Monthly Archives: Março 2018

8 sintomas da depressão que ficam ocultos

A depressão é um problema de saúde alarmante na sociedade atual. O nosso estilo de vida e as cobranças diárias estão criando um exército de pessoas depressivas. Muitas pessoas já sofrem por causa dos sintomas da depressão, mas nem sabem que estão depressivas. Ainda existem aquelas que não têm o apoio necessário da família e amigos para vencer o problema.

Apesar de somente um profissional ser capaz de diagnosticar a doença, existem alguns sintomas da depressão que podem ajudar a identificar o problema.

Filosofar

Falar sobre temas filosóficos por meio de uma linguagem abstrata pode ser um dos sintomas da depressão.

LEIA TAMBÉM: Outono é a estação ideal para alimentação saudável

Desculpas

Recorrer a desculpas para esconder o que, realmente, está acontecendo em sua vida. Assim criam grandes narrativas para justificar faltas em encontros e eventos sociais.

Não reagir

São incapazes de reagir, adequadamente, em determinadas situações. Como por exemplo, quando são ofendidas ou precisam tomar uma decisão importante.

Doenças psicossomáticas

Reclamar de dificuldade para respirar, dor de cabeça, nas mãos e pés, pode ser um sintoma de ansiedade. Quanto mais intensa e persistente a dor, mais estressada e ansiosa a pessoa fica, o que pode causar doenças psicossomáticas.

Remoer

Outros sintomas da depressão é ficar remoendo mentalmente os problemas, com o propósito de resolver a situação. Mas isso só piora o cenário, pois cria pensamentos obsessivos.

Descuidar da aparência

Pessoas depressivas não se importam com a aparência, assim como não tem forças para cuidar da casa e dos afazeres do dia a dia. Mas isso não se aplica às pessoas preguiçosas.

Alteração na rotina de trabalho

Mudanças, drásticas, na rotina diária é mais um dos sintomas da depressão. A pessoa começa a esquecer compromisso, fica mais lenta, não tem disposição, não finaliza tarefas e estão sempre cansadas.

Alegria

Em público algumas pessoas depressivas escondem os seus sentimentos por meio de um comportamento positivo. Para disfarçar os problemas fazem piadas e se mostram alegres e despreocupadas.

Existem mais pessoas depressivas do que podemos imaginar, por isso o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe mais essa matéria para ajudar quem não consegue pedir auxilio. Texto retira da página: https://goo.gl/1uwRuX

Obesidade Infantil

De acordo com entidades líderes em estudos da obesidade infantil, o Brasil é vice-líder da epidemia entre crianças de nove e onze anos, atrás somente da China e dos EUA, que dividem o primeiro lugar. Tomando ambos os sexos como parâmetro, nosso país lidera o ranking da obesidade infantil mundial na faixa etária.

Na média mundial, as crianças dessa idade costumam ficar sete horas sentadas e três em frente a algum tipo de tela: celular, tablet, televisão, etc. Isso comprova que quanto menor a faixa etária, mais propenso a obesidade a pessoa está. As gerações passadas tem em suas memórias o prazer das brincadeiras ao ar livre, o contato direto com outras crianças e com parques, coisas que as crianças da atualidade não tem com frequências em suas vidas.

<<Leia também: A verdade sobre as bebidas açucaradas e o consumo para crianças.>>

A grande parcela de tempo gasta com eletrônicos juntamente a alimentação desregulada pode acarretar outras doenças. Problemas cardiovasculares, hipertensão e diabetes são doenças que podem acometer crianças que sofrem com a epidemia.

Veja em quais as mudanças você pode apostar para combater a obesidade infantil

Já sabemos que a raiz do problema está na falta de exercício físico e na alimentação inadequada. Sendo assim, o tratamento deve ser multifuncional pois envolve diversos aspectos da saúde da criança: nutrição, condicionamento físico e até mesmo consultas com psicólogos. É necessário ressaltar a importância da família e de politicas públicas (como a necessidade de mais áreas verdes para incentivar exercício entre os pequenos) nesse processo de tratamento da obesidade infantil.

<<Veja na integra: Brasil lidera o ranking de obesidade infantil mundial, entre meninos e meninas de 9 a 11 anos.>>

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

10 mitos alimentares que vão por terra em 2018

Ainda existem muitas dúvidas sobre alimentação saudável. São tantos os mitos alimentares criados sobre o tema que fica difícil distinguir o que é verdadeiro e o que é falso sobre o assunto. Entretanto, a melhor maneira de descobrir qual a dieta mais indicada às suas necessidades é consultar um nutricionista, somente um profissional vai poder indicar os melhores alimentos para a sua saúde.

Para acabar com as suas dúvidas sobre alimentação o Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai desvendar alguns mitos alimentares.

Alimentos naturais custam mais que os industrializados

Muitas pessoas acreditam que os alimentos industrializados são mais baratos que os naturais, mas isso não é verdade. A maior vantagem dos alimentos industrializados é a validade e não o seu custo.

LEIA TAMBÉM: Dica Alimentação: Carboidrato à noite engorda?

 A dupla arroz com feijão é calórica?

O prato tradicional dos brasileiros é uma combinação perfeita de carboidratos, fibras, proteínas e minerais. O arroz é uma fonte de carboidratos e nosso organismo precisa deles para funcionar corretamente, o que pode ser feito para melhorar a combinação é substituir o arroz branco por arroz integral.

Por causa do colesterol o ovo precisa ser evitado

Apesar de ter colesterol em sua composição, o colesterol encontrado no ovo é o HDL, conhecido como colesterol bom. O colesterol é importante para o organismo, pois contribuí na produção de hormônios femininos e masculinos, da bílis e vitamina D.

Proteínas animais são essenciais para a saúde

As proteínas animais podem ser eliminadas da dieta, entretanto, para manter a saúde é preciso equilibrar o cardápio com frutas, legumes, cereais e vegetais.

Suco de frutas é bom para crianças

Mesmo que o suco seja feito com frutas naturais a quantidade de açúcar encontrada neles é prejudicial à saúde dos pequenos. O recomendando é que as crianças consumam a fruta in natura.

Gelatina é boa para a saúde

A gelatina é um produto industrializado, por isso não possui nutrientes em sua composição.

Não tem problema consumir refrigerante zero açúcar

O refrigerante é um produto industrializado e como tal contém corantes, cafeína, sódio e aditivos químicos que são ruins para a saúde.

Fruta engorda

Mais um dos mitos alimentares que causa muitas dúvidas na hora de escolher a melhor dieta. Além de não engordar as frutas são essências para o bom funcionamento do organismo.

Pães e bolachas integrais são melhores que os refinados

Os pães integrais industrializados são preparados de maneira diferente dos caseiros, pois glúten é adicionado na receita para que os pães e bolachas integrais fiquem com uma textura similar aos refinados.

O leite é uma boa fonte de cálcio

Segundo estudos da OMS (Organização Mundial de Saúde) outras fontes de cálcio como feijão, ervilha, grão-de-bico e lentilha são melhores e mais saudáveis que o leite de vaca.

Se quiser saber mais sobre mitos alimentares acesse: https://goo.gl/kR2ron

 

 

 

Inveja e ansiedade causadas pelas redes sociais tem nome: FoMO

Olhamos o celular por volta de 1.500 vezes por semana, o que equivale a 3 horas e 16 minutos diários. Dessas horas, quantas gastamos para checar as redes sociais? E checando as redes sociais, quantas vezes nos percebemos sentindo algo negativo? Sentimentos como angústia ou a famosa “invejinha branca” são bem comuns nesses casos. Essa onda de emoções negativas causadas pelas redes sociais tem nome: FoMO 

<<Que tal dar um tempo das redes sociais?>>

FoMO ou “Fear of missing out”, em português “medo de ficar por fora”, é uma expressão usada desde 2004 e traduz a sensação de estarmos perdendo algo muito melhor do que temos ao nos depararmos com fotos ou posts alheios em redes sociais.

Não é de hoje que sabemos da enorme inversão de valores das últimas décadas. megaexposição da atualidade reflete como a privacidade foi do micro ao macro. Sendo assim, ao termos acesso ao que o outro vive e realiza (sendo o outro uma pessoa pública ou nosso vizinho) estamos suscetíveis a desejar viver aquilo também. 

<<Veja na íntegra: A inveja que sentimos ao checar redes sociais é perigosa e tem nome: FoMO>>

Como tratar a FoMO

Por mais que o termo FoMO seja relativamente novo, estamos lidando com sentimentos inatos a raça humana. Isso comprova que, cada vez mais, a internet molda nossas emoções através das redes sociais.

A FoMo pode gerar ansiedade e depressão a partir do momento em que focamos totalmente na vida alheia e não nos contentamos com as coisas boas na nossa própria realidade. Distração em ambientes causadas pelo celular e registrar tudo o que se faz para postar nos “stories” também são sintomas.

Não basta viver, hoje em dia precisamos mostrar que estamos vivendo. Vale lembrar que a perfeição da vida online se restringe ao ambiente virtual. De perto, sabemos que a vida comum tem seus altos e baixos e imperfeições.

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Entenda as vantagens e desvantagens do consumo de adoçante

O adoçante é um produto muito utilizado por pessoas que desejam perder peso, apesar de ser uma substância que foi desenvolvida para pessoas que não podem ingerir açúcar. Alguns estudos mostraram que essa alternativa de edulcorantes com zero calorias pode não ser tão doce como todos acreditavam. Por isso antes de adicionar os adoçantes artificiais à sua dieta regular é preciso considerar os prós e os contras.

Adoçantes artificiais são utilizados como substitutos dos açúcares naturais como melaço e açúcar refinado por causa da ausência de calorias. Segundo um estudo a frutose um açúcar natural utilizado para adoçar bebidas em fast foods contribuiu para um aumento da obesidade. Pessoas que já sofriam de excesso de gordura tiveram um grande ganho de peso ao redor do estômago após ingerir grandes quantidades de frutose.

Os açúcares artificiais são substâncias que possuem zero açúcar, entretanto os açúcar natural tem poucas calorias, o açúcar refinado, por exemplo, tem 15 calorias por cada colher de chá.

<<Leia também: Mito ou verdade? – Adoçantes>>

Adoçante não provocam cáries

Os adoçantes não prejudicam a saúde bucal, isso porque as substâncias utilizadas nos adoçantes não favorecem o crescimento de bactérias.

Nem todos os adoçantes são indicados para diabéticos, é o caso dos adoçantes para alimentos e bebidas que são feitos de uma mistura de açúcares e edulcorantes. Por isso é importante verificar a indicação da embalagem antes de adquirir o adoçante.

Adoçante pode engordar!

Alimentos feitos com adoçantes podem sim engordar. Principalmente porque as pessoas tendem a comer mais quando acreditam que a comida é menos calórica, o que acaba criando um efeito colateral.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Apesar das opiniões divergentes sobre o uso de adoçantes, esses produtos vão continuar sendo uma opção viável e estarão disponíveis para compra. Encontre mais informações sobre o assunto no link: https://goo.gl/uPKztF

A verdade sobre as bebidas açucaradas e o consumo para crianças

O modo como a alimentação das crianças e seu estilo de vida influenciam em sua saúde é cada vez mais preocupante. Com o avanço da tecnologia, os pequenos têm contato com computadores, tablets e celulares cada vez mais cedo.  Com isso, brincadeiras ao ar livre tornam-se mais raras. O tempo gasto em brinquedos tecnológicos somado a uma má alimentação é prejudicial para as crianças. Mas como bebidas açucaradas podem piorar esse quadro? 

Estudos realizados em 2012 nos EUA confirmam que quase um quarto das crianças estadunidenses entre 12 e 19 anos tem diabetes tipo 2 ou pré-diabetes. O excesso de açúcar presente em bebidas açucaradas está associado com diabetes tipo 2, doenças cardíacas e problemas dentários. Quanto mais jovem a pessoa é ao ser diagnosticada, maior o risco de obter doenças que podem levar a cegueira. A diabetes pode causar ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais também.  

<<Leia também: Saúde renal das crianças>>

Mudando essa perspectiva: como contornar as bebidas açucaradas em busca de uma vida melhor

O excesso de bebidas açucaradas torna a manutenção de um peso saudável na infância muito mais difícil. O Brasil é vice-líder no ranking mundial de obesidade infantil, atrás de EUA e China que dividem o primeiro lugar. O consumo de bebidas açucaradas são uma pequena parcela do número total de calorias consumidas. Porém elas contribuem para o ganho de peso, além de não terem valor nutricional. 

É recomendável que os pais ofereçam para as crianças água e leite como bebidas frequentes. Sucos naturais, sem conservantes ou adoçantes em excesso também são uma boa dica. O consumo de bebidas açucaradas não precisa ser necessariamente proibido, uma vez por semana especialistas confirmam que não há grande problema. Porém é importante ensinar as crianças a consumirem bebidas benéficas até mesmo fora de casa, além de manterem hábitos saudáveis.

blog Homeopatia e Saúde  é uma publicação ligada à Clínica Similia e ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Vitamina D: novos valores de referências

A produção de vitamina D é o motivo pela qual é recomendado tomar sol diariamente. Entretanto, é preciso lembrar que a exposição ao sol pode causar doenças, por isso os horários de pico devem ser evitados. Assim como a exposição prolongada.

Novos valores de referência da vitamina D foram divulgados pela (SBPC/ML) Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial. Que passou a ser a partir de 20 ng/ml. Sendo que o valor de referência praticado até o momento era de 30 ng/ml.

A nota informa ainda que pessoas que se encontram entre as dosagens de 20 a 30 ng/ml não precisam de reposição de vitamina.

Já faz um tempo que os valores de referência fazem parte de uma discussão pelas organizações. O valor praticado atualmente havia sido proposto pela SBEM e a Endocrine Society.

<<Leia também: 12 sinais de falta de vitamina D>>

Com a divulgação do novo valor alterações foram propostas:

O valor acima de 20 ng/ml é considerado saudável;

Os valores entre 30 e 60 ng/ml é o indicado em grupos de risco, gestantes, idosos, pessoas com raquitismo, osteomalacia, hiperparatiroidismo secundário, osteoporose, doenças autoimunes, renais e crônicas, e para pré-bariátricos;

Entre 10 e 20 ng/ml é considerado um valor baixo com risco de problemas ósseos como osteoporose e fraturas;

Abaixo de 10 ng/ml é um valor muito baixo e pode causar defeitos de mineralização óssea e raquitismo.

Os níveis muito baixos de vitamina D provocam fraqueza muscular, dores nos ossos e fraturas. Já nos casos em que o valor está acima de 100 ng/ml, que é considerado muito alto, causa aumento da quantidade de cálcio no sangue e intoxicação.

É importante fazer exames periódicos para verificar a os níveis de vitamina D no organismo, principalmente em pessoas da terceira idade. Uma vez que a deficiência de vitamina D no organismo pode causar diversos tipos de problema.

Nos casos que os níveis de vitamina D estão muito elevados a reposição hormonal deve ser realizada com acompanhamento médico.

Essa é mais uma matéria do Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Quer saber mais? Acesse: https://goo.gl/iX5gTz

Conheça as frutas que são as maiores aliadas e as maiores vilãs da dieta

Quando pensamos em perder peso, logo achamos que substituir grande parte de nossa alimentação por frutas seja a saída. Ricas em vitaminas, minerais e fibras, o consumo é recomendado diariamente entre três a cinco porções. Ao ingerirmos com regularidade nos sentimos dispostos e satisfeitos com maior frequênciaPorém isso não significa que todas as frutas auxiliem na perda de peso.  

<<Leia também: Aproveite as frutas da Estação!>>

As maiores aliadas

Quando o assunto é perda de peso as mais recomendadas são morango, maça e kiwi, por terem a menor quantidade de calorias a cada 100g. A maçã é solúvel e traz sensação de saciedade, além de ser pouco calórica. O melão e a melancia por possuírem muita água ajudam na desintoxicação do organismo, complementando a quantidade de vitaminas e minerais, além de terem poucas calorias. A pêra aumenta a sensação de saciedade e ajuda na regulação do intestino, assim como a laranja. A uva combate os radicais livres e é antioxidante, além de estimular o emagrecimento. Uma outra dica é apostar nas frutas entre intervalos de refeiçoes, lanches da tarde e sobremesas. 

Vilãs na dieta

Todas as frutas são necessárias e devemos consumir até mesmo as calóricas. Porém é necessário o equilíbrio entre a ingestão eliminação das calorias. 

Algumas futas ão ricas em lipídios e se consumidas em grandes quantidades levam ao ganho de peso. Entre elas a maior vilã é o abacate, por possuir mais gordura. No Brasil, o abacate é consumido com açúcar e complementos como granola, cereais, etc. Na maioria de outros países ele é consumido na salada, sem adição de açucares. Juntamente com o abacate, coco, açaí, manga, frutas secas e oleaginosas são as mais perigosas na dieta.

Vale ressaltar a importância de consultar um especialista. Cada organismo reage de uma forma e necessita de determinadas quantidades de alimentos na dieta.

Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

A homeopatia não tem vacina contra febre amarela

Desde que aumentaram os casos de mortes em consequência da febre amarela, tomar a vacina contra febre amarela se uma tornou prioridade na vida dos brasileiros. Em virtude do grande aumento pela procura de informações sobre o assunto, uma enxurrada de notícias tomou conta dos diversos veículos de comunicação.
Existem profissionais realmente preocupados em ajudar e sanas as dúvidas sobre a vacina contra febre amarela. Mas, também existem os que só querem aproveitar a publicidade em torno do assunto criando notícias falsas. Recentemente foi publicada uma matéria sobre uma vacina homeopática contra a febre amarela.

Não existe uma vacina homeopática contra a febre amarela

A homeopatia é um método de tratamento que considera o indivíduo como um todo para tratar a doença. Por isso não só combata a doença como procura a causa dessa enfermidade, investigando a pessoa para encontrar a origem do problema.

A homeopatia utiliza substâncias naturais em sua composição, por isso é considerado um sistema de tratamento que não causa efeitos colaterais. Muitas pessoas buscam a homeopatia para tratar doenças por causa de sua característica mais humana de tratamento.

Existem alguns profissionais que estão divulgando um tratamento homeopático e vacina contra febre amarela, porém essa informação não procede. É preciso tomar muito cuidado com a automedicação. Procurar um profissional sério e competente também é uma alternativa para escapar dos profissionais mal-intencionados. A homeopatia é um método de tratamento sério e reconhecido pela (AMB) Associação Médica brasileira e pelo (CFM) Conselho Federal de Medicina.

Não existe nenhum estudo que comprove a substituição da vacinação, que é uma recomendação da (OMS) Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde e outros órgãos de Saúde em nosso país, pelo tratamento homeopático da febre amarela.
É preciso enfatizar que a vacina contra febre amarela é a arma mais segura na prevenção da doença. E não deve ser substituída por nenhum outro tipo de tratamento, seja ele homeopático ou não.

O Blog Homeopatia e Saúde, um espaço informativo da Clínica Similia Homeopatia de qualidade em São Paulo – próximo da Av. Paulista, filiada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. A febre amarela é uma questão de saúde pública. Entenda mais sobre o assunto em: https://goo.gl/uAzsE4