Tag Archives: Alimentação

Ações de prevenção ao câncer

Muitas pessoas acreditam que o câncer é uma doença causada por algum gene escondido no organismo. Entretanto muitas pesquisas provaram que o câncer é causado por uma combinação de diversos fatores. Genes, ambiente e estilo de vida. Enfim a prevenção ao câncer pode estar relacionada a coisas que somos capazes de controlar.

Danos no DNA são os causadores do câncer, que são as instruções químicas que dizem as nossas células o que fazer. Coisas com as quais temos contato em virtude de nosso estilo de vida como raios UV, tabaco e substancias química podem danificar o DNA. Esse dano pode se acumular por um período. Células com DNA muito danificado podem começar a crescer e multiplicar desordenadamente, é assim que o câncer começa.

Ter um estilo de vida saudável ainda é a melhor forma de prevenção ao câncer

Alguns fatores de risco do câncer, como genética e meio ambiente, estão fora do nosso controle. Contudo estudos sugerem que 70% dos fatores de risco do câncer podem ser evitados apenas mudando o estilo de vida. Ter uma dieta equilibrada, praticar atividades físicas, evitar o cigarro, diminuir o consumo de álcool e manter o peso ideal são atitudes que ajudam na prevenção ao câncer. Aliás, ter uma dieta saudável é essencial para ter uma vida mais plena.

O que comemos pode ter um efeito poderoso na saúde

Para reduzir o risco de câncer e de outras doenças tenha uma dieta variada com frutas e legumes ricos em antioxidantes, feijão, nozes e cereais integrais. Tente reduzir a ingestão de alimentos processados, fritos, abundantes em açucares, carboidratos e refinados.

Pratique exercícios: 150 horas de atividades moderadas ou 75 minutos de exercícios vigorosos semanalmente atuam na prevenção ao câncer;

Pare de fumar: pessoas que nunca fumaram ou que pararam de fumar há anos têm menos risco de câncer;

Peso ideal: estar em dia com a balança auxilia na prevenção ao câncer do endométrio, útero, mama e outros.

O Blog Homeopatia e Saúde é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Saiba mais em: https://goo.gl/pSiqyR

Obesidade Infantil

De acordo com entidades líderes em estudos da obesidade infantil, o Brasil é vice-líder da epidemia entre crianças de nove e onze anos, atrás somente da China e dos EUA, que dividem o primeiro lugar. Tomando ambos os sexos como parâmetro, nosso país lidera o ranking da obesidade infantil mundial na faixa etária.

Na média mundial, as crianças dessa idade costumam ficar sete horas sentadas e três em frente a algum tipo de tela: celular, tablet, televisão, etc. Isso comprova que quanto menor a faixa etária, mais propenso a obesidade a pessoa está. As gerações passadas tem em suas memórias o prazer das brincadeiras ao ar livre, o contato direto com outras crianças e com parques, coisas que as crianças da atualidade não tem com frequências em suas vidas.

<<Leia também: A verdade sobre as bebidas açucaradas e o consumo para crianças.>>

A grande parcela de tempo gasta com eletrônicos juntamente a alimentação desregulada pode acarretar outras doenças. Problemas cardiovasculares, hipertensão e diabetes são doenças que podem acometer crianças que sofrem com a epidemia.

Veja em quais as mudanças você pode apostar para combater a obesidade infantil

Já sabemos que a raiz do problema está na falta de exercício físico e na alimentação inadequada. Sendo assim, o tratamento deve ser multifuncional pois envolve diversos aspectos da saúde da criança: nutrição, condicionamento físico e até mesmo consultas com psicólogos. É necessário ressaltar a importância da família e de politicas públicas (como a necessidade de mais áreas verdes para incentivar exercício entre os pequenos) nesse processo de tratamento da obesidade infantil.

<<Veja na integra: Brasil lidera o ranking de obesidade infantil mundial, entre meninos e meninas de 9 a 11 anos.>>

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

10 mitos alimentares que vão por terra em 2018

Ainda existem muitas dúvidas sobre alimentação saudável. São tantos os mitos alimentares criados sobre o tema que fica difícil distinguir o que é verdadeiro e o que é falso sobre o assunto. Entretanto, a melhor maneira de descobrir qual a dieta mais indicada às suas necessidades é consultar um nutricionista, somente um profissional vai poder indicar os melhores alimentos para a sua saúde.

Para acabar com as suas dúvidas sobre alimentação o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai desvendar alguns mitos alimentares.

Alimentos naturais custam mais que os industrializados

Muitas pessoas acreditam que os alimentos industrializados são mais baratos que os naturais, mas isso não é verdade. A maior vantagem dos alimentos industrializados é a validade e não o seu custo.

LEIA TAMBÉM: Dica Alimentação: Carboidrato à noite engorda?

 A dupla arroz com feijão é calórica?

O prato tradicional dos brasileiros é uma combinação perfeita de carboidratos, fibras, proteínas e minerais. O arroz é uma fonte de carboidratos e nosso organismo precisa deles para funcionar corretamente, o que pode ser feito para melhorar a combinação é substituir o arroz branco por arroz integral.

Por causa do colesterol o ovo precisa ser evitado

Apesar de ter colesterol em sua composição, o colesterol encontrado no ovo é o HDL, conhecido como colesterol bom. O colesterol é importante para o organismo, pois contribuí na produção de hormônios femininos e masculinos, da bílis e vitamina D.

Proteínas animais são essenciais para a saúde

As proteínas animais podem ser eliminadas da dieta, entretanto, para manter a saúde é preciso equilibrar o cardápio com frutas, legumes, cereais e vegetais.

Suco de frutas é bom para crianças

Mesmo que o suco seja feito com frutas naturais a quantidade de açúcar encontrada neles é prejudicial à saúde dos pequenos. O recomendando é que as crianças consumam a fruta in natura.

Gelatina é boa para a saúde

A gelatina é um produto industrializado, por isso não possui nutrientes em sua composição.

Não tem problema consumir refrigerante zero açúcar

O refrigerante é um produto industrializado e como tal contém corantes, cafeína, sódio e aditivos químicos que são ruins para a saúde.

Fruta engorda

Mais um dos mitos alimentares que causa muitas dúvidas na hora de escolher a melhor dieta. Além de não engordar as frutas são essências para o bom funcionamento do organismo.

Pães e bolachas integrais são melhores que os refinados

Os pães integrais industrializados são preparados de maneira diferente dos caseiros, pois glúten é adicionado na receita para que os pães e bolachas integrais fiquem com uma textura similar aos refinados.

O leite é uma boa fonte de cálcio

Segundo estudos da OMS (Organização Mundial de Saúde) outras fontes de cálcio como feijão, ervilha, grão-de-bico e lentilha são melhores e mais saudáveis que o leite de vaca.

Se quiser saber mais sobre mitos alimentares acesse: https://goo.gl/kR2ron

 

 

 

Entenda as vantagens e desvantagens do consumo de adoçante

O adoçante é um produto muito utilizado por pessoas que desejam perder peso, apesar de ser uma substância que foi desenvolvida para pessoas que não podem ingerir açúcar. Alguns estudos mostraram que essa alternativa de edulcorantes com zero calorias pode não ser tão doce como todos acreditavam. Por isso antes de adicionar os adoçantes artificiais à sua dieta regular é preciso considerar os prós e os contras.

Adoçantes artificiais são utilizados como substitutos dos açúcares naturais como melaço e açúcar refinado por causa da ausência de calorias. Segundo um estudo a frutose um açúcar natural utilizado para adoçar bebidas em fast foods contribuiu para um aumento da obesidade. Pessoas que já sofriam de excesso de gordura tiveram um grande ganho de peso ao redor do estômago após ingerir grandes quantidades de frutose.

Os açúcares artificiais são substâncias que possuem zero açúcar, entretanto os açúcar natural tem poucas calorias, o açúcar refinado, por exemplo, tem 15 calorias por cada colher de chá.

<<Leia também: Mito ou verdade? – Adoçantes>>

Adoçante não provocam cáries

Os adoçantes não prejudicam a saúde bucal, isso porque as substâncias utilizadas nos adoçantes não favorecem o crescimento de bactérias.

Nem todos os adoçantes são indicados para diabéticos, é o caso dos adoçantes para alimentos e bebidas que são feitos de uma mistura de açúcares e edulcorantes. Por isso é importante verificar a indicação da embalagem antes de adquirir o adoçante.

Adoçante pode engordar!

Alimentos feitos com adoçantes podem sim engordar. Principalmente porque as pessoas tendem a comer mais quando acreditam que a comida é menos calórica, o que acaba criando um efeito colateral.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Apesar das opiniões divergentes sobre o uso de adoçantes, esses produtos vão continuar sendo uma opção viável e estarão disponíveis para compra. Encontre mais informações sobre o assunto no link: https://goo.gl/uPKztF

Conheça as frutas que são as maiores aliadas e as maiores vilãs da dieta

Quando pensamos em perder peso, logo achamos que substituir grande parte de nossa alimentação por frutas seja a saída. Ricas em vitaminas, minerais e fibras, o consumo é recomendado diariamente entre três a cinco porções. Ao ingerirmos com regularidade nos sentimos dispostos e satisfeitos com maior frequênciaPorém isso não significa que todas as frutas auxiliem na perda de peso.  

<<Leia também: Aproveite as frutas da Estação!>>

As maiores aliadas

Quando o assunto é perda de peso as mais recomendadas são morango, maça e kiwi, por terem a menor quantidade de calorias a cada 100g. A maçã é solúvel e traz sensação de saciedade, além de ser pouco calórica. O melão e a melancia por possuírem muita água ajudam na desintoxicação do organismo, complementando a quantidade de vitaminas e minerais, além de terem poucas calorias. A pêra aumenta a sensação de saciedade e ajuda na regulação do intestino, assim como a laranja. A uva combate os radicais livres e é antioxidante, além de estimular o emagrecimento. Uma outra dica é apostar nas frutas entre intervalos de refeiçoes, lanches da tarde e sobremesas. 

Vilãs na dieta

Todas as frutas são necessárias e devemos consumir até mesmo as calóricas. Porém é necessário o equilíbrio entre a ingestão eliminação das calorias. 

Algumas futas ão ricas em lipídios e se consumidas em grandes quantidades levam ao ganho de peso. Entre elas a maior vilã é o abacate, por possuir mais gordura. No Brasil, o abacate é consumido com açúcar e complementos como granola, cereais, etc. Na maioria de outros países ele é consumido na salada, sem adição de açucares. Juntamente com o abacate, coco, açaí, manga, frutas secas e oleaginosas são as mais perigosas na dieta.

Vale ressaltar a importância de consultar um especialista. Cada organismo reage de uma forma e necessita de determinadas quantidades de alimentos na dieta.

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Consumir açúcar em excesso compromete saúde mental

Homens que consomem mais açúcar têm mais probabilidade de desenvolverem problemas de saúde mental como depressão e ansiedade comparado com os que consomem menos açúcar, de acordo com pesquisa da University College London. O estudo mostrou também que ter algum tipo de transtorno de humor não torna a pessoa mais inclinada a consumir alimentos com alto teor de açúcar.

A pesquisa da (UCL) foi realizada durante 22 anos, entre 1983 e 2013, e analisou a ingestão de açúcar de alimentos e bebidas, com a ocorrência de transtornos de saúde mental em mais de 5 mil homens e mais de 2 mil mulheres.

Embora estudos anteriores tenham encontrado uma relação entre o consumo de alimentos ricos em açúcar e a depressão, nenhum deles tinha feito, ainda, o estudo inverso. Descobrir se as pessoas que sofrem de ansiedade e depressão tendem a consumir mais alimentos e bebidas ricos em açúcar. Esse poderia ser a principal razão pela qual existe a crença na relação entre a ingestão de açúcar e saúde mental fragilizada. Embora o estudo tenha procurado essa relação não encontrou nada que provasse tal crença. Pois homens e mulheres com transtornos mentais não se mostraram mais propensos a consumir açúcar em excesso.

Como resultado o estudo provou que a saúde mental é prejudicada por causa da alta ingestão de açúcar.

No decorrer do estudo foi observado que homens e mulheres com distúrbios de humor que consumiam muito açúcar também se mostravam mais propensos a ficarem deprimidos depois de 5 anos, em comparação com aqueles que consumiam menos açúcar. Entretanto esse resultado também teve influência de outros fatores como social, dieta, saúde e demográfico.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, recomenda uma dieta equilibrada e a prática de atividade física para garantir uma vida mais saudável. Saiba mais sobre o assunto em: https://goo.gl/Gpt8Vx

Nunca devemos forçar uma criança a comer

Uma das coisas que mais preocupa os pais é conseguir fazer os seus filhos comerem bem. Entretanto para o pediatra espanhol Carlos Gonzáles os pais não devem forçar uma criança a comer, uma vez que as crianças comem o que é necessário para elas.

Entre as opiniões polemicas de Gonzáles podemos destacar a cama compartilhada e o aleitamento materno sob livre demanda. Ele também defende o fim da punição e a criação com respeito e apego às crianças.

Ainda segundo Gonzáles os pais precisam resgatar o seu papel que foi transformado pela sociedade através de normas e conceitos que o pediatra considera absurdos.

O pediatra lançou um livro chamado “Meu filho não come”, pela editora Timo, cujo objetivo não é dar dicas para os pais em como fazer o filho comer, já que Carlos acredita que não devemos forçar uma criança a comer. No livro o pediatra explica sobre como incentivar as crianças a comerem dando autonomia. Aponta os principais erros dos pais com relação à alimentação infantil. E fala que as crianças precisam aprender a comer sozinhas.

Forçar uma criança a comer – O afeto faz toda a diferença na vida das crianças

Gonzáles afirma que forçar uma criança a comer é ineficaz, pois as crianças comem sem que seja preciso forçar. Além de ser uma atitude mais prejudicial que benéfica, uma vez que a criança começa a detestar a comida, principalmente a comida na qual os pais querem forçá-la a comer. Tentar obrigar a criança a comer é um hábito que demonstra a falta de respeito dos pais.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, acredita que com amor os pais podem criar crianças mais felizes e saudáveis. Não se esqueça de que as crianças aprendem pelo exemplo, pais que comem bem têm filhos que se alimentam de forma saudável. Entrevista completa no link: https://goo.gl/LwMrkn

Homeopatia e emagrecimento – Como uma auxilia na outra?

Como a homeopatia e emagrecimento estão vinculados? A obesidade é o distúrbio nutricional mais comum. No Brasil 20% da população em idade adulta está obesa. Para quem sofre por causa do excesso de peso o indicado é manter uma dieta equilibrada e exercícios físicos, que vão ajudar na perda de peso.

Uma grande quantidade de pessoas em todo o mundo utiliza medicamentos homeopáticos para gerenciar a perda de peso. Nos casos onde a pessoa mantém uma dieta equilibrada a homeopatia pode desempenhar um papel importante na superação do excesso de peso e da obesidade, pois eles não provocam efeitos colaterais.

A homeopatia não trata diretamente a obesidade, as pessoas têm a esperança que se tomarem um remédio homeopático vai conseguir emagrecer, mas isso, realmente, não acontece, responde o Dr. Ariovaldo Ribeiro quando questionado sobre como a homeopatia pode ajudar na perda de peso.

Homeopatia e emagrecimento

O tratamento homeopático, continua o Dr. Ariovaldo, é um tratamento que visa tratar o individuo como um todo, com isso diminui a ansiedade da pessoa, fazendo com que passe a se sentir melhor. Com isso a pessoa passa a ter atitudes mais saudáveis de vida, melhorando a alimentação e praticando atividade física.

“A pessoa passa a ter uma postura melhor perante a vida e por isso começa a perder peso, mas pela atitude dela”, explica o médico. Alguns casos de obesidade estão relacionados a desequilíbrios no organismo, como por exemplo, na glândula tireoide.

É preciso avaliar cada caso para descobrir se é possível tratar com a homeopatia, ou se os medicamentos homeopáticos podem auxiliar no tratamento da obesidade, deixa claro o Dr. Ariovaldo Ribeiro.

Algumas pessoas procuram os medicamentos homeopáticos para solucionar o problema de excesso de peso. Entretanto a homeopatia não deve substituir a dieta e o acompanhamento médico.

Escolher o medicamento homeopático certo para a perda de peso é extremamente importante para o sucesso do tratamento. Os medicamentos homeopáticos também podem ser usados por crianças no combate ao excesso de peso.

Consulte um especialista antes de iniciar um tratamento com medicamentos homeopáticos.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria interessante sobre obesidade e homeopatia.

Bactérias que vivem no seu intestino afetam suas emoções

Um estudo científico comprovou a conexão entre as bactérias encontradas no intestino e o nosso estado de humor. Essas bactérias além de auxiliar na digestão também interferem no nosso emocional.

Para que o estudo fosse possível as fezes de 40 voluntárias, com idades entre 18 e 55 anos, foram analisadas.

Depois da análise as mulheres foram divididas em dois grupos: no primeiro grupo ficaram as voluntárias com mais bactérias do tipo bacteroides, no segundo grupo as voluntárias com mais bactérias do tipo Prevotella.

As bactérias do tipo bacteroides são comuns em dietas com mais oferta de proteína animal, já as prevotella são encontradas em dietas baseadas em pães, massas e alimentos preparados com farinha. Isso significa que é possível controlar os níveis dessas bactérias através dos alimentos consumidos.

No grupo onde os bacteroides são mais presentes o córtex frontal e a insulina são mais espessos. Essas são regiões responsáveis pela memória de longo prazo, a introspecção e outras habilidades complexas.

O hipocampo é mais ativo neste grupo também, ele é responsável pela memória de curto prazo. Assim em 66,7% das voluntárias desse grupo as imagens negativas não causaram uma reação intensa.

Já no grupo onde a presença de prevotella é maior as reações após o experimento foram mais marcantes. Esta reação emocional intensa pode ter relação com as amígdalas e regiões basais.

Para os pesquisadores que conduziram o estudo o hipocampo também ajuda a regular as emoções, uma vez que pessoas com o hipocampo mais gordinho suportam mais as variações de humor.

Essa pesquisa também comprovou que somos o que comemos, pois a alimentação interfere no nosso estado de humor. Assim como nossa cultura alimentar pode influenciar o funcionamento do cérebro e como reagimos ao mundo.

Essa é mais uma matéria do Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, que mostra como a nossa dieta pode interferir em nosso humor. Para saber mais acesse:

TAGS: Intestino, Dieta, Alimentação, Bom humor, Emocional

 

Pizza – Opções saudáveis

Dia 10 de julho é o dia Internacional da Pizza, foi nessa data que o rei Umberto e a rainha Margherita provaram a pizza pela primeira vez. Um dia onde esse pão plano que é assado e coberto de molho de tomate e queijo é apreciado em todo o mundo. São diversas as opções de molhos e coberturas que podem ser colocadas sobre a pizza, incluindo vegetais, carnes e frutos do mar. A origem da pizza ainda gera muitas controvérsias, mas a pizza como nós conhecemos foi criada em Nápoles, Itália, no século 10, e desde então tornou-se um dos alimentos mais populares do mundo.

A pizza é um dos alimentos mais consumidos em nosso planeta. No Brasil são consumidas 1 milhão de pizzas todos os dias, só em São Paulo são 572 mil discos dia fazendo dela a segunda cidade que mais consome esse alimento em todo mundo, ficando atrás apenas de Nova York. Enquanto na Itália são devoradas 1,8 bilhões de pizzas anualmente.

Vista como vilã da dieta a pizza pode ser preparada em versões light utilizando ingredientes mais saudáveis como: verduras, legumes, queijos e carnes magras. O importante é escolher o ingrediente certo para não prejudicar a dieta.

A seguir algumas dicas que vão deixar o preparo de sua pizza mais saudável:

Quando for preparar a massa substitua a farinha branca por farinha de trigo 100% integral, ou farinhas enriquecidas por grãos para o preparo de uma pizza mais nutritiva, saudável e com menor índice glicêmico.

O pão sírio também pode ser usado no preparo da pizza, aqui vale a dica de também escolher a versão integral da massa.

Para deixar a massa mais saudável e crocante adicione quinoa à massa, linhaça e chia também poder ser utilizadas para substituir a quinoa.

Quando for fazer o molho opte pelo clássico molho de tomate caseiro, evite usar os molhos prontos que possuem elevada concentração de sódio, conservantes e outros ingredientes desnecessários, por isso o ideal é preparar o próprio molho.

Fatiar o tomate direto sobre a massa é uma opção para quem não quer fazer o próprio molho.

O molho pesto pode ser usado no preparo da pizza.

Algumas opções de pizza saudáveis:

Pizza na massa de wrap: aqui o wrap, nas versões light, fit ou integral, é utilizado como base para o preparo da pizza.

Pizza de frango e rúcula: para o preparo dessa pizza o pão sírio e o wrap podem substituir a massa.

Pizza de berinjela: nessa receita o grande diferencial é que a berinjela é usada no lugar da massa.

Pizza vegetariana: feita com massa de farinha integral onde diversos legumes são usados no seu preparo.

O Blog Homeopatia e Saúde, é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, sabe o quanto os brasileiros gostam e consomem pizza, entretanto para aqueles que não podem ficar sem um pedaço de pizza indicamos o consumo 1 vez por semana. Para receitas e matéria completa acesse: https://goo.gl/pHtHJy

 

TAGS: Pizza, Alimentação, Consumo, Saudável

A homeopatia na saúde digestiva

O dia mundial da Saúde Digestiva é celebrado no dia 29/05, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, traz para vocês uma entrevista com o DR. Ariovaldo, onde ele fala da importância de termos bons hábitos alimentares, as principais causas das doenças digestivas, e como a homeopatia pode auxiliar no controle e combate dessas doenças.

O Dr. Ariovaldo uma das principais causas de doenças digestivas é uma alimentação desregulada. Ter uma alimentação de baixa qualidade é um problema de saúde dentro de nossa sociedade. Pois as pessoas que costumam fazer do fast food uma refeição, e por causa disso tendem a ter problemas de saúde. Sendo essa uma prática muito frequente nos hábitos alimentares da população.

Muitas vezes o paciente vem procurar tratamento médico quando na verdade o que ele precisa é de uma orientação de vida, aponta o Dr. Ariovaldo, sendo que, geralmente, a solução consiste numa correção dos hábitos alimentares, na inserção de atividades físicas em sua rotina, dentre outras atitudes que melhoram a saúde como um todo.

Apesar do bombardeio de informações sobre hábitos saudáveis as pessoas recebem da TV, revista e internet, elas ainda pecam muito quando o assunto é qualidade de vida. Isto é consequência de falta de disciplina que as pessoas têm com relação à manutenção de rotinas saudáveis. Elas até sabem, mas não têm consciência da importância de uma alimentação saudável em suas vidas.

Segundo o Dr. Ariovaldo as pessoas costumam empurrar com a barriga quando o assunto é vida saudável, deixar para depois se tornou uma prática comum entre a população. São pequenas atitudes que as pessoas não percebem o quanto são importantes, só que mais a frente chega a conta.

A homeopatia que já é conhecida como uma prática que reestabelece o equilíbrio do organismo também pode auxiliar no controle das doenças digestivas. Muitas pessoas recorrem a homeopatia para tratamento de doenças gástricas. Frequentemente, os problemas das doenças gástricas e digestivas não têm origem somente na má alimentação, também provêm de causas emocionais, como fatores de estresses, dentre outros inúmeros fatores que colaboram para que a pessoa adoeça.

Por isso, normalmente, a homeopatia associada a correções alimentares e orientações funciona muito bem, assim como a prática de esportes que tem como objetivo uma vida mais saudável.

Manter uma dieta equilibrada, com o consumo de alimentos de autovalor nutritivo e pouco calóricos, como frutas, legumes, cereais, proteínas, bem como a ingestão de no mínimo 6 copos de água por dia, também pode proporcionar o bom funcionamento do sistema digestivo.

O estresse, a ansiedade e a depressão também podem levar a problemas como a má-digestão, desconforto, diarreia, azia e constipação. Diante disso a prática de atividade física é tão benéfica para a saúde. Também é preciso evitar os alimentos processados industrialmente, pois eles possuem grandes quantidades de gorduras sal, açucares e aditivos.

A saúde e o bom funcionamento do sistema digestivo estão intimamente ligados aos bons hábitos alimentares.

 

 

TAGS: Alimentação, Homeopatia, Dr. Ariovaldo, Saúde, Digestivo

Dicas para secar aqueles últimos 7 quilos

Quando o assunto é perder peso são tantas as opções existentes que torna-se difícil decidir qual é a melhor dieta a ser seguida, qual vai ser a melhor alternativa para suprir as inúmeras necessidades e anseios, qual vai proporcionar uma maior perda de peso, dentre outras dúvidas que surgem pelo caminho e que sofrem a influência do nosso biótipo.

E mesmo depois de seguir a risca todas as recomendações da dieta escolhida os últimos quilos ainda são um desafio para o sucesso da dieta, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, entendendo as necessidades de quem faz dieta vai compartilhar as dicas da nutricionista Rovenia M. Broock para quem precisa perder aqueles últimos quilinhos extras.

  1. Tome o café da manha até 1 hora após acordar, isso vai acelerar o metabolismo e auxiliar na queima de calorias.
  2. Beba até 2 litros de água diariamente para combater o acumulo de toxinas, já que o corpo, muitas vezes, confunde sede com fome.
  3. Evitar longos períodos sem se alimentar, faça lanchinhos entre as refeições, mas opte sempre por alimentos saudáveis.
  4. Dormir no mínimo por 7 horas para melhorar o humor e a memória, isso também ajuda a afastar o estresse e ansiedade do dia.
  5. Com relação aos lanchinhos, o recomendável é comer porções que cabem dentro do seu punho fechado.
  6. Elimine os refrigerantes e bebidas doces do seu cardápio, até mesmo as bebidas diet e zero não são opções seguras.
  7. Tente não consumir alimentos até 3 horas antes de dormir.
  8. Tenha um diário alimentar para administrar o que come e bebe, também anote os momentos em que sente mais fome, essas anotações podem ajudar a entender o porquê ainda não conseguiu eliminar os quilos que faltam.
  9. Sempre que sair para fazer compras leve uma lista do que precisa, isso ajuda a evitar a compra daqueles alimentos calóricos.  

As dicas completas estão disponíveis no link: https://goo.gl/KDttyb

Ovos brancos x ovos vermelhos

Uns falam “prefiro ovo branco”, outros falam “prefira ovo vermelho”, mas você sabe a diferença entre os dois? Hoje, aqui no Blog Homeopatia e Saúde, vamos explicar qual é a real diferença entre os tipos de ovos de galinha.

Será que um tem mais nutriente que o outro? Será que um tem um sabor mais forte que o outro? Porque? PORQUE? Eis a questão!

É verdade que o ovo marrom contém mais nutriente que o ovo branco?

Isso é mito! Apesar de obter a aparência completamente diferente, os ovos possuem os mesmo nutrientes, nem mais, nem menos. A única coisa diferente eles os ovos é o valor no supermercado.

Mas, por que os ovos possuem cores diferentes?

Simples! O segredo está na alimentação que a galinha recebe. Por exemplo, um bebê que está sendo gerada no ventre da mãe, ela (mãe) terá que se alimentar da maneira correta para que a criança venha ao mundo com toda a saúde. Correto? Com a galinha as possibilidades são as mesmas, única coisa que muda que a ave irá nos proporcionar o alimento saudável, ou seja, conforme a sua alimentação saudável, o ovo ganhará o sabor natural.

Em relação a cor não podemos mais se preocupar com esse fator, pois os dois possuem os mesmos nutrientes. Se os dois possuem os mesmo nutrientes, por quer possuem ovos marrons e ovos brancos e nunca em uma cor única?

Simples, tem a ver com o tipo de galinha. As galinhas possuem cores diferente. Há aquelas mais pretas vermelhadas e as brancas. Sendo assim, as galinhas mais escuras a vermelhadas produzirão ovos marrons, enquanto as brancas produzirão as cascas mais claras. Não poderíamos deixar de mencionar que se as duas mantiveram uma dieta saudável, sem margens, de dúvidas os ovos terão o mesmo sabor.

Esperamos que sua dúvida em relação aos ovos fosse todas resolvidas. Caso você possua alguma galinha, já sabe a maneira adequada de alimentar a ave para que venha produzir alimentos ricos em nutrientes para nutrir o corpo.

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação vinculada à Clínica Similia e aos doutores Ariovaldo Ribeiro Filho e Ana Lucia Dias Paulo.

Médico defende que não se pode obrigar os filhos a comer

Pediatra defende que os pais não devem obrigar os filhos a comer. É sobre esse assunto que o médico espanhol Carlos Gonzáles aborda no livro “Meu Filho Não Come”, da editora Timo. Para se aprofundar mais no tema, o blog Homeopatia e Saúde pesquisou a respeito e encontrou um material rico em informações sobre esta afirmação defendida pelo pediatra. O blog faz parte da Clínica Similia, comandada pelos médicos Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Na obra de 224 páginas, o autor pontua que os pais criam muitas expectativas frente ao comportamento dos filhos e acabam achando que as crianças comem pouco, o que na realidade não procede. O médico defende que toda criança ingere exatamente aquilo que necessita, a não ser em casos que esteja doente.

A postura de Gonzáles divide opiniões. Ele defende também que os pais devem permitir que os filhos fiquem no colo o tempo que for necessário e durmam na mesma cama dos pais o quanto achar que devem. Quando o assunto é alimentação, o equívoco maior cometido pelos pais é o de obrigar os filhos a comer, além de prometer prêmios ou convencê-los a ingerir todos os alimentos postos no prato a partir de ameaças de castigos ou chantagem emocional.

O blog Homeopatia e Saúde buscou uma entrevista que o espanhol concedeu quando veio ao Brasil divulgar o livro. Se quiser continuar lendo sobre este assunto, clique aqui.

Outono é a estação ideal para alimentação saudável

Em uma estação como o outono, já podemos nos programar para uma alimentação diferenciada. Além do clima ameno, o início de um tímido friozinho, também entram em cena uma safra diferenciada de frutas, legumes e também verduras. Isso pode beneficiar, e muito, a sua alimentação e de quem convive com você. Vamos nos programar?

Nós do blog Homeopatia e Saúde destacamos os principais itens desse período, em especial as frutas, que são abundantes nessa época. Em ordem alfabética, começamos pelo abacate, que auxilia no controle do colesterol, contribuindo com uma pele melhor e também um sistema circulatório. Outra fruta da época é a banana, rica em potássio – não à toa muito recomendada para atletas, a fim de evitar câimbras.

Entra na lista também o caqui, fruta esta que entra no segmento dos antioxidantes. Isso significa que combate o envelhecimento precoce. Muito bom, não? O coco tem como principal característica melhorar o funcionamento intestinal e ser diurético. Já os figos são ricos em magnésio, potássio, cálcio, ferro e ainda fibras. No caso da goiaba, esta não tem muito açúcar, gordura ou calorias, além de ser referência em vitaminas do tipo A, B1 e C.

Kiwi, limão, maracujá, tangerina e laranja são frutas ricas em vitamina C – se consumidas com alimentos em ferro, auxiliam o organismo a melhor absorver por conta dessa vitamina. A maçã contém vitaminas B1, B2 e niacina. Já o mamão auxilia, e muito, o sistema digestivo. Além disso, é uma fruta muito rica em propriedades terapêuticas e também contribui na cicatrização, sendo recomendada sua ingestão em quem sofre com gastrite e úlceras.

Falando em legumes e verduras, a lista também é grande. Temos abobrinha, que é encontrada de março até maio, e se destaca pela pouca quantidade de calorias que possui. Sinal positivo para dietas balanceadas ou quem está buscando alternativas de alimentos para o emagrecimento. Agrião, almeirão, berinjela, beterraba e brócolis são exemplos de abundância nessa fase. Você também sabia que essa estação é a da batata-doce? Além de dar saciedade, é fonte de cálcio e potássio.

O blog Homeopatia e Saúde é vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, médicos homeopatas que destacam e reforçam a importância de uma alimentação saudável rica em alimentos naturais e orgânicos. Outros exemplos de alimentos que dão no outono são: espinafre, jiló, nabo, repolho e rúcula.

Opções não faltam, não é mesmo? Sem desculpa para um prato sem cor nas principais refeições do dia!

No verão, aposte em alimentos mais leves

Na estação mais quente do ano, é importante manter uma alimentação balanceada e leve para enfrentar o calor e, de quebra, aprender a ter uma alimentação equilibrada. Investir em hábitos saudáveis é um importante mecanismo para manter a qualidade de vida e o bem-estar, e foi pensando nisso que o blog Homeopatia e Saúde buscou mais informações sobre o que comer em dias quentes.

Vale lembrar que além de consumir alimentos leves, é importante lembrar sempre de se manter hidratado e ingerir muita água. Até porque é nesse período do ano em que nosso corpo transpira em excesso. Portanto, a dica número um é andar sempre com uma garrafa de água por perto e não esperar o corpo pedir hidratação – se chegarmos a este ponto, é sinal de que o organismo já está desidratando.

O que consumir?

A dica do blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, é apostar em sucos, por exemplo o suco verde para iniciar o dia com mais energia é uma boa pedida, pois além de desintoxicar o organismo, ajudam o intestino a funcionar melhor. A combinação de frutas e vegetais garante a limpeza do organismo, além de serem diuréticos, ajudando a desinchar.

Não esqueça de consumir carboidratos bons, como é o caso dos integrais, batata doce e a tapioca. Carnes magras devem acompanhar os pratos, que também devem ser recheados com muita salada. As folhas e os vegetais garantem saciedade e caem muito bem em um cardápio de verão. Aproveitando a deixa de uma vida mais leve, lembre-se de fracionar as refeições para garantir que o metabolismo continue trabalhando em um ritmo mais acelerado.

A dica para consumir mais água se você é uma daquelas pessoas que não conseguem manter o ritmo de ingestão de líquido é apostar nas águas saborizadas com frutas e ervas. Além do sabor especial, esse toque a mais transfere as propriedades desses alimentos para o seu organismo.

Evite

Alimentos muito gordurosos, queijo amarelo, carne vermelha, fritura, comida a base de leite, maionese e doces muito pesados devem passar longe, uma vez que podem prejudicar a sua saúde. Pratos com muito condimento não são recomendados também, pelo mesmo motivo. Mesmo que seja refrescante para alguns, o excesso de consumo de bebidas alcoólicas em períodos de muito calor não é recomendado, em especial se o drink foi muito doce ou tiver cafeína – o efeito nesse caso é o contrário, em vez de se hidratar, essa ingestão vai fazer com que o seu corpo perca água.

Essas recomendações são reforçadas pelo blog Homeopatia e Saúde a fim de priorizar uma vida mais leve e saudável. O blog é vinculado a Clínica Similia, comandada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo

Saiba quais alimentos evitar para o seu filho pequeno

Quando o assunto é filho, a educação se estende até mesmo a alimentação: quanto mais cedo se aprende a comer bem, menos trabalho futuro para uma reeducação alimentar para extinguir maus hábitos. O blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, encontrou um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde que aponta que quase 61% das crianças com menos de 2 anos já consumiram ou consomem bolachas, biscoitos ou bolo e 32,3% ingerem suco artificial ou refrigerante. Fora esses alimentos que não são recomendados para crianças, há uma lista de outras opções que não devem ser oferecidas aos pequenos nessa faixa etária.

Evite

É o caso do mel, que pode estar contaminado por esporos de uma bactéria chamada Clostridium botolinum, principal responsável pelo botulismo. Nesse caso o sistema imunológico da criança não está formado e precavido para encarar esse tipo de bactéria. Outro alimento que oferece esse risco de contaminação é o amendoim, que além de ser potencial desencadeador de alergias, contém uma substância chamada aflatoxina, originária de um fungo e pode intoxicar o pequeno.

Embora sejam os preferidos das crianças, doces não devem ser oferecidos até os dois anos, porque isso faz com que o paladar fique cada vez mais doce e induza as crianças a quererem consumir mais desse tipo de alimento. Mesmo pensamento se aplica ao chocolate, que contém muito açúcar e gordura, podendo prejudicar o sono da criança. Já que estamos falando de doces, achocolatado, refrigerantes e adoçantes não são indicados, bem como a gelatina, que possui muito corante e conservante, principais responsáveis por alergias na pele.

Quando o assunto é conservante, os embutidos e enlatados além de não oferecerem valor nutricional, são ricos em conservantes e sódio. Fritura, bolacha recheada – cheia de gordura trans -, e sucos artificiais também devem ficar fora do cardápio das crianças. O blog Homeopatia e Saúde reforça a importância de uma alimentação balanceada e saudável desde cedo. Responsáveis pela Clínica Similia, o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo destacam a importância de um prato sempre colorido.

Melhor opção

Opte por frutas, verduras, legumes, para enriquecer o cardápio dos seus filhos. Além de estimular as crianças a se alimentarem com qualidade desde cedo, com base no aprendizado, preocupar-se com o cardápio oferecido para elas auxilia a evitar possíveis crises alérgicas ocasionadas por alguns alimentos, como é o caso do leite de vaca, por exemplo. A saúde do seu pequeno agradece!

Banana, a rainha da alimentação saudável

O Brasil lidera a lista quando o assunto é consumo de bananas. E não só: está também em segundo lugar na produção mundial da fruta. Não é para menos, a banana está entre as frutas “queridinhas” da população brasileira e com muitos benefícios para a saúde!

Quer saber as propriedades incríveis da banana e como ela pode te ajudar a combater doenças e viver mais saudável? Confira nesse artigo do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

 

O quê que a banana tem?

Nessa fruta potente, tudo se aproveita: inclusive a casca! No Brasil, a variedade de espécies de banana disponíveis para consumo é de fazer inveja aos estrangeiros. Embora mudem algumas propriedades, os benefícios estão sempre presentes.

Por exemplo, os tipos de bananas mais comuns no Brasil são a nanica (conhecida como banana d’água em algumas regiões), a prata e a maçã. Elas são também as que têm menos calorias, boa quantidade de potássio e também de fibras. Embora pareçam muito similares nas propriedades, a banana-nanica tem algum potencial laxante, enquanto a banana-maçã é exatamente o oposto.

Já a banana-da-terra, a maior espécie de banana do país com quase 30cm de comprimento, é substancialmente mais calórica, mas além do potássio encontrada nas variedades acima, também é uma fonte muito rica de vitaminas A e C, essenciais para o fortalecimento do sistema imunológico.

images

Quais os benefícios da banana?

Com tanta variedade, os benefícios em consumir banana também são diversos e muito positivos. Independente do objetivo para incorporar a fruta na dieta nutricional – seja para emagrecimento ou ganho de peso, combater doenças ou fortalecer o organismo –, a banana tem todos os motivos para estar em todas as dietas. Veja só!

Em primeira mão, a banana é uma das frutas “queridinhas” entre os atletas e desportistas por ser uma fonte de energia praticamente instantânea. Como é rica em açúcar e hidratos de carbono, ela é uma boa pedida para quem treina regularmente e precisa de boa disposição para os exercícios físicos.

Por outro lado, como mostramos no tópico anterior, algumas espécies tem um valor calórico bem baixo por porção e, ao mesmo tempo, fornece muitas fibras, potássio, vitaminas e até alguma proteína, o que torna determinados tipos de banana especiais no cardápio de quem quer emagrecer.

Em resumo, bananas são ótima fonte de:

  • Vitamina A, B e C
  • Ferro
  • Potássio
  • Magnésio
  • Zinco
  • Manganês
  • Fluoreto
  • Fibras dietéticas

 

Combate e prevenção de doenças

A riqueza nutricional da banana faz dela uma aliada da alimentação saudável e é fortemente recomendada no combate a diversos problemas de saúde, dos mais comuns aos mais complexos. Veja alguns:

  • Controle de hipertensão
  • Prevenção de osteoporose
  • Doenças oftalmológicas (principalmente na retina)
  • Prevenção da depressão
  • Diminuição do estresse
  • Combate à anemia e náuseas
  • Prevenção de cãibra muscular
  • Redução de sintomas da TPM

 

Gostou? Então leia também nosso artigo Ótimas razões para comer banana com aveia e continue aprendendo mais sobre esse alimento poderoso!

Tags: alimentação, alimentação saudável, hábitos alimentares

Existem alimentos azuis na natureza?

Você já viu um vegetal ou fruta azul? Já? Então olhe de novo, porque a resposta é não.

Não existem alimentos naturais azuis e a explicação vem não só da bioquímica, mas também da história. Confira esse artigo interessantíssimo que o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe para você!

A explicação bioquímica

Os corantes encontrados nas plantas são substâncias com a função de protegê-las e são muito sensíveis ao oxigênio, à luz e à acidez, segundo o Engenheiro de Alimentos Marcelo Prado. O pigmento azul é pouco resistente e degrada com facilidade, enquanto o vermelho e verde, por exemplo, são muito mais resistentes.

O Eng. Marcelo explica ainda que o único ambiente favorável para a cor azul é o alcalino, o que é raríssimo na natureza, uma vez que grande parte dos alimentos são de pH neutro ou ácido.

A explicação histórica

O ser humano tem a tendência de associar cores a sabores. Desde o período pré-histórico, o cognitivo humano associa cores quentes aos alimentos doces (como a cor vermelha ou/e laranja). A cor verde, segundo o Engenheiro, é mais associada aos sabores ácidos e azedos, como o limão, por exemplo. Mas o azul, novamente em desfavor, é associado com mofo e coisas estragadas.

Portanto, é possível que antigamente eles até tenham existido, mas foram ignorados por nossos antepassados e acabaram entrando em extinção!

Leia na íntegra: https://goo.gl/wIzc4b

Tags: curiosidade, Homeopatia e Saúde, alimentação, Similia

 

Tapioca – Verdades e mentiras

Queridinha das notícias e receitas de dieta atualmente, a tapioca pode ser servida no café da manhã, almoço, lanche da tarde, pré-treino, jantar e até como sobremesa! O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, foi buscar informações sobre essa delícia.

A tapioca é feita a partir da fécula de mandioca, que é aquecida na frigideira e derrete um pouco, formando uma casca que pode ser utilizada como um crepe. O principal macronutriente presente na tapioca é o carboidrato. Este alimento tipicamente brasileiro está em destaque nos últimos anos por não conter glúten. Assim, a tapioca tem sido muito utilizada como substituta do clássico pãozinho.

Tanto a tapioca como o pão branco têm alto índice glicêmico, o que significa que ao serem digeridos no nosso organismo, são absorvidos rapidamente. Além disso, são pobres em micronutrientes (vitaminas e minerais). Porém, para conseguir um melhor valor nutricional, é possível adicionar semente de chia ou linhaça durante o preparo da tapioca.

tapioca-1000x560-545x306Não contém glúten

O glúten é uma proteína encontrada junto com o amido em cereais como o trigo, centeio, cevada e malte. Assim, todos os alimentos derivados destes cereais, como o pão francês, possuem glúten. Apesar de muitas pessoas acreditarem que o glúten favorece o ganho de peso, isto não é verdade.

 

Benefícios da tapioca

O principal benefício da tapioca é ser uma fonte rápida e prática de energia para o organismo. Assim, ela é boa para quem acabou de realizar uma atividade física intensa, pois fornece com velocidade a energia que havia sido perdida. Também é uma ótima alternativa para pessoas que tem intolerância ao glúten, já que não possui esta substância.