Por que estudar faz bem à saúde mental?

Um estudo revela que pessoas que estudam mais tende a ser mais felizes e têm uma maior expectativa de vida.

A relação entre educação e os benefícios sociais vem sendo reconhecida há muito tempo, ainda na Grécia Antiga quando Aristóteles e Platão ressaltaram a importância do estudo para o bem-estar social. Assim pesquisas recentes vêm revelando que a educação não só abrem as portas para o mercado de trabalho como ajuda a melhorar a saúde, a promover a cidadania e a diminuir a violência.

Pessoas que estudaram mais são mais felizes porque alcançam maior satisfação em diferentes aspectos da vida. Sendo que essa satisfação é 18% maior em concluiu o ensino superior em comparação aos indivíduos que não concluíram o ensino médio.

Os dados mostraram também que a expectativa de vida está fortemente ligada à educação, pois um indivíduo de 30 anos com ensino superior pode viver 8 anos a mais que um que não completou a educação básica.

Pessoas com maior nível de escolaridade se mostraram mais engajadas socialmente, participando ativamente do processo eleitoral, voluntariado e na vida política, além de serem mais autoconfiantes.

A educação desempenha um papel importante no crescimento econômico, já que a inovação e o conhecimento ajudam na melhoria dos padrões de vida, incentivando a economia e influenciado nas políticas públicas.

Pessoas com maior nível de educação são mais preocupadas com a própria saúde, assim reduzem o tabagismo, praticam atividades físicas regularmente e diminuem o consumo de bebidas alcoólicas, bem como evitam o consumo de drogas.

Além de melhorar a renda estudar desenvolve as habilidades dos indivíduos, reduz os números da violência e aumenta a participação na sociedade. Ao reconhecer o poder da educação as autoridades precisam criar políticas que contemplem um maior acesso a educação de qualidade.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, matéria completa no link: https://goo.gl/uFV4zd

 

TAGS: Estudo, Sociedade, Educação, Políticas públicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *