Monthly Archives: dezembro 2016

Sua saúde mental pode melhorar com uma agenda

Gerenciar o tempo, tirar as ideias do papel e por em prática e dificuldades com a memória são problemas para você? O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe um artigo para te ajudar.

Saiba como ter uma agenda pode ajudar a melhorar sua saúde mental! Leia abaixo!

 

Você costuma utilizar diários e agendas? Na correria do dia a dia, poucas pessoas tem o hábito de reservar um tempo para essa tarefa. Porém, utilizar uma agenda para organizar o dia e por as ideias no papel podem ajudar sua memória a se manter atualizada e aumentar as possibilidades de concretizar as tarefas apontadas.

A informação é científica!  Estudos apontam que escrever ao menos uma frase por dia – e lembrar de pequenas ocasiões cotidianas – podem te deixar mais feliz e mais otimista.

Outros também apontam que fazer listas ajudam a diminuir os níveis de estresse. E ainda melhor: quando há uma tarefa a ser feita, escrevê-la à mão aumentam as chances de realizá-la.

O neurocientista e escritor Daniel Levitin, autor do livro A Mente Organizada, afirma que a mente só consegue focar em tarefas ao mesmo tempo. Isso significa que estar constantemente lembrando de muitas tarefas ao mesmo tempo pode gerar sentimentos negativos, como ansiedade e cansaço, que diminuem as possibilidades de realizar as tarefas e, claro, afetam a sua saúde mental.

Para entender melhor e saber como se organizar, leia na íntegra: https://goo.gl/5qGqWS

Tags: saúde mental, homeopatia e saúde, agenda

 

Existem alimentos azuis na natureza?

Você já viu um vegetal ou fruta azul? Já? Então olhe de novo, porque a resposta é não.

Não existem alimentos naturais azuis e a explicação vem não só da bioquímica, mas também da história. Confira esse artigo interessantíssimo que o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe para você!

A explicação bioquímica

Os corantes encontrados nas plantas são substâncias com a função de protegê-las e são muito sensíveis ao oxigênio, à luz e à acidez, segundo o Engenheiro de Alimentos Marcelo Prado. O pigmento azul é pouco resistente e degrada com facilidade, enquanto o vermelho e verde, por exemplo, são muito mais resistentes.

O Eng. Marcelo explica ainda que o único ambiente favorável para a cor azul é o alcalino, o que é raríssimo na natureza, uma vez que grande parte dos alimentos são de pH neutro ou ácido.

A explicação histórica

O ser humano tem a tendência de associar cores a sabores. Desde o período pré-histórico, o cognitivo humano associa cores quentes aos alimentos doces (como a cor vermelha ou/e laranja). A cor verde, segundo o Engenheiro, é mais associada aos sabores ácidos e azedos, como o limão, por exemplo. Mas o azul, novamente em desfavor, é associado com mofo e coisas estragadas.

Portanto, é possível que antigamente eles até tenham existido, mas foram ignorados por nossos antepassados e acabaram entrando em extinção!

Leia na íntegra: https://goo.gl/wIzc4b

Tags: curiosidade, Homeopatia e Saúde, alimentação, Similia

 

Dieta detox para o fim de ano

A ceia de natal é o terro de qualquer dieta (seja de emagrecimento ou não). Com tantos pratos, fica fácil comer demais e extrapolar os limites. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai te mostrar como desintoxicar da ceia de natal com essa dieta detox! Confira!

A ceia é num dia só, mas os resultados e consequências se prolongam para todo o ano seguinte. Para equilibrar os exageros da ceia de natal, uma dieta desintoxicante é a melhor saída para deixar o corpo respirar e entrar em harmonia novamente.

Dieta detox não é só tomar sucos e vitaminas em detrimento de outros alimentos: qualquer dieta balanceada que leve em consideração o histórico alimentar já é um processo desintoxicante.

Adicionar legumes e vegetais no cardápio é uma parte essencial, cortar gorduras “ruins” e manter as “boas” (como as que podem ser encontradas em oleaginosas: castanhas, nozes, azeite), trocar frituras por grelhados e tirar a carne vermelha do cardápio por um tempo, substituindo por peixes e aves é um bom começo.

É preciso ter especial atenção aos açúcares: cortar doces por um tempo ajudará seu organismo a desintoxicar mais rápido e de forma saudável. Não adianta, por exemplo, trocar o iogurte superindustrializado por uma versão “light” repleta de adoçantes, corantes e aspartame na composição.

Não espere pelo ano novo para desintoxicar o seu corpo: a alimentação saudável e uma dieta equilibrada influenciam sua saúde e bem-estar devem ser prioridade. Adote já um estilo de vida saudável e comece 2017 de cara nova!

Tags: detox, dieta desintoxicante, alimentação saudável, homeopatia e saúde

5 esportes para emagrecer

 

O equilíbrio entre ingerir e queimar calorias é o segredo para uma vida mais saudável. Entretanto, pode ser muito difícil calcular quanto cada pessoa precisa ocnsumir e gastar para emagrecer e se manter saudável – pois existem N variantes, como peso, altura, idade, hábitos e por aí vai.

Por isso, a Associação Espanhola de Ciências do Esporte publicou uma lista com os 5 esportes que mais queimam calorias e resolveu a questão. Confira abaixo a lista que foi selecionada pelo blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia, especialmente para você. Confira quais são!

 

  1. CORRIDA: + 1000 calorias em 1 hora

No topo da lista vem a corrida, que pode queimar mais de 1000 calorias em apenas uma hora de corrida em ritmo normal.

  1. REMO: 1000 calorias em aproximadamente 1 hora

A média é de 1000 calorias por hora ao praticar remo, além de fortalecer os músculos das costas, ombros, abdômen e bíceps.

  1. CICLISMO: 500 a 1000 calorias em 1 hora

O ciclismo tem alto potencial, mas o resultado final dependerá da intensidade da pedalada e variáveis do trajeto.

  1. SQUASH: 900 calorias em 1 hora

Uma partida de squash não só gasta muitas calorias no intervalo de uma hora, como também melhora a resistência cardiovascular e a força física.

  1. BOXE: 700 calorias em 1 hora

Por último, mas não menos intenso, o Boxe queima calorias e ainda ajuda a liberar a tensão, trabalhando uma enorme variedade de músculos.

 

Confira na íntegra: https://goo.gl/xie4hv

Tags: Homeopatia e saúde, queimar calorias, esportes, emagrecer saudável

Morto de Sono!

Insônia não causa apenas mal estar e mau humor no dia seguinte. Estudos comprovam que esse problema sério pode agravar para uma depressão. Porém, o pior ainda está por ser revelado e é para os homens: aqueles que sofrem de insônia crônica e não chegam a dormir seis horas por noite têm mais chances de morte precoce. Veja só!

 

O que é Insônia Crônica?

A dificuldade de dormir ou permanecer dormindo é chamada de insônia ou distúrbio do sono. Tornou-se bastante comum atualmente entre a população ocidental. Quando o distúrbio se repete de forma consistente no período de um ano, é considerado um problema crônico.

A insônia é tratada erroneamente como algo de “menor importância”, mas Alexandre Vgontzas, CEO do Centro de Pesquisa e Tratamento do Sono na Universidade da Pensilvânia (EUA), alerta que é uma “doença grave com consequências físicas significativas, incluindo a mortalidade”.

O Diretor Vgontzas publicou resultados de estudos anteriores comprovando que adultos jovens que reduzem o sono a apenas 2h por noite em uma só semana está relacionada à inflamações que causam problemas cardiovasculares.

 

O estudo ao longo dos anos

Alexandre Vgontzas têm pesquisado o distúrbio de sono desde 1994, tendo feito a primeira pesquisa de 1990 a 1995 com 741 homens entre 20 e 100 anos. De 1994 a 1997, pesquisou mil mulheres na mesma faixa etária. Da amostra, 6% dos homens foram diagnosticados com insônia crônica, sendo o número de 9,5% entre mulheres.

Em 2007, os cientistas fizeram nova inspeção (14 anos depois) e 51,1% dos insones masculinos que dormiam menos de 6h por noite tinham morrido.

 

Leia na íntegra: https://goo.gl/3H4ZQt

Tags: Homeopatia e saúde, sono, insônia, saúde do homem

A importância do sono para as crianças

A população moderna ocidental vive em constante correria, tudo pede pressa e isso reflete até mesmo na relação dos pais com os filhos. Especialmente no sono. A pressa para que a criança durma sozinha, a ansiedade para que durma bastante. Mas qual é o tempo de sono ideal? Como garantir um bom período de sono para a criança? Qual a sua importância?

A Dra. Ana Lúcia Dias Paulo, Pediatra e Homeopata da Clínica Similia, concedeu uma entrevista ao blog Homeopatia e Saúde para tirar as dúvidas dos pais em relação ao sono dos filhos. Confira!

 

Dormir muito e acordar pouco? Ou o contrário?

A reclamação é geral entre pais e mães, especialmente de primeira viagem: ou o bebê dorme pouco e acorda muito e ninguém consegue dormir; ou dorme muito e acorda pouco e a mãe não sabe se deve acordá-lo para mamar ou não.

Segundo a Dra. Ana Lúcia, as horas de sono podem variar de acordo com a idade da criança, havendo uma maior necessidade quanto mais nova for. “Bebês de até 6 meses dormem, em média, 18h por dia e noite – que podem não ser seguidas. Conforme vão crescendo, a necessidade de horas de sono pode ir diminuindo”, afirma.

O período noturno pode ser o pesadelo de muitos pais, que se sentem soterrados com o sono aparentemente “inquieto” do bebê. Contudo, a pediatra reitera que bebês que dormem muitas horas seguidas não são regra e sim exceção. “Bebês têm dificuldade em continuar o sono e podem ter leves acordadas a cada 2 horas, mas não havendo nada para agitar o cérebro infantil (luz, brincadeira e som), eles voltam ao sono em seguida” afirma Dra. Ana Lúcia Dias.

Quanto aos bebês que são mais dorminhocos, a doutora conta que não é preciso acordá-lo para mamar. Mas que pode ser colocado para mamar caso esteja num sono muito inquieto ou agitado, pois bebês mamam mesmo quando estão dormindo.crianca-doirmindo-620x470

A pediatra também reforça a importância do sono durante o dia. Diz que a soneca é importante para todas as idades na infância, algumas até duas vezes ao dia. Recomenda um sono mais curto de até 40 minutos durante o dia e outro mais longo, de até 90 minutos, durante a tarde. E para antecipar qualquer preocupação, ela avisa: “Esse sono não atrapalha em nada o sono da noite, mas deve ser no máximo até às 17h. Caso contrário a criança não vai ceder antes das 23h”.

 

Como estabelecer uma rotina de sono?

A rotina é muito importante para a criança, principalmente porque antecipa o que irá acontecer a seguir e, assim, ela se prepara para tal. No sono, isso é especialmnte verdade e pode facilitar a vida dos pais.

Dra. Ana Lúcia recomenda que a rotina deve ser estabelecida desde os primeiros meses e indica: “a casa toda deve ir se tranquilizando a partir das 19h (evitar som alto, televisão ligada, brincadeiras excitantes), para que às 20h a criança ou bebê já esteja dormindo”.

A pediatra e homeopata ainda frisa que o sono é fundamental na vida da criança. Não só porque é no sono que agem os hormônios do crescimento, mas principalmente porque pode determinar o seu sono no futuro.

“O bom sono na infância pode determinar o bom sono do adolescente e do adulto, portanto vamos construí-lo de vagar, com paciência e muito amor.”, diz ela.

 


Dra. Ana Lúcia Dias Paulo se graduou em Medicina em 1983 na Universidade São Francisco – CRM 47937. Atua profissionalmente na área de clínica médica e pediátrica desde 1984. É Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira em convênio com AMB e CFM, realizou o curso de Especialização em Acupuntura pelo Center AO, em convênio com a UNIFESP. Além disso, é membro do Corpo Docente da Alpha-APH em convênio com a Associação Paulista de Homeopatia (APH), professora convidada de diversas associações e instituições de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, cursos etc.) e autora dos livros Os Miúdos. Pequenos Medicamentos em Pediatria Homeopática e O que você precisa saber sobre o Medicamento Homeopático, ambos da Editora Organon.


Tags: sono da criança, homeopatia e saúde, sono infantil

O poder do choro

Chorar pode ser muito positivo e libertador. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um artigo sobre como chorar pode evitar o ganho de peso e reduzir o estresse. Confira!

 

Um estudo realizado em Minnesota, nos Estados Unidos, pelo Centro Médio St. Paul-Ramsay, comprovou que as lágrimas expulsam hormônios relacionados ao esgotamento emocional ou físico.

Prolactina, encefalina, andrecorticotrófico e leucina são hormônios que o corpo produz em situações de muito estresse e que são eliminadas pelo choro juntamente com as lágrimas.

Ao ser liberado, o andrecorticotrófico ajuda a reduzir os níveis de cortisol, hormônio relacionado com o nervosismo, o pânico e a ansiedade. Expelir essa substância faz com que a sensação de bem-estar aumente e pode evitar o ganho de peso.

Por que isso acontece? A explicação científica é que quando os níveis de cortisol estão muito elevados, existe uma sobrecarga nas glândulas suprarrenais, fazendo com que o corpo retenha mais líquido e acumule gordura – possibilitando o inchaço e ganho de peso.

Por isso, não segurar o choro é o ideal. Afinal, ele é um grande aliado do bem-estar do seu metabolismo, seja no quesito emocional ou físico. Para ler mais a respeito, veja a matéria na íntegra:

 

Como fica o corpo nas viagens de avião?

Você provavelmente já se perguntou os efeitos das viagens de avião sobre o corpo. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um artigo para responder as suas dúvidas! Veja abaixo!

Talvez não tenha reparado em todos os efeitos, mas certamente já percebeu, ao menos, a pressão nos ouvidos quando viaja de avião, certo? Mas vai muito além disso. Os efeitos se dão por conta da altitude, temperatura atmosférica e baixa pressão no interior da aeronave principalmente, o que pode ser muita mudança para o seu corpo num espaço de tempo tão curto. Veja a lista!

  1. Ouvidos tampados

A nossa tuba auditiva possibilita a entrada de ar na cavidade da orelha para que nossa pressão interna fique equilibrada. Mas quando a variação de pressão é muito rápida, ela nem sempre consegue entrar em ação, causando a sensação de abafamento.

  1. Pele ressecada

O ar interno da cabine é seco, fazendo com que a água presente na epiderme evapore mais rápido que o normal.

  1. Cabelo elétrico

Cabelos são isolantes e perdem elétrons quando entram em atrito com outros materiais. É a energia estática! Mas como são muitos fios e cargas iguais se repelem, um fio se choca com o outro e deixa o seu visual mais ouriçado.

  1. Paladar sem graça

A baixa pressão e umidade interferem nas papilas gustativas e podem fazer a comida parecer sem gosto.

Veja outros efeitos e suas explicações lendo o artigo original na íntegra: https://goo.gl/rjTZiD

 

 

Por que mulheres sentem mais sono e cansaço que homens?

Existe diferença na sensação de sono e cansaço entre homens e mulheres? A ciência diz que sim. E o Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vai te contar o motivo por trás disso.

 

Quem disse?

Vários estudos científicos sugerem que as mulheres não só se sentem mais cansadas e exaustas que os homens, como também precisam de mais horas de sono que eles para estarem bem e saudáveis.

Um estudo realizado pelo Centro de Pesquisa do Sono, na Loughborough University (Reino Unido), comprovou que as conexões cerebrais fazem com que o sexo feminino necessite de mais horas de sono que pessoas do sexo masculino.

A pesquisa concluiu que elas precisam dormir mais porque acumulam mais atividades simultâneas durante o dia, o que também justifica o cansaço. O cérebro das mulheres funciona de modo diferente e o acúmulo de atividades exige mais das atividades cerebrais, aumentando a sensação de cansaço e exaustão. Os cientistas avaliaram um grupo de 420 pessoas, metade de cada sexo, e descobriram que mulheres apresentam mais problemas de saúde.

Outro estudo, dessa vez realizado pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças, nos Estados Unidos, mostrou que mulheres entre 18 e 44 anos são duas vezes mais propensas a se sentirem muito cansadas ou exaustas em comparação aos homens da mesma idade.

A especialista Lisa Shives também afirma que as mulheres têm o dobro de probabilidade de terem insônia. E justifica: uma vez que as mulheres agora trabalham fora, mas ainda são responsabilizadas com grande parte dos afazeres domésticos e familiares, faz sentido que se sintam mais esgotadas.

 

E o que fazer para resolver?

A resposta pode parecer óbvia: dormir. Ainda que isso não seja tão fácil na correria do dia a dia, ignorar os sinais de cansaço e exaustão do corpo é uma atitude muito perigosa. A falta de sono apropriado aumenta os riscos de:

  • Hipertensão
  • Câncer
  • Diabetes
  • Depressão
  • Aumento de peso
  • Estresse psicológico
  • Instabilidade emocional
  • Irritabilidade

 

Essas são só alguns dos riscos, mas o efeito em cadeia pode trazer muitos outros problemas de saúde que o corpo notifica através de sinais, como fadiga, lapsos de memória, baixa imunidade, entre outros.

Lisa Shives diz que as pessoas tratam o sono como se fosse uma atividade recreativa e tendem a cortá-lo de sua agenda, mas frisa: “sono não é negociável”. Organizar a agenda diária de modo a se permitir dormir melhor é essencial.

Além disso, outras práticas recomendadas são a mudança dos hábitos alimentares, com especial atenção ao que se come antes de dormir, e a prática regular de exercícios para aliviar o estresse e ajudar o corpo a descansar melhor.

Como a temperatura do seu escritório pode causar problemas de saúde e disposição

A disputa do controle do ar-condicionado pelo conforto térmico é velha conhecida dos friorentos e calorentos que trabalham em escritório. O que muitos não sabem é que efetivamente existem normas de funcionamento que devem ser seguidas para evitar problemas de saúde.

Tanto a alta quanto a baixa temperatura, quando não equilibradas às necessidades do corpo, podem causar uma série de problemas, não só na disposição dos funcionários, como também na tomada de decisões e na saúde em geral.

Transpiração, irritabilidade e fadiga, por exemplos, são sintomas comuns entre os “calorentos” quando a temperatura está acima do aceitável. Por outro lado, ambientes muito frios exigem maior gasto energético do metabolismo para se adaptar à temperatura e podem afetar diretamente a produtividade dos funcionários.

Um estudo da Universidade Cornell (EUA), realizado em 2004, concluiu que os funcionários são propensos a cometer mais erros em ambientes com temperaturas muito baixas. E constatou que, quando a temperatura passava de 20ºC para 25ºC, caíam em 44% os erros de digitação e a produtividade ultrapassava a marca de 100%.

Além disso, temperaturas muito geladas podem propiciar o surgimento de infecções respiratórias e piorar quadros de alergia através do ressecamento das vias respiratórias. Contudo, alterar drasticamente a temperatura, alternando entre frio e calor também não é a solução e pode ser igualmente prejudicial. O ideal seria manter uma temperatura ambiente, em consenso com todos os colegas de partilham o ambiente de trabalho.

Leia a matéria na íntegra em: https://goo.gl/xCn6aG

Higiene Íntima: 5 coisas que você não deve fazer após o sexo.

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um artigo que esclarece 5 coisas que não devem ser feitas após o ato sexual para cuidar da sua saúde íntima.

A ginecologista Leslie Page foi consultada pela revista Women’s Health e comentou algumas práticas que são comuns após o sexo, mas podem prejudicar as partes íntimas femininas. A médica explica que a vagina produz lubrificação quando estimulada e a fricção durante o sexo deixa a região sensível, exigindo cuidados especiais. Veja o que não deve ser feito após o ato sexual:

 

  1. Não fazer xixi

A penetração do pênis pode permitir a entrada de bactérias que ocasionam a infecção urinária na vagina. Fazer xixi dentro da primeira hora após o sexo pode ajudar a eliminar as bactérias e, assim, ajudar a proteger o seu órgão.

  1. Lavar a região com sabonete

Tomar banho logo após o sexo é positivo, mas é necessário ter atenção. Usar sabonete na vagina pode provocar irritação e ressecamento na área.

  1. Imersão em água quente

Banho quente de banheira após o sexo pode parecer bom, mas oferece um grande risco de infecção, principalmente na companhia do parceiro.

  1. Utilizar lenços umedecidos

Dada a composição química dos lenços, usá-los pode causar irritações na vagina. Sempre prefira o básico papel higiênico.

  1. Dormir com lingerie

Se a sua lingerie não é de algodão, o melhor é tirar antes de dormir. Tecidos sintéticos não deixam a pele respirar corretamente, o que aumenta o risco de infecção, já que a região íntima fica úmida e quente após o ato sexual, propiciando a ploriferação de bactérias.

 Leia o texto na íntegra: https://goo.gl/FHJbzw

“A ansiedade afeta a qualidade de vida e saúde das pessoas”, afirma Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, trouxe esse artigo para conta como a ansiedade pode afetar sua saúde e qualidade de vida, com informações cedidas em entrevista pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho.

Considerada “o mal do século XXI”, a ansiedade não é apenas um transtorno mental e comportamental. De fato, a ansiedade desencadeia uma série de problemas que interferem de forma direta na vida daqueles que sofrem com o transtorno.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um levantamento que apontou um dado assustador: em quadro mundial, 33% da população sofre de ansiedade. E o Brasil está entre os primeiros da lista. São Paulo se destaca entre as cidades do mundo todo, com 29,6% dos paulistanos sofrendo com transtorno de ansiedade. Aliás, o relatório de pesquisa da São Paulo Megacity Mental Health Survey, de 2014, apontou a região metropolitana como aquela que possui a maior incidência deste tipo de perturbação mental no mundo.

Sintomas e Consequências da Ansiedade

Apesar do número altíssimo de incidências no Brasil, a resistência em procurar acompanhamento profissional é tão grande quanto e, por vezes, os pacientes só buscam ajuda quando o transtorno se desdobra em situações graves. E sendo um mal tão comum, é importante conseguir identificar os sintomas para prevenir e iniciar o tratamento o mais cedo possível.

Na entrevista, o Dr. Ariovaldo Ribeiro contou quais são os sintomas apresentados com mais frequência: “A ansiedade pode prejudicar o sono, causando agitação e insônia, por exemplo; a pessoa percebe também que está comendo demais, principalmente à noite. E passa a apresentar sintomas como vertigens e tonturas, que costumam chamar erroneamente de ‘labirintite’, mas não é. Trata-se apenas de tontura e vertigem, fruto do cansaço e da ansiedade.”, afirma.

Além disso, o homeopata também revelou as consequências, ou seja, como isto afeta a vida das pessoas: “A ansiedade excessiva começa a prejudicar o rendimento no trabalho, a vida e os relacionamentos pessoais. A pessoa nota cada vez mais que as coisas passam a fugir do controle alertando para a necessidade de tratamento especializado.”, comenta Dr. Ariovaldo.

 imagesAnsiedade e Homeopatia

Diante de uma tendência crescente de medicalização da vida e da consequente resistência dos pacientes em aceitar as inúmeras prescrições químicas para a ansiedade, a homeopatia se destacou como alternativa para quem sofre com o transtorno.

A abordagem holística que contempla não só a análise fisiológica, mas também emocional, psicológica e social, entendendo o ser humano como ser multifacetado e plural que é, pode ajudar no tratamento da ansiedade de modo menos agressivo que o tratamento tradicional.

“Na realidade, a homeopatia considera a ansiedade como um desequilíbrio da saúde que precisa de tratamento que leve em conta a visão integral do ser humano, ou seja, todas as causalidades e peculiaridades no surgimento e evolução do processo da enfermidade. Com o medicamento homeopático a pessoa ansiosa passa a sentir maior equilíbrio nas situações cotidianas”, explica o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, que é Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) e vice-presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH).


dr-ariovaldoDr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Cuidados antes e durante a caminhada

Principalmente para quem sobre com sobrepeso ou obesidade, a caminhada é um exercício recomendado, porém, alguns cuidados devem ser tomados. Pelo menos é o que diz o texto do blog viva mais, selecionado pelo Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

Segundo o texto, pessoas com sobrepeso e obesidade precisam tomar alguns cuidados especiais antes de iniciar qualquer exercício físico, um deles é passar pela avaliação de um médico, de preferência um cardiologista. É realizar um check-up médico e um teste ergométrico, para se pesquisar possíveis alterações cardíacas e metabólicas, antes de iniciar um programa de caminhadas. Começar seus exercícios com os devidos cuidados cardíacos e articulares dará mais segurança aos seus exercícios.

Leia o texto na íntegra: https://goo.gl/hbGyfI