Monthly Archives: dezembro 2015

Menopausa – O início da nova fase da vida da mulher

A vida fértil da mulher é de aproximadamente 30 a 40 anos, que vai da menarca (primeira menstruação) até a menopausa (a última menstruação). E é sobre a menopausa, ou melhor, a pós menopausa que vamos falar hoje. Venha saber mais sobre essa fase da uma nova vida para a mulher.

Por um lado, a mulher que chega a menopausa pode ter alguns pontos a comemorar. Primeiro, a ausência da menstruação que, para algumas mulheres, é sinal de incomodo constante. Outro fator positivo é a também ausência das oscilações hormonais decorrentes do ciclo menstrual que também cessam.

Porém, alguns sintomas negativos também são observados, como ondas de calor, aumento de gordura na região da barriga, melancolia e secura vaginal. Mas sofrer com a menopausa não é uma sina feminina que precisa ser suportada e ponto final. Existe vida na pós-menopausa, e sim, a mulher pode achar o equilíbrio.

O porque dos sintomas mais comuns

chas-para-minimizar-os-efeitos-da-menopausaOndas de calor – Fogacho  – Os calores são causados pela redução da produção de estrogênio, o que provoca uma desregulação do termostato normal do corpo. Os afrontamentos iniciam-se no período pré-menopausa e costumam durar até 2 anos após a menopausa. Durante o restante do climatério, eles costumam desaparecer, mas cerca de 10% das mulheres permanecem tendo-os por muito tempo, algumas até os 70 anos. A pior fase dos calores costuma ser no ano anterior à menopausa.

Suores Noturnos – a sudorese noturna é uma variante dos fogachos. Em algumas mulheres, os afrontamentos ocorrem predominantemente à noite, provocando uma intensa sudorese durante o período do sono. Em muitos casos, esses afrontamentos noturnos atrapalham o sono e agravam os sintomas de cansaço e irritação da perimenopausa.

O consumo de bebidas alcoólicas durante o dia e um quarto mal ventilado colaboraram para o agravamento dos afrontamentos noturnos.

Depressão – Mulheres na pré-menopausa têm 2,5 vezes mais chances de entrar em depressão do que em outras fases da vida. O risco é ainda maior naquelas que têm severos sintomas da pré-menopausa, principalmente fogachos e distúrbios do sono. A depressão também pode ocorrer em mulheres que se veem aproximando-se da menopausa e ainda desejam engravidar.

Acredita-se que a redução dos níveis de estrogênio, associada aos sintomas incômodos da pré-menopausa e ao fato da mulher reconhecer que está ultrapassando a fronteira entre a juventude e a velhice, colaborem para uma maior incidência de depressão neste período. Após o primeiro ano de climatério, o risco de depressão começa a cair.

Ansiedade – A ansiedade durante a perimenopausa é provavelmente causada pela queda nos níveis de estrogênio circulantes no corpo, o que reduz a produção de neurotransmissores responsáveis ​​pela regulação do humor, como a serotonina e a dopamina.

Alterações do humor – A flutuação dos níveis de estrogênio é responsável pela grande variedade do humor das mulheres no período pré-menopausa. Durante um único dia, a mulher pode alternar entre euforia, raiva e tristeza, sem haver um motivo real para tal.

Secura vaginal – O revestimento da vagina é composto por tecidos dependentes de estrogênio. A deficiência de estrogênio que ocorre na menopausa leva ao adelgaçamento do epitélio vaginal, resultando em atrofia da vagina (vaginite atrófica) e sintomas de secura vaginal, coceira e dor durante o ato sexual (chamada de dispareunia). A secura vaginal inicia-se na pré-menopausa, mas torna-se realmente evidente no climatério.

Redução da Libido – As alterações hormonais típicas da menopausa são as responsáveis pela redução da libido na mulher. Além disso, a própria secura vaginal pode tornar o ato sexual doloroso, o que, aliado a uma redução do aporte de sangue para a região vaginal e vulvar pela deficiência de estrogênio, pode reduzir a capacidade da mulher de ter prazer com o sexo.

Ganho de peso – O metabolismo e a forma como o corpo armazena gordura se alteram com a redução dos níveis de estrogênio. O gasto calórico basal do corpo diminui, fazendo com que seja mais fácil engordar com menos calorias. Além disso, o corpo passa a ter um padrão de acúmulo de gordura mais parecido com os homens, com mais deposição de gordura na barriga e ao redor da cintura.

Tratamento

imagesPara o Dr. Adailton Salvatore Meira, médico ginecologista, sexólogo e homeopata, a mulher que está iniciando a pré-menopausa já está em uma fase da vida mais tranquila, normalmente com outras alegrias como netos, e família. Ele não recomenda a utilização de reposição hormonal. “Pode-se obter resultados mais que satisfatórios com medicamentos homeopáticos e hormônios fitoterápicos”, explica o doutor.

Além disso, uma vida saudável, a pratica regular de exercícios físicos, uma boa alimentação, preparam a mulher para passar por essa fase com mais conforto.

Sucos funcionais realmente funcionam?

Com essa invasão de informação sobre sucos que substituem uma refeição, chás que desincham e fazem o milagre do emagrecimento rápido o Blog Homeopatia e Saúde foi investigar a verdade por trás dessas manchetes. Fique atento e não caia em cilada.

Já ouviu a palavra “detox”? Está na moda ultimamente. Significa “tirar toxinas”. Mas a tal da detox está sendo usada erroneamente como promessas de emagrecimento rápido. Primeiro detox vem de desintoxicação, ou seja, uma limpeza no organismo.

Os tais sucos e dietas detox viraram febre, principalmente sendo difundidos pelas redes sociais, sites e revistas populares. Mas fiquem atentos, nem sempre as tais receitas promovem o que prometem. A dica do Blog Homeopatia e Saúde é sempre procurar um nutricionista, um profissional de sua confiança para tirar suas dúvidas antes de sair substituindo refeições e alimentos por sucos, chás ou shakes.

downloadO lado bom

Para a nutricionista Giórgia Pfeifer os sucos podem ser uma boa chance de inserir no cardápio alimentos que podem ser rejeitados da outra forma. Uma maneira de acostumar o paladar a ingestão de alimentos que nutrem e que as vezes o paladar não aceita com tanta facilidade. Essa dica que ela dá é principalmente para quem não gosta de comer legumes e folhas crus.

Alimentação que entra na moda e provoda a economia

Algumas empresas estão se especializando em produzir e vender os sucos detox e as dietas liquidas. Porém, segundo afirmou o nutrologo Celso Cukier em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, as pessoas devem ficar atentas à essas dietas liquidas, pois elas podem levar a desnutrição se ingerida pelo tempo errado.

Procure seu médico para obter uma indicação personalizada para você.

Para o nutrologo, no máximo é indicado a substituição de apenas uma das refeições pelo suco verde ou detox, e por um tempo especifico. Os benefícios de inserir esse item num lanche, por exemplo, vão desde a melhora do metabolismo, passando pela ingestão de antioxidantes e fibras que auxiliam no intestino. Além dos benefícios já citados acima, que é a inserção de sabores diferentes no paladar, principalmente de quem não gosta muito de verduras e legumes crus.

Dicas:

A nutricionista Giórgia Pfeifer dá duas receitas para quem quer entrar na moda do suco funcional.

receitas-sucos-funcionaisSuco verde

2 folhas de couve

1 punhado de folhas de hortelã

1 maçã

1 cenoura ou beterraba

½ pepino

1 lasca de gengibre

 

Azedinho bom

1 talo de aipo

1 maçã

1 limão