Monthly Archives: abril 2016

Coletor menstrual

Você já deve ter ouvido falar no coletor menstrual, alternativa que ano a ano vem conquistando mais adeptas a utilizá-los. Embora a medida esteja se popularizando, ainda há muitas dúvidas acerca de como usá-los, qual a eficácia ou mesmo a segurança nessa prática. Pensando em clarear os principais pontos o blog Homeopatia e Saúde pesquisou e selecionou um material completo para esclarecer essas indagações.

homeopatia e saúdeO coletor tem formato similar ao de uma taça e o material é feito de silicone cirúrgico. Dessa forma, a mulher pode usar mais de uma vez, descartando o sangue e reutilizando o item. O período recomendado que se deve ficar com o coletor no canal vaginal é de 8 horas, mas isso pode variar de acordo com o fluxo menstrual e a intensidade do mesmo. As mulheres que querem experimentá-lo podem ficar despreocupadas, pois não há risco de cair, por exemplo e não há contraindicações para a utilização, exceto as mulheres que nunca tiveram relações sexuais, pois existe o risco de romper o hímen.

O valor do produto pode variar de R$ 85 a R$ 155 e dura até três anos. Outras dúvidas como colocação, remoção, a melhor forma de higienizar o coletor, se é possível a prática de atividade física enquanto se usa, se é possível dormir com o item, entre outras informações podem ser obtidas no site selecionado pelo blog Homeopatia e Saúde, acessando o link a seguir: http://goo.gl/YYH9Va

Estresse está associado a noites mal dormidas

Durante a noite você tem o hábito de levantar subitamente? Se isso é uma situação recorrente, preste atenção, pois o seu hormônio do estresse provavelmente está alto. Sabendo do potencial destrutivo que o estresse tem sobre as células relacionadas à memória, o blog Homeopatia e Saúde buscou reunir mais informações sobre os cuidados essenciais e informações sobre este comportamento para repassar ao leitor.
homeopatia e saudeQuando a pessoa está sob período forte de estresse, algumas substâncias químicas acabam sendo liberadas no organismo, como é o caso do hormônio cortisol, que influencia diretamente a memória. Outros fatores negativos são acarretados por conta disso, como a interrupção do melhor dos sonhos, o corpo passa a reter mais líquido, e caso isso seja prolongado, há a sensação de cansaço e o metabolismo fica lento.

O lado positivo disso é que, uma vez diagnosticado o problema, há algumas formas de tentar melhorar o sono e reverter esse quadro. Uma das dicas é relaxar antes de dormir e respirar profundamente, tentando ao máximo deixar as preocupações para o dia seguinte. Reduzir a luminosidade do ambiente é outra sugestão que pode auxiliar no processo de relaxamento. Outra opção é adotar uma alimentação mais regrada, contendo bastante fibra, frutas e vegetais.

Para acessar essas e outras informações sobre os malefícios do estresse no dia a dia, acesso o material pesquisado pelo blog Homeopatia e Saúde: http://goo.gl/64B0pQ

O sol e a vida das crianças

O sol é responsável por manter a vida no planeta. Nenhum ser vivo sobrevive sem sol. Mas na medida errada o sol pode ser muito prejudicial. Pensando nisso o Blog Homeopatia e Saúde conversou com a Dra. Ana Lucia Dias Paulo homeopata e pediatra da Clínica de Homeopatia Similia e elaborou um guia para papais e mamães não errarem ao expor seus filhos ao sol.

similia homeopatia e saúdeÉ importante ressaltar que a exposição ao sol em excesso ou em horários inadequados, pode provocar danos ao organismo, entre eles o câncer de pele. Sendo o Brasil um país tropical e com altos índices de radiação solar esses riscos são enormes e as consequências graves. Porém, além da fotossíntese no vegetal, o sol é responsável pelo processo de transformar o alimento ingerido em vitamina D no organismo humano.

sol-crianca

“Toda criança deve ser exposta ao sol com alguma parte do corpo a mostra, como braços e pernas, sem filtro solar, pelo menos 15 a 20 minutos, todos os dias”, é o que recomenda Dra. Ana Lucia. “É importante ressaltar que o melhor horário é antes das 10 horas da manhã e após as 4 horas da tarde, e que no horário de verão deverá ser contabilizado o horário do sol, e não o oficial”, explica a médica.

Uma das perguntas mais feitas no consultório, é sobre a diferença nas idades dos bebês e crianças, e se há alguma recomendação para evitar sol em recém-nascidos, por exemplo. “Os bebês, incluindo os recém-nascidos, devem ser expostos ao sol, logo no primeiro dia de vida, principalmente os que apresentam icterícia neonatal”, explica Dra. Ana.

Protetor solar

Para os pais que estão preocupados com o produto protetor solar que a criança deve usar, atenção: Não é recomendado o uso desse produto em crianças menores de 4 anos de idade. Por isso é importante manter o horário de sol, de até as 10 horas da manhã, ou após as 4 horas da tarde para as crianças.

Praia e Piscina

similia homeopatia e saúdeo

Vivemos em um país tropical e, por isso, muitos passeios dos pais são para lugares como praias e piscinas. Como explicamos, as crianças não devem usar protetor solar antes dos 4 anos de idade, por isso a ida à praia deve ser bem cedo, quando mais cedo melhor. E no máximo as 11 horas da manhã o passeio deve terminar. “Vale ressaltar que a recomendação é que a criança vá a praia assim que comece a andar, por volta de 15 meses, e que entrar na água do mar (quando própria para banho) é permitido nessa idade também. Não recomendamos que as crianças fiquem na praia após as 11 horas da manhã, mesmo que em piscininhas, com água não salgada”, orienta a pediatra.

Inverno

No inverno o sol da manhã parece não esquentar, mas ele tem o mesmo efeito no organismo para a produção de vitamina D. Por isso é importante levar a criança para um passeio, ou brincadeira ao sol, antes das 10 da manhã ou após as 4 da tarde.

Raça ou cor da pele.

Dra. Ana Lucia ressalta que não há recomendações diferenciadas para crianças negras ou de origem asiáticas. “Devemos levar em consideração que crianças negras, devido a quantidade de melanina no organismo, estão sujeitas a terem dificuldades na absorvição dos raios solares e, portanto, sujeitas a deficiência de vitamina D no organismo. Por isso, é até mais importante que as crianças negras sigam as recomendações quanto a quantidade de sol diárias”, expõe Dra. Ana Lucia, pediatra e homeopata da Clínica Similia.

 

 

Glutamato monossódico no organismo

Você sabe o que é ou já ouviu falar do glutamato monossódico? Resumindo, este é um aminoácido vinculado às naturalmente proteínas e em nosso sistema nervoso o chamado ácido glutâmico age como um neurotransmissor, sendo destaque quando se trata de estimular os disparos dos neurônios. O blog Homeopatia e Saúde levantou que o tal do glutamato monossódico leva a algumas consequências, como aumento do neurotransmissor que estimula a função muscular no organismo, além de também impedir que a glicose seja absorvida por um fragmento das células cerebrais.

homeopatia e saúdeAo consumir muitos alimentos que possuem esse aditivo, os sintomas presentes no cotidiano das pessoas podem se assemelhar a uma queimação na região do peito, dores de cabeça frequentes – essa dor se alastra pelo pescoço e também na região dos olhos. Suor excessivo, calores e oscilações de humor podem também aparecer. Em pessoas que têm maior sensibilidade, essas sensações podem surgir até mesmo 20 minutos após a ingestão de alimentos com glutamato monossódico.

Mas quais alimentos evitar? Este é um componente bastante presente nos caldos em cubinhos utilizados para cozinhar (carne, galinha, legumes, camarão etc), também faz parte da composição de diversos alimentos industrializados e presente no preparo de comida em muitos restaurantes, em especial os de gastronomia oriental e lanchonetes. Usado abundantemente nesses espaços, há quem chame esses sintomas de “síndrome do restaurante Chinês”, por exemplo.

Quer mais informações sobre a presença dessa substância na alimentação e no organismo? Acesse o material selecionado especialmente pelo blog Homeopatia e Saúde para este fim: http://goo.gl/xeBnsB

Noites mal dormidas refletem negativamente na alimentação

Além de irritabilidade e diminuição do desempenho, você sabia que noites mal dormidas refletem também na sua alimentação? Ou ao menos no que você tem vontade de comer. O blog Homeopatia e Saúde elencou um conteúdo que retrata exatamente essa consequência: um experimento feito pela Universidade de Chicago revelou que o termo “toda ação gera uma reação” tem fundamento aqui, e a sequela é a vontade de ingerir mais sal, açúcar ou gordura nas refeições.
Os pesquisadores mostraram que a falta de sono desencadeia a fome avassaladora que é ligada ao consumo de maconha, a conhecida “larica”, por exemplo. Isso ocorre porque não descansar faz com que haja aumento na produção de endocanabinoides, que são moléculas naturalmente presentes em nosso sistema nervoso e que tem similaridade com o THC, conhecido por ser o princípio ativo da maconha.

A investigação desse assunto contou com a participação de 14 pessoas que voluntariamente se submeteram à experimentação de falta de sono. Os pesquisadores fizeram o monitoramento do sangue dos integrantes, que foram divididos em dois grupos, um que dormia até oito horas e meia, enquanto o outro podia descansar somente quatro horas e meia por noite. Para saber mais informações sobre esse estudo e o que foi oferecido aos participantes, acesse o conteúdo separado pelo blog Homeopatia e Saúde sobre o assunto: http://goo.gl/StoS8R

Homeopatia auxilia na cura da próstata

Embora haja uma campanha em massa no mês de novembro para conscientizar da importância da prevenção do câncer de próstata, esse é um cuidado que deve perdurar durante todo o ano. Essa preocupação não é à toa: no Brasil, esse tipo de câncer fica em segundo lugar entre os mais comuns entre pessoas do sexo masculino, perdendo o posto somente para o câncer de pele não-melanoma. A estimativa do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva é de que 61.200 novos casos sejam diagnosticados este ano.

Sobre este assunto o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lúcia Dias Paulo, da Clínica Similia, destacaram para o blog Homeopatia e Saúde o uso da homeopatia no tratamento do câncer de próstata. É importante ressaltar que o tratamento homeopático pode se tornar um bom aliado no combate à doença se aliado ao tratamento primordial. “No caso do câncer, a homeopatia pode aliviar os sintomas da quimioterapia, mas é importante procurar um urologista para o tratamento principal e um homeopata para o tratamento paralelo”, destaca o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho.

homeopatia e saudeSomente sob orientação profissional é possível acordar os dois tratamentos para esse tipo de doença. A parte positiva é que quando o câncer de próstata é diagnosticado nos primeiros estágios, as chances de cura são altas. A próstata nada mais é que uma glândula do tamanho aproximado de uma noz que somente pessoas do sexo masculino possuem – têm pequenas glândulas responsáveis por produzir parte do sêmen, líquido que protege os espermatozoides. Fica localizada abaixo da bexiga e em frente ao reto e a uretra, que é por onde passa a urina.

Grupo de risco

Esta é uma doença geralmente recorrente em homens na terceira idade – cerca de 75% dos casos são em pessoas que têm mais de 65 anos, e pode ser fruto de um histórico genético, o que aumenta a probabilidade de desenvolver a doença. Homens negros também têm uma possibilidade maior de terem a doença e, independente se o homem é branco ou negro, o estilo de vida pode influenciar na ocorrência da doença.

Alimentação e exercícios

Estudos apontam que pessoas que consomem muita gordura, carne vermelha e cálcio em excesso se expõe à possibilidade de aparição do câncer de próstata. Os que não têm o hábito de consumir frutas e verduras também se incluem nesse grupo de risco. A ingestão de tomate não é fruto de conhecimento popular: este item pode auxiliar na prevenção. Os hábitos de vida saudáveis não excluem a prática regular de atividade física.

Dificuldade

A principal barreira em especial no diagnóstico e continuidade no tratamento está ainda ligado ao preconceito dos homens, que não têm o hábito de se consultar com o objetivo de prevenir – muitos buscam atendimento quando os sintomas já são aparentes e a doença está instalada. “Os homens têm mais dificuldade de se tratar no geral, pois demoram mais a ir ao médico”, pontua o Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho.

Muitas estratégias adotadas pelas Secretarias de Saúde Municipais, por exemplo, é estabelecer esse contato com homens e trabalhar o processo de convencimento através das mulheres – esposas, mães ou filhas, que historicamente têm o hábito de se consultar com maior regularidade. As campanhas desenvolvidas em larga escala todos os anos também reforçam a importância desse cuidado com a saúde masculina, o que tem surtido efeito a longo prazo, fazendo com que os homens se atentem a esse cuidado.

Dados referentes à doença nos Estados Unidos, por exemplo, mostram que um a cada seis homens será diagnosticado com a doença em 2016, mas, no entanto, somente um a cada 34 vão a óbito por causa do câncer de próstata. Em decorrência do diagnóstico precoce a taxa de mortalidade vem caindo consideravelmente.

Sintomas

O câncer de próstata geralmente dá indícios quando a doença já está instalada. No estágio inicial só é possível constatar o tumor a partir de exames, como o PSA (antígeno específico da próstata) ou o toque retal. Alguns pacientes podem apresentar dificuldade na hora de urinar, ter a sensação de que a bexiga não esvaziou por completo e a frequência urinária também pode aumentar. É importante ressaltar que nem sempre os sintomas são aparentes e que essas situações acima citadas podem não representar a doença, no entanto não descarta a investigação médica imediata.

Infarto é diferente em homens e mulheres

Mal-estar e dor localizada na região do estômago merecem mais atenção das mulheres do que se imagina. O blog Homeopatia e Saúde apurou que essas sensações podem revelar sintomas de infarto. Essa conclusão foi tirada a partir de uma publicação da Associação Americana do Coração (AHA), que mostrou que mulheres reagem de forma diferente dos homens quando o assunto é esse problema cardiovascular – enquanto eles sentem uma dor forte no peito, elas podem não sentir tanto assim e apresentar outros sintomas.

homeopatia e saúdeOs sinais podem se manifestar em outros locais, como um peso no braço, um mal-estar indefinido, dor na região do estômago que podem confundir com outras doenças. Qualquer uma dessas sensações merecem atenção redobrada. A divergência nos sintomas não é o único fator que diferencia o evento cardiovascular entre os sexos. Homens correm risco de infarto a partir dos 40 anos, enquanto no sexo feminino essa situação é mais tardia, apresentando-se por volta dos 50 anos de idade, quando outro fator assola a realidade das mulheres, que é a menopausa.

Essas sensações costumam aparecer dias antes do problema mais sério, por isso a atenção deve ser imediata a qualquer sintoma fora do comum. Você quer saber mais sobre essas características e como agir nesses casos? Confira mais informações a partir da matéria selecionada pelo blog Homeopatia e Saúde sobre este assunto: http://goo.gl/qp7Meg

Série Ser Mulher – Candidíase

Candidíase: saiba as causas e sintomas desta infecçãoser mulher

Mulheres jovens, na faixa etária dos 18 aos 35 anos, estão mais suscetíveis a desenvolver uma doença chamada candidíase. Esta nada mais é que uma infecção na região vaginal ocasionada pela presença excessiva do fungo Candida albicans, e que pode causar muito desconforto em diversos aspectos da vida da paciente. Para que você fique melhor informada sobre este assunto, o blog Homeopatia e Saúde, por meio do Dr. Ariovaldo Ribeiro Filho e a Dra. Ana Lucia Dias Paulo, da Clínica Similia, selecionou informações importantes sobre esta infecção para sanar suas dúvidas gerais.

Estudos mostram que 75% das pessoas do sexo feminino contraem essa infecção ao menos uma vez na vida. Outro percentual que chama a atenção mostra que em até 25% dos casos de corrimentos na região genital têm como fonte a candidíase. Os fungos em excesso na vagina ocasionam uma inflamação e alguns sintomas um tanto quanto desconfortáveis para as mulheres. No entanto, especialistas afirmam que esta não é uma doença sexualmente transmissível e que pode chegar a ocorrer mesmo que não haja contato íntimo com outra pessoa.

homeopatia e saúde

Sintomas

A Candidíase de origem vaginal tem como característica presente, além de um corrimento esbranquiçado, vermelhidão e intensa coceira no local – tanto na vulva quanto no canal. Há ainda desconforto na hora de urinar e durante as relações sexuais as mulheres podem sentir dor. As mucosas da vagina ficam bem inflamadas e essa inflamação pode facilitar a contaminação por outras doenças, como DSTs e até mesmo o HIV.

Qualquer vagina conta com esses microorganismos, como bactérias e fungos, que fazem parte da flora vaginal, mas que não conseguem se proliferar devido à defesa do próprio organismo a partir de anticorpos e lactobacilos que impedem o desencadeamento de infecções. Quando a imunidade está baixa, facilitando a baixa resistência, os fungos passam a se desenvolver desenfreadamente e a partir disso os sintomas aparecem. Pico de estresse também é um fator que pode desencadear essa doença e pessoas que têm predisposição a alergias também estão suscetíveis à infecção.

A infecção pode ser detectada corretamente a partir de exames clínicos em consultório. O exame de Papanicolau é um dos meios para descobrir efetivamente o que a mulher está manifestando – é realizada uma raspagem no canal da vagina e também no colo do útero, e esse material é encaminhado para uma análise.


Fator de risco

Há ainda alguns fatores de risco no que diz respeito à candidíase. É o caso do uso de alguns antibióticos, que tendem a reduzir a flora de microorganismos que combatem possíveis infecções na região da vagina. Roupas íntimas muito apertadas e sintéticas, bem como calças ou bermudas coladas ao corpo podem contribuir para o aparecimento dessa doença. Para quem usa desodorante íntimo frequentemente, tenha bastante atenção, pois em alguns casos esse uso pode desencadear a proliferação excessiva de fungos. Outro ponto que chama a atenção trata das alterações hormonais, seja na gravidez ou em tratamentos até mesmo com anticoncepcionais. Diabéticos também devem dar maior atenção a esse caso, pois têm maiores chances de desenvolverem em decorrência do excesso de açúcar na circulação do corpo – isso faz com que haja um estímulo à proliferação de fungos.

Tratamento

No processo de tratamento da infecção causada por esses fungos, é de suma importância que a mulher não use roupas inadequadas, muito apertadas por exemplo. Duchas na região vaginal também é um hábito que pode ser suspenso, bem como a utilização de desodorantes para a região íntima. É recomendado que a paciente não mantenha relações sexuais durante o tratamento, mas, caso mantenha, que use camisinha. O tratamento adequado deverá ser passado pelo profissional da área médica, isso porque cada caso necessita de uma atenção e indicação adequada. Geralmente são receitados remédios antimicóticos e também pomadas antifúngicas para serem aplicadas na região afetada.

Prevenção

É possível prevenir a candidíase ao manter a pele da vagina sempre limpa e seca. Além disso, o blog Homeopatia e Saúde listou outros itens que podem ser seguidos a fim de prevenir a aparição desta doença:

– Manter um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada aliada à prática frequente de atividade física também contribui para o fortalecimento do organismo e consequentemente da imunidade.

– A higiene deve ser rigorosa e ao escolher as roupas a serem utilizadas, opte por peças de algodão e confortáveis.

– Evitar o uso frequente de absorvente interno, assim é possível desviar de uma possível infecção como esta.

Cinco passos para deixar de fumar

Você sabia que a dependência química da nicotina é a mais agressiva em nosso organismo? Por conta disso, pegar no pé de um fumante para deixar o péssimo hábito só vai fazer com que ele se chateie com você. Isso porque abandonar um vício é muito mais difícil do que se imagina. Para que você conheça melhor esse problema e saiba o que o fumante passará para deixar de fumar, o blog Homeopatia e Saúde buscou mais informações sobre esse assunto.

dicas-parar-fumarO Ministério da Saúde divulgou em 2015 que o nos últimos nove anos o índice percentual de fumantes na população brasileira caiu 30,7% e a meta do Governo é alcançar 9,1% até 2020. Mesmo assim, acompanhar o cotidiano de pessoas queridas que são dependentes do cigarro é muito triste. Aos que querem entender o processo de libertação do vício, são cinco fases que o fumante deverá atravessar para livrar-se desse mal, e é interessante saber um pouco mais sobre cada uma.

A primeira fase chama-se de pré-contemplação, quando a pessoa acredita piamente que consegue abandonar o cigarro quando bem entender. Utilizam-se de exemplos de pessoas que fumam e vivem muito e afirmam que tem o mesmo desempenho de saúde que qualquer outra pessoa. A segunda fase é chamada de contemplação, que é quando a consciência começa a ser tomada sobre os malefícios do cigarro. Seguem-se: fase de ação, de manutenção e recidiva.

Quer saber mais sobre esse assunto? Veja mais informações este link selecionado pelo Homeopatia e Saúde: http://goo.gl/isoIIp

Como limpar o umbigo do recém-nascido?

Após qualquer criança nascer, o cordão umbilical, ligação responsável pela transferência de nutrientes e oxigênio para manter o bebê vivo no útero da mãe, é cortado. O pedacinho que fica no local, de no máximo 3 cm, é chamado de coto umbilical. Por um período de até 15 dias, esse pedaço vai ficar seco, escurecer e cair – no entanto, até que isso aconteça, é muito importante ficar atento à higienização para manter a saúde do neném.

homeopatia e saúdePrimeiramente, o local deve permanecer limpo e seco – somente assim ficará livre de infecções. Você sabe como manter a limpeza adequada? O blog Homeopatia e Saúde levantou informações relevantes para esse processo. O ideal é limpar o local depois de dar banho na criança. Nessa etapa, tenha em mãos uma haste flexível, umedeça com álcool 70% para poder fazer a higiene correta.

Ao redor do umbigo, faça movimentos circulares e não se preocupe em machucar o bebê: o coto umbilical não possui terminações nervosas, portanto não há dor. Depois que cair, é importante que os pais continuem com uma limpeza adequada a fim de manter o umbigo realmente livre de infecções. Quer saber mais informações sobre este assunto? Confira o conteúdo separado pelo blog Homeopatia e Saúde: http://goo.gl/BAoJ26

Como saber se tenho ou não mau hálito?

Você bebe pouco líquido durante o dia? Tem o hábito de fumar? Permanece durante muito tempo sem ingerir nenhum alimento? Percebe que com frequência a boca fica seca? Atenção! Você pode sofrer de mau hálito e não perceber.

similia

E você não está sozinho, afinal, este não é um problema restrito: estudos mostram que o mau hálito atinge mais de 40% das pessoas. Foi pensando em orientar quem possa ter mau hálito e não perceber que o blog Homeopatia e Saúde foi buscar mais referências sobre o assunto, para que os leitores possam identificar a situação e tratá-la da melhor forma.

O odor desagradável não ocasiona somente um mal-estar em quem convive com você. Com este problema identificado, o cuidado deve ser maior porque o mau hálito pode resultar em mais de 50 tipos de doenças que vão desde distúrbios no fígado e estômago até inflamações constantes na garganta.

Felizmente, essa é uma situação que pode ser tratada com eficácia, melhorando a saúde e qualidade de vida de quem sofre desse mal. A partir da descoberta, não é preciso destacar que buscar auxílio profissional no tratamento é fundamental, certo?

Agora você deve estar se perguntando: “Como eu posso saber se tenho esse problema?”. O blog Homeopatia e Saúde encontrou uma publicação que lista 15 sinais que podem te ajudar nessa identificação, para saber se você tem ou não mau hálito. Ficou curioso? Clique aqui e confira o material completo sobre este assunto: http://goo.gl/wT1UzP