Tag Archives: atividade física

Quer viver muito? Veja essas dicas

Em 2009 graças as suas pesquisas sobre os telômeros a Dra. Elizabeth Blackburn recebeu o prêmio Nobel de Medicina.

A partir de suas pesquisas, centenas de estudos foram realizados em todo o mundo provando que a ausência de uma dieta balanceada, atividades físicas e uma saúde mental deteriorada podem esgotar os telômeros, colocando-os em risco e aumentando as probabilidades de doenças. Entretanto, muitas dessas pesquisas ainda não são acessíveis a todos, comenta Blackburn, em parte porque o campo de pesquisas sobre os telômeros ainda é novo.

Por isso a Dr. Blackburn se juntou a Dra. Elissa Epel, psicóloga de saúde, para compartilhar o que descobriram durante suas pesquisas no livro O segredo está nos telômeros, que foi lançado pela editora Planeta este ano. A publicação trás conselhos, baseados em anos de pesquisa, sobre como ter uma vida mais saudável, que não depende de dietas da moda ou de mudanças radicais no estilo de vida, pode paralisar o encurtamento dos telômeros e consequentemente retardar o processo de envelhecimento.

Os telômeros ficam nas extremidades dos cromossomos, eles são como o plástico que protege a ponta do cadarço.

Fatores como estresse crônico, falta de exercício e sono, além de uma dieta pobre podem fazer com que seus telômeros se deteriorem. Com o desgaste dos telômeros os cromossomos perdem a proteção, isso atrapalha a capacidade das células de trabalhar adequadamente, o que acelera o processo de envelhecimento.

Para fortalecer os telômeros é preciso fazer algumas mudanças no estilo de vida, sendo que em apenas algumas semanas já dá para ver os resultados.

Segundo revelou a pesquisa não é necessário dormir durante 8 horas seguidas para alcançar os benefícios, 7 horas já são suficientes, desde que o corpo sinta que está descansado.

A ansiedade e a depressão encurtam os telômeros, quanto mais severo for o problema mais prejudicial para os telômeros. Esses estados emocionais extremos influenciam negativamente o organismo acelerando o envelhecimento das células. Assim como doenças cardíacas, diabetes e pressão alta surgem mais cedo e rápido em pessoa que sofrem de ansiedade de depressão.

O Blog Homeopatia e Saúde, é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, leia mais sobre esse assunto no link: https://goo.gl/5QPkQX

 

TAGS: Depressão, Estresse, Longevidade, Atividade física, Telômeros, Envbelhecimento

Dicas para evitar o pânico e a ansiedade

A correria da vida moderna pode ser muito estressante, assim como as pressões que enfrentamos todos os dias pode prejudicar a nossa saúde, especialmente para aqueles que sofrem por causa das crises de ansiedade e de pânico. Entretanto, existem algumas atitudes que ao serem adotadas podem minimizar os efeitos negativos da ansiedade no dia a dia.

A seguir vamos listar algumas atitudes que podem melhorar a rotina e evitar que as crises de ansiedade e pânico sejam mais frequentes. Essas ações foram separadas em três grupos diferentes para um melhor entendimento.

Ações relacionadas com a saúde e o bem-estar

São tantos os compromissos que temos em nossa rotina, que muitas vezes acabamos negligenciando a nossa saúde. Cuidar da saúde é importante para manter o nosso organismo sadio, pois ter um corpo mais saudável ajuda a prevenir problemas de saúde, deixando o corpo mais resistente até nos casos de crise de ansiedade e pânico.

  • Ter uma boa noite de sono e num local livre de ruído e luz faz toda a diferença, assim segundo os especialistas 8 horas diárias é o mais indicado, entretanto isso varia de um indivíduo a outro;
  • Manter uma alimentação balanceada;
  • Fazer exercícios físicos regularmente;
  • Evitar o tabaco e o álcool;
  • Administrar corretamente as finanças familiares e pessoais;
  • Criar uma rotina diária mais equilibrada, que contemple tempo para o trabalho e atividades pessoais;
  • Somente usar medicamentos com indicação médica;
  • Consultar regularmente o clínico e o dentista.
  • Atitudes que vão te ajudar a enfrentar o problema
  • Anotar diariamente todos os momentos em que esteve ansioso, bem como o que provocou esse sentimento;
  • Analisar as anotações e tentar encontrar o que esses momentos têm em comum. Relaxe você não está procurando o valor de Pi, por isso não precisa acertar de primeira, só não desista, que certamente você vai detectar a origem do problema;
  • Elabore uma lista de metas para mudar essa situação;
  • Imagine o que pode acontecer de bom e ruim no que diz respeito a uma situação. E tente se preparar para ambos, afinal coisas ruins acontecem vez ou outra;
  • Se achar necessário procure ajuda.

Atitudes que ajudam a manter o controle nos casos de crise de ansiedade

  • Pare o que está fazendo. Caso a sua ação esteja piorando o problema é melhor parar, respirar e pensar numa atitude diferente;
  • Foque na sua respiração, que deve ser lenta e profunda;
  • Relaxe a musculatura;
  • Para desviar os pensamentos pratique qualquer tipo de atividade como contar até 37, repetir frases de encorajamentos ou soletrar. O importante é afastar os pensamentos negativos criando um novo foco de atenção;
  • Trace novos modos de agir;
  • Faça acontecer.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria interessante, pois sabe o quanto a ansiedade pode prejudicar a rotina diária de quem sofre por causa das crises.

Aqui tentamos passar algumas dicas de como melhorar e prevenir as crises de pânico, entretanto nos casos mais graves é preciso procurar ajudar de um profissional, não sofra sozinho, procure auxílio sempre que for necessário. E lembre-se que você não está sozinho nessa.

Para matéria completa acesse o link: https://goo.gl/yK52z2

 

TAGS: Ansiedade, Pânico, Crises, Saúde, Atividade física, Respiração

Exercícios para a melhor idade

A prática de atividade física já é considerada um elemento essencial para a manutenção de um estilo de vida saudável, ela também vem sendo indicada para as pessoas que estão na terceira idade por causa de todos os benefícios que proporciona para a saúde mental e física.

Com o aumento da expectativa de vida tivemos um aumento da população mundial e consequentemente de pessoas que tem mais de 60 anos, e que estão percebendo a importância da atividade física para a manutenção da saúde.

A qualidade de vida das pessoas que se encontram na terceira idade já é tema de muitos debates e discussões, afinal a população de idosos no Brasil vem aumentando de forma acelerada, segundo levantamentos do IBGE em 2020 teremos aproximadamente 30 milhões de pessoas idosas em nosso país, o que representa 13% da população brasileira.

A atividade física é indicada para todos os indivíduos, sem restrições de idade.

Com o passar dos anos as pessoas vão perdendo as capacidades motoras, como: equilíbrio, força, flexibilidade, coordenação motora, como também sofrem em consequência da perda de massa muscular e óssea, o que leva a um aumento da gordura corporal.

Um dos propósitos da atividade física na terceira idade é retardar o processo de envelhecimento.

Hoje, quando se fala sobre saúde na terceira idade, o que vem sendo considerado como um envelhecimento saudável não diz respeito somente a inexistência de doenças, que fazem parte neste período da vida, mas, sobre a capacidade de viver bem e sem limitações.

É notório também que boa parte dos idosos busca uma vida mais plena, ativa e independente. Além disso os projetos que tem como foco a promoção de saúde e bem-estar estão ganhando força.

Alguns problemas de saúde próprios da terceira idade acabam por dificultar a realização de tarefas que fazem parte da rotina diária, o que leva os idosos a dependerem de outras pessoas para executar tarefas corriqueiras, como tomar banho, trocar de roupa, e essa dependência faz com que o idoso se sinta desvalorizado causando problemas psicológicos, que podem levar a depressão.

Assim a atividade física é uma aliada no processo de envelhecimento com qualidade, pois ela dá mais energia e disposição para realizar as atividades do dia a dia. Veja a seguir uma lista das atividades físicas que podem ser praticadas por pessoa na terceira idade. Não podemos esquecer que antes de praticar qualquer atividade física é preciso fazer o alongamento.

Yoga: atividade que harmoniza corpo, mente e respiração, por meio de técnicas de respiração e meditação.

Pilates: prática de alongamento e exercício físico que usa o peso do corpo na sua execução.

Alongamento: o alongamento muscular é uma rotina de exercícios naturais que tem o objetivo de relaxar os músculos antes e depois da atividade física.

  • Musculação especializada
  • Dança
  • Aeróbico de baixo impacto
  • Hidroginásticas
  • Atividades recreativas
  • Natação
  • Ginástica
  • Caminhadas

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, abe da importância da prática da atividade física em qualquer período de vida, a caminhada ainda é a melhor opção para quem quer começar a praticar exercícios.

TAGS: Atividade física, exercícios, Terceira idade, Alongamento, Envelhecimento

 

Promovendo o bem-estar no Dia Mundial da Atividade Física

Ao redor do mundo no dia 06 de abril é comemorado o Dia Mundial da Atividade Física, já é de conhecimento que um dos principais motivos que levam as doenças cardiovasculares é o sedentarismo. Assim a OMS, Organização das Nações Unidas, criou essa data para promover a prevenção ao sedentarismo, estimulando a prática de atividades físicas em espaços públicos.

O dia Mundial da Atividade Física foi criado em 2002 pela OMS para informar a população mundial com relação à urgência de uma mudança no atual estilo de vida sedentário, e também para incentivar a prática de atividade física regular que tem como objetivo proporcionar a saúde e o bem-estar.

Segundo a OMS a falta de atividade física é o quarto maior motivo para os riscos de morte em todo o planeta. A OMS destaca que qualquer tipo de movimento corporal executado pelos músculos esqueléticos no momento em que absorvem energia é considerado atividade física.

E para comemorar esta data são realizados eventos em todo o mundo. Os esportes, exercícios, e outras atividades, caminhar, dança, jogar, tarefas domésticas e jardinagem, fazem parte prática.

Nós do blog Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, também acreditamos que a atividade física regular é capaz de promover o bem-estar e a saúde.

Este artigo que você acabou de ler foi baseado no artigo do blog Funi Blogs disponível no link: https://goo.gl/fBQvHr

TAGS: Dia Mundial da Atividade Física, Saúde, Homeopatia, Atividade Física

Atividade física para os pequenos

Atividade física é muito importante para as crianças em qualquer idade, desde os bebes que correm ainda cambaleantes até os que chutam bola com firmeza. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, conversou com a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, pediatra e homeopata para entender todos os fatores de atividades físicas e os pequeninos. Leia o texto e compartilhe.

As atividades físicas auxiliam o organismo infantil a amadurecer os órgãos ligados ao crescimento osseo muscular e ao sistema imunológico. Brincar, correr em parques, chutar bola, subir em árvore, muros, andar de bicicleta, patins, skate e outras atividades livres de crianças também são atividades físicas, por isso quanto mais a criança brincar livre, melhor será para o desenvolvimento muscular, ósseo e o sistema imunológico desse ser.

natacao_bebeSegundo Dra. Ana, as atividades físicas como natação, judô, ballet e outras aulas, devem ter seu momento certo. “A natação é uma atividade física completa, capaz de estimular todo um conjunto de músculos do corpo, podendo ser frequentada por crianças a partir dos 4 meses de vida. Cabe aqui ressaltar que  bebês podem ter aulas de natação em escolas especializadas, cujo tratamento da água seja adequado aos bebês e seus acompanhantes, já que até os 2 anos a criança faz aula de natação acompanhada por um adulto. Aulas como futebol e ballet são recomendadas apenas a partir dos 5 anos de idade. Musculação é recomendado somente após os 12 anos, sempre com acompanhamento de um monitor ou professor, com apresentação de atestado médico de aptidão a atividade física,” recomenda Dra. Ana Lucia.

A médica também faz um alerta para quem mora em condomínios que possuem piscinas e academias de ginástica: “Crianças devem frequentar a piscina somente por lazer, sempre com um adulto responsável, e após os 5 anos de idade, por conta do tratamento da água. E para a ginástica na academia vale a mesma regra, apenas após os 12 anos, com um profissional acompanhando e atestado médico permitindo”, alerta.7haw7j4isifokufy71a0j6hkr

Problemas respiratórios

É de conhecimento da cultura geral que natação é bom para crianças e adolescentes com problemas respiratórios, como asma e bronquite. Dra. Ana explica essa crença popular. “É verdade que natação é recomendado para crianças com asma ou bronquite. Isso porque nessas crianças, geralmente os pulmões são pouco estimulados ou mesmo pouco desenvolvidos, por isso a prática destas atividades com objetivo de fortalecimento pulmonar é benéfica. Porém é importante, principalmente em crianças com essas patologias, o atestado médico de aptidão da atividade física”, recomenda Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

31f297149de245718c84ee569bc89cf1Vale sempre lembrar que exercício físico e esportes no geral desenvolvem aptidões sociais, auto-confiança, espirito de equipe, empatia, e uma série de sentimentos positivos, além das melhoras físicas, como sistema imunológico, cardiovascular, etc.

Atividade física x exercício físico: saiba a diferença e os benefícios

comear-uma-atividade-fsica5Manter-se em movimento faz bem à saúde, isso todos sabem, correto? Mas você sabe a diferença entre praticar atividade física e exercício físico? Quando geramos movimentação a partir dos músculos esqueléticos, promovendo gasto energético superiores aos níveis produzidos quando estamos em repouso, isso é chamado de atividade física e podemos exemplificar com a realização de tarefas domésticas, passeios com animais de estimação ou mesmo brincadeiras com os filhos. No caso dos exercícios físicos, são medidos fatores como intensidade, objetivo e tempo de duração.

Agora que você sabe a diferença dos dois, nós, do blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, que é coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vamos apontar os principais benefícios dessa prática. Praticar exercícios físicos contribuem com a melhoria da taxa metabólica em até 10 vezes, diminuem a gordura corporal e, consequentemente, o peso. Além disso, essas atividades colaboram com a diminuição de doenças cardíacas, com o controle do colesterol ruim e pressão arterial, por exemplo.

A força muscular também é preservada, evitando a diminuição da massa muscular com as consequências da idade e também a estabilização da massa dos ossos, refletindo no bem-estar em especial das mulheres após a menopausa. Quer conferir uma lista com 15 itens para se inspirar a continuar essa prática tão saudável? Confira o material selecionado pelo blog Homeopatia e Saúde para você: http://goo.gl/p6a16c

Exercícios & Idade

VOCÊ SABE QUAL É O MELHOR EXERCÍCIO FÍSICO PARA A SUA IDADE? CONFIRA AS DICAS E EXPLICAÇÕES DE UM EDUCADOR FÍSICO E ESCOLHA A MELHOR ATIVIDADE PARA O SEU MOMENTO

Quem acha que está cedo ou que é tarde demais, está enganado: os exercícios físicos são recomendados em todas as idades. Para as crianças, as brincadeiras e a diversão já contam como exercícios; já os idosos precisam de acompanhamento contínuo e um programa eficiente para fortalecer e manter o corpo ativo e sadio. O Blog Homeopatia e Saúde conversou com o educador físico Rafael Castro e traz agora dicas sobre as melhores práticas em qualquer idade.

“A atividade física é importante para as diferentes fases do desenvolvimento infantil. Além de diminuir o risco de obesidade, estimula a coordenação motora e ajuda no desenvolvimento intelectual da criança. E na fase adulta é importante para ter saúde e bem estar”, pontua Castro. “Ela é importante para todos e não só pra quem está acima ou abaixo do peso. Com o exercício físico indicado e com acompanhamento de um profissional a pessoa pode ganhar massa magra e chegar ao peso ideal”, completa.

Crianças

CRIANÇAS + EXERCICIOS

Antes de iniciar qualquer atividade física é preciso preparar o corpo com aquecimento e alongamento. As duas ações previnem contra lesões durante a prática do exercício e são recomendadas para toda e qualquer prática.

As crianças estão em constante movimento e até os 5 ou 6 anos a realização de exercícios deve se restringir às atividade lúdicas e naturais das brincadeiras infantis – como correr, pular corda, dar cambalhota. Caso desejem praticar esportes específicos, os mais indicados são a natação, a ginástica artística, o judô e o ballet. “A natação pode ser uma escolha desde os primeiros meses, pois aproxima o bebê da sensação que tinha quando estava no útero”, pondera Castro. Ele completa: “Os esportes e as brincadeiras são suficientes. Lembrando que as atividades devem ser mais lúdicas e de movimentos simples para que a criança não perca o gosto do exercício.

Dos 6 aos 12 anos, uma boa pedida são os esportes com bola – como futebol, basquete, vôlei, handball – já que, até então, as crianças não estão com todas as funções motoras formadas. “A partir dos 6 anos, a estruturação corporal já permite que ela pegue a bola e arremesse de volta, por exemplo”, resume o educador físico.

Além disso, os esportes coletivos e as competições promovem a integração social – o que é bastante recomendado também para adolescentes. “As atividades individuais, como musculação e boxe, podem ser incluídas no cotidiano de pessoas entre 13 e 19 anos”.

Jovens

MUSCULACAO

Castro, que atua como personal trainner, lembra que a musculação e os exercícios em série com pesos não causam prejuízo para as crianças, “desde que haja avaliação individual e que a série de exercícios não sobrecarregue tendões e ossos”. O especialista lembra que, nessa faixa etária, o mais importante é oferecer atividades “que ajudam a desenvolver a coordenação motora como um todo, deixando que o adolescente escolha a que mais lhe agrada”.

Dos 20 aos 65 anos, período conhecido como “idade adulta”, é possível diversificar as opções de exercícios físicos e práticas esportivas. Entretanto, é necessário estar atento às mudanças que o corpo e o organismo apresentam em cada fase para otimizar o resultado da atividade física.  Assim, dos 20 aos 25 anos são recomendados exercícios em suspensão – que combinam roldanas e cordas fixadas ao teto para elevar o corpo, de forma a usar o próprio peso na execução dos movimentos; ginástica localizada, running, bicicleta indoor e Pilates.

Dos 26 aos 35 anos não há restrições de exercícios já que “o corpo já se desenvolveu ao máximo e ainda permite muito esforço”, segundo Castro. O personal dá uma dica: “só precisa ter muita atenção na postura, para que não tenha problemas desde cedo”, diz.

A partir dos 36 anos, mais ou menos, a preocupação com a saúde e com a estética aumentam, pois as repostas metabólicas e fisiológicas não são mais as mesmas. “As respostas ficam mais lentas e fica mais difícil emagrecer”, adverte Castro. Por  isso, a musculação é a atividade mais indicada, “pois ajuda nos resultados estéticos, nas articulações e, ainda, fortalece o corpo”, resume ele.

Adultos

ALONGAMENTO

Perto dos 45 anos começam a surgir as restrições na realização de exercícios físicos – e a presença de um “treinador” torna-se necessária. Nessa fase, que vai até os 55 anos, os exercícios aeróbicos precisam ser mais intensos do que a musculação. O período também pede atenção ao coração, que precisa ganhar mais resistência, principalmente pois existe uma tendência maior de acúmulo de peso e dificuldade de emagrecimento.

A partir dos 55, 56 anos, a atividade física torna-se uma obrigação “pela diminuição de massa óssea, problemas cardíacos, aumento da gordura corporal, pela postura que tende a piorar com o tempo, entre outros fatores”, declara Castro. Musculação, hidroginástica e caminhada são opções de exercícios para essa fase.

Idosos

IDOSOS + EXERCICIOS

A recomendação da prática de exercícios para idosos inclui outros benefícios, além do corpo saudável. Para eles, as atividades físicas aumentam a qualidade e a expectativa de vida; melhoram a disposição, a autoconfiança, a memória e a independência, entre outros fatores. “Porém, o cuidado precisa ser redobrado, pois já existem muitas limitações, as articulaçãoes e a agilidade não são mais as mesmas, a disposição é menor, o cansaço e as dores estão mais presentes”, lembra Rafael Castro.

Mas nada disso, a não ser determinadas limitações físicas, impedem o idoso de se exercitar, “pelo contrário, precisam ser um estímulo para melhorar a saúde, pois as atividades físicas diminuem o risco de diversas patologias, incapacidades, melhora a mobilidade, aumenta o nível de energia, ausência de dores, além de auxiliar na minimização das alterações biológicas do envelhecimento”, declara. Assim, as caminhadas, a hidroginástica, e a musculação – com pesos leves e sequências curtas – são os exercícios mais indicados para a “melhor idade“.

Obesos

obesidade + EXERCICIOS

Quem está acima do peso, especialmente quem já chegou à obesidade, pode seguir as recomendações de atividades físicas expostas acima. Para esses indivíduos, entretanto, a cautela é ainda mais necessária. A prática de atividades deve começar devagar, com aumento progressivo de intensidade. “Obesos não podem ter muito impacto para não lesionar joelho e tornozelo”, adverte o personal. Castro reitera que, nesses casos, o lado psicológico da pessoa precisa ser trabalhado juntamente com o físico, de forma a evitar que a pessoa desista da atividade. “Os obesos precisam ser acompanhados mais de perto para motivá-los a continuar na prática e, também, para evitar que ele se abale ou se lesione”, finaliza Castro.