Alcoolismo! Como a homeopatia pode ajudar?

Não é novidade que o álcool é uma das drogas que mais mata no mundo: cerca de 3,3 milhões de pessoas morrem anualmente por doenças causadas pelo alcoolismo. O Brasil ocupa a 49º posição entre 195 países que consomem bebidas alcoólicas e é perceptível a acessibilidade e aceitação social do álcool em nosso país. Ao contrário de outras drogas, o álcool é legalizado e de fácil acesso por todos, independente da classe social.

Muito é falado sobre doenças físicas causadas pelo excessivo consumo de álcool, como hepatite alcoólica, cirrose e tumores, mas é importante darmos atenção também a doenças de caráter emocional, como é o caso do alcoolismo.

<<Leia também: O Álcool – a droga que mais mata no Brasil>>

Segunda a Psicóloga Mariana Donadon, pesquisadora da FMRP, depressão e ansiedade são mais comuns em alcoólatras e esses expressam maior dificuldade em reconhecer e julgar emoções. Essas habilidades emocionais são inatas ao ser humano e estão relacionados com a nossa capacidade de solucionar problemas. A falta delas é decorrente de efeitos neurotóxicos da bebida alcoólica e acaba impossibilitando-nos de tomarmos decisões adequadas. A partir daí inicia-se um ciclo vicioso: por não possuírem essa inteligência emocional procuram na bebida uma fuga de situações problemas, o que acaba causando maior perda dessas capacidades.

Homeopatia como tratamento ao alcoolismo

A homeopatia é uma importante forma de tratamento do alcoolismo já que ela se preocupa em analisar o paciente como um todo, física e emocionalmente.  Remédios homeopáticos são preparados focando na necessidade de cada indivíduo, levando em consideração diversos fatores que podem ter culminado em doenças como o alcoolismo, sendo eles comportamentais, hereditários ou psíquicos.

O monitoramento deve ser constante com especialista para observar as respostas que o corpo dá e o tempo do tratamento depende de cada paciente.

Nesses casos é de extrema importância o acompanhamento com um profissional homeopático pois sem tratar todas as causas, com o passar do tempo, os sintomas podem voltar.

Veja mais:  https://goo.gl/V8pHpq

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *