Monthly Archives: março 2015

Páscoa: Santa fartura!

ovo de páscoaEis que se aproxima um dos períodos mais gostosos do ano: a Páscoa. Isso porque é um momento onde, culturalmente, o cardápio fica repleto de delícias como peixes, pães, vinhos e o irresistível chocolate. As tentações gastronômicas são muitas, mas bom senso é a palavra de ordem. E o Blog Similia Homeopatia e Saúde vai explicar o por quê.

 

O mês de abril traz consigo datas comemorativas genuinamente cristãs, por conta (não sei se o termo adequado é “por conta da”) da Semana Santa. Entretanto, o foco fica mesmo no cardápio. Isso porque a tradição e religiosidade perpassam de geração em geração. E nada melhor que seguir os costumes, mas sem descuidar da saúde.

Dentre os alimentos mais servidos está o peixe. Seja aquele bacalhau ou mesmo outras espécies como o dourado e o robalo, é importante ter cautela na escolha do pescado, na melhor forma de preparo e com os acompanhamentos. Afinal a carne do peixe é mais magra – quando comparada à carne bovina, por exemplo – disso não se pode duvidar! Porém, alguns peixes detêm mais gordura se comparado a outros. A sardinha, o arenque, o salmão, a truta, a cavala, o atum, as enguias e as anchovas são exemplos de peixes gordos. Vale ressaltar que, apesar dessa gordura, todos eles são ricos em vitaminas A, D, E e K.


Alimentos-da-pascoa-nutricao-ParamedicoOs magrinhos ficam por conta do bacalhau, linguado, badejo, corvina, peixe-espada, pescada, dourado, truta, robalo, salmonete, tainha, entre outros. Normalmente, são mais leves graças ao acumulo de água, o que diminui o teor de gordura.

As maravilhas do mar de fato são nutritivas e de fácil digestão. Segundo especialistas da American Heart Association – AHA (Associação Americana do Coração), devemos comer duas porções de peixe por semana. Ricos em ômega 3, essa que é uma espécie de gordura boa capaz de promover muitos benefícios ao organismo, inclusive, contribuir para o emagrecimento.

pescados

Nada melhor que comer essas delícias, acompanhado de salada de folhas de alface, rúcula, repolho e tomates cerejas com molho de maracujá, dando aquele toque agridoce ao prato. Outra sugestão é a adição de verduras e legumes como batata, cenoura, chuchu e brócolis cozidos ao molho parmesão. Ou mesmo o arroz branco, soltinho, com legumes e queijo branco. Combinações não faltam!

E para a sobremesa? O temido das dietas: o chocolate. Comer ou não comer, eis a questão? Se o indivíduo tem alguma doença que proíba, por exemplo o diabetes, o ideal é que suspenda ou, ao menos, opte pelos tipos light diabéticos têm que comer os chocolates DIET, que não têm açúcar. Os lights, tem açúcar, mas menor quantidade de calorias. Em pouca quantidade, até nas mais rígidas dietas, o doce pode entrar no cardápio.

bigPhoto_0

O cacau, matéria prima do chocolate, pode ser um aliado à saúde do organismo. Quanto menos “ao leite” e mais “cacau” melhor, pois os tipos ao leite e branco possuem níveis altíssimos de gordura.

 

Por tudo isso, coma com moderação e se delicie com as receitas típicas que só a Páscoa para nos proporcionar.

Comunicado Oficial: Homeopatia Funciona!

POSIÇÃO COM RELAÇÃO AO RELATÓRIO DO GOVERNO AUSTRALIANO QUE CRITICA A HOMEOPATIA

Ariovaldo Ribeiro Filho – Presidente AMHB

Homeopatia SimiliaRecentemente, foi divulgado pela mídia em todo o mundo um relatório do governo australiano que critica a Homeopatia. Segundo o colega homeopata, Dr. Marcelo Pustiglione, percebe-se que, de tempos em tempos, o jogo de interesses que prevalece indistintamente em todos os setores da gestão da saúde, sentindo-se incomodado de alguma forma com nossa proposta terapêutica humana, eficaz e barata, vem à tona para denegrir esta prática e seus praticantes (médicos especialistas), além de reduzir à condição de ingênuos e ignorantes os milhões de indivíduos beneficiados pela Homeopatia ao longo de seus 210 anos de prática.

Ecoa uma declaração e extenso relatório do Conselho Nacional de Pesquisa em Saúde e Medicina (National Health and Medical Research Council – NMHRC), órgão ligado ao governo australiano. Segundo o Dr. José Eizayaga, eminente homeopata e pesquisador, esse relatório refere-se a uma “revisão sistemática das revisões sistemáticas” das publicações que avaliaram a utilidade da Homeopatia em várias moléstias. Este relatório do governo australiano que crítica a Homeopatia é questionável e inválido devido a graves falhas científicas e preconceito, visto que a o texto pode induzir ao entendimento que homeopatia não serve para curar a saúde.

homeopatia similiaO comum em ciência é que existam diferentes posturas, e é o debate inteligente e rigoroso o que nos aproxima da realidade (a verdade). Por isso, o Homeopathy Research Institute (HRI – Reino Unido) analisou escrupulosamente o informe e publicou uma declaração sobre o mesmo. Nela sustenta que a investigação do governo australiano padece de alguns erros metodológicos cruciais que fazem que suas conclusões sejam inválidas, e lamenta que estas falhas, que haviam sido assinaladas por algumas organizações científicas quando o NMHRC tornou público o primeiro rascunho do informe, não tenham sido corrigidas ou ao menos mencionadas no informe. Esta circunstância os faz indagar sobre os interesses ou preconceito do comitê governamental australiano responsável pela investigação. A falha metodológica principal do trabalho australiano é relativamente óbvia: foram considerados todos os ensaios clínicos homeopáticos para cada afecção como um todo, apesar de se tratarem de tratamentos homeopáticos diferentes entre si, entre outras falhas, tais como:

  • A exclusão de pelo menos quatro revisões sistemáticas que oferecem a melhor evidência disponível e com resultados a favor da homeopatia para afecções concretas.
  • Exclusão de todos os ensaios clínicos que tiveram menos de 150 participantes, inclusive os que tinham boa qualidade metodológica.
  • Exclusão da análise que considerou “não confiáveis”, alguns estudos favoráveis à homeopatia, que tinham alta qualidade metodológica e que haviam sido repetidos várias vezes, apenas porque as replicações não foram feitas por grupos de investigadores diferentes.
  • Só foram avaliados estudos publicados em inglês.
  • Chama a atenção a contradição com os resultados favoráveis de uma revisão sistemática publicada em dezembro de 2014, extremadamente rigorosa, que analisou os ensaios clínicos realizados com “tratamento homeopático individualizado”, uma das maneiras mais comuns de utilizar a homeopatia.

Segue o link do artigo completo para aqueles que quiserem se aprofundar: http://www.amhb.org.br/media/proposta_eficaz_2015.pdf

Água é vida

Celebrado no dia 22 de março, o Dia Mundial da Água foi criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1992. O Blog Similia Homeopatia e Saúde explica vários motivos para você não descuidar da ingestão da fonte da juventude natural.

O importante bem natural nunca foi tão comentado como nos últimos tempos. Isso porque a escassez de água potável é uma realidade em várias partes do planeta. E driblar as questões climáticas, seja em situações de cheias ou de barragens secas, é a única forma de preservar essa joia que mantém a vida no planeta e é essencial para a saúde de todos os seres vivos. É impossível manter uma vida saudável sem a constante ingestão de água. A água dá vida à vida.

A saúde na Água

Você que pensava que a água era benéfica apenas para o funcionamento dos rins, se engana. Além de ser uma grande aliada na nutrição da pele, evitando o aparecimento das temidas celulites (pois atua diretamente na eliminação das impurezas no organismo), auxilia ainda em todo o sistema circulatório, digestivo e excretor.

Se você não ingerir a quantidade de água que seu organismo necessita, ele vai “tirar” o líquido de onde achar. Ai seu sangue sofre, você fica com a pele seca e o intestino ressecado, entre outras consequências.

dica-de-saude-agua

Se você não descuida da a beleza das cabelos, por exemplo, os fios hidratados são comuns para quem bebe bastante água; As unhas também são fortalecidas devido ao consumo da substância. Enquanto os cremes rejuvenescedores alcançam apenas a parte superficial da pele, água é capaz de hidratar as camadas mais profundas da derme. Atuar no fortalecimento da imunidade e na regulação da temperatura do cérebro são outras maravilhas que o H²O nos proporciona.

Segundo os especialistas, é recomendada a ingestão de pelo menos dois litros de água diariamente. Vale ressaltar que existe a água natural presente nas frutas, verduras e legumes, que são muito importantes também para nosso corpo.

Água e o Mito

Dizem, erroneamente, que beber água durante a refeição atrapalha a digestão, mas não há teorias científicas que comprovem essa afirmação.

Agua-saude_ACRIMA20110106_0021_13

Outro mito proliferado seria que tomar água em jejum emagrece. Na realidade, contribui apenas para a desintoxicação do organismo em decorrência do longo período sem alimentação. Logo se inicia um processo de sensação de saciedade o que diminui a vontade de comer, daí a fama de perda de peso.

Mesmo com tantos mitos, uma verdade é que devemos beber água sempre, sem que tenhamos sede, principalmente no período do inverno, onde a percepção de sede é minimizada.

Infância: a época de aprender sentindo

Dia 21 de março é comemorado o Dia Mundial da Infância: toques singelos e olhares inocentes podem ajudar a decifrar o fantástico mundo da linguagem dos pequenos; É importante estar atento à comunicação com seu bebê pois isso será fundamental para a escolha do encaminhamento homeopático certo

download

A infância é a fase das descobertas, do crescimento ponderal e intelectual, da criação de conceitos que serão levados para a vida toda. As crianças, principalmente nos primeiros anos de vida, são seres sensitivos, ou seja: tudo que aprendem será por meio das sensações por elas vividas.

Se recebem carinho, beijos e abraços, vão aprender e distribuir essas mesmas emoções por toda vida; mas, se aprendem através de ferimentos – sejam físicos ou mentais – também serão destas mesmas formas que expressarão suas emoções, explica a Dra Ana Lucia Dias Paulo. A conexão da mãe e seu bebê estabelece um contato preciso apenas com um olhar. É a natureza do ser humano que perpassa ao longo das gerações dando sentido à vida. E é essa naturalidade que a homeopatia busca reestabelecer e manter com o organismo. Devolvendo, assim, o perfeito equilíbrio do corpo seja para adultos, ou para bebês e crianças de maneira geral.

As mulheres que usam tratamentos homeopáticos antes de serem mães tendem a, no momento que descobrem a gravidez, procurar especialistas na área para saber se é possível utilizar também os medicamentos em seus bebês. “A homeopatia procura conhecer e respeitar o organismo, seja qual for a idade que este organismo tenha no momento como uma totalidade, nunca em partes”, ressalta a Dr. Ana Lucia.

A infância compreende o período que vai do nascimento aos 12 anos de idade, seja para meninos ou meninas. Nessa fase a criança adquire conhecimento a cada dia, a cada movimento, a cada emoção. Ou seja, tudo que aprendem é assimilado através das sensações vividas.

ninos_con_baja_autoestima

Nessa fase, caberá aos pais ou cuidadores, com o auxílio dos especialistas no ramo da homeopatia, identificarem os sinais e sintomas. A Dra Ana Lucia explica como se dá essa avaliação: “No atendimento às crianças pequenas, que ainda não sabem se expressar, podemos usar outros recursos para buscar o entendimento da sua totalidade, seja recorrendo ao entendimento de desenhos feitos pela própria criança, cuja explicação ela mesma dará – o adulto, até mesmo o médico, deve evitar interpretações. Podemos utilizar estórias que envolvam a criança para que ela manifeste suas emoções através dos personagens”.

Para as crianças de mais idade, quando o desenvolvimento da fala está mais aflorado, o diagnóstico é dado com maior rapidez. Tudo vai depender da comunicação entre ela e o especialista para esclarecimento dos sintomas apresentados.

“Devemos entender que crianças são crianças e não adultos pequenos, portanto eles tem entendimentos e reações próprias do seu mundo, da sua idade. Uma criança de 5 anos jamais irá entender certos problemas como um adulto o faz, principalmente por ter em sua memória de emoções e sensações vividas, bem menos informações que os adultos”, nos conta Dra. Ana Lucia.

Por isso é importante para as crianças que elas vivam esta fase com muita intensidade. E isso não significa ter muitos brinquedos e sim  ter  adultos (pais, mães, avós), dispostos  a lhes dar atenção. Através da leitura de estórias, de passeios e brincadeiras no parque e, de enormes sessões de cócegas, beijos e abraços.

Homeopatia na infância

homeopatia-para-bebes-620x433

Mas seja para o alívio de cólicas, bastante comum em bebês, ou mesmo quadros gripais, alérgicos e em conjuntivites, o tratamento homeopático é bastante eficaz. Vale lembrar que os tratamentos homeopáticos receitados para um bebê não devem ser reutilizados por outros pacientes. Mesmo que tenham sido para a mesma patologia, os indivíduos são diferentes. Além disso, a formula é desenvolvida a partir das características físicas singulares.

A escolha entre homeopatia ou alopatia é feita pela família da criança e ambas têm resultados. Cabe a cada núcleo familiar avaliar os prós e contras de cada tratamento, que poderá acompanhá-los por toda vida.

Hora do Chá

Quente ou frio, o consumo regular de chás oferece muito mais que um momento de prazer. Bebida de baixa caloria e inúmeros benefícios, há chás que estimulam o apetite, ajudam a acalmar e melhoram a função gastrointestinal. Descubra qual o benefício do seu preferido

teacake_01

Se levarmos ao pé da letra, chamaríamos de chá só a bebida que se origina da infusão das folhas da planta Camellia sinensis (que inicialmente recebeu o nome de Thea sinensis), mais conhecida como chá-preto, mas que também dá origem ao chá-branco, chá-verde, chá-amarelo e chá-vermelho. Todas essas bebidas são originárias do mesmo vegetal (o que os diferencia são os tempos de coleta e de secagem).

Se os chás verde e preto são bastante difundidos ao redor do mundo, aqui no Brasil, os de camomila, hortelã, erva-doce, capim-cidreira e boldo estão entre os mais consumidos. Outra paixão brasileira é o chá-mate, derivado da erva-mate que é refrescante e tem propriedades antioxidantes.

Uma das histórias referente ao surgimento do chá remete à 5.000 atrás, na China do Imperador Sheng Nong, popularmente conhecido como o Curandeiro Divino. Tentando solucionar a constante incidência de surtos epidêmicos em seu reino, ele criou uma lei que obrigava o povo a ferver a água antes de ingeri-la.

Um dia, repousando sob uma árvore, o soberano deixou sua xícara de água esfriando um pouco, e logo percebeu que algumas folhas haviam caído sobre o líquido, conferindo-lhe um tom castanho. Ao experimentar a bebida, descobriu que ela possuía um sabor aprazível, difundindo assim o cultivo deste alimento entre seus súditos.

Uma outra história, também da China, conta que a princípio os chás eram consumidos apenas com objetivo medicinal, mas aos poucos passou a ser utilizado como bebida, por prazer, tornando-se a segunda bebida não alcoólica mais consumida do mundo.

Benefícios

De lá pra cá, cientistas, médicos e pessoas comuns descobriram que o chá tem tanto a função medicinal como a prazerosa e, dependendo das folhas que se escolhe para a infusão, até nutrientes que colaboram para o bom funcionamento do corpo.

Para a nutricionista clínica, especializada em nutrição funcional do Hospital Albert Einsten, Fabiana Trovão: “Existe uma série de chás que contribuem para a saúde”

São inúmeras opções de infusão, cada qual com sua propriedade – seja ela calmante ou estimulante, aquecedora ou refrescante, diurética ou emagrecedora, temos hoje o conhecimento de milhares de chás feitos a partir de folhas, flores, frutos e cascas. Mas, é preciso que a bebida seja ingerida diariamente para que seus efeitos sejam evidentes no organismo.

Um estudo publicado pelo jornal acadêmico Phytotherapy Research, dos Estados Unidos aponta que o consumo diário de chá-verde ou preto inibe a produção de enzimas cerebrais associadas à perda de memória. Mas, o benefício é interrompido quando se para de consumir o chá.

Quente ou gelado, os efeitos terapêuticos de muitos chás são comprovados cientificamente. Se for pelo prazer, não existe uma hora específica do dia para beber chá.  Porém, se a intenção é conseguir algum benefício ou na forma de tratamento fitoterápico, isso pode variar.

Pela manhã, o chá-preto é mais aconselhável porque estimula a produção dos neurotransmissores cerebrais que nos dão energia, do contrário, deve ser evitado após as 18 horas, por possuir alta concentração de cafeína.

Depois das refeições, chá-verde ajuda na digestão e é diurético, além disso, tem como princípio ativo os polifenóis (responsáveis por diminuir os níveis de colesterol), contribui para a saúde bucal e tem efeito antioxidante, diminuindo a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento.

i372764Alguns deles podem até ser consumido durante a refeição como explica Paula Simonsen, especialista em chá de São Paulo: “Alguns tipos de chá escuro, como o Lopsang Souchong, são ótimos para acompanhar pratos salgados e mais gordurosos, como sanduíche de salmão e cream cheese no pão preto. Esse é um exótico chá chinês, aromatizado e defumado”

A verdade é que dá pra aliar o prazer às propriedades medicinais e fazer da hora do chá uma hora saborosa e saudável. Abaixo listamos 14 tipos diferentes de chá deliciosos e seus benefícios, escolha o seu favorito:

Capim cidreira

Essa erva é aliada do sistema digestivo e ainda ajuda a aliviar gases. Ótimo para ser consumido depois das refeições, também funciona como um sedativo natural.

Camomila

Também de ação calmante, a camomila é boa para combater ansiedade e insônia e tem sido muito usada para aliviar a enxaqueca. Muito indicada no período da TPM, ajuda a aliviar cólicas.

Hortelã

Tem função antiparasita e antifúngica e auxilia pessoas que estão com complicações de gases. O chá de hortelã melhora a digestão, combatendo azias.

Alecrim

Digestivo poderoso, o alecrim também é muito usado para ajudar pessoas que querem controlar o peso, pois aumenta a sensação de saciedade.

Possui ainda funções antiespasmódica e anti-inflamatória sendo indicado ainda, para cólica renal e menstrual. Possui excelente ação antifúngica – ótima para ajudar a mandar embora o fungo cândida do organismo – e ação desintoxicante.

Erva doce

O aroma dessa erva é muito usado como forma de relaxante. O chá, além de propiciar esse benefício, também ajuda no combate a cólicas e gases, além de melhorar a digestão.

Chá mate

Preferido de muitos, o chá mate tem ação termogênica e antioxidante, bom para acelerar o metabolismo e evitar o envelhecimento precoce. É preciso um cuidado, apenas, com o seu poder estimulante, por conter cafeína. Deve ser evitado por pessoas hipertensas, por aumentar a circulação sanguínea.

Chá de canela

A canela pode ser uma ótima aliada no controle de diabetes, ajuda na redução da glicemia, regulando o açúcar no sangue. Além disso, ajuda na diminuição da vontade de comer doces e melhora a circulação.

Chá verde

Desintoxicante, ajuda a fortalecer o sistema imunológico, previne problemas cardiovasculares por controlar o colesterol e ainda tem vários princípios ativos que ajudam na prevenção do câncer. E as vantagens não param por ai: ajuda a combater cáries – basta fazer bochechos com ela – e serve de protetor solar interno, ajudando a proteger a pele contra raios ultravioletas. Tomar o chá, no entanto, não dispensa o uso do protetor solar externo.

O chá verde também é muito famoso pela ação termogênica, ou seja, acelera o metabolismo na queima de gorduras e pode contribuir para quem quer perder os quilos extras desde que combinado com dieta balanceada e prática de exercícios físicos.

Chá de hibisco

O hibisco ajuda no controle do colesterol e é muito diurético, capaz de fazer uma varredura de toxinas no organismo. Pode ser uma boa opção para hipertensos, porque tem menos cafeína que o chá verde, mas, benefícios semelhantes.

Chá de gengibre

“O gengibre é um dos melhores anti-inflamatório que temos na natureza”, diz a nutricionista Flávia Cyfer. Ele também atua no sistema digestivo contra cólicas e gases e ajuda no combate à celulite, tão indesejada pelas mulheres. Também é indicado para combater enjoos e náuseas, principalmente em gestantes, que não podem usar muitos remédios durante a fase da gestação.

Chá de limão

Além de a fruta ser rica em vitamina C, tem ação alcalinizante, ou seja, ajuda a deixar o pH do sangue dentro do nível alcalino, que é como ele deve ficar. Fazer o chá junto com a casca, contribui para a desintoxicação do organismo.

Maracujá

O maracujá já é famoso por ajudar a acalmar os nervos. Indicado para combater ansiedade, estresse, insônia, irritação e agitação.

Maçã

A fruta também tem ação calmante, além de ótima para ajudar na digestão, pois é diurética, com efeito laxante.

Chá de alfazema

Ajuda a aliviar cólicas. De propriedade calmante e bactericida, a alfazema também é muito usada para amenizar dores de cabeça.

 

Mas qual a forma certa de preparar seu chá?

cha

Nada mais simples do que preparar um chá; basta ferver a água e depois colocar as folhas em infusão. O ideal é que seu preparo ser feito na hora. Quando deixado em garrafa térmica, o chá pode perder até metade das propriedades funcionais.

Para a especialista nessa bebida, Paula Simonsen, existe uma forma perfeita para o preparo adequado da bebida. Acompanhe o passo a passo:

1. Encha um infusor com o chá de sua escolha (a medida é uma colher de chá por xícara) e coloque dentro de um bule, de preferência de porcelana. O metal pode alterar o gosto.
2. Esquente água mineral na chaleira, sem deixar ferver. Quando as primeiras bolinhas começarem a subir, desligue. A temperatura deve ficar em torno de 85°C. O ideal é que, ao tocar a chaleira, sinta que está bem quente, mas sem queimar as mãos. Os chineses dizem que, se não conseguimos tocar uma coisa, ela também não está boa para ser consumida.
3. Jogue a água no bule, sempre em movimentos circulares para permitir a entrada de maior quantidade de oxigênio.
4. Deixe a bebida descansar por 3 a 5 minutos. Para cada tipo de chá há a exigência de espera com tempo diferente.
5. Antes de servir, jogue água quente sobre a xícara para aquecê-la. Assim, é possível manter a temperatura da bebida por mais tempo.

Que tal aproveitar essas dicas e tomar um chazinho?

i372765

SER MULHER

ser mulher

O mês de março é marcado internacionalmente pelo dia internacional da mulher. Embora a pauta feminina mais importante seja a luta contra o machismo, a saúde e o bem estar nunca devem ser deixados de lado

dia-da-mulher (1)

 

Marcado pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8, o mês de março deve ser lembrado pela luta das mulheres por espaço e igualdade numa sociedade tipicamente machista.

A data remete a uma greve ocorrida em 1857 numa fábrica  de tecidos, em Nova Iorque, quando operárias foram covardemente assassinadas por terem iniciado uma paralisação. Elas reivindicavam, entre outras coisas, redução da jornada de trabalho de 16 para 10 horas diárias e melhores condições de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência: as mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas num ato totalmente desumano.

A data foi estabelecida anos depois, em 1910, numa conferência na Dinamarca e é, até hoje, marcada por luto, lutas e discussões acerca do papel da mulher em nossa sociedade.

Sempre pensando em Saúde e Bem Estar de nossos leitores, em novembro de 2014 o Blog Homeopatia e Saúde criou a série Ser Mulher, que aborda questões de saúde, bem estar e homeopatia, voltadas totalmente para o público feminino.

Para celebrar o mês internacional da mulher, preparamos uma retrospectiva dos assuntos postados na série. Confira:

dia-internacional-da-mulher

Em nosso primeiro post, abordamos a questão do Pré-natal feito com um homeopata. Numa entrevista super descontraída com a blogueira, advogada e mãe, Edilene Gualberto, conhecemos as principais diferenças entre o pré-natal alopático e o homeopático, comentado por alguém que viveu as duas experiências em suas duas gestações. Edilene, que tinha em seu histórico uma primeira gestação onde o pré-natal foi com médico alopata e parto cesáreo, conta que sentiu uma enorme diferença no pré-natal “tanto pelo fato da homeopatia, quanto pela questão da humanização e da consulta particular (que foge daqueles 10 minutos rápidos e vira um bate papo de aproximadamente uma hora)”. Atribui o sucesso de seus dois partos naturais após uma cesárea a essa busca por um pré-natal homeopático e humanizado: “Para quem prefere o parto natural e humanizado, tudo que for natural é melhor, então, como benefício do pré-natal homeopático eu identifico a naturalidade e a tranquilidade de saber que está tomando algo que não afetará em nada seu filho”.

No segundo post, foi a vez de falar sobre Depressão pós-parto, doença séria e silenciosa que se caracteriza pela agravação do Baby Blues (quadro de tristeza comum entre 50 a 80% de puérperas, mas que se persistente, deve ser tratado com carinho e muita atenção). O texto aponta as principais diferenças  entre Baby Blues e Depressão pós-parto e atenta para o fato de que, enquanto o primeiro pode ser chamado de “fisiológico” – sumindo do mesmo jeito que apareceu –, o segundo pode ser devastador e transformar-se numa doença crônica.

Mais uma vez, a homeopatia se mostra como medicina eficiente, tanto na prevenção como no tratamento da Depressão pós-parto, principalmente por ser uma opção natural e sem contra-indicações.

dia-da-mulher

Em Janeiro, foi a vez de falarmos sobre a Primeira Menstruação, ou menarca, com informações que vão desde a preparação para este marco na vida da mulher, até dicas de saúde, higiene e orientações valiosas para os pais. Entre outras coisas, falamos a questão da abordagem, da fertilidade e de como preparar a jovem para esse rito de passagem.

Em Fevereiro, as DST’s femininas foram a pauta da série Ser Mulher, focando principalmente na prevenção como maior aliada. O post vem recheado de dicas e informações sobre as principais doenças que podem contaminar as mulheres durante o ato sexual e reforça a campanha do uso de preservativo em todas as relações íntimas.

E não para por aí! Ao longo de todo esse ano de 2015, continuaremos com posts carinhosamente selecionados, sempre visando sua saúde, bem estar e qualidade de vida. Toda primeira segunda feira do mês, temos um post novo da Série Ser Mulher.  Acompanhe-nos.

Celebre com saúde, este mês é seu mulher!

dia da mulher inter blog