Category Archives: Homeopatia

Homeopatia é vida e saúde

O Dia da Nacional da Homeopatia é comemorado em 21 de novembro . Essa data marca o início dessa ciência em nosso país. E também tem como objetivo falar mais sobre como a homeopatia é vida e saúde, além de abordar todos os seus benefícios no tratamento das diversas doenças existentes.

A homeopatia é um sistema de medicina que foi desenvolvida em 1796 pelo Dr. Samuel Hahnemann baseada na sua teoria de similares. Segundo sua doutrina a mesma substância que causa os sintomas da doença em pessoas saudáveis curaria sintomas semelhantes me pessoas enfermas.

Como parte das comemorações do Dia da Homeopatia, o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, presidente da AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira), falou um pouco sobre como a homeopatia é vida e saúde e pode melhorar a saúde dos brasileiros.

“A Homeopatia é uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina e um tipo de terapêutica que visa o tratamento do organismo na sua totalidade. Sendo uma opção muito boa tanto na prevenção como no tratamento de inúmeras moléstias”, foi com essa frase que o Dr. Ariovaldo Filho começou a nossa conversa sobre o assunto.

“A Homeopatia no Brasil é aplicada por profissionais médicos, odontólogos, médicos veterinários e farmacêuticos, estando difundida em todo território brasileiro, em especial, nas cidades maiores. No SUS (Sistema Público de Saúde)  também é possível encontrar médicos homeopatas”, explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho sobre como podemos encontrar essa especialidade de tratamento em território nacional. Uma vez que a homeopatia é um sistema de tratamento muito conhecido em todo o mundo.

A homeopatia pode ajudar o sistema público de saúde?

Segundo o Dr. Ariovaldo a homeopatia pode ser de grande ajuda no tratamento de doenças também na rede pública. Entretanto os investimentos públicos em homeopatia são poucos. E também ocorrem de maneira ainda insuficiente.

Sendo a homeopatia um método de tratamento com poucos efeitos colaterais, poderia ser de grande ajuda para o sistema público de saúde como um todo. Assim como para os pacientes que se beneficiariam muito com esse tratamento mais natural e que visa tratar o ser humano na sua integralidade.

Para Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, homeopatia é vida e saúde para todos os brasileiros que precisam de tratamento.

Homeopatia e a internação Infantil

A saúde e o bem-estar de seus filhos é a maior preocupação dos pais. Por isso quando as crianças passam por algum problema de saúde que leva a internação infantil esse é um momento muito delicado para toda a família. Uma vez que os corpos em desenvolvimento são mais suscetíveis a doenças.

A homeopatia é uma ciência ideal para os pais que desejam proporcionar alívio nos sintomas das doenças genéticas ou naturais comuns da infância. Assim como ajudar as crianças a crescerem mais fortes e saudáveis.

No Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, a Dra. Ana Lucia vai falar um pouco sobre os principais problemas que podem levar a internação infantil.

Se a criança realizar o tratamento homeopático corretamente, com família levando os pequenos as visitas ao médico no tempo correto. Provavelmente, a internação pode ser evitada e proposto o tratamento na residência da criança, tranquiliza a Dra. Ana Lucia Dias.

Quais as maiores causas de internação das crianças?

Com relação aos bebês até quatro meses os quadros de febre alta, situações de comprometimento respiratório importante como as bronquiolites são a maiores causas de internação.

Já as crianças maiores as convulsões recorrentes, quedas de altura, e os acidentes importantes são as maiores causas de internação infantil. Explica a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Mas o que os pais podem fazer para evitar a internação infantil?

O que os pais podem fazer para evitar a internação infantil é cuidar da alimentação de seus filhos desde o nascimento. Manter o aleitamento materno, exclusivo, até os seis meses de vida. Depois desse período é preciso manter uma alimentação mais balanceada e saudável, preferindo sempre os alimentos naturais e comida caseira, indica a Dra. Ana Lucia.

Ainda segundo a Dra. Ana Lucia os pais precisam entender e respeitar as crianças em todas as diferentes fases de sua vida. Entretanto, isso não significa que devem fazer todas as vontades da criança. Mas sim por meio da verdade apresentar limites, estimular a amizade, fraternidade e amor para criar um adulto saudável e feliz.

Se quiser ler mais sobre bronquilite e crianças acesse: https://goo.gl/8YxLBN

Homeopatia e a saúde na melhor idade

A longevidade é uma das maiores conquistas deste século. A expectativa de vida aumentou em todo o mundo, o que elevou o número de pessoas na melhor idade. De acordo com a ONU a quantidade de pessoas com mais de 60 anos está aumentando, rapidamente, e atingirá o percentual de 29% da população em 2025, segundo projeções da mesma.

A geriatria é uma especialidade que se difere da medicina adulta em vários aspectos. Pois o corpo de uma pessoa na melhor idade é muito diferente fisiologicamente de um adulto padrão. A velhice é o período onde se manifesta o declínio dos diversos sistemas do corpo humano. Assim muitas pessoas não conseguem diferenciar entre doenças e os efeitos do envelhecimento. Por isso os médicos geriatras tratam as doenças com o objetivo de reduzir os efeitos do envelhecimento.

Os medicamentos homeopáticos podem ser muito benéficos no tratamento de longo prazo em idosos com doenças crônicas.

A homeopatia pode ser uma ciência muito eficaz para as pessoas da melhor idade, por se tratar de uma especialidade que trata o paciente como um todo, que considera todo o histórico do paciente antes de tratar os problemas do envelhecimento.

Pessoas que usam a homeopatia para cuidar da saúde se beneficiam com essa prática. Entretanto, cada pessoa é de uma maneira e depende também das enfermidades crônicas que apresenta. Porém, espera-se que uma pessoa na terceira idade que tenha se tratado com medicamentos mais naturais e menos tóxicos, tenha uma saúde mais estável e equilibrada, explica o Dr. Ariovaldo.

Ainda segundo o Dr. Ariovaldo o tratamento homeopático pode ser iniciado por pessoas de qualquer idade, isso inclui as pessoas na terceira idade.

Quais as doenças mais comuns na melhor idade?

As doenças mais comuns da terceira idade são as articulares e reumáticas, diabetes tipo 2, doenças alérgicas, virais e outras. Sendo que a melhora depende muito do tempo de instalação e gravidade do problema. Assim como da capacidade de reação do organismo do idoso, destaca o Dr. Ariovaldo.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria para tirar as suas dúvidas sobre homeopatia e saúde na terceira idade.

Emergências médicas infantis e o tratamento homeopático

Como seres em construção as crianças estão sempre se movimentando com o objetivo de desvendar o mundo que as cerca. Por isso toda vez que as crianças ficam amuadas, tristonhas e sem aquele brilho nos olhos os pais suspeitam logo se tratar de emergências médicas infantis. Dá um aperto no coração perceber que o seu filho está doentinho, mas isso não é motivo para se desesperar. Afinal são coisas que acontecem.

O melhor sempre é manter a calma e procurar ajuda médica.

Assim para facilitar a vida dos pais que não sabem como agir nesse momento tão delicado, que a Dra. Ana Lucia Dias Paulo decidiu compartilhar algumas dicas para os pais ajudarem os filhos quando surgem as emergências médicas infantis.

Os pais devem procurar o pronto-socorro somente nos casos em que não tenham um pediatra de sua confiança para dar atendimento. Ou quando o próprio pediatra oriente a visita ao pronto-socorro.

O pronto-socorro deve ser procurado em situações de mais graves como quedas, fraturas, contusões importantes, quadros clínicos como queimaduras, vômitos ou diarreias intensas, explica a Dra. Ana Lucia.

Os pais podem fazer uma avaliação rápida da situação da criança usando como parâmetro o estado geral do pequeno. Se o humor, apetite e ânimo, estiver comprometido ou alterado isso pode ser indicativo de que de a criança precise de atendimento imediato.

As emergências médicas infantis mais comuns

As doenças pulmonares, principalmente, levam os bebês ao pronto-socorro, pois os menores não possuem grande capacidade de eliminação do catarro e podem necessitar de atenção profissional para isso.

Ainda nos primeiros anos de vida são os acidentes na piscina, tanques ou até mesmo cozinha e ambientes domiciliares que os pais devem ficar mais atentos e orientar os pequenos a evitar ou monitorar as crianças nesses locais.

As queimaduras, torções, fraturas e intoxicações alimentares são mais frequentes nas crianças maiores e adolescentes. Por isso acompanhar os filhos nas atividades do dia a dia pode ser a melhor solução a fim de prevenir esse tipo de problema.

Às vezes os pais acreditam que o problema dos filhos se tratar de emergências médicas infantis e correm com os filhos para o pronto-socorro. Como a homeopatia é uma ciência que trata individualmente o paciente, seja bebê, criança ou adulto, no atendimento pessoal, o médico assistente já pode orientar os pais nas diferentes situações apresentadas.

A Dra. Ana Lucia Dias Paulo destaca o risco que está presente nas visitas ao pronto-socorro, entretanto nos casos de emergências médicas infantis a visita é imprescindível. O que os pais podem fazer para reprimir a contaminação é evitar horários de maior fluxo de pessoas nesses serviços.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, mantêm o compromisso de tirar todas as suas dúvidas sobre saúde.

Homeopatia e as viroses

As viroses são doenças, comuns, que também podem ser tratadas pela homeopatia. A homeopatia e as viroses são objetos de estudo dos médicos homeopatas há anos, assim como outros problemas de saúde.

Todas as infecções são resultados de duas situações: o agente causador da enfermidade (vírus, bactéria ou parasita) e do mau funcionamento do sistema imunológico. Se o sistema imunológico está forte os agentes não tem como atacar o organismo. Assim como nos casos em que o sistema está, somente, enfraquecido o agente não vai atacar por muito tempo.

A homeopatia pode localizar essa fraqueza no organismo e repará-la, dessa forma combatendo a infecção atual e ajudando a evitar infecções futuras. Ao compreender o que os sintomas no paciente estão comunicando em relação ao sistema imunológico, a resposta específica a virose pode ser usada como guia para o tratamento do paciente.

Homeopatia e as viroses

A medicina moderna trata as infecções com antibióticos. Os antibióticos são eficazes para matar os agentes causadores das enfermidades, entretanto não consegue abordar a causa implícita que levou a infecção em primeiro lugar. Assim as bactérias retornaram se encontrarem um ambiente favorável ao seu crescimento.

A homeopatia tem visão integral das doenças. Os remédios utilizados pela homeopatia e as viroses abordam a causa oculta e nem sempre subjuga para dar resultados imediatos. Ao invés de se concentrar em eliminar os agentes causadores das viroses a ciência da homeopatia e as viroses concentra-se no fortalecimento da habilidade do organismo de combater os agentes invasores.

Um médico homeopata estuda cuidadosamente a personalidade do paciente antes de prescrever qualquer medicamento que irá tratar por meio da homeopatia e as viroses.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, acredita que prevenir ainda é o melhor caminho para evitar problemas de saúde.

Como age a homeopatia na enxaqueca

A enxaqueca é um tipo de cefaleia que produz alguns sintomas característicos, tais como: sensibilidade à luz e ao ruído, náuseas e vômitos, alteração do campo visual, aura, etc. É assim que o Dr. Ariovaldo Ribeiro começa falando sobre a homeopatia na enxaqueca, esse problema que prejudica a saúde de muitas pessoas em todo o Brasil, mas que tem tratamento e solução na homeopatia.

Aura é uma sensação que a pessoa vivência antes das dores de cabeça que são uma consequência da enxaqueca começarem.

Segundo o Dr. Ariovaldo Ribeiro é comum a procura pelo tratamento homeopático principalmente quando o paciente se sente dependente dos medicamentos alopáticos ou, então, sofre com os efeitos colaterais dos mesmos, muitas vezes sem sentir redução na frequência das enxaquecas.

Ainda não se sabe a verdadeira causa da enxaqueca.

A enxaqueca é o resultado da combinação de fatores genéticos e ambientais. Na maioria dos casos a enxaqueca tende a ser um problema que afeta grande parte da família.

Existem alguns gatilhos, situações, que desencadeiam as crises de enxaqueca, são eles: estresse, esforço, má alimentação, distúrbios gástricos, ingestão de bebidas alcoólicas, alterações hormonais em mulheres e consumo de café.

Os tratamentos convencionais da enxaqueca apenas aliviam, temporariamente, o problema. Enquanto homeopatia na enxaqueca trata a pessoa como um todo, e ainda tenta acabar de vez com o problema.

Na primeira fase do tratamento os medicamentos homeopáticos reduzem a intensidade e frequência dos ataques de enxaqueca. Na segunda fase os medicamentos, são administrados com o objetivo de erradicar a tendência crônica da enxaqueca.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, quer manter o seu compromisso de informar, por isso todos os meses apresentamos matérias interessantes que tem como objetivo tirar dúvidas acerca das mais diversas doenças.

Sempre que perceber que algo não está certo consulte um especialista.

Homeopatia e emagrecimento – Como uma auxilia na outra?

Como a homeopatia e emagrecimento estão vinculados? A obesidade é o distúrbio nutricional mais comum. No Brasil 20% da população em idade adulta está obesa. Para quem sofre por causa do excesso de peso o indicado é manter uma dieta equilibrada e exercícios físicos, que vão ajudar na perda de peso.

Uma grande quantidade de pessoas em todo o mundo utiliza medicamentos homeopáticos para gerenciar a perda de peso. Nos casos onde a pessoa mantém uma dieta equilibrada a homeopatia pode desempenhar um papel importante na superação do excesso de peso e da obesidade, pois eles não provocam efeitos colaterais.

A homeopatia não trata diretamente a obesidade, as pessoas têm a esperança que se tomarem um remédio homeopático vai conseguir emagrecer, mas isso, realmente, não acontece, responde o Dr. Ariovaldo Ribeiro quando questionado sobre como a homeopatia pode ajudar na perda de peso.

Homeopatia e emagrecimento

O tratamento homeopático, continua o Dr. Ariovaldo, é um tratamento que visa tratar o individuo como um todo, com isso diminui a ansiedade da pessoa, fazendo com que passe a se sentir melhor. Com isso a pessoa passa a ter atitudes mais saudáveis de vida, melhorando a alimentação e praticando atividade física.

“A pessoa passa a ter uma postura melhor perante a vida e por isso começa a perder peso, mas pela atitude dela”, explica o médico. Alguns casos de obesidade estão relacionados a desequilíbrios no organismo, como por exemplo, na glândula tireoide.

É preciso avaliar cada caso para descobrir se é possível tratar com a homeopatia, ou se os medicamentos homeopáticos podem auxiliar no tratamento da obesidade, deixa claro o Dr. Ariovaldo Ribeiro.

Algumas pessoas procuram os medicamentos homeopáticos para solucionar o problema de excesso de peso. Entretanto a homeopatia não deve substituir a dieta e o acompanhamento médico.

Escolher o medicamento homeopático certo para a perda de peso é extremamente importante para o sucesso do tratamento. Os medicamentos homeopáticos também podem ser usados por crianças no combate ao excesso de peso.

Consulte um especialista antes de iniciar um tratamento com medicamentos homeopáticos.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria interessante sobre obesidade e homeopatia.

Como a Homeopatia pode auxiliar no tratamento de Câncer

A homeopatia é um sistema de tratamento que vem sendo utilizado por muitos profissionais para tratar pacientes com câncer. Existem diversos relatos que descrevem o tratamento homeopático do câncer. Assim como a literatura moderna fornece vários estudos de caso onde a homeopatia foi utilizada no tratamento de diversas doenças dentre elas o câncer.

O câncer é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células que atinge tecidos e órgãos, e que pode se espalhar pelo resto do corpo, metástase. O Câncer é classificado de acordo com o órgão que afeta ou tipo de tecido, células envolvidas ou estágio da doença. Sendo que os tratamentos e diagnósticos variam conforme os diversos tipos e estágios da doença.

A homeopatia pode ajudar os indivíduos que sofrem por causa do câncer ao promover o equilíbrio do paciente como ser integral. O tratamento homeopático leva em conta o ser humano como um todo, ou seja, a medicação homeopática é prescrita levando em consideração as particularidades da pessoa. Não somente a doença em si. Podendo assim gerar um bem estar geral para o doente e, no caso de um paciente com câncer, melhor resposta ao tratamento convencional.

Homeopatia auxilia no tratamento

Por se tratar de um método isento de efeitos colaterais a homeopatia pode ser utilizada como um tratamento coadjuvante do tratamento convencional do câncer. “Tanto no que se refere à enfermidade em si, como para os efeitos colaterais da medicação quimioterápica e da radioterapia”, explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro.

A homeopatia é considerada um tratamento auxiliar, por isso nos casos de pacientes com câncer a AMHB (Associação Médica Homeopática Brasileira), que é a entidade oficial da homeopatia no Brasil. Recomenda que nestes casos não se trate o paciente unicamente com a homeopatia.

Ainda existem protocolos de tratamento mundialmente aceitos e reconhecidos que devem ser realizados e o paciente precisa ser incentivado pelo homeopata realizar o tratamento seguindo todas as recomendações médicas.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, acredita que a homeopatia pode melhorar a vida de quem sofre por causa do câncer. Para mais informações sobre o assunto acesse: https://goo.gl/8BwJ3P

 

Homeopatia funciona contra doenças epidêmicas

Desde os seus primórdios a homeopatia tem sido capaz de tratar doenças endêmicas com uma taxa de sucesso considerável, isso se compararmos a homeopatia com os tratamentos convencionais. Foi graças a esse sucesso que a homeopatia conseguiu conquistar o seu lugar.

A homeopatia se mostrou um tratamento potente e eficaz por causa do estudo individualizado de cada caso que é a essência de sua metodologia. Assim um dos maiores benefícios da homeopatia é o tratamento personalizado para doenças endêmicas.

A base da homeopatia é a lei dos similares, na qual a substância que causa os sintomas em pessoas saudáveis é utilizada para curar uma pessoa que sofre desses mesmos sintomas. Na tentativa de descobrir quais sintomas uma substância pode desenvolver numa pessoa saudável o homeopata utiliza diversas fontes.

Os homeopatas também utilizam estudos da medicina tradicional como fonte de informações acerca das diversas substâncias encontradas na natureza.

Um medicamento desenvolvido segundo a lei dos similares pode melhorar a saúde de um paciente sem causar efeitos colaterais indesejados e perigosos que, algumas vezes acompanha o tratamento da medicina tradicional. O Dr. Hahnemann criou o processo que ele chamou de potencialização, um processo que envolve um conjunto de etapas de diluição e dinamização de uma solução que contém a substância. Ao usar esse processo uma farmácia de manipulação pode produzir uma grande variedade de potências de um remédio.

Em 2011 ocorreu uma grande enchente em Cuba que provocou um surto de leptospirose, uma doença infecciosa causada pela bactéria Leptospira, na população das regiões afetadas. Por isso o Instituto Finlay produziu em algumas semanas uma grande quantidade de medicamento homeopático que utilizou como base a bactéria Leptospira e que foi amplamente diluída. Depois de distribuir o remédio por toda a ilha o total de casos registrados passou de 30 para 3 a cada 100 mil habitantes.

A homeopatia é mais uma arma no tratamento de diversas doenças, dentre elas as endêmicas, e poder contar com esse tipo de ajuda é muito importante para a melhoria da qualidade de vida da população.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, tentou mostrar como a homeopatia pode ajudar no tratamento de doenças, para mais informações acesse:

 

TAGS: Homeopatia, Tratamento, Doenças epidêmicas, Medicamento homeopático

Sinusite, Rinite, Bronquite e asma, onde atacam

Com a chegada do frio as doenças respiratórias aparecem com mais frequência, por isso é preciso ter atenção redobrada nesta época do ano.

Mas, você sabe a diferença entre rinite, sinusite e bronquite? Além do fato de todas terminarem em ite, que significa inflamação?

O que diferencia uma da outra é a região do corpo que cada uma delas aflige, sendo que a primeira parte do nome dessas doenças se refere ao local que ela se instala no organismo.

Rinite

É uma inflamação da mucosa do nariz. Ela aparece, geralmente, quando o sistema imunológico responde a algum corpo estranho inalando, habitualmente poeira. Quando isso acontece uma inflamação obstrui o nariz e produz a coriza, causando muitos espirros. Se não bastasse o incomodo a pessoa ainda pode sofrer com dores no corpo por causa da força usada para espirrar.

Assuar bem o nariz pode resolver o problema, mas se ele persistir o uso de descongestionantes e anti-inflamatórios seja necessário.

Os maiores inimigos da Rinite são os ácaros.

Sinusite

É uma inflamação que atinge os seios da face (área que fica ao redor do nariz, maças do rosto e olhos). Quando está inflamada essa região acumula secreção, entope e causa dor de cabeça, febre e coriza densa.

Os descongestionantes e anti-inflamatórios são usados nestes casos, entretanto em casos mais severos se faz necessário o uso de antibióticos.

Se não for tratada a doença pode levar a casos mais graves como a meningite.

Bronquite

A bronquite é a inflamação dos brônquios, que são os tubos que transportam o ar da traqueia ate os alvéolos. Quando atacados os brônquios se contraem e se enchem de secreção. Um dos sintomas da bronquite é aquela tosse carregada.

Os anti-inflamatórios e os broncodilatadores, que abrem os brônquios melhorando a passagem do ar, são utilizados no tratamento da bronquite.

Asma

A única da lista que não tem ite no final. Inflamação das vias respiratórias, ela atinge os brônquios, causando falta de ar, chiado no peito, cansaço, tosse e catarro.

Os broncodilatadores e anti-inflamatórios são utilizados no seu tratamento.

O Blog Homeopatia e Saúde, que é um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais este artigo informativo, matéria completa no link: https://goo.gl/zAvLzr

 

TAGS: Inverno, doenças, sinusite, rinite, bronquite, asma

A homeopatia na saúde digestiva

O dia mundial da Saúde Digestiva é celebrado no dia 29/05, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, traz para vocês uma entrevista com o DR. Ariovaldo, onde ele fala da importância de termos bons hábitos alimentares, as principais causas das doenças digestivas, e como a homeopatia pode auxiliar no controle e combate dessas doenças.

O Dr. Ariovaldo uma das principais causas de doenças digestivas é uma alimentação desregulada. Ter uma alimentação de baixa qualidade é um problema de saúde dentro de nossa sociedade. Pois as pessoas que costumam fazer do fast food uma refeição, e por causa disso tendem a ter problemas de saúde. Sendo essa uma prática muito frequente nos hábitos alimentares da população.

Muitas vezes o paciente vem procurar tratamento médico quando na verdade o que ele precisa é de uma orientação de vida, aponta o Dr. Ariovaldo, sendo que, geralmente, a solução consiste numa correção dos hábitos alimentares, na inserção de atividades físicas em sua rotina, dentre outras atitudes que melhoram a saúde como um todo.

Apesar do bombardeio de informações sobre hábitos saudáveis as pessoas recebem da TV, revista e internet, elas ainda pecam muito quando o assunto é qualidade de vida. Isto é consequência de falta de disciplina que as pessoas têm com relação à manutenção de rotinas saudáveis. Elas até sabem, mas não têm consciência da importância de uma alimentação saudável em suas vidas.

Segundo o Dr. Ariovaldo as pessoas costumam empurrar com a barriga quando o assunto é vida saudável, deixar para depois se tornou uma prática comum entre a população. São pequenas atitudes que as pessoas não percebem o quanto são importantes, só que mais a frente chega a conta.

A homeopatia que já é conhecida como uma prática que reestabelece o equilíbrio do organismo também pode auxiliar no controle das doenças digestivas. Muitas pessoas recorrem a homeopatia para tratamento de doenças gástricas. Frequentemente, os problemas das doenças gástricas e digestivas não têm origem somente na má alimentação, também provêm de causas emocionais, como fatores de estresses, dentre outros inúmeros fatores que colaboram para que a pessoa adoeça.

Por isso, normalmente, a homeopatia associada a correções alimentares e orientações funciona muito bem, assim como a prática de esportes que tem como objetivo uma vida mais saudável.

Manter uma dieta equilibrada, com o consumo de alimentos de autovalor nutritivo e pouco calóricos, como frutas, legumes, cereais, proteínas, bem como a ingestão de no mínimo 6 copos de água por dia, também pode proporcionar o bom funcionamento do sistema digestivo.

O estresse, a ansiedade e a depressão também podem levar a problemas como a má-digestão, desconforto, diarreia, azia e constipação. Diante disso a prática de atividade física é tão benéfica para a saúde. Também é preciso evitar os alimentos processados industrialmente, pois eles possuem grandes quantidades de gorduras sal, açucares e aditivos.

A saúde e o bom funcionamento do sistema digestivo estão intimamente ligados aos bons hábitos alimentares.

 

 

TAGS: Alimentação, Homeopatia, Dr. Ariovaldo, Saúde, Digestivo

Alguns cuidados com o seu medicamento homeopático

Por se tratar de um tipo de medicamento no qual a ação está baseada em preparações dinamizadas, portanto, que envolvem campos energéticos, os medicamentos homeopáticos não devem ficar próximos à computadores, televisores, já que esses alteram os efeitos da medicação, por isso os homeopáticos exigem mais cuidados na hora do armazenamento.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia, Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, preparou para vocês uma lista com alguns cuidados com os seus medicamentos homeopáticos.

– evite manipular os medicamentos, coloque a quantidade necessária na tampa do frasco em seguida vire na boca sem encostar.

– se o medicamento for líquido nunca encoste o conta gotas na língua

– os medicamentos homeopáticos líquidos são feitos em solução alcoólica que varia de 30 a 40%, logo é recomendado sua diluição em água. Sugere-se também um copo somente para esse fim, ou o uso de um copo descartável.

– manter os medicamentos longe de odores fortes como essências, perfumes, produtos de limpeza, computador, celular, luz do sol, etc.

– Recomenda-se não ingerir qualquer tipo de alimento 15 minutos antes e depois de tomar o medicamento.

– o medicamento não deve ser misturado com chá, suco, leite, ou alimento, se necessário diluir somente em água.

– Os medicamentos homeopáticos são de uso individual, por isso não devem ser indicados para outras pessoas, nem automedicar-se.

– medicamentos receitados em alta potência (200-CH, 200FC, 1MFC e etc.) somente devem ser repetidos por recomendação médica.

– verifique os medicamentos homeopáticos com a receita, se alguma divergência for encontrada entre em contato com um de nossos farmacêuticos ou com o seu médico.

– se forem ingeridos próximo da escovação, isso deve ocorrer 10 minutos antes ou meia hora depois, porque a menta é cheiros fortes pode cortar os efeitos do medicamento.

– Medicamentos solicitados via telefone precisam ser conferidos com a receita antes de serem usados.

– entre uma medicação e outra fazer um intervalo de 15 a 30 minutos.

– Não mude a forma de utilização farmacêutica do seu medicamento sem indicação médica.

– manter o medicamento fora do alcance das crianças e animais domésticos.

– respeitar o prazo de validade da receita, que varia entre 30 e 60 dias, não repetir a receita sem orientação médica.

Estes são alguns cuidados com o uso e armazenamento do seu medicamento homeopático, porém, não são os únicos. Os cuidados começam na escolha de um bom profissional. Bem como em relação à farmácia que vai manipular esses medicamentos, os frascos também precisam ser de cor âmbar, estar hermeticamente fechados e com as datas de validade. Não esquecer que o sol e a radiação são inimigos dos homeopáticos. É sempre bom reforçar.

Dicas retiradas do site: https://goo.gl/ZqRPQd

 

TAGS: Saúde, Homeopatia, Medicamentos Homeopáticos

Depressão pode ser tratada com homeopatia

Em uma vida cercada cada vez mais por remédios e pessoas que mais parecem zumbis, as alternativas naturais têm sido muito buscadas como solução dos mais diversos problemas. Desde uma simples alergia, câncer ou depressão, todas são passíveis de tratamentos homeopáticos. Foi pensando em te informar melhor sobre este assunto que o blog Homeopatia e Saúde foi busca mais dados para seu conhecimento. O blog é vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

O assunto dessa postagem é “depressão”, doença que se manifesta nos mais diversos momentos da vida. Uma das formas mais comuns da doenças, a depressão pós-parto, acomete de 50 a 80% das mulheres que têm filhos, por exemplo.

Porém ainda há muito desinformação sobre o assunto. Se você tem dúvidas, busque o auxílio de um médico homeopata de sua confiança, e relembre os principais sintomas em outra publicação, aqui do blog.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão atinge aproximadamente 340 milhões de pessoas ao ano. Em nosso País, esse número é de 13 milhões. O pior desse dado é que até 5% desse número é formado por crianças que sofrem do transtorno. É perfeitamente possível adotar um estilo de vida mais saudável, com tratamento da causa e não somente do sintoma, através da homeopatia.  Esse é o princípio da abordagem, que analisa o histórico do paciente e combate a doença partindo da compreensão da vida de quem busca essa forma de tratamento.

Um tratamento homeopático é capaz de proporcionar estímulo suficiente ao organismo para que o organismo possa se equilibrar. Mas isso não é resolvido apenas em uma consulta, por ser muito vaga. O tratamento, em geral, é feito a longo prazo, tratando o que ocasionou a depressão e não a depressão propriamente dita. O acompanhamento é feito pouco a pouco. Porém, a eficácia desse tipo de tratamento surpreende tanto, que a Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica a homeopatia como o segundo método de terapia mais usado em todo o mundo.

O blog Homeopatia e Saúde reforça a necessidade de sempre ter o acompanhamento de um profissional para qualquer sintoma que você apresente. Pense sempre positivamente e com otimismo para manter o bem-estar e a saúde, e aproveite com mais qualidade de vida.

 

Psoríase: não tem cura, mas tem tratamento

A psoríase é uma doença que atinge mais de 3 milhões de pessoas no Brasil, e é caracterizada pela presença de placas com escamas esbranquiçadas e regiões avermelhadas no corpo. Normalmente aparecem nas mãos, pés, unhas, couro cabeludo, joelhos e também nos cotovelos. Se trata de uma doença crônica, que não tem cura, porém, tem tratamento e pode ser controlada.

O blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, levantou quais são os tipos existentes de psoríase:

– Em placas: como o nome já sugere, é caracterizada pela aparição de placas esbranquiçadas, secas, e que descamam. Pode ocasionar coceira e dor. É a mais comum;

– Invertida: formada por manchas inflamadas e avermelhadas, costumeiramente atinge os locais mais úmidos do corpo, em que há dobras. Mais grave em pessoas acima do peso;

– Gutata: recorrente em crianças e adolescentes, decorrente de infecções de origem bacteriana, formam feridas que descamam. Mais comum na região do tronco, braços, pernas e na cabeça;

– Ungueal: essa doença atinge as unhas, prejudicando o crescimento. Caracterizada por unhas onduladas, sem cor, grossas ou escamosas, com manchas de cor amarela;

– Pustulosa: aparição mais rara, é identificada pela aparição de bolhas cheias de pus, gerando coceira, incômodo, febre e calafrios;

– Eritrodérmica: ocasionada por lesões que alcançam até 75% do corpo, atingindo com manchas avermelhadas que coçam e ardem;

– Artropática: além da costumeira inflamação da derme, vem acompanhada de dores intensas nas articulações;

– Palmo-plantar: aparições das manchas e escamações na mão e nos pés;

Causas

Além da crença de que a psoríase é uma doença genética, uma vez que se estima que até 10% das pessoas herdem os genes responsáveis por desencadear a doença, é possível também que esta seja desenvolvida a partir de fatores externos em 3% dos casos, como lesões na pele, estresse, fumo, infecções de garganta, mudanças climáticas, uso excessivo de bebida alcoólica, utilização de determinados medicamentos, entre outros.

Cuidados

O blog Homeopatia e Saúde reforça que é imprescindível uma consulta a um especialista para averiguar a doença e o nível em que se encontra para a indicação de um tratamento adequado. O diagnóstico da psoríase é feito clinicamente, podendo ainda ser solicitada uma biópsia do local afetado para confirmação. O tratamento se feito da forma adequada pode amenizar e normalizar a aparência da pele, diminuindo a inflamação e os sintomas incômodos.

“A ansiedade afeta a qualidade de vida e saúde das pessoas”, afirma Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe esse artigo para conta como a ansiedade pode afetar sua saúde e qualidade de vida, com informações cedidas em entrevista pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho.

Considerada “o mal do século XXI”, a ansiedade não é apenas um transtorno mental e comportamental. De fato, a ansiedade desencadeia uma série de problemas que interferem de forma direta na vida daqueles que sofrem com o transtorno.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um levantamento que apontou um dado assustador: em quadro mundial, 33% da população sofre de ansiedade. E o Brasil está entre os primeiros da lista. São Paulo se destaca entre as cidades do mundo todo, com 29,6% dos paulistanos sofrendo com transtorno de ansiedade. Aliás, o relatório de pesquisa da São Paulo Megacity Mental Health Survey, de 2014, apontou a região metropolitana como aquela que possui a maior incidência deste tipo de perturbação mental no mundo.

Sintomas e Consequências da Ansiedade

Apesar do número altíssimo de incidências no Brasil, a resistência em procurar acompanhamento profissional é tão grande quanto e, por vezes, os pacientes só buscam ajuda quando o transtorno se desdobra em situações graves. E sendo um mal tão comum, é importante conseguir identificar os sintomas para prevenir e iniciar o tratamento o mais cedo possível.

Na entrevista, o Dr. Ariovaldo Ribeiro contou quais são os sintomas apresentados com mais frequência: “A ansiedade pode prejudicar o sono, causando agitação e insônia, por exemplo; a pessoa percebe também que está comendo demais, principalmente à noite. E passa a apresentar sintomas como vertigens e tonturas, que costumam chamar erroneamente de ‘labirintite’, mas não é. Trata-se apenas de tontura e vertigem, fruto do cansaço e da ansiedade.”, afirma.

Além disso, o homeopata também revelou as consequências, ou seja, como isto afeta a vida das pessoas: “A ansiedade excessiva começa a prejudicar o rendimento no trabalho, a vida e os relacionamentos pessoais. A pessoa nota cada vez mais que as coisas passam a fugir do controle alertando para a necessidade de tratamento especializado.”, comenta Dr. Ariovaldo.

 imagesAnsiedade e Homeopatia

Diante de uma tendência crescente de medicalização da vida e da consequente resistência dos pacientes em aceitar as inúmeras prescrições químicas para a ansiedade, a homeopatia se destacou como alternativa para quem sofre com o transtorno.

A abordagem holística que contempla não só a análise fisiológica, mas também emocional, psicológica e social, entendendo o ser humano como ser multifacetado e plural que é, pode ajudar no tratamento da ansiedade de modo menos agressivo que o tratamento tradicional.

“Na realidade, a homeopatia considera a ansiedade como um desequilíbrio da saúde que precisa de tratamento que leve em conta a visão integral do ser humano, ou seja, todas as causalidades e peculiaridades no surgimento e evolução do processo da enfermidade. Com o medicamento homeopático a pessoa ansiosa passa a sentir maior equilíbrio nas situações cotidianas”, explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, que é Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) e vice-presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH).


dr-ariovaldoDr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Dor de cabeça

Não existe no mundo nenhuma pessoa que nunca tenha tido sequer uma dor de cabeça. A dor mais comum, tem também inúmeros motivos para aparecer. E quase tudo que fazemos pode proporcionar dor de cabeça. Estresse, fome ou excesso de alimentação, sede, ressaca, falta de sono, excesso de sol, e mais uma infinidade de motivos podem causar uma dor esporádica de cabeça. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, pesquisou sobre o tema e conversou com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho para contar para vocês o que fazer quando essa dor aparecer.

A dor de cabeça pode ser crônica, e aparecer sistematicamente, constantemente. Nesse caso, conforme explica Dr. Ariovaldo, é importante a intervenção médica, para investigar o motivo. “Enxaqueca, uma dor constante deve ser investigada. O paciente vai contar ao médico sempre o que estava fazendo, ou os acontecimentos cotidianos em torno da dor. O médico vai buscar descobrir ai a causa, para, somente ai, buscar um medicamento que possa auxiliar”, explica o médico homeopata e presidente da AMHB – Associação Médica Homeopática Brasileira.

Porém, como explicar, a dor de cabeça esporádica. Este tipo de dor pode aparecer por uma série de razões, e normalmente nós mesmos conseguimos essas razões, bastando para isso, observar em nossas atitudes e no que passamos no dia a dia o que desencadeia os sintomas. Nesses casos, segundo Dr. Ariovaldo, a homeopatia não recomenda o uso de medicamentos de imediato. “Se o paciente sofre com dores de cabeça esporádicas, ao conversar com o médico, uma recomendação de dieta especial, algum chá ou até mesmo repouso pode resolver o problema”, explica o médico.

Vale lembrar que ao sentir uma leve dor de cabeça, procure avaliar alguns pontos, antes de recorrer ao uso de medicamento:

  • Você está hidratado? Qual foi a quantidade de água que ingeriu no dia?
  • Você está com fome? Veja se a alimentação que você consumiu foi suficiente, ou correta.
  • Você está com sono? Dormiu o suficiente ou se cansou demais ao longo do dia?
  • Você está estressado? O dia foi puxado ou algo aconteceu que te tirou do seu prumo?
  • E por último, apenas para mulheres, você está próxima de menstruar? Um dos sintomas da TPM é dor de cabeça

O Blog Homeopatia e Saúde recomenda sempre que se procure um médico homeopata de confiança e o visite regularmente para que seu tratamento possa ter bons resultados.


dr-ariovaldo

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Remédio é associado a surto em crianças

Uma notícia assustadora foi divulgada pelas autoridades australianas em relação ao princípio ativo de um medicamento para asma. Segundo o texto, garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, publicado pelo portal da revista Veja, o risco é baixo, mas existe.

A matéria afirma que uma classe de medicamentos para asma estaria associada a episódios de depressão e até pensamentos suicidas em crianças. Tratam-se de medicamentos alopáticos de uso comum para tratamento de rinite, asma e dermatite atópica, principalmente em crianças e adolescentes.

O Blog Homeopatia e Saúde recomenda a leitura na íntegra do texto e a consulta de um especialista homeopático, pois os medicamentos que a homeopatia utiliza não possuem contra indicação.

Leia o texto: https://goo.gl/jwmLrC

Câncer infantil – Precisamos falar sobre isso!

No começo do mês de setembro Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, participaram do XXXIII Congresso Brasileiro de Homeopatia. Um dos assuntos discutidos pela Dra Ana foi o Câncer Infantil. O Blog Homeopatia e Saúde bateu um papo com ela e vem explicar o que ela aprendeu no congresso.

Descobrir um câncer na família nunca é fácil, mas descobrir um câncer em uma criança é sempre devastador. Porém a recomendação principal da pediatra Dr. Ana Lucia Dias Paulo é investigar. “Um diagnóstico de câncer é difícil em qualquer idade. Pior ainda em se tratando de crianças. Mas é importante um diagnóstico preciso. Fazer os exames necessários, investigar profundamente para saber a dimensão da doença. Importante também é seguir à risca as orientações do médico”, recomenda Dra. Ana.

Relembre o que é câncer “Câncer é um nome genérico para um grupo de mais de 200 doenças

dest3Uma das orientações médicas atuais é ser o mais verdadeiro possível com o paciente. Mas cuidado ao dar a notícia para a criança, principalmente entre 2 e 6 anos de idade. Dra. Ana recomenda utilizar uma linguagem lúdica. “A criança deverá saber, pois precisará colaborar com exames e procedimentos que são desgastantes, mas é importante essa comunicação ser de forma lúdica, como jogos, figuras, estórias, etc.. Assim teremos a criança participativa do processo de cura e não depressiva achando que vai morrer”, aconselha a médica.

Outro ponto importante que o Blog Homeopatia e Saúde destacou da conversa com a médica pediatra e homeopata Dra. Ana Lucia Dias Paulo é sobre o aumento do número de casos de câncer infantil. Ela cita o pensamento do filósofo Alex Carrel que afirmava, já no século passado, que a humanidade conviverá com mais doenças degenerativas que infecciosas, em virtude do ritmo adotado de vida, principalmente nas grandes cidades. “Um dos aspectos principais, no meu ponto de vista, é que criança leva vida de adulto atualmente, com compromissos e pouco tempo para ser criança. Criança deve brincar, e muito. Além disso os hábitos alimentares são nocivos a qualquer idade, incluindo crianças”, explica a médica.

Homeopatia no apoio ao tratamento

A homeopatia ajuda o organismo a encontrar seu equilíbrio. Por isso pode ser utilizada no tratamento de qualquer doença. Mas vale lembrar que o acompanhamento de um médico especialista é necessário. “A homeopatia pode auxiliar em tratamento de diversas patologias, mas o êxito dependerá muito da vitalidade do paciente e da profundidade do acometimento patológico. Desta forma a homeopatia, de maneira conjunta aos tratamentos clássicos, pode auxiliar na melhor reação do organismo frente à patologia e, até mesmo, auxiliar o organismo infantil a reagir melhor aos diferentes tratamentos propostos”, ensina Dra. Ana Lucia.

Diagnóstico

Como explicamos no começo do texto, o diagnóstico de um câncer deve ser feito após exames, mas os responsáveis pela criança devem sempre observar o comportamento da criança. “Observar a criança, do ponto de vista físico e emocional e atentar a qualquer situação fora da normalidade. Uma criança que está caminhando em zig-zag, ou segurando a cabeça com sinal de dor por exemplo, são sinais de que há algo errado e deve-se procurar um médico para investigar”, salienta Dra. Ana.

A comunidade médica tem estado bem preocupada com a prematuridade e agressividade de patologias tidas como de adultos quando aparecem em crianças. É o caso do câncer, mas também transtornos metabólicos e vasculares. “A mensagem que eu gostaria de passar para os pais é amar profundamente as crianças, dar mais atenção e menos presentes. Brincar com seus filhos e dar uma infância livre de pressão e consumismo” termina Dra. Ana Lucia.

O Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.


Dra. Ana Lúcia Dias Paulo se graduou em Medicina em 1983 na Universidade São Francisco – CRM 47937. Atua profissionalmente na área de clínica médica e pediátrica desde 1984. É Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira em convênio com AMB e CFM, realizou o curso de Especialização em Acupuntura pelo Center AO, em convênio com a UNIFESP. Além disso, é membro do Corpo Docente da Alpha-APH em convênio com a Associação Paulista de Homeopatia (APH), professora convidada de diversas associações e instituições de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, cursos etc.) e autora dos livros Os Miúdos. Pequenos Medicamentos em Pediatria Homeopática e O que você precisa saber sobre o Medicamento Homeopático, ambos da Editora Organon.

XXXIII Congresso Brasileiro de Homeopatia

whatsapp-image-2016-09-08-at-19-39-52-1Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, médicos da Clínica SimiliaHomeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, estiveram em Mato Grosso do Sul para se aperfeiçoarem e discutirem as descobertas da medicina homeopática, no XXXIII Congresso Brasileiro de Homeopatia. O Blog Homeopatia e Saúde conta o que eles viram por lá!

Durante os três dias de evento, organizado pela AMHB – Associação Médica Homeopática Brasileira,  Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo tiveram a oportunidade de participar de uma série de palestras e discussões importantes para a medicina homeopática atual. Entre os palestrantes que prestigiaram o evento, que acontece bienalmente, estava o conhecido Dr. Bandish Ambani, médico homeopata indiano, que apresentou um mini curso com o título “Como chegar facilmente ao Similimum”. Para que possamos entender perfeitamente a importância desse tema, destacamos o trecho a seguir, retirado do site da Clínica Similialeia na íntegra

“Durante o tratamento homeopático, o médico homeopata busca individualizar ao máximo seu paciente a fim de encontrar o medicamento que mais se adapte às suas queixas e que seja o mais semelhante possível ao indivíduo, ao que chamamos medicamento SIMILLIMUM.

O XXXIII Congresso Brasileiro de Homeopatia apresentou vários temas importantes como “a Homeopatia em Odontologia – Uma Especialidade ao alcance do Cirurgião Dentista”,  “A Genética do Homem São”, “O olhar clínico na atualidade”, “Imunologia e Homeopatia”, entre outros assuntos atuais.

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho atuou no congresso como coordenador do mini curso – Protocolos de clínica homeopática, com o palestrante francês Yves Lévèque e também como coordenador da palestra do médico Argentino Juan Schaffer, com o tema: Matéria Médica Homeopática. “O evento é uma grande oportunidade de estar com palestrantes de qualidade, de outros lugares, aprendo mais e se qualificando”, declarou Dr. Ariovaldo.

Além de coordenador das duas importantes palestras, Dr. Ariovaldo também atuou como palestrante com o tema Enfoque repertorial homeopático em emergências médicas, onde apresentou vários casos de uso comprovado da homeopatia nas emergências. ” No trabalho eu apresento vários casos comprovados, onde o tratamento homeopático foi determinante na melhora do paciente na emergência”, esclarece o médico.

Dra. Ana Lucia Dias Paulo coordenou uma conferência também com o médico francês Yves Lévèque. Esse prestigiado profissional é professor e coordenador de estudos avançados em homeopatia pelo CEDH, entidade francesa de estudos em homeopatia com bases em várias cidades francesas e em varias outras cidades em diferentes países nos cinco continentes. A conferência coordenada pela Dra. Ana apresentou o tema “Pediatria e oncologia em homeopatia”. Super atual e importante, Dra. Ana explica que sua participação foi como coordenadora. “Pude perceber a importância desse assunto em diferentes áreas. Os centros de estudo onde Dr. Yves atual mantém diferentes protocolos para o acompanhamento complementar com a homeopatia para os diferentes tratamentos”, conta a médica pediatra e homeopata da Clínica Similia.

Além disso, Dra. Ana participou da mesa redonda, com as colegas Denise Espiúca Monteiro do Rio de Janeiro e Maria Filomena Leme de Resende de São Paulo sob a coordenação do Dr Luiz Darcy G. Siqueira do Mato Grosso do Sul.

Essa mesa redonda teve o tema “Homeopatia, do Gestar ao Vir ao Ser, influindo no Porvir”, e a ideia foi abranger as diferentes fases da vida, desde a gestação até a adolescência. “Primeiro falamos do GESTAR AO VIR, sobre o trabalho com gestantes, orientando casais, antes mesmo da gestação e durante todo gestar, acompanhando até o parto. Depois foi a minha apresentação sobre VIR AO SER, quando falei da homeopatia no tratamento das crianças, desde a mais tenra idade – do recém nascido até adolescência. E, por fim, o tema INFLUINDO NO PORVIR, um trabalho muito interessante da homeopatia com adolescentes nos diversos temas – do uso dos eletrônicos à descoberta do sexo”, salienta Dra. Ana Lucia.

Nos próximos textos, o Blog Homeopatia e Saúde vai trazer especiais sobre o que o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo acharam de mais importante neste congresso. Acompanhe o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Leia também algumas matérias publicadas sobre o congresso:

  • Jornal Correio do Estado – AQUI
  • Portal G1 – AQUI
  • Diário Digital – AQUI

 

Quando a dor emocional vira dor física

dor-emocional-696x466Chamada síndrome da conversão, a dor emocional pode ser transferida e se tornar dor física. Algumas pessoas têm dificuldade de entender que dores emocionais podem sim serem sentidas na pele. A Homeopatia é o ramo da medicina que trata o indivíduo, incluindo ai suas dores emocionais, buscando sempre reestabelecer o equilíbrio no organismo, o que provoca doenças.

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica SimiliaHomeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo selecionou um texto do fãs da psicanálise que explica como a dor emocional pode se tornar dor física. Segundo afirma a reportagem a síndrome da conversão é capaz de levar uma pessoa a emergência de um hospital, por conta de uma dor emocional.

Os sintomas mais comuns dessa síndrome são típicos de pacientes com problemas neurológicos ou cardíacos, como crises epiléticas, dificuldades respiratórias, bloqueios de visão, audição e fala. O que leva, num primeiro momento, o médico de Pronto Socorro a acreditar se tratar de sintomas de AVC ou que o paciente ingeriu drogas.

Um dos temas que mais abordamos no Blog Homeopatia e Saúde, é “cuide da sua saúde, e não da sua doença”, por isso é muito importante um médico homeopata de confiança, pois ele saberá reconhecer os sintomas.

Leia o texto na íntegra no site:  http://goo.gl/t2zttZ