, estresse, depressão, ansiedade e problemas digestivos.

 

Thai

Desenvolvida na Tailândia, há mais de 2500 anos, a Thai Massagem utiliza movimentos de alongamento e de amplitude articular, com o objetivo de reequilibrar o organismo e propiciar alívio das tensões, melhorar a flexibilidade, as dores crônicas, a postura e do fluxo sanguíneo, além de ser uma técnica de reequilíbrio energético.

Amar faz bem pra saúde!

Com o dia dos namorados ficamos pensando em como o amor pode ser favorável para sua vida. Então, pesquisamos e descobrimos mais razões do que imaginávamos para amar. Leia na íntegra o novo texto do Blog Homeopatia e Saúde e distribua amor.

Quem ama normalmente fica mais feliz. E isso, por si só, já ajuda a evitar o stress, aumenta a imunidade e diminui o surgimento de doenças. O amor como sentimento – seja pelo seu companheiro, pelos filhos, por um animal de estimação e, por que não dizer, por si mesmo – já contribui para o aumento da felicidade.

como-escolher-o-melhor-cão-para-o-seu-filho-300x198“Uma criança que ganha um animal de estimação começa a ter noção de vida e de morte. Passa a cuidar e proteger aquele animal. Além de iniciar o processo de formação do conceito de responsabilidade com o amor que dedica ao animal”, comenta Dr. Aurélio Melo, psicólogo e professor de psicologia da universidade Mackenzie.

O professor desconfia do amor que não cuida. Citando uma parábola bíblica, ele diz que quem ama, sempre busca o melhor para o ser amado. “É como na história do rei Davi: quando duas mulheres clamam pelo título de mãe da mesma criança, ele manda que dividam a criança ao meio, para que cada uma fique com metade. Aí uma das mulheres abre mão da criança, em detrimento do seu bem estar. Essa foi escolhida pelo rei como sendo a mãe, pois ela pensou mais na criança do que nela”, exemplifica o doutor Melo.

A coach de relacionamento Miria Kutcher ensina que o primeiro amor é o próprio e, quando sentimos estima por nós mesmos, quando existe amor próprio, parece que tudo melhora na nossa vida. “Muitas vezes, as pessoas sofrem traumas que precisam ser curados para conseguir achar esse amor em si. Porém, quando a pessoa consegue descobri em si as qualidades que deseja no outro ela não precisa de alguém que a complete, e o relacionamento passa a ser incrível”, diz Miria Kutcher.

Amor Romântico

images (1)De uma forma mais romântica, amar também provoca um sentimento positivo e isso interfere na saúde psíquica. “Uma pessoa que está amando e sentindo-se amada está bem consigo mesma, com a autoestima elevada. Isso faz com que ela tenha menos chances de se entregar ao estresse e aos dissabores do dia-a-dia, que são grandes vilões para a saúde física e psíquica de uma pessoa”, diz a psicóloga Lilian Cunha.

A especialista também comenta que quando se está amando o corpo libera várias substâncias químicas, que dão a famosa sensação de prazer. “Entre essas substâncias, podemos destacar a adrenalina, a noradrenalina, a feniletilamina, a dopamina, a oxitocina, a serotonina e as endorfinas. Elas afetam o sistema nervoso e imunológico da pessoa. Uma pessoa feliz adoece menos”, expõe a doutora.

Dr. Melo complementa dizendo que amar é bom, mas sempre gera algum tipo sofrimento, pois o objeto que recebe nosso amor nem sempre é da forma que queremos. “Às vezes, não gostamos de um ponto da pessoa e isso pode gerar sofrimento, mas até um certo ponto isso é positivo, tanto para o relacionamento como para a saúde da pessoa”, relata o professor.

Aposte na dupla amor + sexo

Dra. Lilian afirma que no sexo os tais hormônios do prazer são mais intensos e a felicidade maior na vida da pessoa. “Acredito que o sexo complemente os outros fatores pois uma pessoa que está amando a si mesma, ao mundo e aos outros ela está de bem consigo mesma. Isso eleva a autoestima que faz com que se sinta bem e confiante. E sexo saudável, ativo e prazeroso fecha com chave de ouro este ciclo”, pontua a psicóloga. Já a Coach de relacionamento ensina que o corpo tem necessidades e o prazer é uma delas. “O sexo faz das necessidades de cada pessoa e, também, de um relacionamento, sadio. Viver isso de uma forma plena, independentemente da idade, do peso e do tempo do relacionamento também é uma necessidade”, completa Miria.

1256531255642_f

A vida sem prazer faz com que o indivíduo, na melhor das hipóteses, canalize a energia para outro campo. Doutor Melo explica: “sem prazer a pessoa é levada à apatia, à baixa-autoestima e pode desenvolver doenças”, descreve o doutor.

 

Se quiserem mais motivos para pensar na dupla amor e sexo, a saúde agradece. A atividade sexual melhora o sistema cardiovascular, aumenta a resistência física, melhora a memória, aumenta a imunidade, alivia o stress e de quebra queima calorias.


Benefícios de amar

– eleva a autoestima

– eleva a motivação pessoal

– diminui o estresse

– aumenta o otimismo


Quem ama:

– Cuida mais de si mesma.
– Pratica exercícios físicos, com isso evita doenças cardiovasculares.
– Se preocupa com a saúde, vai ao médico regularmente.
– Tem motivação para continuar na dieta.
– Tem mais disposição para sair, passear, namorar.
– Pensa na aparência, cuida do cabelo, usa maquiagem.

Hora do Chá

Quente ou frio, o consumo regular de chás oferece muito mais que um momento de prazer. Bebida de baixa caloria e inúmeros benefícios, há chás que estimulam o apetite, ajudam a acalmar e melhoram a função gastrointestinal. Descubra qual o benefício do seu preferido

teacake_01

Se levarmos ao pé da letra, chamaríamos de chá só a bebida que se origina da infusão das folhas da planta Camellia sinensis (que inicialmente recebeu o nome de Thea sinensis), mais conhecida como chá-preto, mas que também dá origem ao chá-branco, chá-verde, chá-amarelo e chá-vermelho. Todas essas bebidas são originárias do mesmo vegetal (o que os diferencia são os tempos de coleta e de secagem).

Se os chás verde e preto são bastante difundidos ao redor do mundo, aqui no Brasil, os de camomila, hortelã, erva-doce, capim-cidreira e boldo estão entre os mais consumidos. Outra paixão brasileira é o chá-mate, derivado da erva-mate que é refrescante e tem propriedades antioxidantes.

Uma das histórias referente ao surgimento do chá remete à 5.000 atrás, na China do Imperador Sheng Nong, popularmente conhecido como o Curandeiro Divino. Tentando solucionar a constante incidência de surtos epidêmicos em seu reino, ele criou uma lei que obrigava o povo a ferver a água antes de ingeri-la.

Um dia, repousando sob uma árvore, o soberano deixou sua xícara de água esfriando um pouco, e logo percebeu que algumas folhas haviam caído sobre o líquido, conferindo-lhe um tom castanho. Ao experimentar a bebida, descobriu que ela possuía um sabor aprazível, difundindo assim o cultivo deste alimento entre seus súditos.

Uma outra história, também da China, conta que a princípio os chás eram consumidos apenas com objetivo medicinal, mas aos poucos passou a ser utilizado como bebida, por prazer, tornando-se a segunda bebida não alcoólica mais consumida do mundo.

Benefícios

De lá pra cá, cientistas, médicos e pessoas comuns descobriram que o chá tem tanto a função medicinal como a prazerosa e, dependendo das folhas que se escolhe para a infusão, até nutrientes que colaboram para o bom funcionamento do corpo.

Para a nutricionista clínica, especializada em nutrição funcional do Hospital Albert Einsten, Fabiana Trovão: “Existe uma série de chás que contribuem para a saúde”

São inúmeras opções de infusão, cada qual com sua propriedade – seja ela calmante ou estimulante, aquecedora ou refrescante, diurética ou emagrecedora, temos hoje o conhecimento de milhares de chás feitos a partir de folhas, flores, frutos e cascas. Mas, é preciso que a bebida seja ingerida diariamente para que seus efeitos sejam evidentes no organismo.

Um estudo publicado pelo jornal acadêmico Phytotherapy Research, dos Estados Unidos aponta que o consumo diário de chá-verde ou preto inibe a produção de enzimas cerebrais associadas à perda de memória. Mas, o benefício é interrompido quando se para de consumir o chá.

Quente ou gelado, os efeitos terapêuticos de muitos chás são comprovados cientificamente. Se for pelo prazer, não existe uma hora específica do dia para beber chá.  Porém, se a intenção é conseguir algum benefício ou na forma de tratamento fitoterápico, isso pode variar.

Pela manhã, o chá-preto é mais aconselhável porque estimula a produção dos neurotransmissores cerebrais que nos dão energia, do contrário, deve ser evitado após as 18 horas, por possuir alta concentração de cafeína.

Depois das refeições, chá-verde ajuda na digestão e é diurético, além disso, tem como princípio ativo os polifenóis (responsáveis por diminuir os níveis de colesterol), contribui para a saúde bucal e tem efeito antioxidante, diminuindo a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.

i372764Alguns deles podem até ser consumido durante a refeição como explica Paula Simonsen, especialista em chá de São Paulo: “Alguns tipos de chá escuro, como o Lopsang Souchong, são ótimos para acompanhar pratos salgados e mais gordurosos, como sanduíche de salmão e cream cheese no pão preto. Esse é um exótico chá chinês, aromatizado e defumado”

A verdade é que dá pra aliar o prazer às propriedades medicinais e fazer da hora do chá uma hora saborosa e saudável. Abaixo listamos 14 tipos diferentes de chá deliciosos e seus benefícios, escolha o seu favorito:

Capim cidreira

Essa erva é aliada do sistema digestivo e ainda ajuda a aliviar gases. Ótimo para ser consumido depois das refeições, também funciona como um sedativo natural.

Camomila

Também de ação calmante, a camomila é boa para combater ansiedade e insônia e tem sido muito usada para aliviar a enxaqueca. Muito indicada no período da TPM, ajuda a aliviar cólicas.

Hortelã

Tem função antiparasita e antifúngica e auxilia pessoas que estão com complicações de gases. O chá de hortelã melhora a digestão, combatendo azias.

Alecrim

Digestivo poderoso, o alecrim também é muito usado para ajudar pessoas que querem controlar o peso, pois aumenta a sensação de saciedade.

Possui ainda funções antiespasmódica e anti-inflamatória sendo indicado ainda, para cólica renal e menstrual. Possui excelente ação antifúngica – ótima para ajudar a mandar embora o fungo cândida do organismo – e ação desintoxicante.

Erva doce

O aroma dessa erva é muito usado como forma de relaxante. O chá, além de propiciar esse benefício, também ajuda no combate a cólicas e gases, além de melhorar a digestão.

Chá mate

Preferido de muitos, o chá mate tem ação termogênica e antioxidante, bom para acelerar o metabolismo e evitar o envelhecimento precoce. É preciso um cuidado, apenas, com o seu poder estimulante, por conter cafeína. Deve ser evitado por pessoas hipertensas, por aumentar a circulação sanguínea.

Chá de canela

A canela pode ser uma ótima aliada no controle de diabetes, ajuda na redução da glicemia, regulando o açúcar no sangue. Além disso, ajuda na diminuição da vontade de comer doces e melhora a circulação.

Chá verde

Desintoxicante, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, previne problemas cardiovasculares por controlar o colesterol e ainda tem vários princípios ativos que ajudam na prevenção do câncer. E as vantagens não param por ai: ajuda a combater cáries – basta fazer bochechos com ela – e serve de protetor solar interno, ajudando a proteger a pele contra raios ultravioletas. Tomar o chá, no entanto, não dispensa o uso do protetor solar externo.

O chá verde também é muito famoso pela ação termogênica, ou seja, acelera o metabolismo na queima de gorduras e pode contribuir para quem quer perder os quilos extras desde que combinado com dieta balanceada e prática de exercícios físicos.

Chá de hibisco

O hibisco ajuda no controle do colesterol e é muito diurético, capaz de fazer uma varredura de toxinas no organismo. Pode ser uma boa opção para hipertensos, porque tem menos cafeína que o chá verde, mas, benefícios semelhantes.

Chá de gengibre

“O gengibre é um dos melhores anti-inflamatório que temos na natureza”, diz a nutricionista Flávia Cyfer. Ele também atua no sistema digestivo contra cólicas e gases e ajuda no combate à celulite, tão indesejada pelas mulheres. Também é indicado para combater enjoos e náuseas, principalmente em gestantes, que não podem usar muitos remédios durante a fase da gestação.

Chá de limão

Além de a fruta ser rica em vitamina C, tem ação alcalinizante, ou seja, ajuda a deixar o pH do sangue dentro do nível alcalino, que é como ele deve ficar. Fazer o chá junto com a casca, contribui para a desintoxicação do organismo.

Maracujá

O maracujá já é famoso por ajudar a acalmar os nervos. Indicado para combater ansiedade, estresse, insônia, irritação e agitação.

Maçã

A fruta também tem ação calmante, além de ótima para ajudar na digestão, pois é diurética, com efeito laxante.

Chá de alfazema

Ajuda a aliviar cólicas. De propriedade calmante e bactericida, a alfazema também é muito usada para amenizar dores de cabeça.

 

Mas qual a forma certa de preparar seu chá?

cha

Nada mais simples do que preparar um chá; basta ferver a água e depois colocar as folhas em infusão. O ideal é que seu preparo ser feito na hora. Quando deixado em garrafa térmica, o chá pode perder até metade das propriedades funcionais.

Para a especialista nessa bebida, Paula Simonsen, existe uma forma perfeita para o preparo adequado da bebida. Acompanhe o passo a passo:

1. Encha um infusor com o chá de sua escolha (a medida é uma colher de chá por xícara) e coloque dentro de um bule, de preferência de porcelana. O metal pode alterar o gosto.
2. Esquente água mineral na chaleira, sem deixar ferver. Quando as primeiras bolinhas começarem a subir, desligue. A temperatura deve ficar em torno de 85°C. O ideal é que, ao tocar a chaleira, sinta que está bem quente, mas sem queimar as mãos. Os chineses dizem que, se não conseguimos tocar uma coisa, ela também não está boa para ser consumida.
3. Jogue a água no bule, sempre em movimentos circulares para permitir a entrada de maior quantidade de oxigênio.
4. Deixe a bebida descansar por 3 a 5 minutos. Para cada tipo de chá há a exigência de espera com tempo diferente.
5. Antes de servir, jogue água quente sobre a xícara para aquecê-la. Assim, é possível manter a temperatura da bebida por mais tempo.

Que tal aproveitar essas dicas e tomar um chazinho?

i372765

SER MULHER

ser mulher

O mês de março é marcado internacionalmente pelo dia internacional da mulher. Embora a pauta feminina mais importante seja a luta contra o machismo, a saúde e o bem estar nunca devem ser deixados de lado

dia-da-mulher (1)

 

Marcado pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8, o mês de março deve ser lembrado pela luta das mulheres por espaço e igualdade numa sociedade tipicamente machista.

A data remete a uma greve ocorrida em 1857 numa fábrica  de tecidos, em Nova Iorque, quando operárias foram covardemente assassinadas por terem iniciado uma paralisação. Elas reivindicavam, entre outras coisas, redução da jornada de trabalho de 16 para 10 horas diárias e melhores condições de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência: as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas num ato totalmente desumano.

A data foi estabelecida anos depois, em 1910, numa conferência na Dinamarca e é, até hoje, marcada por luto, lutas e discussões acerca do papel da mulher em nossa sociedade.

Sempre pensando em Saúde e Bem Estar de nossos leitores, em novembro de 2014 o Blog Homeopatia e Saúde criou a série Ser Mulher, que aborda questões de saúde, bem estar e homeopatia, voltadas totalmente para o público feminino.

Para celebrar o mês internacional da mulher, preparamos uma retrospectiva dos assuntos postados na série. Confira:

dia-internacional-da-mulher

Em nosso primeiro post, abordamos a questão do Pré-natal feito com um homeopata. Numa entrevista super descontraída com a blogueira, advogada e mãe, Edilene Gualberto, conhecemos as principais diferenças entre o pré-natal alopático e o homeopático, comentado por alguém que viveu as duas experiências em suas duas gestações. Edilene, que tinha em seu histórico uma primeira gestação onde o pré-natal foi com médico alopata e parto cesáreo, conta que sentiu uma enorme diferença no pré-natal “tanto pelo fato da homeopatia, quanto pela questão da humanização e da consulta particular (que foge daqueles 10 minutos rápidos e vira um bate papo de aproximadamente uma hora)”. Atribui o sucesso de seus dois partos naturais após uma cesárea a essa busca por um pré-natal homeopático e humanizado: “Para quem prefere o parto natural e humanizado, tudo que for natural é melhor, então, como benefício do pré-natal homeopático eu identifico a naturalidade e a tranquilidade de saber que está tomando algo que não afetará em nada seu filho”.

No segundo post, foi a vez de falar sobre Depressão pós-parto, doença séria e silenciosa que se caracteriza pela agravação do Baby Blues (quadro de tristeza comum entre 50 a 80% de puérperas, mas que se persistente, deve ser tratado com carinho e muita atenção). O texto aponta as principais diferenças  entre Baby Blues e Depressão pós-parto e atenta para o fato de que, enquanto o primeiro pode ser chamado de “fisiológico” – sumindo do mesmo jeito que apareceu –, o segundo pode ser devastador e transformar-se numa doença crônica.

Mais uma vez, a homeopatia se mostra como medicina eficiente, tanto na prevenção como no tratamento da Depressão pós-parto, principalmente por ser uma opção natural e sem contra-indicações.

dia-da-mulher

Em Janeiro, foi a vez de falarmos sobre a Primeira Menstruação, ou menarca, com informações que vão desde a preparação para este marco na vida da mulher, até dicas de saúde, higiene e orientações valiosas para os pais. Entre outras coisas, falamos a questão da abordagem, da fertilidade e de como preparar a jovem para esse rito de passagem.

Em Fevereiro, as DST’s femininas foram a pauta da série Ser Mulher, focando principalmente na prevenção como maior aliada. O post vem recheado de dicas e informações sobre as principais doenças que podem contaminar as mulheres durante o ato sexual e reforça a campanha do uso de preservativo em todas as relações íntimas.

E não para por aí! Ao longo de todo esse ano de 2015, continuaremos com posts carinhosamente selecionados, sempre visando sua saúde, bem estar e qualidade de vida. Toda primeira segunda feira do mês, temos um post novo da Série Ser Mulher.  Acompanhe-nos.

Celebre com saúde, este mês é seu mulher!

dia da mulher inter blog

25 de Novembro – Dia do Doador de Sangue

Doar sangue é um ato de amor. Não espere alguém que você ama precisar: torne-se um doador voluntário

Todos os dias acidentes, cirurgias e tratamentos médicos precisam de transfusões de sangue. E sangue não pode ser produzido em laboratórios, sinteticamente. A única forma de recebermos sangue é por doação.

Vantagens de ser um doador

doe sangue similia

Além do sentimento de ajudar e de sentir a gratidão de quem recebe, doar seu sangue pode ser também uma forma de fazer vários exames de uma única vez. Quando você doa, seu sangue é submetido a todos os exames disponíveis. E, caso detectem alguma doença, você será comunicado.

Outra vantagem é a renovação do seu sangue. O sangue doado não ultrapassa 10% do volume em circulação no corpo e essa quantidade é reposta rapidamente;

Para quem ainda quer mais vantagens, todo doador de sangue ganha um dia de folga no trabalho. E há um projeto em análise no Congresso Nacional, onde o fato de ser doador de sangue seria critério de desempate nos concursos públicos.

O que acontece com o sangue que doamos?

O sangue que doamos é fracionado em componentes sanguíneos (concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas e plasma). Cada uma das bolsas com esses concentrados é liberado para uso somente após o resultado dos exames. Uma única doação pode beneficiar até 4 pacientes.

Quem pode e quem não pode doar

Homens e mulheres, entre 18 e 69 anos e com mais de 50kg estão na lista dos que podem, com as seguintes exceções:

– Quem tem ou teve hepatite após 11 anos de idade;

– Quem tem ou teve hanseníase;

– Quem tem ou teve hipertireoidismo ou tireoidite de Hashimoto;

– Quem tem ou teve doença de chagas;

– Portadores do HIV;

– Quem tem ou teve câncer;

Vale ressaltar que quem usa ou usou drogas nos últimos 12 meses, manteve relações sexuais de risco ou quem fez tatuagem ou piercing deve esperar de 6 meses a um ano para realizar a doação.

O mesmo vale para mulheres grávidas, que pariram ou que estão amamentando. Tem que esperar.

doe sangue similia

 

No dia da doação

Durma bem e se alimente (não faça jejum). Evite o consumo de bebidas alcoólicas nas 12h que antecedem e o consumo de alimentos gordurosos nas 4h que antecedem sua doação.

 

Espantando os males

Dançar faz bem para o corpo e a mente

dançar 3

Música, um pouquinho de tempo e muito disposição. Esses são os requisitos básicos para colocar em prática um dos exercícios físicos mais completos que se conhece: a dança. Não importa o ritmo da música – nem idade ou gênero de quem está dançando, os benefícios são incontestáveis. “Dançar é uma atividade comprovadamente terapêutica, faz bem ao corpo, ao coração e à mente”, diz a professora de dança Carla Barcelos.

Corpo

 

dançar 4

Os benefícios para o corpo são notados de imediato – como aumento da frequência cardíaca e respiratória – e a longo prazo, com a perda de peso (devido à queima de calorias) e o fortalecimento de toda a musculatura, decorrente da sequência de exercícios e passos coreográficos. Algumas modalidades podem levar ao gasto de 315 calorias em uma hora de aula – número similar ao obtido com uma caminhada ou com uma pedalada leva.

Outros benefícios relacionados à prática são o aumento do condicionamento físico, a melhora do aprendizado (e até da concentração e disciplina) e a redução de dores musculares. Não estamos falando apenas das danças clássicas, como ballet, jazz e o sapateado. Atualmente, diversas academias e até “baladas” oferecem aulas de danças, que consideram o gosto musical de cada um para definir o ritmo que ensinarão. Assim, aulas de sertanejo, axé, zumba, salsa, forró, samba-rock, entre outros, estão conquistando cada vez mais adeptos.

People dancing together on beach

Mente

E isso leva a outro fator estimulado pela dança: a melhora do humor e dos relacionamentos interpessoais. “Dançar libera endorfina, a famosa e conhecida substância do prazer. Repare que não existe uma só pessoa que não fique alegre e feliz ao praticar coreografias. Portanto, esse é um exercício que interliga o corpo e a mente”, explica a psicóloga Viviane de Almeida.

Por envolver música associada ao movimento e expressão corporal, a dança traz ao praticante a sensação de liberdade e propicia vivências diferentes com o corpo. Isso ajuda a relaxar a mente e desestressar. “Quando se dança, a mente se esvazia e o foco está nos movimentos do corpo e na música. Por isso, ela alivia o stress e faz com que qualquer outro aborrecimento desapareça”, pontua a psicóloga.

Segundo ela, a prática constante desse exercício completo está diretamente relacionada à melhora do ritmo, da coordenação motora, da flexibilidade. E, também, da sensualidade, já que a pessoa passa a conhecer melhor o próprio corpo e a sua expressão.

Com todos esses argumentos, não tem mais desculpa: levante agora e vá dançar!

dançar 2

Exercícios & Idade

VOCÊ SABE QUAL É O MELHOR EXERCÍCIO FÍSICO PARA A SUA IDADE? CONFIRA AS DICAS E EXPLICAÇÕES DE UM EDUCADOR FÍSICO E ESCOLHA A MELHOR ATIVIDADE PARA O SEU MOMENTO

Quem acha que está cedo ou que é tarde demais, está enganado: os exercícios físicos são recomendados em todas as idades. Para as crianças, as brincadeiras e a diversão já contam como exercícios; já os idosos precisam de acompanhamento contínuo e um programa eficiente para fortalecer e manter o corpo ativo e sadio. O Blog Homeopatia e Saúde conversou com o educador físico Rafael Castro e traz agora dicas sobre as melhores práticas em qualquer idade.

“A atividade física é importante para as diferentes fases do desenvolvimento infantil. Além de diminuir o risco de obesidade, estimula a coordenação motora e ajuda no desenvolvimento intelectual da criança. E na fase adulta é importante para ter saúde e bem estar”, pontua Castro. “Ela é importante para todos e não só pra quem está acima ou abaixo do peso. Com o exercício físico indicado e com acompanhamento de um profissional a pessoa pode ganhar massa magra e chegar ao peso ideal”, completa.

Crianças

CRIANÇAS + EXERCICIOS

Antes de iniciar qualquer atividade física é preciso preparar o corpo com aquecimento e alongamento. As duas ações previnem contra lesões durante a prática do exercício e são recomendadas para toda e qualquer prática.

As crianças estão em constante movimento e até os 5 ou 6 anos a realização de exercícios deve se restringir às atividade lúdicas e naturais das brincadeiras infantis – como correr, pular corda, dar cambalhota. Caso desejem praticar esportes específicos, os mais indicados são a natação, a ginástica artística, o judô e o ballet. “A natação pode ser uma escolha desde os primeiros meses, pois aproxima o bebê da sensação que tinha quando estava no útero”, pondera Castro. Ele completa: “Os esportes e as brincadeiras são suficientes. Lembrando que as atividades devem ser mais lúdicas e de movimentos simples para que a criança não perca o gosto do exercício.

Dos 6 aos 12 anos, uma boa pedida são os esportes com bola – como futebol, basquete, vôlei, handball – já que, até então, as crianças não estão com todas as funções motoras formadas. “A partir dos 6 anos, a estruturação corporal já permite que ela pegue a bola e arremesse de volta, por exemplo”, resume o educador físico.

Além disso, os esportes coletivos e as competições promovem a integração social – o que é bastante recomendado também para adolescentes. “As atividades individuais, como musculação e boxe, podem ser incluídas no cotidiano de pessoas entre 13 e 19 anos”.

Jovens

MUSCULACAO

Castro, que atua como personal trainner, lembra que a musculação e os exercícios em série com pesos não causam prejuízo para as crianças, “desde que haja avaliação individual e que a série de exercícios não sobrecarregue tendões e ossos”. O especialista lembra que, nessa faixa etária, o mais importante é oferecer atividades “que ajudam a desenvolver a coordenação motora como um todo, deixando que o adolescente escolha a que mais lhe agrada”.

Dos 20 aos 65 anos, período conhecido como “idade adulta”, é possível diversificar as opções de exercícios físicos e práticas esportivas. Entretanto, é necessário estar atento às mudanças que o corpo e o organismo apresentam em cada fase para otimizar o resultado da atividade física.  Assim, dos 20 aos 25 anos são recomendados exercícios em suspensão – que combinam roldanas e cordas fixadas ao teto para elevar o corpo, de forma a usar o próprio peso na execução dos movimentos; ginástica localizada, running, bicicleta indoor e Pilates.

Dos 26 aos 35 anos não há restrições de exercícios já que “o corpo já se desenvolveu ao máximo e ainda permite muito esforço”, segundo Castro. O personal dá uma dica: “só precisa ter muita atenção na postura, para que não tenha problemas desde cedo”, diz.

A partir dos 36 anos, mais ou menos, a preocupação com a saúde e com a estética aumentam, pois as repostas metabólicas e fisiológicas não são mais as mesmas. “As respostas ficam mais lentas e fica mais difícil emagrecer”, adverte Castro. Por  isso, a musculação é a atividade mais indicada, “pois ajuda nos resultados estéticos, nas articulações e, ainda, fortalece o corpo”, resume ele.

Adultos

ALONGAMENTO

Perto dos 45 anos começam a surgir as restrições na realização de exercícios físicos – e a presença de um “treinador” torna-se necessária. Nessa fase, que vai até os 55 anos, os exercícios aeróbicos precisam ser mais intensos do que a musculação. O período também pede atenção ao coração, que precisa ganhar mais resistência, principalmente pois existe uma tendência maior de acúmulo de peso e dificuldade de emagrecimento.

A partir dos 55, 56 anos, a atividade física torna-se uma obrigação “pela diminuição de massa óssea, problemas cardíacos, aumento da gordura corporal, pela postura que tende a piorar com o tempo, entre outros fatores”, declara Castro. Musculação, hidroginástica e caminhada são opções de exercícios para essa fase.

Idosos

IDOSOS + EXERCICIOS

A recomendação da prática de exercícios para idosos inclui outros benefícios, além do corpo saudável. Para eles, as atividades físicas aumentam a qualidade e a expectativa de vida; melhoram a disposição, a autoconfiança, a memória e a independência, entre outros fatores. “Porém, o cuidado precisa ser redobrado, pois já existem muitas limitações, as articulaçãoes e a agilidade não são mais as mesmas, a disposição é menor, o cansaço e as dores estão mais presentes”, lembra Rafael Castro.

Mas nada disso, a não ser determinadas limitações físicas, impedem o idoso de se exercitar, “pelo contrário, precisam ser um estímulo para melhorar a saúde, pois as atividades físicas diminuem o risco de diversas patologias, incapacidades, melhora a mobilidade, aumenta o nível de energia, ausência de dores, além de auxiliar na minimização das alterações biológicas do envelhecimento”, declara. Assim, as caminhadas, a hidroginástica, e a musculação – com pesos leves e sequências curtas – são os exercícios mais indicados para a “melhor idade“.

Obesos

obesidade + EXERCICIOS

Quem está acima do peso, especialmente quem já chegou à obesidade, pode seguir as recomendações de atividades físicas expostas acima. Para esses indivíduos, entretanto, a cautela é ainda mais necessária. A prática de atividades deve começar devagar, com aumento progressivo de intensidade. “Obesos não podem ter muito impacto para não lesionar joelho e tornozelo”, adverte o personal. Castro reitera que, nesses casos, o lado psicológico da pessoa precisa ser trabalhado juntamente com o físico, de forma a evitar que a pessoa desista da atividade. “Os obesos precisam ser acompanhados mais de perto para motivá-los a continuar na prática e, também, para evitar que ele se abale ou se lesione”, finaliza Castro.