Monthly Archives: julho 2016

Superproteção na infância cria adultos inseguros

Ser responsável pela educação de uma criança não é tarefa fácil, principalmente porque pequenas ações no dia a dia podem refletir de uma forma inesperada no futuro do filho. Se você tem atitudes como arrumar a bagunça da criança após as brincadeiras, prometer um presente caso o pequeno tome um remédio, entre outros comportamentos, saiba que você pode estar contribuindo para a deseducação do jovem. Profissionais comentam que quando a vida dos filhos é muito facilitada pelos pais, o desenvolvimento e o aprendizado na resolução dos próprios problemas ocorre de forma tardia.

Pesquisa

Uma publicação do Journal of Children and Family Studies, reuniu artigos de diversas partes do mundo que apontam para um fator comum: pais que assumem a resolução dos problemas dos filhos contribuem para que estes cresçam inseguros. A consequência é que esse tipo de criança adota um comportamento impulsivo, tornando-se um adulto imaturo, egoísta e avesso às responsabilidades. Ao assumir o controle de suas ações, esses jovens crescem sem a autoconfiança necessária para atuar em diversas situações.

Saiba mais

Pensando em melhor orientar os leitores sobre este assunto relacionado a educação dos mais jovens, o blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Simília, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, levantou um material que aborda diversos estudos a respeito dessa abordagem. Para verificar a reportagem mais aprofundada sobre este tema, confira o link clicando aqui.

Coçar os olhos pode fazer mal para a vista

Não é intencional, mas quando percebemos, lá estão nossos dedos pressionando nossos olhos, em uma tentativa de coçá-los. A mania aparentemente inofensiva pode causar algum tipo de infecção no local ou então tornar mais grave uma deformidade na córnea, contribuindo para que aqueles que têm astigmatismo ou miopia tenham o grau aumentado. Para melhor te orientar sobre tais cuidados, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, pesquisou mais a respeito do assunto.

Quer saber o motivo desse agravamento? Nossos olhos são formados por fibras e, quando coçados, o efeito produzido é como se as fibras fossem esticadas. Ao fazer desse ato um hábito, o grau tanto da miopia quanto do astigmatismo vão aumentando, doenças essas desenvolvidas a partir de uma alteração na córnea chamada de ceratocone. Os sintomas mais aparentes disso são: vista borrada, deformidade de luzes e fotofobia ou então imagens duplicadas.

Saiba mais

Outros problemas desencadeados por esse toque são as inflamações, como a conjuntivite. Isso porque as bactérias que estão na mão são levadas diretamente aos olhos. Quer saber quais cuidados tomar e mais informações sobre como diagnosticar essas situações? Confira o material selecionado especialmente para sanar suas dúvidas escolhido pelo blog Homeopatia e Saúde, clicando aqui.

Dislexia e TDAH podem dificultar o aprendizado

A dificuldade de aprendizado assola uma parcela da população em fase escolar, e não raro os professores não estão preparados para lidarem com alguns tipos de fatores. A dislexia é um problema que afeta, no Brasil, 7% das crianças e, em sua maioria, do sexo masculino. Já o caso do déficit de atenção e hiperatividade acomete 4,4% dos jovens no País. São problemas diferentes, mas que impactam a vida escolar, social e familiar da criança e que requerem o devido cuidado. Você sabe diferenciar uma situação da outra?

Para identificar tais situações, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, levantou mais informações sobre esses distúrbios. Além disso, a Dra. Ana Lúcia Dias Paulo também esclareceu alguns pontos sobre o distúrbio da dislexia.

Dislexia

Mensalmente aproximadamente 2 mil pessoas buscam auxílio na Associação Brasileira de Dislexia (ABD) procurando informações sobre o problema, que é notado pelos pais geralmente quando a criança já ingressou na fase escolar. A partir das dificuldades de aprendizado é que percebem, então, que há algo que demanda mais atenção. Esse é o caminho percorrido por muitas pessoas na identificação do distúrbio e é a partir disso que se dá o início do tratamento para enfrentar os obstáculos.

“A dislexia não é uma doença, mas um distúrbio genético e neurológico, que independe da maneira da alfabetização da criança. Desta forma, precisa ser compreendida e principalmente aceita pelos familiares. Não é preguiça, mas os pais precisam saber que através de atitudes de amor e apoio, aliado ao envolvido de profissionais competentes, é possível oferecer à criança muito mais do que o entendimento de um texto e boas notas na escola”, destaca a pediatra e homeopata Dra. Ana Lúcia Dias Paulo, da Clínica Similia.

Os profissionais que podem auxiliar a criança nesse caminho são fonoaudiólogos, psicólogos e psicopedagogos, por exemplo. “É importante desenvolver em especial a autoconfiança do pequeno, auxiliando a ser um adulto equilibrado e principalmente feliz”, comenta a médica. Alguns sintomas nesse primeiro momento são mais comuns e podem te auxiliar na identificação. O blog Homeopatia e Saúde levantou alguns deles para que você possa se inteirar do assunto:

– Ao escrever, a criança une palavras que normalmente são escritas separadas e vice-versa, ou então troca as letras;

– A dificuldade de evoluir da letra de forma para a grafia cursiva é mais demorada e há mais dificuldade na coordenação motora fina – os garranchos nem sempre são normais;

– Algumas disciplinas tendem a ser mais difíceis, como a matemática, processos de decorar a tabuada ou então compreender o enunciado de alguma atividade;

– O entendimento do assunto é mais fácil ao ouvir que ler, e a criança se sair melhor falando que escrevendo;

– Desatenção e facilidade para dispersar de algum assunto são pontos frequentes;

– Pessoas com dislexia tem muita dificuldade de aprender um idioma como o inglês;

– Se o problema não é diagnosticado na infância, na fase adulta a pessoa passa a investigar o que há de errado e o que por ventura está atrapalhando seu desenvolvimento, seja ao prestar vestibular, no trabalho ou na faculdade;

Déficit de atenção

O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é caracterizado pela falta de atenção, inquietação e impulsividade da pessoa. É um transtorno que pode acometer tanto crianças quanto adultos, sendo que nos mais jovens a característica predominante envolve o comportamento. A consequência é um desempenho baixo na escola, suspensão ou expulsão de sala de aula, dificuldades em se relacionar com os próprios familiares ou colegas. É possível também desencadear quadros de depressão, ansiedade ou uma baixa autoestima.

Outros padrões que configuram o TDAH pode ser somado à falta de atenção em sala, brincadeiras e jogos, por exemplo. A hiperatividade também acompanha esse comportamento. É possível adquirir estratégias para que o distúrbio seja identificado logo cedo, a fim de prevenir que se agrave e também trabalhar de modo que essa situação não venha a prejudicar o andamento da vida da criança. Sem o diagnóstico devido até os 12 anos de idade, as consequências na vida adulta serão piores.

Incentivo

Por isso o blog Homeopatia e Saúde incentiva para que os pais ou responsáveis acompanhem desde cedo suas crianças para que o quanto antes esses sintomas sejam percebidos e tratados.

Dra. Ana Lúcia Dias Paulo se graduou em Medicina em 1983 na Universidade São Francisco – CRM 47937. Atua profissionalmente na área de clínica médica e pediátrica desde 1984. É Especialista em Homeopatia pela Associação Médica Homeopática Brasileira em convênio com AMB e CFM, realizou o curso de Especialização em Acupuntura pelo Center AO, em convênio com a UNIFESP. Além disso, é membro do Corpo Docente da Alpha-APH em convênio com a Associação Paulista de Homeopatia (APH), professora convidada de diversas associações e instituições de ensino da Homeopatia, bem como, conferencista em inúmeros eventos relacionados (congressos, cursos etc.) e autora dos livros Os Miúdos. Pequenos Medicamentos em Pediatria Homeopática e O que você precisa saber sobre o Medicamento Homeopático, ambos da Editora Organon.

Seu cabelo pode refletir muito sobre sua saúde

Quando algo não vai bem no interior, o reflexo é em nossa aparência. Nesse sentido, nossos cabelos podem dizer muito sobre como anda a nossa saúde: oleosidade frequente ou caspa não são meros detalhes irritantes. A persistência desses sintomas nos fios pode alegar falta de nutrientes ou problemas mais sérios. Para sanar essas dúvidas, o blog Homeopatia e Saúde pesquisou mais informações a respeito deste tema.

 
Sintomas
A caspa, por exemplo, pode ser desencadeada por uma má alimentação, com a ingestão exagerada de carboidratos ou mesmo álcool. No entanto, fatores emocionais e ansiedade também podem influenciar na descamação do couro cabeludo. Além de xampus anticaspa, recomenda-se a consulta com um especialista para que o medicamento adequado seja receitado. Isso vale tanto para a caspa seca quanto a caspa oleosa.
Outra ocorrência é a queda de cabelo, que pode estar associada a doença como o hipotireoidismo, ao estresse e também a uma má alimentação. A calvície, os cabelos brancos e a oleosidade também podem ser consequência de algo que não vai bem no seu organismo.

Saiba mais

Quer conferir outros problemas capilares e suas formas de tratamento? Confira o material selecionado pelo blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, que é coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo. Clique aqui para ler mais.

Reduza o consumo de açúcar em 5 passos

Difícil resistir ao hábito de comer um docinho após o almoço, não é mesmo? Quando a TPM está próxima também, é complicado resistir a um chocolate. No entanto, você sabia que o consumo excessivo do açúcar pode causar dependência? Recentemente o Ministério da Saúde divulgou um estudo que mostra que um a cada cinco brasileiros ingere algum tipo de doce por cinco ou mais vezes diariamente. Quando verificamos a faixa etária dos 18 aos 24 anos, 30% deles comem doces todos os dias.

Esse estudo foi realizado com o objetivo de alertar sobre os malefícios desse hábito e, pensando em difundir essas informações, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, foi buscar mais dados sobre o assunto. O consumo exagerado está ligado à obesidade e é necessário se controlar. Para contornar esse desejo de ingerir açúcar diariamente, é possível adotar algumas estratégias para reduzir essa vontade.

Cinco passos
Pensando na sua saúde, confira cinco dicas escolhidas para te ajudar a diminuir o consumo. Uma dessas sugestões é distribuir bem as calorias ingeridas ao longo do dia, comendo de três em três horas, sem pular as principais refeições que são: café da manhã, almoço e janta. Isso porque quando esse equilíbrio não é alcançado, o organismo tende a compensar, fazendo com que a vontade de comer doces ou carboidratos aumente, em especial durante a noite.

Saiba mais
Quer conferir as outras quatro dicas? Veja a reportagem selecionada pelo blog Homeopatia e Saúde sobre este conteúdo clicando aqui.

Confira os benefícios do colesterol bom

Falar de colesterol geralmente está ligado a mais uma porção de questões, como se o nível está alto, baixo, LDL, HDL, triglicerídeos e, claro, o colesterol bom. Constantemente nos deparamos com inúmeras informações a respeito da cada uma dessas siglas e o significado de cada item e isso pode nos confundir. Pensando em esclarecer esse assunto, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, apresenta nessa postagem mais informações sobre o que pode até causar dúvidas, mas é benéfico para nossa saúde: o colesterol bom.

Também chamado de HDL, ou High-density Lipoprotein, este componente exerce a função de remover o colesterol ruim, que é o LDL (Low Density Lipoprotein), do organismo – o caminho percorrido o leva até o fígado, onde é metabolizado e, por fim, removido do corpo. Em outras palavras, ele é bom porque quando o colesterol HDL está circulando em nossa corrente sanguínea, é capaz de captar a gordura que está em excesso e transportar até o fígado, onde se transforma em bile.

Tachado como inimigo, há o lado positivo do colesterol, principalmente porque este é o componente ligado ao metabolismo, à produção de alguns hormônios e cortisol, além de que é também o responsável por envolver todas as células do corpo através das membranas. Por isso o blog Homeopatia e Saúde, da Dra Ana Lucia Dias Paulo e do Dr Ariovaldo Ribeiro Filho levantou dados sobre como aumentar o colesterol bom e alimentos que contribuem para esse processo.

Aumentar o HDL

A partir da alimentação é possível aumentar o nível de colesterol bom. A recomendação é simples: manter uma alimentação saudável, deixando de lado o consumo de açúcar em excesso e outros alimentos que apresentem gordura trans. Em contrapartida, para o benefício da saúde, recomenda-se aumentar a ingestão de ômega 3, 6 e 9, que podem ser encontradas em alguns peixes, como o salmão, a sardinha e o atum. A frequência é consumir esses alimentos por três vezes na semana.

Além disso, manter a atividade física com essa mesma frequência também é de suma importância para desenvolver o sistema cardiovascular, fazendo com que a gordura do corpo seja queimada e, por consequência, reduzindo a gordura que pode estar na corrente sanguínea. Quando o colesterol ruim está alto e o bom, baixo, uma das formas de tratamento também consiste na medicação para alcançar o objetivo mais rapidamente.

Alimentos

O colesterol em nosso organismo se origina de duas formas, sendo ela o produzido pelo fígado ou o que é adquirido por meio da ingestão dos alimentos. Outros alimentos que o blog Homeopatia e Saúde pesquisou contribuem com o colesterol bom, diminuindo o ruim, podem ser acrescentados ao cardápio, como a berinjela, o azeite extra virgem, morango, abacate e a ingestão de fibras solúveis. Ao ingerir frutas como maçã, ameixa, pêra ou pêssego, procure comer com a casca. Alimentos que são ricos em colesterol devem ser evitados, são eles: manteiga, polvo, camarão e até mesmo a gema do ovo deve ter o consumo moderado. Boas fontes de gordura que podem ser consumidas são: azeitona, semente de girassol e abacate.

Quem sofre com o elevado nível de colesterol ruim deve evitar ao máximo o consumo de carnes vermelhas, bacon, margarina, biscoitos recheados, salgadinhos, frituras, creme de leite – se preferível, cortar esses alimentos da dieta.

Níveis

Essas medidas são utilizadas para avaliar o risco de problemas cardiovasculares, por isso seu acompanhamento e manutenção são importantes. Quando o LDL está abaixo de 100 mg/dl, esse nível é considerado ótimo e, para grande parte das pessoas, ter menos de 130 mg/dl é um valor aceitável e passa a ser preocupado quando ultrapassa os 160 mg/dl. Quando o HDL está abaixo de 40 mg/dl, o risco de uma doença cardiovascular aumento – maior de 60 mg/dl é considerado ótimo.

Risco do colesterol ruim

Quando tanto o LDL quanto o VLDL estão em alta concentração, passam a depositar gorduras nas laterais dos vasos sanguíneos, formando placas. Esse processo tem um nome específico, que é aterosclerose: quando as moléculas de colesterol circulam em busca de um tecido que necessite de sua atuação para o bom funcionamento, mas não encontra, então fica depositado na parede dos vasos. Isso contribui para a obstrução do mesmo, influenciando inclusive no transporte de nutrientes aos tecidos do corpo. Uma vez que esse processo ocorre em uma artéria do coração (artérias coronárias), a consequência é um infarto.

Má higienização íntima masculina pode causar doenças

cueca_16735_36577Higiene masculina não é exagero, principalmente quando esse assunto influencia diretamente a saúde do homem. Não basta um banho por dia para se ver livre de problemas ocasionados pela falta de cuidado com o corpo. A higiene íntima, ou melhor, a falta dela, é responsável por gerar irritações e inflamações nas genitais, favorecendo o início de uma coceira ou infecções mais severas causadas pela presença de fungos, como a conhecida candidíase, por exemplo.

O blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, foi pesquisar mais sobre esse assunto para oferecer a você dicas importantes para evitar essa situação desconfortável. Parece absurdamente simples, mas o ato de lavar as mãos evita levar bactérias para as regiões íntimas. Muitas vezes tem pessoas que esquecem desse ato tão básico e por um deslize, os homens que levarem a mão suja ao pênis pode contrair diversas doenças. Isso porque os germes entram em contato com a mucosa do local, além da pele.

Normalmente o ato de enxugar o pênis após urinar não é muito usual, no entanto, esse simples comportamento minimiza as chances de que resquícios de urina fiquem em contato na cueca. Quando ocorre de esses resíduos ficarem em contato com a pele, as chances para gerar uma inflamação na área são grandes. Quer conferir mais dicas e evitar adoecer por falta de higienização? Confira o material selecionado pelo blog Homeopatia e Saúde: http://goo.gl/1mDsI0

Saiba como armazenar os alimentos na geladeira

geladeiraQuando armazenamos alimentos na geladeira, não significa que por estarem refrigerados, está tudo bem. A disposição da comida no espaço também conta, e às vezes passamos a vida inteira guardando os itens nos locais indevidos. Você sabia que o lugar escolhido para os guardar pode influenciar na qualidade dos produtos? Pensando em te orientar da melhor maneira que o blog Homeopatia e Saúde selecionou informações sobre este assunto.

Sabe aquele espaço na porta da geladeira reservado para os ovos? Aquele loca é realmente correto? O primeiro passo nesse caso é remover os ovos das embalagens de papelão e utilizar um pote de vidro ou plástico que possa ser tampado para o armazenamento correto. Na porta da geladeira a temperatura não é a ideal, uma vez que o eletrodoméstico é fechado e aberto constantemente.

Já o leite e derivados, após abertos, precisam estar refrigerados. Seguindo a mesma lógica da temperatura alterada na porta da geladeira, evite colocá-los nesse local. Se a embalagem não tiver vedação, como caixas em que se faz necessário cortar as pontas, proteja com plástico filme. Atente-se, independente do alimento, às orientações das embalagens. Quer verificar as dicas sobre outros produtos que devem ou não ser guardados na geladeira?

Confira a dica que o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, selecionou para você. Acesse o link a seguir: http://goo.gl/Iv0a3M 

É possível driblar os desafios da maternidade em tempos atuais

ser mulherTraumas vivenciados durante a infância podem refletir no desenvolvimento de algum aspecto da vida adulta deste indivíduo que sofreu essa situação. Era isso que o criador da psicanálise Sigmund Freud defendia com a descoberta do inconsciente. O que isso poderia influenciar, então, no processo da educação dos filhos e da maternidade? Essa afirmação gerou certo receio e ansiedade nas mães. Até porque a presença materna influencia muito nessa etapa de vida do pequeno, que absorve a voz, expressão do rosto, gestos e movimentos mais sutis, entre outros aspectos que configuram cerca de 80% dessa comunicação inicial.

Esse vínculo materno construído inicialmente deve ser rompido em algum momento para que a criança, então, perceba que há um mundo no entorno dela e que é possível buscar outros laços afetivos além da genitora. Entender todo esse processo influencia muito em ser mãe atualmente, porque toda atitude é pensada levando em consideração a consequência futura. Nesse caso, se a mãe for muito protetora com o filho, vai reforçar a ideia de um apego excessivo. Por outro lado, o pouco contato vai refletir também em problemas na vida do pequeno.

A missão da maternidade moderna é justamente buscar um equilíbrio entre as formas de relação e os vários campos de atuação, como trabalho e também maternidade. Esse é um processo contínuo, demorado, mas que pode contribuir imensamente para a vida de um adulto pleno, feliz e saudável. Buscando auxiliar o leitor com informações pertinentes a este assunto o blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e também a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, que é pediatra e homeopata, apresenta aqui dados relevantes sobre o tema.

Mudanças

k19229617Em um momento da vida chegamos a refletir: como é que nossas avós e bisavós davam conta de criar tantos filhos? Não raro eram cinco, dez proles em uma casa. Atualmente, segundo um levantamento do IBGE, o número de filhos por família é de 1,6. Muitas mudanças ocorreram ao longo dos anos e as dificuldades também parecem ser outras, até mais complicadas, porque a vida moderna impõe que a mulher concilie a vida profissional – que antigamente era restrita ao lar – o trabalho doméstico, o relacionamento com o cônjuge e a responsabilidade adicional de criar o filho.

O impacto dessa transformação pode ser ainda maior se a gravidez não foi planejada, o que ocasiona uma verdadeira mudança brusca no comportamento e também padrão de vida da mulher – por isso se faz tão importante ter o apoio incondicional da família nesse momento. Ter um bebê a caminho é a certeza de que tudo o que foi trilhado até então terá de ser readaptado para a nova realidade.

Em contraponto, quando a gravidez é algo planejado entre o casal, pode gerar mais felicidade que desespero como a situação anteriormente descrita em um primeiro momento pode causar. A preparação já foi computada e as mudanças são menos bruscas, porque os pais já estavam se preparando para este momento.

Necessidade

Chegar a esse equilíbrio pode ser muito difícil, até porque não sabemos qual é o limite ideal de atenção dispensada ao filho, não é mesmo? Criar outro ser humano, sendo responsável por sua educação e desenvolvimento, é de uma responsabilidade tremenda, principalmente porque não há fórmula mágica ou um manual de instruções que nos auxiliem nessa missão. A tarefa dos pais é descobrir, no dia a dia, o melhor caminho para criar seus filhos. Para as mães existe um processo mais complicado em relação a isso porque o vínculo é construído desde a gestação, uma vez que ela carrega no ventre a criança por nove meses. Posteriormente, os pais também constituem vínculos mais fortalecidos.

Nesse ponto, embora a criança seja dependente de outras pessoas para sobreviver, é importante que ela desenvolva certa independência. Nesse ponto, são as pequenas dificuldades ou traumas e frustrações que vão contribuir com esse crescimento. Causar esse tipo de desconforto no pequeno, de não atender a todas as solicitações, é um caminho inclusive saudável para o próprio desenvolvimento e senso de liberdade dele.

Conciliação

Trabalhar fora é completamente normal hoje em dia para as mulheres, e é importante se preparar para o final da licença maternidade, quando as diversas atividades desempenhadas começam a voltar para o lugar. Não se culpe por ter de deixar a criança aos cuidados de outras pessoas ou não tente compensar sua ausência em decorrência do trabalho com presentes em excesso ou muita liberdade para que o filho faça o que bem entender. Há outras formas de conciliar esses aspectos da vida sem prejudicar o desenvolvimento dos pequenos, sem deixar de lado os dois sonhos, de ser uma profissional bem-sucedida e mãe. Qualidade do contato com os filhos é mais importante do que quantidade.

Atividade física x exercício físico: saiba a diferença e os benefícios

comear-uma-atividade-fsica5Manter-se em movimento faz bem à saúde, isso todos sabem, correto? Mas você sabe a diferença entre praticar atividade física e exercício físico? Quando geramos movimentação a partir dos músculos esqueléticos, promovendo gasto energético superiores aos níveis produzidos quando estamos em repouso, isso é chamado de atividade física e podemos exemplificar com a realização de tarefas domésticas, passeios com animais de estimação ou mesmo brincadeiras com os filhos. No caso dos exercícios físicos, são medidos fatores como intensidade, objetivo e tempo de duração.

Agora que você sabe a diferença dos dois, nós, do blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, que é coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, vamos apontar os principais benefícios dessa prática. Praticar exercícios físicos contribuem com a melhoria da taxa metabólica em até 10 vezes, diminuem a gordura corporal e, consequentemente, o peso. Além disso, essas atividades colaboram com a diminuição de doenças cardíacas, com o controle do colesterol ruim e pressão arterial, por exemplo.

A força muscular também é preservada, evitando a diminuição da massa muscular com as consequências da idade e também a estabilização da massa dos ossos, refletindo no bem-estar em especial das mulheres após a menopausa. Quer conferir uma lista com 15 itens para se inspirar a continuar essa prática tão saudável? Confira o material selecionado pelo blog Homeopatia e Saúde para você: http://goo.gl/p6a16c

7 maneiras de melhorar a saúde do seu intestino

images (1)Às vezes enquanto adolescentes não percebemos a importância de alguns aspectos de nossa saúde, mas conforme os anos avançam, passamos a dar mais valor para certas situações. Já parou para pensar quais são os passos para manter o intestino funcionando de forma saudável? É sobre este assunto que o blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, que é coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, foi pesquisar mais a respeito.

O material selecionado aponta sete maneiras para se conquistar um intestino mais saudável, a começar pela avaliação do que você come. É importante se atentar em especial ao que a natureza nos oferece, como alimentos integrais, legumes, castanhas, frutas e sementes, por exemplo. Isso porque os alimentos processados e industrializados contêm ingredientes de origem duvidosa, artificiais e sem qualquer vitalidade. Quer uma dica? Elimine os processados de sua dieta e já notará uma melhora na sua vida,

Outro ponto interessante para se observar é a maneira como você está se alimentando, no sentido de espaço: você come assistindo à televisão? Na frente do computador? Locais com muito ruído? Se sim, saiba que o seu organismo começa a digerir os alimentos sem o menor cuidado, valor ou respeito. Quer conferir os demais itens escolhidos para te auxiliar nessa empreitada? Confira a reportagem selecionada pelo blog Homeopatia e Saúde: http://goo.gl/sUIqhB

Afinal, o ovo faz mal à saúde?

benefícios-do-ovoDe vilão a mocinho e vice-versa: essa é a trajetória do ovo ao longo dos anos, com times de nutricionistas afirmando que o alimento, se consumido em excesso, faz mal para a nossa saúde. Do outro lado, nutricionistas esportivos incentivando a alimentação baseada nesse item, alegando ser uma boa fonte de proteína. Os ovos já foram mais discriminados, é verdade. Acontece que muitos estudos atualmente vêm mostrando que o consumo desse alimento oferece mais benefícios para a saúde que malefícios.

O blog Homeopatia e Saúde, vinculado à Clínica Similia, do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, foi investigar esse assunto

para atualizar os leitores sobre a atual situação do ovo. Entre as décadas de 1980 e 1990, esse consumo era bastante relacionado a problemas do coração e ao aumento do colesterol ruim. No entanto, essa história foi ficando aos poucos no passado com as pesquisas relacionadas ao produto.

Um exemplo disso é um estudo realizado em 2012 pela Universidade de Connecticut, nos EUA, que apresentou à seguinte conclusão: consumir um ovo inteiro no café da manhã pode influenciar nas melhorias de níveis do HDL, que é conhecido como o colesterol bom, no sangue de pessoas que apresentam algum risco para desenvolver doenças cardiovasculares e diabetes. A função do HDL é remover a gordura do sangue, devolvendo ao fígado e, desse modo, evita que as gorduras criem depósitos nos vasos sanguíneos.

Outro estudo, também americano, mas dessa vez feito na Universidade de Missouri, mostrou que meninas que consumiam mais proteína pela manhã, como é o caso do ovo, sentiam-se mais saciadas e a ingestão de alimentos muito gordurosos durante o dia era reduzida. Barato e presente na maioria das mesas, não à toa o brasileiro consumiu 162 ovos durante o ano de 2012 inteiro – ou um ovo a cada dois dias, praticamente. O ovo é um alimento que oferece uma variedade grande de nutrientes, contribuindo em vários aspectos em nossa saúde, como a recuperação de tecidos, por exemplo. Depois do leite materno, esta é a proteína animal mais completa. O equilíbrio em seu consumo deve prevalecer, claro.

Nutrição

Este alimento de origem animal apresenta um valor nutricional consideravelmente alto, oferecendo também proteína, antioxidantes, gorduras insaturadas que agem como fonte de energia para nosso organismo. Tem 13 vitaminas e o que merece destaque: não tem gordura trans. Ok, mas e a gema? Metade das gorduras encontradas nessa parte são formadas por lipídeos monoinsaturados, mas, aproximadamente 90% são de ácido graxo oleico, que é a mesma propriedade encontrada no azeite ou no abacate. Esse elemento é o responsável pela elevação do bom colesterol e diminuição do ruim.

Já a clara do ovo, preferida entre atletas e pessoas que estão em dietas saudáveis, ocupa esse posto justamente por ser pouco calórica, não ter muita gordura e ser riquíssima em proteínas. Além disso, a clara do ovo contribui no fortalecimento do sistema imunológico e oferecer substâncias como a vitamina B12 e o cálcio.


img_como_saber_se_um_ovo_esta_podre_239_origColesterol

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América atestou que esse tipo de alimento apresenta 185 mg de colesterol, e não 215 como anteriormente foi apresentado. Isso significa uma redução de 14%, apresentando ainda uma quantidade até baixa de gordura saturada, responsável pela elevação do colesterol. O lado positivo é que o ovo fornece vitaminas A e do complexo B, além de carotenoides, responsáveis por prevenir doenças degenerativas, e minerais como fósforo, selênio, ferro e zinco.

A recomendação da Associação Americana do Coração afirma que o limite de colesterol que deve ser ingerido por dia é de 300 mg, e por mais que o ovo represente uma boa fatia desse valor, a gema contribui para o aumento do bom colesterol. Pessoas que têm colesterol alto estão mais relacionadas a problemas hereditários e uma má alimentação, regada a gordura saturada, em especial a trans, e falta de atividade física. Por isso aquela velha história de eliminar a gema do ovo está fora de cogitação, é um mito: essa parte do ovo apresenta luteína e zeaxantina, que contribuem para a saúde de nossos olhos, por exemplo.

No entanto, quem já apresenta histórico de colesterol alto ou algum problema no coração, deve consumir moderadamente o alimento, assim como todos os outros, uma vez que aquela máxima de que tudo em excesso faz mal é extremamente válida.

Sintomas de gravidez ou de TPM?

homeopatiaSe você, mulher, está sentindo algumas das características que só percebe quando está de TPM, mais atenção: esses sintomas podem ser de uma gravidez. Se a sua menstruação está atrasada, este é um dos alertas mais claros sobre a gestação, no entanto, há outros pontos que podem também te dar o alerta sobre estar carregando um bebê no ventre.

Para que você saiba dos outros sintomas e identifique se está com alguns deles, o blog Homeopatia e Saúde, da Clínica Similia, coordenada pelo Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, pesquisou um material que apresenta 14 sinais de que você está grávida. Sentir os seios doloridos é um desses sintomas e, além disso, você pode notar as auréolas mais escuras e também algumas veias mais proeminentes.

Outro sinal é urinar com frequência – se de uma hora para outra você passa a ter pausas durante o sono para ir ao banheiro, isso pode indicar uma gravidez. Dores nas costas, principalmente na parte inferior da coluna, pode ser o resultado das mudanças que seu organismo está enfrentado. Dores de cabeça também entram na lista. Cólicas e desejos instantâneos ou aversão a alguns alimentos.

Ficou curiosa e quer verificar os sintomas restantes dessa lista que o blog Homeopatia e Saúde selecionou para você? Confira mais informações acessando o link a seguir: https://goo.gl/XJJoao