Monthly Archives: outubro 2016

Dor de cabeça

Não existe no mundo nenhuma pessoa que nunca tenha tido sequer uma dor de cabeça. A dor mais comum, tem também inúmeros motivos para aparecer. E quase tudo que fazemos pode proporcionar dor de cabeça. Estresse, fome ou excesso de alimentação, sede, ressaca, falta de sono, excesso de sol, e mais uma infinidade de motivos podem causar uma dor esporádica de cabeça. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, pesquisou sobre o tema e conversou com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho para contar para vocês o que fazer quando essa dor aparecer.

A dor de cabeça pode ser crônica, e aparecer sistematicamente, constantemente. Nesse caso, conforme explica Dr. Ariovaldo, é importante a intervenção médica, para investigar o motivo. “Enxaqueca, uma dor constante deve ser investigada. O paciente vai contar ao médico sempre o que estava fazendo, ou os acontecimentos cotidianos em torno da dor. O médico vai buscar descobrir ai a causa, para, somente ai, buscar um medicamento que possa auxiliar”, explica o médico homeopata e presidente da AMHB – Associação Médica Homeopática Brasileira.

Porém, como explicar, a dor de cabeça esporádica. Este tipo de dor pode aparecer por uma série de razões, e normalmente nós mesmos conseguimos essas razões, bastando para isso, observar em nossas atitudes e no que passamos no dia a dia o que desencadeia os sintomas. Nesses casos, segundo Dr. Ariovaldo, a homeopatia não recomenda o uso de medicamentos de imediato. “Se o paciente sofre com dores de cabeça esporádicas, ao conversar com o médico, uma recomendação de dieta especial, algum chá ou até mesmo repouso pode resolver o problema”, explica o médico.

Vale lembrar que ao sentir uma leve dor de cabeça, procure avaliar alguns pontos, antes de recorrer ao uso de medicamento:

  • Você está hidratado? Qual foi a quantidade de água que ingeriu no dia?
  • Você está com fome? Veja se a alimentação que você consumiu foi suficiente, ou correta.
  • Você está com sono? Dormiu o suficiente ou se cansou demais ao longo do dia?
  • Você está estressado? O dia foi puxado ou algo aconteceu que te tirou do seu prumo?
  • E por último, apenas para mulheres, você está próxima de menstruar? Um dos sintomas da TPM é dor de cabeça

O Blog Homeopatia e Saúde recomenda sempre que se procure um médico homeopata de confiança e o visite regularmente para que seu tratamento possa ter bons resultados.


dr-ariovaldo

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Obesidade diminui expectativa de vida em 10 anos

A revista médica “The Lancet” publicou um estudo, divulgado pelo portal Minha Vida e garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, em que alerta a todos sobre o risco da obesidade.

<<Leia alguns textos sobre dieta e alimentação>>

Segundo o estudo, mulheres obesas tem 3,6% de chance de morrerem antes da idade de 70 anos (expectativa média de vida). Em homens esse risco de morrer antes da hora vai para 10,5%.

A pesquisa utilizou o maior banco de dados até hoje, com dados de vida e morte de mais de 10,6 milhões de pessoas, em mais de 32 países, em todos os continentes.

Leia na íntegra: https://goo.gl/7aop7a

7 hábitos que toda mulher deve abandonar

Além de visitas frequentes ao ginecologista, a mulher aprende bem cedo que alguns hábitos são essenciais para sua saúde ginecológica. O texto publicado pelo portal Vix e garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, alerta sobre 7 hábitos que toda mulher deve abandonar para manter sua saúde em dia.

1 – Não demorar muito de uma visita a outra no ginecologista – os especialistas recomendam ir de 6 em 6 meses.

2 – Esperar o início da vida sexual para ir ao ginecologista. É importante que a adolescente também visite o ginecologista.

3 – Esconder ou não comentar os incômodos com o médico. Realmente não é fácil se abrir, mas o médico precisa saber o que se passa para tratar.

4 – Usar produtos mirabolantes para higiene intima. Os ginecologistas recomendam água e sabão. Nada a mais é recomendado.

Leia na íntegra: https://goo.gl/Wf9NM3

O Álcool – a droga que mais mata no Brasil

Atualmente entre 20 a 30 milhões de brasileiros consomem algum tipo de bebida alcoólica frequentemente. Para se ter uma ideia, a segunda droga mais consumida que é a maconha fica com 3 milhões de usuários, as drogas devastadoras como o crack, cerca de 600 mil pessoas. Com uma diferença tão grande para o segundo lugar, o álcool leva o troféu de pior droga entre os brasileiros por seu caráter legal, pois quem bebe não está infringindo a lei (a não ser que saia dirigindo depois). O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, conversou com o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, para entender como reconhecer quando o álcool é um problema e como sair dessa.

Quando se tem em mente os danos causados pelo consumo de drogas como cocaína e crack fica difícil acreditar que o álcool possa ser a pior droga que existe atualmente. Para o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho, médico homeopata da Clínica Similia e presidente da AMHB (Associação Médica Homeopata Brasileira) o que leva o álcool ao topo das piores drogas é o caráter permissivo e cultural. “Temos um problema cultural quando não há uma festa sem álcool. Eu já vi relatos de pessoas que diziam que os avôs colocavam vinhos em suas mamadeiras para que adormecessem mais facilmente. A publicidade associa o prazer com o hábito do consumo da bebida alcoólica, e tudo isso de forma permissiva” relata Dr. Ariovaldo.

Como saber que é um problema?

Para Dr. Ariovaldo não existe idade segura, nem quantidade segura para o consumo, o álcool sempre é prejudicial. “Em pequenas quantidades, socialmente, são aceitos, mas vira um problema quando passa a ser consumido de maneira regular, por semanas, meses e anos. O organismo tem uma tendência a se acostumar com o que é ingerido e adquire essa necessidade de consumo, cada vez maior. O hábito vira vício”, alerta o médico.

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho explica que quando um paciente chega no seu consultório e relata que consome todo dia uma quantidade de álcool, que seja uma taça de vinho, é possível observar que já existe uma espécie de alcoolismo, pois o hábito denota isso. “Deve-se analisar o paciente como um todo, para tentar entender a causa do alcoolismo. Há várias causas, que podem ser comportamentais como o hábito, hereditárias como o caso de adicção, ou psíquicas como depressão. É necessário uma avaliação médica completa”, explica o médico homeopata.

Como ajudar um alcoólatra?

Para o Dr. Ariovaldo o primeiro passo para ajudar, é a pessoa reconhecer que precisa de ajuda. “O primeiro e mais importante passo é que a pessoa reconheça que precisa de ajuda para livra-se desse vício, pois ela não possui mais o controle, ou seja, ela é dependente. Normalmente esse reconhecimento por parte da pessoa se dá de 3 formas. A primeira, e mais comum, é na saúde. A segunda é por conta das suas relações sociais e familiares. E a terceira forma é referente aos reflexos no trabalho”, esclarece o médico.

Quanto à saúde, a pessoa pode começar a ficar hipertensa, diabética e apresentar outros problemas graves. Paralelamente, a pessoa pode ter problemas familiares, como separações, crises nos relacionamentos, etc. E também problemas no trabalho, de concentração, baixa no rendimento, faltas devido a ressacas, inconstâncias e, por isso, encontra dificuldade em manter seu emprego. O complicado é quando a pessoa não reconhece que precisa de ajuda para controlar o vício, ela acredita que tem o domínio e que para quando quiser. Todos à sua volta percebem, mas ela não admite. Nesse caso, é importante que os familiares, as pessoas que amam esse dependente, busquem ajuda.

No Brasil existe um grupo de apoio aos familiares de alcoólatras chamado Al-Anon. Nas reuniões, que funcionam similares às do AA, os familiares trocam experiências e contam com apoio de psicólogos para superar e ajudar seu ente querido.

Tratamento homeopático

Dr. Ariovaldo explica que a homeopatia pode ajudar. “Há medicamentos homeopáticos que podem auxiliar no controle do consumo do álcool e outras drogas, mas antes de indica-los o médico deverá tentar entender a causa desse alcoolismo. Sem tratar a causa, os sintomas tendem a voltar” justifica o homeopata.


dr-ariovaldo

Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho

Graduação em Medicina em 1983 pela UNIFESP – CRM/SP 47385 – RQE 11125.

Exercício profissional da medicina em clínica médica e pediátrica desde 1984.

Especialista em Homeopatia e Acupuntura pela Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB) em convênio com a AMB e CFM.

Presidente da Associação Médica Homeopática Brasileira (AMHB).

Presidente da Associação Paulista de Homeopatia (APH – 2002/2005 e 2005/2008).

Diretor científico do Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Homeopatia da Alpha-APH (www.especializacaohomeopatia.com.br).

Presidente do XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE HOMEOPATIA (Hotel Maksoud Plaza – São Paulo/SP – 09/2008).

Professor convidado de diversas associações e instituições nacionais e internacionais de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, jornadas, cursos, seminários etc.).

Autor dos livros Repertório de Homeopatia, Repertório de Homeopatia Pediátrica, Repertório de Sintomas Homeopáticos (6ª ed.), Repertório Homeopático Digital (publicação eletrônica, 4ª ed.), Repertório de Sintomas-chave em Pediatria Homeopática e Conhecendo o Repertório e a Semiologia Homeopática. Possui também inúmeros artigos e colaborações em livros e publicações científicas.

Reclamar faz mal à saúde

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um texto do portal “Minha Vida”, que comenta um estudo interessante: reclamar pode sim fazer mal à saúde.

Segundo o texto, ao reclamarmos, nosso organismo produz mais cortisol, o hormônio do estresse. Isso altera a pressão arterial e enfraquece o sistema imunológico.

Do mesmo jeito que a felicidade faz bem à saúde, o oposto, ou seja, pessoas infelizes, que só reclamam, dentem a ter a saúde mais fraca.

<< Leia O Segredo da Felicidade >>

Segundo o texto afirma, hábitos reestruturam o cérebro. Se esses hábitos forem de negativos, como reclamar, facilitam o surgimento de novos pensamentos ruins no futuro, de forma aleatória. Inclusive, reclamar demais enfraquece o sistema imunológico, provocando o aumento da pressão arterial.

Leia o texto na íntegra: https://goo.gl/H5gTlb

Remédio é associado a surto em crianças

Uma notícia assustadora foi divulgada pelas autoridades australianas em relação ao princípio ativo de um medicamento para asma. Segundo o texto, garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, publicado pelo portal da revista Veja, o risco é baixo, mas existe.

A matéria afirma que uma classe de medicamentos para asma estaria associada a episódios de depressão e até pensamentos suicidas em crianças. Tratam-se de medicamentos alopáticos de uso comum para tratamento de rinite, asma e dermatite atópica, principalmente em crianças e adolescentes.

O Blog Homeopatia e Saúde recomenda a leitura na íntegra do texto e a consulta de um especialista homeopático, pois os medicamentos que a homeopatia utiliza não possuem contra indicação.

Leia o texto: https://goo.gl/jwmLrC

Atividade física para os pequenos

Atividade física é muito importante para as crianças em qualquer idade, desde os bebes que correm ainda cambaleantes até os que chutam bola com firmeza. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, conversou com a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, pediatra e homeopata para entender todos os fatores de atividades físicas e os pequeninos. Leia o texto e compartilhe.

As atividades físicas auxiliam o organismo infantil a amadurecer os órgãos ligados ao crescimento osseo muscular e ao sistema imunológico. Brincar, correr em parques, chutar bola, subir em árvore, muros, andar de bicicleta, patins, skate e outras atividades livres de crianças também são atividades físicas, por isso quanto mais a criança brincar livre, melhor será para o desenvolvimento muscular, ósseo e o sistema imunológico desse ser.

natacao_bebeSegundo Dra. Ana, as atividades físicas como natação, judô, ballet e outras aulas, devem ter seu momento certo. “A natação é uma atividade física completa, capaz de estimular todo um conjunto de músculos do corpo, podendo ser frequentada por crianças a partir dos 4 meses de vida. Cabe aqui ressaltar que  bebês podem ter aulas de natação em escolas especializadas, cujo tratamento da água seja adequado aos bebês e seus acompanhantes, já que até os 2 anos a criança faz aula de natação acompanhada por um adulto. Aulas como futebol e ballet são recomendadas apenas a partir dos 5 anos de idade. Musculação é recomendado somente após os 12 anos, sempre com acompanhamento de um monitor ou professor, com apresentação de atestado médico de aptidão a atividade física,” recomenda Dra. Ana Lucia.

A médica também faz um alerta para quem mora em condomínios que possuem piscinas e academias de ginástica: “Crianças devem frequentar a piscina somente por lazer, sempre com um adulto responsável, e após os 5 anos de idade, por conta do tratamento da água. E para a ginástica na academia vale a mesma regra, apenas após os 12 anos, com um profissional acompanhando e atestado médico permitindo”, alerta.7haw7j4isifokufy71a0j6hkr

Problemas respiratórios

É de conhecimento da cultura geral que natação é bom para crianças e adolescentes com problemas respiratórios, como asma e bronquite. Dra. Ana explica essa crença popular. “É verdade que natação é recomendado para crianças com asma ou bronquite. Isso porque nessas crianças, geralmente os pulmões são pouco estimulados ou mesmo pouco desenvolvidos, por isso a prática destas atividades com objetivo de fortalecimento pulmonar é benéfica. Porém é importante, principalmente em crianças com essas patologias, o atestado médico de aptidão da atividade física”, recomenda Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

31f297149de245718c84ee569bc89cf1Vale sempre lembrar que exercício físico e esportes no geral desenvolvem aptidões sociais, auto-confiança, espirito de equipe, empatia, e uma série de sentimentos positivos, além das melhoras físicas, como sistema imunológico, cardiovascular, etc.

Ótimas razões para comer banana com aveia

Um texto publicado pelo portal vix, e garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, afirma que essa mistura, bem comum de ingerirmos quando somos crianças, deve ser também consumida na nossa vida adulta.

Isso porque tanto a fruta quanto o cereal estimulam a produção de serotonina, um dos hormônios neurotransmissores, responsável pela criação da felicidade no organismo. Além disso, ambos os alimentos possuem benefícios para a saúde.

Aveia contem altas doses da substância que turbina a liberação da serotonina no cérebro, é rica em selênio que colabora para a produção de energia. Além disso a aveia é comumente utilizada em dietas para emagrecer, pois é de fácil digestão, rica em fibras, o que ajuda na redução de gordura no organismo.

Já a banana tem substâncias que auxiliam no humor, além de carboidratos saudáveis e vitamina B6, que garantem mais disposição no organismo. Além disso a banana é uma poderosa aliada na perda de peso. Com teor de gordura baixo, rica em fibras, ajuda o intestino a funcionar bem e evita retenção de líquidos.

Conheça as outras vantagens dessa poderosa dupla: https://goo.gl/29ea38

Chefe ruim pode adoecer funcionários

Segundo artigo publicado pelo médico e escritor Travis Bradberry no seu perfil da rede social profissional Linkedin, um chefe ruim pode fazer tão mal para a saúde dos seus funcionários, quanto fumar passivamente.

O texto, garimpado pela equipe do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, afirma que quanto mais tempo uma pessoa passa trabalhando para alguém que a deixa infeliz, maiores serão os danos para sua saúde física e mental.

Leia também “O segredo para felicidade”

O artigo foi compartilhado e traduzido pela jornalista Ana Colombia. Segundo o que ela afirma, dados levantados pela associação de psicologia dos Estados Unidos revelam que 75% dos trabalhadores americanos consideram seus chefes a maior razão de estresse no trabalho, porém, 59% dessas pessoas não largariam o emprego, mesmo infelizes.

Segundo o texto discorre, é importante saber diferenciar um chefe ruim de um problema de afinidade com essa pessoa. Para isso, vale observar essas dicas: chefes ruins são normalmente, verbalmente agressivos, narcisistas e até violentos em alguns casos. Frases de auto afirmação e diminuição do subalterno também são comuns para chefes ruins. Do tipo “Aqui nada funciona se eu não estiver por perto!”, “Nós sempre fizemos assim!” ou “Agradeça que você tem um emprego.”

Leia a matéria na íntegra: https://goo.gl/nf3CH3

Ser Mulher – Ciclo menstrual no pós-parto

Após a mulher dar à luz, seu corpo passa por um processo para “retornar” ao que era antes de engravidar. Nesse processo o útero diminui, entre outras coisas. O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, na série “Ser Mulher”, tenta explicar de forma simples, o que acontece no corpo da mulher nessa etapa.

A gravidez é um momento lindo, mas muito difícil para a mulher. As mudanças no corpo da mulher, nos hormônios, tudo é muito incomodo para ela. Verdade seja dita, mas ficar gravida não são apenas flores. Muitas mulheres já assumem abertamente que odiaram essa sensação das mudanças do corpo. E após o parto, as mudanças não cessam. Na verdade, essa etapa é marcada por duas características totalmente interligadas: uma é o retorno do útero e ovário à condição inicial, de antes da gravidez, e a segunda é sobre à lactação. Vamos entender o que ocorre no corpo da mulher que acabou de ter neném, para ele voltar às condições “normais” de antes da gravidez.

gravidez-resultados-testesEsse período que popularmente é conhecido como quarentena, pois dura em torno de 40 dias ocorre o chamado “puerpério”. Se você nunca ouviu falar nesse nome, não tem problema, você provavelmente sabe o que é, só não está ligando o nome à pessoa. O puerpério é o sangramento via vaginal que ocorre na mulher logo após ela parir. E apenas para esclarecer, não é a mesma coisa que menstruar. É importante ressaltar que nesse período o sexo não é recomendado, pois o organismo da mulher está se refazendo, e além de causar dor para ela, as chances de uma gravidez nesse período são muito grandes.

Esse sangramento, ou seja, o puerpério tem fluxo intenso inicialmente, e coloração avermelhada. À medida que o útero se contrai e vai voltando ao tamanho normal, o fluxo diminui e a cor muda: se torna rosa, passando por marrom até ficar amarelado. Se o parto foi normal, o fluxo pode ser mais intenso, já que a retirada da placenta estimula a expulsão dos tecidos restantes, promovendo a regeneração uterina. Porém, após o fim do puerpério é natural ficar sem ovular e, portanto, sem menstruar também durante alguns meses.

Esse processo de bloqueio da ovulação ocorre no organismo por conta de hormônios produzidos durante lactação. A menstruação, em geral, volta ao normal, quando o bebê não mamar tanto, pois esses hormônios do aleitamento diminuem, e o corpo passa a ovular e, consequentemente, a menstruar.

Mas é importante ressaltar que na medicina nada é exato como na matemática. Algumas mulheres podem começar a ovular, mesmo enquanto amamentem, ou até mesmo enquanto ainda estão no puerpério, correndo o risco de engravidar nesse período.

imagesSe não há desejo de engravidar novamente, nesse período o mais eficaz é utilizar um método contraceptivo. O ideal, sem dúvida, é o uso de preservativo, já que o anticoncepcional, nesse caso, não é indicado, por conta da lactação e amamentação.

É importante também ficar atenta a qualquer alteração do sangramento. Se ele estiver muito intenso, com coágulos grandes, cheiro ruim ou se a mulher apresentar ter febre e calafrios é sinal de que alguma coisa está errada, e deve-se procurar o médico imediatamente.

Consulte um médico de sua confiança e leia as dicas do Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo.

 

12 sinais de falta de vitamina D

Que a vitamina D é muito importante para o bom funcionamento do corpo, já sabemos. Essa vitamina é essencial para fortalecer os ossos, pois só com ela que o sangue absorve o cálcio. Também ajuda na redução de certos tipos de câncer, como próstata, de mama e de cólon. A vitamina D também é responsável pela regeneração do nosso sistema imunológico.

Também já sabemos que a principal fonte de vitamina D é o sol, por isso é importante ser exposto ao astro rei, pelo menos 15 minutos, antes das 10 da manhã, sem protetor solar.

O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um texto do portal The Secret, que aponta 12 sinais de carência de vitamina D. Fique atento.

1 – Ossos e músculos frágeis – Se começar a sentir menos força, fraqueza nos dentes e ossos, você pode estar com deficit de vitamina D.

2 – Angustia e depressão – Poucas pessoas sabem, mas uma das causas da depressão química é a ausência de vitamina D. Quando as taxas dessa vitamina estão baixas as pessoas tendem a ficar deprimidas ou em estado de profunda tristeza.

Conheça os outros sinais no texto, na íntegra: https://goo.gl/xt9FfC

5 segredinhos para funcionar como um relógio!

Uma das maiores reclamações, principalmente entre as mulheres, é sobre o funcionamento do intestino. Por isso o Blog Homeopatia e Saúde é uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou um texto do portal vix que conta 5 segredos para o bom funcionamento do intestino. Deixe de lado a constipação com essas dicas simples.

1 – Beba água. Independentemente de onde estiver, água sempre será sempre um remédio. Tenha água sempre por perto. Entenda que o simples fato de beber água, no mínimo 2 litros por dia, já é capaz de manter o intestino funcionando.

2 – Evite refrigerante ou qualquer outro tipo de bebida com açúcar, como sucos industrializados, isotônicos, etc. O açúcar faz mal para o intestino, pois bactérias que residem ali e se alimentam de açúcar, deixam o órgão mais lento.

3 – Rotina – Dormir, acordar e se alimentar nos mesmo horários, diariamente além de criar a rotina para emagrecer e manter o peso, também contribuem com o correto funcionamento do intestino.

Conheça quais as outras dicas no texto, na íntegra https://goo.gl/MTI6M7

Varizes

35% da população brasileira tem algum grau da doença venosa. As varizes afetam bem mais mulheres do que homens. Porque, como elas surgem, como prevenir e como tratar? O Blog Homeopatia e Saúde, uma publicação da Clínica Similia – Homeopatia de qualidade em São Paulo – Região da Av. Paulista, vinculada ao Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vem desvendar tudo sobre varizes. Leia e compartilhe.

Varizes são veias tortuosas ou seja, uma deformação nas veias do corpo. As veias varicosas ou varizes são dilatadas, sinuosas e, na maioria das vezes, superficiais, pois se desenvolvem logo abaixo da superfície da pele. Qualquer veia pode ser afetada, porém é mais comum em veias de pernas e pés, principalmente para pessoas que ficam muito tempo em pé parado ou sentado por longos períodos, isso porque nessas situações aumenta-se a pressão nas veias da parte inferior do corpo. Dessa forma a veia torna-se incapaz de fazer com que o sangue flua somente na direção do coração. Assim, o sangue fica congestionado nestas veias, tornando-as mais volumosas e por isso mais visíveis.

Sintomas

Além da aparência da veia saltada, as varizes provocam fadiga e desconforto doloroso, sensação de peso, queimação e/ou de dor. Inchaços, especialmente na região dos tornozelos também são comuns, além de câimbras e pernas inquietas. Outros sintomas também apresentados são pigmentação e ulceração da pele na região afetada.

Causas

Uma das causas mais comuns de desenvolvimento da varizes é a ausência de exercício físicos. Caminhadas e corridas são os mais indicados para quem já apresenta algum grau de deformação nas veias. Cada vez que pisamos no chão (quando andamos), o sangue acumulado nos pés é impulsionado para cima, por isso a prática de se caminhar regularmente é muito benéfica para quem sofre de varizes. A contração da musculatura da região posterior das pernas durante a caminhada e atividade física é importante para auxiliar a circulação sanguínea e o retorno venoso.

A hereditariedade é um fator forte a se levar em consideração para o surgimento de varizes, pois a deficiência de proteínas, como a elastina e o colágeno, é passada de pai para filho. Por isso, se sua mãe, sua tia, sua avó, sofrem ou sofriam de varizes, você tem grande tendência a também sofrer. Não quer dizer que vá, então para manter suas veias saudáveis movimente-se e consulte sempre um médico de confiança.

Obesidade, sedentarismo e tabagismo também aparecem na lista de fatores que contribuem para o surgimento de varizes.

003Risco maior para mulheres

Um mal que atinge tanto homens quanto mulheres, mas que para cada homem há 3 mulheres. O culpado, nesse caso, é o hormônio. Ou melhor dizendo, os fatores hormonais. Durante a gravidez esse risco ainda amenta. Além disse a menstruação e a menopausa parecem favorecer a dilatação das veias. Alguns pesquisadores acreditam que as terapias de reposição hormonal e o uso de anticoncepcional aumentem também o risco.

Outro fator a se levar em consideração para as mulheres é o uso do salto alto. A musculatura da panturrilha fica subutilizada quando se usa saltos muitos altos, e que isso prejudica o retorno do sangue para o coração. Quando o uso de salto é constante, principalmente se a pessoa fica em pé muito tempo, contribui para o surgimento das varizes.

Tratamento

Dependendo do grau de comprometimento da veia o tratamento pode ser apenas estético, como cremes ou uso de meias de compressão. Se as varizes forem mais profundas podem ser recomendado cirurgia. O médico vai definir e orientar qual o melhor tratamento.

O Blog Homeopatia e Saúde, recomenda que para evitar varizes e manter o corpo saudável, tenha sempre uma alimentação balanceada, hábitos saudáveis e a prática de atividade física.